CCT0009 roteiropersonagensav1

1.243 visualizações

Publicada em

Av1 da disciplina CCT0009 Roteiro e Personagens, do curso de Jogos Digitais.

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CCT0009 roteiropersonagensav1

  1. 1. Bibliografia Design de Games Uma abordagem prática Paul Schuytema Editora: CENGAGE Learning Ano: 2008 Roteiro Para Mídia Eletrônica Robert Musburger Editora: Campus Ano: 2008 Manual do Roteiro Syd Field Editora: Objetiva Ano: 1995 Os exercícios do roteirista Syd Field Editora: Objetiva Ano: 1996 Teoria e Prática do Roteiro David Howard e Edward Mabley Editora: Globo Ano: 1996
  2. 2. Bibliografia O herói de mil faces Joseph Campbell Editora: Pensamento Ano: 1995 O poder do mito Joseph Campbell Editora: Palas Athena Ano: 2012 Os arquétipos e o Inconsciente Coletivo C.G. Jung Editora: Vozes Ano: 2011 A jornada do escritor Christopher Vogler Editora: Aleph Ano: 2015
  3. 3. O que é um roteiro? - Numa peça de teatro, a ação acontece no palco. - E ocorre na LINGUAGEM da ação dramática: os diálogos. - Na literatura, a ação acontece na cabeça dos personagens. - E pode ocorrer através de eventos passados, diálogos, pensamentos. - Roteiro de Filmes/Games são diferentes. - O roteiro é uma história contada em imagens, diálogos e descrições, localizada no contexto da estrutura dramática. - Estrutura (structura) = construir / organizar e agrupar elementos diferentes
  4. 4. O que é um roteiro? - Uma história é um todo e as partes que a compõe: ação, personagens, cenas, sequências, Ato I, Ato II, Ato III, música.... - Estrutura é o que sustenta a história no lugar. - Esse é o paradigma de um roteiro, segundo Syd Field: Início Meio Fim ATO I ATO II ATO III _____________*_____//________________________**___//_________________ Apresentação Confrontação Resolução (Pág. 1-30) (Pág. 30-90) (Pág 90-120) * Plot Point I (pág 25-27) ** Plot Point II (pág 85-90)
  5. 5. O que é um roteiro? ATO I APRESENTAÇÃO O roteirista apresenta a história, os personagens, a premissa dramática (sobre o que é a história), a situação (circunstâncias em torno da ação) e estabelece o relacionamento entre os personagens. ATO II CONFRONTAÇÃO O personagem principal enfrenta os obstáculos que o impedem de alcançar sua necessidade dramática. ATO III RESOLUÇÃO Resolução não significa sim. Resolução significa solução. Aqui seu roteiro se resolve. A necessidade dramática é atendida (ou não). #FICADICA: Todo drama é conflito. Sem conflito não há personagem. Sem personagem não há ação. Sem ação não há história. Sem história não há roteiro.
  6. 6. O que é um roteiro? PLOT POINT Mas como passar do Ato I pro Ato II e do Ato II pro Ato III? Crie um PLOT POINT. - Plot Point é um incidente que “engancha” na ação é a joga em outra direção. - O 1º Plot Point ocorre quase no final do Ato I. - O segundo, quase no final do Ato II. #FICADICA: Siga o personagem principal e você encontrará os Plot Points.
  7. 7. O que é um roteiro? TITANIC Ato I – Apresentação Plot Point I TITANIC Ato II – Confrontação Plot Point II TITANIC Ato III – Resolução
  8. 8. O que é um roteiro? O ASSUNTO - Qual o assunto de seu roteiro? - Quando falamos sobre o assunto de um roteiro, falamos de AÇÃO e PERSONAGEM. - Ação é O QUE ACONTECE. - Personagem é A QUEM ACONTECE. - A responsabilidade do assunto é sua. - Você exerce a escolha e a responsabilidade para determinar a execução dramática da história. Alguém sai caminha do banco. X Alguém sai correndo do banco.
