Paisc

38.317 visualizações

Publicada em

Paisc

2 comentários
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
38.317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
893
Comentários
2
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paisc

  1. 1. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A ATENÇÃO Á SAÚDE DA CRIANÇA - PAISC
  2. 2. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 1- Considerações Preliminares <ul><li>1983 - D ivisão Na cional M aterno I nfantil (DINSAMI) elaborou o Programa de Assistência Integral da Mulher e da Criança (PAISMC). </li></ul><ul><li>O seu objetivo era de reduzir a morbimortalidade da mulher e da criança, incrementando a cobertura e a capacidade resolutiva da rede pública de serviços de saúde do país. </li></ul><ul><li>Em 1984, o PAISMC foi implantado </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  3. 3. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 1- Considerações Preliminares <ul><ul><li>P osteriormente houve a separação do programa da mulher passando, então, a serem denominados: </li></ul></ul><ul><li>Programa de Atenção à Saúde da Mulher (PAISM) </li></ul><ul><li>Programa de Assistência Integral à Saúde da Criança (PAISC). </li></ul><ul><li>H oje Núcleo de Atenção Integral à Saúde da Criança. </li></ul>
  4. 4. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 2- Considerações Conceituais <ul><li>A infância é uma das fases da vida onde ocorrem as maiores modificações físicas e psicológicas . Essas mudanças caracterizam o crescimento e desenvolvimento (CD) infantil, e precisam ser acompanhadas de perto. O acompanhamento do CD indica as condições de saúde e vida da criança, visando a promoção e manutenção da saúde , bem como intervindo sobre fatores capazes de comprometê-la (SIGAUD, VERÍSSIMO, 1996). </li></ul>
  5. 5. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 2- Considerações Conceituais <ul><li>O Ministério da Saúde desenvolveu um Programa de Assistência Integral à Saúde da Criança (PAISC), estabelecendo um calendário mínimo de consultas para o atendimento de crianças de 0 a 5 anos : 1mês , 2meses, 4meses, 6meses, 9meses, 12meses, 18meses, 24meses, 3anos, 4anos e 5anos (SIGAUD, VERÍSSIMO, 1996). </li></ul>
  6. 6. Calendário Mínimo de Consultas Primeiro ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º ano 6º ano 15 dias 1 mês 2 meses 4 meses 6 meses 9 meses 1 ano 18 meses 2 anos 3 anos 4 anos 5 anos 6 anos
  7. 7. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA <ul><li>A periodicidade pode ser alterada em casos de crianças com até 6meses cujo peso ao nascer tenha sido inferior a 2500g ou que já tenha sido desmam ada, com déficit de crescimento ou problema de desenvolvimento . O acompanhamento de CD deve ocorrer sempre que a criança for ao serviço de saúde, seja para puericultura, imunização ou consulta de morbidade (SIGAUD, VERÍSSIMO, 1996). </li></ul>2- Considerações Conceituais
  8. 8. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA - PAISC <ul><li>Finalidades e diretrizes: </li></ul><ul><ul><li>a promoção, </li></ul></ul><ul><ul><li>integração, </li></ul></ul><ul><ul><li>apoio e incentivo à saúde da criança </li></ul></ul><ul><li>. (BRASIL, 1996) </li></ul>
  9. 9. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- = PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA - PAISC <ul><li>São objetivos deste programa: </li></ul><ul><li>  GERAL </li></ul><ul><ul><li>Criar condições para um atendimento integrado à saúde da criança de zero a cinco anos com a prioridade para os grupos de risco , através de aumento de cobertura e melhoria da qualidade do atendimento, visando a diminuição da morbimortalidade infantil. </li></ul></ul>
  10. 10. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA -PAISC <ul><ul><li>PUERICULTURA </li></ul></ul><ul><li>Durante uma consulta, a avaliação do CD é feita utilizando-se gráficos de crescimento , observação, histórico do desenvolvimento, além de levantamento e atendimento às preocupações dos pais. Em cima desses fatores levantados deve-se realizar educação em saúde. </li></ul>
  11. 11. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA -PAISC <ul><li>São objetivos deste programa:   </li></ul><ul><li>Específicos </li></ul><ul><ul><li>Acompanhamento do CD como metodologia de assistência; </li></ul></ul><ul><ul><li>Promover o aleitamento materno e orientar a alimentação no 1º ano de vida; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumentar os níveis da cobertura vacinal; </li></ul></ul><ul><ul><li>Identificar precocemente as patologias; </li></ul></ul><ul><ul><li>Promover a educação para a saúde, destacando a importância da participação da família. </li></ul></ul>
  12. 13. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA -PAISC <ul><ul><li>solicitar aos pais que evitem interferir nas tentativas da criança de cumprir uma tarefa, iniciando pela observação de tarefas próprias da idade anterior à da criança; </li></ul></ul><ul><ul><li>solicitar aos pais que informem o item quando não for possível a observação direta; </li></ul></ul><ul><ul><li>registrar o desempenho da criança; </li></ul></ul><ul><ul><li>relacionar as atividades sugeridas apropriadas à criança e discuti-las com os pais (SIGAUD, VERÍSSIMO, 1996). </li></ul></ul>
  13. 14. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA - PAISC <ul><li>AÇÕES BÁSICAS:  </li></ul><ul><ul><li>AM E ORIENTAÇÃO PARA O DESMAME; </li></ul></ul><ul><ul><li>ASSISTÊNCIA E CONTROLE DAS IRA’s; </li></ul></ul><ul><li>IMUNIZAÇÃO; </li></ul><ul><ul><li>CONTROLE DAS DOENÇAS DIARREICAS; </li></ul></ul><ul><li>ACOMPANHAMENTO DO CD. </li></ul>
  14. 15. POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A CRIANÇA 3- PROGRAMA DE SAÚDE DA CRIANÇA - PAISC <ul><li>ESTRATÉGIAS DE IMPLANTAÇÃO:  </li></ul><ul><ul><li>CRIAÇÃO OU APERFEIÇOAMENTO DE SISTEMAS DE REFERÊNCIA; </li></ul></ul><ul><ul><li>DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DAS SECRETARIAS DE SAÚDE, BUSCANDO O APRIMORAMENTO GERENCIAL E OPERATIVO; </li></ul></ul><ul><ul><li>AMPLIAÇÃO DE COBERTURA DAS AÇÕES BÁSICAS. </li></ul></ul>

×