SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Teoria do Conhecimento
Aprender significa nutrir um interesse (Wurman, 1991) Qualquer aprendizado significativo envolve um certa dose de dor (Rogers, 1985) O que isto tem a ver com a nossa proposta pedagógica?
Duas Visões Pedagógicas
Visão Positivista Conhecimento Professor Estudante Ignorância
Visão Construtivista Conhecimento Estudante Professor
Implicações Práticas da Busca do Conhecimento ,[object Object]
A boa conduta da mente no esforço cognitivo requer, entre outras cosias, a humildade de não se dar como sabido o que se ignora, o respeito à evidência e a honestidade de não facilitar as coisas para si mesmo.
Alcançável ou não, a verdade é um valor. O crivo da lógica tem força normativa para quem almeja o saber.,[object Object]
Implicações Práticas da Busca do Conhecimento Aprender exige risco, aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de discriminação; Aprender exige reflexão crítica sobre a prática; Aprender exige o reconhecimento e a assunção da identidade cultural. (Paulo Freire,1996)
O que a disciplina não é...O que disciplina é...
Um produto que vai ser vendido pelo professor; Preparação para concurso da Petrobrás, Banco do Brasil ou afins; Disciplina para aumentar o coeficiente; Achologia (eu acho que ...) Prática para ser um Administrador O que a Disciplina não é
Espaço para se pensar e discutir conceitos referentes à Administração (Visão Acadêmica); Uma visão científica e crítica sobre assuntos relacionados à Administração; Espaço para praticar a discussão e redação de idéias sobre Administração. O que a disciplina é
Compromisso Honestidade Transparência Principios Básicos da disciplina
Freire, P. (1996). Pedagogia do Oprimido. Landesman, C. (1997).   An introduction to epistemology. Fernandes, M. (1994).AmostraBemHumorada. ,[object Object]
Wurman, R.S. Ansiedade de Informação: comotransformarinformaçãoemcompreensão. CulturaEditores, São Paulo, 1991.Referências
FILOSOFIA DO CAMELO
Uma mãe e um bebê camelos, estavam por ali, à toa, quando de repente o bebê camelo perguntou:  - Por que os camelos têm côrcovas?  - Bem, meu filhinho, nós somos animais do deserto, precisamos das côrcovas para reservar água e por isso mesmo, somos conhecidos por sobreviver sem água. FILOSOFIA DO CAMELO
[object Object]
Filho, certamente elas são assim para nos permitir caminhar no deserto. Sabe, com essas pernas longas eu mantenho meu corpo mais longe do chão do deserto, que é mais quente que a temperatura do ar e assim, fico mais longe do calor. Quanto às patas arredondadas, eu posso me movimentar melhor devido à consistência da areia! - disse a mãe.,[object Object]
Meu filho! Esses cílios longos e grossos são como uma capa protetora para os olhos. Eles ajudam na proteção dos seus olhos quando atingidos pela areia e pelo vento do deserto! - respondeu a mãe com orgulho.,[object Object]
?? ,[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Teoria Do Conhecimento - Parte 2

Semelhante a Teoria Do Conhecimento - Parte 2 (20)

O professor, seus saberes e suas crenças
O professor, seus saberes e suas crençasO professor, seus saberes e suas crenças
O professor, seus saberes e suas crenças
 
Paradigmas educacionais e a identidade no trabalho concreto da sala de aula.
Paradigmas  educacionais e a identidade no trabalho concreto da sala de aula.Paradigmas  educacionais e a identidade no trabalho concreto da sala de aula.
Paradigmas educacionais e a identidade no trabalho concreto da sala de aula.
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
DIDÁCTICA - RUI ALBERTO 2024_091316.pptx
DIDÁCTICA - RUI ALBERTO 2024_091316.pptxDIDÁCTICA - RUI ALBERTO 2024_091316.pptx
DIDÁCTICA - RUI ALBERTO 2024_091316.pptx
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
 
Capacitacao Consultores Final
Capacitacao Consultores FinalCapacitacao Consultores Final
Capacitacao Consultores Final
 
Pip integracao-uma-urgencia-permanente-aaa
Pip integracao-uma-urgencia-permanente-aaaPip integracao-uma-urgencia-permanente-aaa
Pip integracao-uma-urgencia-permanente-aaa
 
O que e ensinar
O que e ensinarO que e ensinar
O que e ensinar
 
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo FreirePedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
 
METODOL ATIVAS.pptx
METODOL ATIVAS.pptxMETODOL ATIVAS.pptx
METODOL ATIVAS.pptx
 
TCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de AprendizagemTCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de Aprendizagem
 
Aula
AulaAula
Aula
 
Aula
AulaAula
Aula
 
Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)
 
Capacitação de Ciências - 2ª parte
Capacitação de Ciências - 2ª parteCapacitação de Ciências - 2ª parte
Capacitação de Ciências - 2ª parte
 
Habilidades E CompetêNcias Para Ensinar
Habilidades E CompetêNcias Para EnsinarHabilidades E CompetêNcias Para Ensinar
Habilidades E CompetêNcias Para Ensinar
 

Mais de Diego Lopes

Perda De Carga Transparencias
Perda De Carga TransparenciasPerda De Carga Transparencias
Perda De Carga TransparenciasDiego Lopes
 