  9. 9. O que é um roteiro? O ASSUNTO - O roteiro é como um substantivo: uma pessoa, num lugar, vivendo sua “coisa”. - PESSOA = PERSONAGEM - COISA = AÇÃO - Quando consegue resumir seu roteiro e apresentá-lo como um “substantivo”, está começando a preparação. - O passo seguinte é expandir seu assunto. E pesquisa é fundamental. - Não colocar uma informação no roteiro porque você não quer é escolha sua. - Não colocar uma informação no roteiro porque você não sabe é uma falha. #FICADICA: Quanto mais você sabe, mais pode comunicar.
  10. 10. O que é um roteiro? O ASSUNTO -Quando pensar em um assunto, pense em ação e personagem. #FICADICA: Na publicidade o assunto vem do briefing. # Roteiro Adaptado (de outra obra) X Roteiro Original (história inédita)
  11. 11. O que é um roteiro? O ASSUNTO - Que tipo de história está escrevendo? Definido isso pode entrar no seu personagem. - Defina a NECESSIDADE do seu personagem. - Se conhece a necessidade do seu personagem, pode criar obstáculos. - Como vencer os obstáculo é a sua história. - Quantos mais obstáculos, mais interessado fica o “leitor”. - Quanto mais complicado o obstáculo, mais interessante será seu “herói”. #FICADICA: Conheça o seu assunto. #FICADICA: Todo drama é conflito.
  12. 12. O que é um roteiro? PERSONAGEM - O personagem é o fundamento essencial de seu roteiro. - Primeiro estabeleça quem é seu PERSONAGEM PRINCIPAL. - Separe sua vida em 2 categorias: Interior e Exterior. - A vida Interior vai do nascimento até começar a história. FORMA o personagem. - A vida Exterior vai do começo ao final da história. REVELA o personagem.
  13. 13. O que é um roteiro? PERSONAGEM - Comece com a VIDA INTERIOR: Masculino ou Feminino? Quantos anos (qnd a história começa)? Onde vive? Onde nasceu? Filho(a) único(a)? Como foi sua infância? Como se relaciona(va) com os pais?...Siga pelos anos até chegar no período da história. - Feito o aspecto INTERIOR, passe para o EXTERIOR. - Isole os elementos ou componentes de suas vidas. - Você deve criar as personagens em relacionamento com outras pessoas ou coisas. - Todos os personagens dramáticos interagem de 3 formas: 1) Eles experimentam conflito para alcançar sua necessidade dramática 2) Eles interagem com outros personagens 3) Eles interagem consigo mesmos #FICADICA: Filme/Game é um meio visual. Você deve encontrar maneiras de revelar os conflitos dos personagens visualmente.
  14. 14. O que é um roteiro? PERSONAGEM - Como fazer o personagem real? Classifique sua vida em 3 componentes básicos: 1) Profissional – O que faz 2) Pessoal – Defina seus relacionamentos pessoais 3) Privado – O que faz quando está só #FICADICA: Conheça seu personagem. (Defina a necessidade)
  15. 15. O que é um roteiro? PERSONAGEM - Defina a NECESSIDADE do personagem. - Sua biografia dará o CONTEXTO. - Personagem é um PONTO DE VISTA. - Personagem é ATITUDE. - Personagem é COMPORTAMENTO. - Personagem é IDENTIFICAÇÃO.
  16. 16. O que é um roteiro? CRIAÇÃO - Há 2 maneiras de abordar um roteiro: 1) Você tem uma ideia e depois cria personagens que combinem com essa ideia. 2) Você cria um personagem, dele surge uma necessidade, uma ação, uma história.
  17. 17. O que é um roteiro? FINAIS E INICIOS - A melhor maneira de começar um roteiro é SABENDO SEU FINAL. - Finais e inicios podem ou não estar relacionados. - Se estiverem, é a ESTRUTURA CIRCULAR. - Se não estiverem, pense em como seu INÍCIO CAPTURA A ATENÇÃO. - E como seu FINAL RESOLVE A HISTÓRIA.
  18. 18. O que é um roteiro? FINAIS E INICIOS - É no INÍCIO que você deve estabelecer 3 coisas: 1) Quem é o seu personagem principal 2) Qual a premissa dramática (sobre o que é a história) 3) Qual a situação dramática (circunstâncias em torno da história) #FICADICA: Sua história determina o tipo de abertura. E sabendo seu final você conduz a trama até ele.
  19. 19. O que é um roteiro? A CENA - A cena é o elemento isolado mais importante do seu roteiro. - Toda cena tem 2 elementos: 1) Lugar/Espaço 2) Tempo - O propósito de uma cena é mover a história adiante. - Uma cena é tão longa ou curta quanto você queira. - A história determina o tamanho da cena. - Cada cena requer a mudança na posição da câmera. - Uma cena é construída em termos de Início-Meio-Fim. - Ou pode ser apresentada em parte. Depende da sua história. - Cada cena revela pelo menos um elemento de informação da história. #FICADICA: Se trocar o Lugar ou o Tempo, ou os dois, trocou de cena. #FICADICA: Vários takes formam uma cena. Várias cenas formam uma sequência.
  20. 20. O que é um roteiro? A CENA
  21. 21. O que é um roteiro? A CENA - Geralmente há 2 tipos de cena 1) Algo acontece visualmente 2) Diálogo entre uma (monólogo) ou mais pessoas. #FICADICA: A maioria das cenas combinas os dois tipos. - Primeiro crie o CONTEXTO e depois determine o CONTEÚDO. O que acontece? Qual o propósito da cena? Como ela move a história? Qual o PROPÓSITO DRAMÁTICO? #FICADICA: Ache os componentes dentro da cena. Que aspecto da vida (Profissional/Pessoal/Privada) do personagem será revelado? #FICADICA: Fuja do óbvio. E, quando der, crie conflito. Drama é conflito.
  22. 22. O que é um roteiro? A CENA PSYCHO – Alfred Hitchcock
  23. 23. O que é um roteiro? A SEQUÊNCIA - A sequência é o elemento mais importante do roteiro. - É o esqueleto que mantém tudo unificado. - Uma sequência é uma série de cenas ligadas por uma única ideia. - Toda sequência tem Início/Meio/Final definidos. - Ela é uma unidade completa em si mesma.
  24. 24. O que é um roteiro? ESCREVER - Antes de começar a escrever você precisa saber 4 coisas: 1) A abertura 2) Plot Point I 3) Plot Point II 4) Final #FICADICA: As vezes, mas nem sempre, esses 4 pontos podem ser sequências. Início Meio Fim ATO I ATO II ATO III _____________*_____//________________________**___//_________________ Apresentação Confrontação Resolução (Pág. 1-30) (Pág. 30-90) (Pág 90-120) * Plot Point I (pág 25-27) ** Plot Point II (pág 85-90)
  25. 25. O que é um roteiro? ESCREVER - O Ato I vai da Abertura até o Plot Point I no final do Ato. Com Início/Meio/Final. - O que acontece no Ato I é a Apresentação. - O Ato II contém o grosso da ação. Vai até o Plot Point II. Com Início/Meio/Final. - O que acontece no Ato II é a Confrontação. - O Ato III é a Resolução. Vai do até o Final. - Cada Ato tem uma direção. Você move a história até o seu destino. #FICADICA: Use cartões para organizar as ideias de cenas/sequências. #FICADICA: A história determina quantos cartões (cenas/sequências) você vai precisar. Não há regra. #FICADICA: Comece criando o Contexto Dramático e depois ache o Conteúdo. #FICADICA: Personagem é ação. #FICADICA: Pra cada ação há uma reação.
  26. 26. O que é um roteiro? ESCREVER - Diálogo é uma função do personagem. - Move a história adiante. - Comunica fatos e informações - Revela o personagem. - Estabelece os relacionamentos dos personagens. - Empresta realidade/naturalidade ao personagem. - Revela os conflitos da história e personagens. - Revela os estados emocionais de seu personagem - Comenta a ação. - Precisa ser claro. - Evite “eco” com a ação ou “talking heads”.
  27. 27. O que é um roteiro? ESCREVER (1) EXT. DESERTO DO ARIZONA - DIA (2) O sol forte queima a terra. Tudo é plano, barrento. Na distância, uma nuvem de poeira é levantada por um jipe que cruza a paisagem. (3) EM MOVIMENTO O jipe corre entre arbustos e cactus. (4) INT. JIPE – ENQUADRANDO JOE (5) Joe dirige negligentemente. JILL, uma garota atraente de uns 20 anos, está sentada ao lado dele. (6) JILL (7) (gritando) (8) É muito longe? JOE Umas duas horas. Você tá bem? (9) Ela sorri cansada. JILL Eu consigo. (10) Subitamente, o motor ENGASGA. Eles se olham preocupados. (11) CORTA PARA: 1 – Cabeçalho, onde e quando ocorre a cena. 2 – Espaço duplo. Descreva o que acontece. 3 – Espaço duplo. Quando tiver, explique a mudança da câmera (sugestão). 4 – Espaço duplo. Há uma mudança de fora pra dentro do carro. Estamos focalizando Joe. 5 – Novos personagens aparecem em maiúsculas. 6 – Personagem que fala vem em maiúsculas e centralizado. 7 – Quando necessário, indique o tom do personagem. 8 – Diálogos sempre centralizados, espaço 1. 9 – Quando houver, indique as ações/reações do personagem. 10- Efeitos sonoros e trilha são em maiúsculas. 11- O final da cena.
  28. 28. O que é um roteiro? Doze passos da Jornada do Herói Como complemento da arte de contar histórias, Campbell (1995) define doze passos da jornada do herói que se repetem em todas as narrativas, não importa em que plataformas elas sejam relatadas. 1) Mundo comum - O herói é apresentado no seu dia a dia. 2) Chamado à aventura - A rotina do herói é quebrada por algo inesperado. 3) Recusa ao chamado - O herói prefere não responder ao chamado.
  29. 29. O que é um roteiro? Doze passos da Jornada do Herói 4) Encontro com o mentor - Pode ser tanto com alguém que o aconselhe ou com alguém que o force a tomar uma decisão. 5) Travessia do limiar - O herói decide ingressar em um novo mundo, mesmo que seja por algo que o obrigue e que ele não tenha feito essa opção. 6) Testes, aliados e inimigos - A maior parte da história se passa aqui, o herói passa por provações, conta com aliados e tem que enfrentar inimigos.
  30. 30. O que é um roteiro? Doze passos da Jornada do Herói 7) Aproximação do objetivo - O herói se aproxima do objetivo, mas a tensão aumenta. 8) Provação máxima - O herói chega ao auge da crise. 9) Conquista da recompensa - Passada a provação máxima, o herói conquista a recompensa. 10) Caminho de volta - O herói retorna à vida anterior, após conseguir o objetivo. É a parte mais curta da história e muitas vezes nem é usada.
  31. 31. O que é um roteiro? Doze passos da Jornada do Herói 11) Depuração - O herói pode ter de resolver uma trama secundária não resolvida anteriormente. 12) Retorno transformado - É a finalização da história. O herói volta ao seu mundo, mas agora transformado. Para criar esse modelo, Campbell (1995) se baseou nas descobertas da psicanálise, ou seja, os passos da jornada do herói se assemelham à trajetória de nossas vidas e por isso geram empatia imediata.
  32. 32. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Protagonista é o seu personagem principal. - Deixe claro sua necessidade dramática. - A natureza da necessidade é um fatores principais para determinar a atitude do público em relação ao protagonista e a oposição que enfrenta. - Antagonista é a Força Opositora. Pode ser alguém, algo ou ele mesmo. - Game/Filme é visual. Externe o que é interno. - Diálogo é uma das formas de se fazer isso. Ação é outra (e mais impactante). - Subtexto ajuda a enriquecer os diálogos e a revelar coisas dos personagens. - Drama objetivo é “geral” (um bebê no penhasco). - Drama subjetivo exige que o público conheça o personagem (ela é cega!) - Tente equilibrar os dois.
  33. 33. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Use o Poder da Incerteza (esperança x medo). - Depois de fazer o “leitor” simpatizar com o personagem, mostre o que potencialmente pode acontecer. Mas nunca o que vai acontecer. - Sem conflito não há história. Drama é conflito. - Pode ser um ou vários Obstáculos. - O protagonista e o(s) obstáculo(s) tem que ter equilíbrio. - Um obstáculo incrível exige um protagonista incrível para vencê-lo. - Um obstáculo simples exige um protagonista simples. - Um bom roteiro não tem apenas uma tensão x resolução. Existe a principal, mas você pode criar outras menores ao longo da história. - Tenha claro na sua cabeça o Tema da história. Isso pode ajudar a criar necessidades, personagens, cenas, sequências... - Mantenha a Unidade. A história é sobre alguém fazendo alguma coisa.
  34. 34. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Os fatos que não ficam evidentes ao “leitor” através dos acontecimentos, mas dos quais ele precisa saber, são tratados na Exposição. - A Exposição é necessária para o “leitor”, não para os personagens. - 4 dicas para Exposição: 1) Elimine toda Exposição desnecessária ou que se explicará mais tarde na trama 2) Apresente a Exposição em cenas de conflito ou humor. 3) Adie seu uso para o momento de maior impacto dramático. 4) Use com moderação. - Ter o Objetivo em mente ajuda na hora de caracterizar seu personagem. - A Ironia Dramática (o “leitor” sabe de algo e o personagem não) deixa a história mais rica. - Quando o leitor sabe de algo que o personagem não sabe é a Revelação. - Depois, o escritor precisar criar um momento de Reconhecimento, onde o personagem também descobre. - Esses dois recursos ajudam a tornar o “leitor” parte da história, deixando de ser apenas um espectador.
  35. 35. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Quando der, use Preparação e Consequência. - Preparação é quando o personagem (e o “leitor”) se preparam para uma próxima cena dramática. - Consequência é o personagem (e o “leitor”) “digerindo” o que houve. - Há também a Preparação por contraste. Você cria um momento emocionalmente oposto ao que virá. - A Preparação por contraste aumenta o impacto porque acentua a reviravolta emocional que o personagem (e o “leitor”) terá. - Quando der use Pista e Recompensa. - Pista é uma informação que o “leitor” recebe ao longo da história. - Recompensa é quando essa dica vira algo importante. - Elas ajudam a aumentar a sensação de envolvimento do espectador e mostram que a história é “amarrada”. - Mas separe as duas o máximo possível. Ou o efeito será o oposto e o “leitor” achará a trama boba e óbvia.
  36. 36. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Anúncio e Elementos do Futuro são duas ferramentas que ajudam mais abertamente a empurrar o´”leitor” em direção ao final da trama. - Anúncio é a indicação para o “leitor” de uma experiência iminente que o personagem pode vir a ter. - O efeito do Anúncio é incentivar o “leitor” a esperar/antecipar. - Elementos do Futuro são esperanças e medos do personagem (reais ou fantasiosas) que também incentivam o “leitor” a olhar o futuro da história e a se envolver com a trama. - Cuidado com o Deus ex machina! - Alguns roteiros têm situações “fantasiosas”. Nestes casos é essencial saber como suspender a descrença do seu “leitor”.
  37. 37. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas - Anúncio e Elementos do Futuro são duas ferramentas que ajudam mais abertamente a empurrar o´”leitor” em direção ao final da trama. - Anúncio é a indicação para o “leitor” de uma experiência iminente que o personagem pode vir a ter. - O efeito do Anúncio é incentivar o “leitor” a esperar/antecipar. - Elementos do Futuro são esperanças e medos do personagem (reais ou fantasiosas) que também incentivam o “leitor” a olhar o futuro da história e a se envolver com a trama. - Cuidado com o Deus ex machina! - Alguns roteiros têm situações “fantasiosas”. Nestes casos é essencial saber como suspender a descrença do seu “leitor”.
  38. 38. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas 1º - Estética 2º - Storyboards 3º - Lista de Tomadas - Primeiríssimo Plano Próximo (PPP): olhos, bocas ou partes de um objeto. - Plano de Detalhe (Close-up): o rosto ou o objeto inteiro. - Plano Médio (PM): torso superior ou parte de um objeto e suas adjacências. - Plano Conjunto (PC): a maior parte do corpo ou o corpo inteiro ou um grupo de objetos. - Plano Geral (PG): corpo inteiro ou grupos de maiores objetos. - Grande Plano Geral (GPG): muitos corpos ou tomadas do horizonte e paisagens.
  39. 39. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas O EDITOR / ESTILOS DE EDIÇÃO: - Edição Paralela Quando colocamos juntos dois eventos separados, mas que têm uma relação entre si - Edição de Montagem Aqui as cenas são cortadas e unidas, utilizando diferentes tipos de tomadas (closes, PM) e seqüências ou fusões. - Edição Continuada As trocas são sutis, ajudando a contar a história sem distrair quem está vendo o filme. - Edição Dinâmica -Usa e abusa de cortes rápidos, montagem e efeitos de pós-produção.
  40. 40. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas O EDITOR / TÉCNICAS DE EDIÇÃO: - Corte Seco Uma alteração rápida de uma tomada para outra. - Corte correspondente Quando há um corte entre dois ângulos do mesmo movimento ou ação e a mudança parece fazer parte da ação. - Corte abrupto Quando dá pra ver que houve corte e a cena parece pular. - Cutaway Uma edição que serve de ponte entre uma tomada e outra. - Corte de reação O ator reage a algo que aconteceu na tomada anterior. - Insert Um close-up que é inserido num contexto maior, ajudando a enriquecer os detalhes da cena.
  41. 41. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas O EDITOR / TÉCNICAS DE EDIÇÃO: -Fusão Uma imagem começa a sumir e vai entrando outra. -Fade-out e fade-in O primeiro acontece quando a imagem vai escurecendo até a tela fica preta. O segundo é o contrário. -Wipe Marca a transição de uma cena para outra, com a nova cena “empurrando” a outra pra fora da tela. -Tela dividida A tela é dividida em várias caixas, mostrando diferentes cenas ou diferentes ângulos da mesma cena. -Overlays ou sobreposição Duas ou mais imagens superpostas.
  42. 42. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas O EDITOR / TEMPO DE TELA: -Tempo Simultâneo O editor muda o foco de atenção do espectador de um evento para outro, quando esses estão acontecendo ao mesmo tempo. - Plano Seqüência Uma grande tomada ininterrupta, com duração bem maior do que o comum. - Câmera Lenta A cena segue normal e fica mais lenta. - Câmera Rápida O contrário da anterior: a cena vem normal e acelera.
  43. 43. O que é um roteiro? Ferramentas e dicas O EDITOR / TEMPO DE TELA: - Reverse Motion O editor pega a ação e faz ela voltar, como se fosse rebobinada. - Replay Instantâneo Repete a imagem. - Imagem congelada Um quadro específico do filme é congelado, parando a ação. - Flashback Leva o espectador ao passado da história. - Flashfoward Leva para o futuro.

×