Linha Piezometricaede Energia
Linha Piezometricaede EnergiaLinha Piezometricaede Energia
Linha Piezometricaede EnergiaDiego Lopes
 
Monitoria Eng3402009 Ii
Monitoria Eng3402009 IiMonitoria Eng3402009 Ii
Monitoria Eng3402009 IiDiego Lopes
 
Giberelinasabaeetileno
GiberelinasabaeetilenoGiberelinasabaeetileno
GiberelinasabaeetilenoDiego Lopes
 
Eru 480 - Propriedade
Eru 480 - PropriedadeEru 480 - Propriedade
Eru 480 - PropriedadeDiego Lopes
 
Diagrama De Moody
Diagrama De MoodyDiagrama De Moody
Diagrama De MoodyDiego Lopes
 
Trabalho - W2003
Trabalho - W2003Trabalho - W2003
Trabalho - W2003Diego Lopes
 
Diagrama De Moody Rouse
Diagrama De Moody RouseDiagrama De Moody Rouse
Diagrama De Moody RouseDiego Lopes
 
Déficite da Dívida
Déficite da DívidaDéficite da Dívida
Déficite da DívidaDiego Lopes
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio InternacionalDiego Lopes
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos EconômicosDiego Lopes
 
Intervenções do Governo na Economia
Intervenções do Governo na EconomiaIntervenções do Governo na Economia
Intervenções do Governo na EconomiaDiego Lopes
 
Política Cambial
Política CambialPolítica Cambial
Política CambialDiego Lopes
 
Política Monetária
Política MonetáriaPolítica Monetária
Política MonetáriaDiego Lopes
 
Risco País, Risco Brasil
Risco País, Risco BrasilRisco País, Risco Brasil
Risco País, Risco BrasilDiego Lopes
 
Palestra UFV - Direito Do Consumidor
Palestra UFV - Direito Do ConsumidorPalestra UFV - Direito Do Consumidor
Palestra UFV - Direito Do ConsumidorDiego Lopes
 
Visão Histórica Da Administração
Visão Histórica Da AdministraçãoVisão Histórica Da Administração
Visão Histórica Da AdministraçãoDiego Lopes
 

Mais de Diego Lopes (20)

Programa20092
Programa20092Programa20092
Programa20092
 
Perda De Carga Transparencias
Perda De Carga TransparenciasPerda De Carga Transparencias
Perda De Carga Transparencias
 
Linha Piezometricaede Energia
Linha Piezometricaede EnergiaLinha Piezometricaede Energia
Linha Piezometricaede Energia
 
Monitoria Eng3402009 Ii
Monitoria Eng3402009 IiMonitoria Eng3402009 Ii
Monitoria Eng3402009 Ii
 
Giberelinasabaeetileno
GiberelinasabaeetilenoGiberelinasabaeetileno
Giberelinasabaeetileno
 
Fluxogra 3
Fluxogra 3Fluxogra 3
Fluxogra 3
 
Conduto Equival
Conduto EquivalConduto Equival
Conduto Equival
 
Eru 480 - Propriedade
Eru 480 - PropriedadeEru 480 - Propriedade
Eru 480 - Propriedade
 
Diagrama De Moody
Diagrama De MoodyDiagrama De Moody
Diagrama De Moody
 
Trabalho - W2003
Trabalho - W2003Trabalho - W2003
Trabalho - W2003
 
Diagrama De Moody Rouse
Diagrama De Moody RouseDiagrama De Moody Rouse
Diagrama De Moody Rouse
 
Déficite da Dívida
Déficite da DívidaDéficite da Dívida
Déficite da Dívida
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
 
Intervenções do Governo na Economia
Intervenções do Governo na EconomiaIntervenções do Governo na Economia
Intervenções do Governo na Economia
 
Política Cambial
Política CambialPolítica Cambial
Política Cambial
 
Política Monetária
Política MonetáriaPolítica Monetária
Política Monetária
 
Risco País, Risco Brasil
Risco País, Risco BrasilRisco País, Risco Brasil
Risco País, Risco Brasil
 
Palestra UFV - Direito Do Consumidor
Palestra UFV - Direito Do ConsumidorPalestra UFV - Direito Do Consumidor
Palestra UFV - Direito Do Consumidor
 
Visão Histórica Da Administração
Visão Histórica Da AdministraçãoVisão Histórica Da Administração
Visão Histórica Da Administração
 

Último

EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 

Último (20)

EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 

Teoria Do Conhecimento - Parte 2

  • 2. Aprender significa nutrir um interesse (Wurman, 1991) Qualquer aprendizado significativo envolve um certa dose de dor (Rogers, 1985) O que isto tem a ver com a nossa proposta pedagógica?
  • 4. Visão Positivista Conhecimento Professor Estudante Ignorância
  • 6.
  • 7. A boa conduta da mente no esforço cognitivo requer, entre outras cosias, a humildade de não se dar como sabido o que se ignora, o respeito à evidência e a honestidade de não facilitar as coisas para si mesmo.
  • 8.
  • 9. Implicações Práticas da Busca do Conhecimento Aprender exige risco, aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de discriminação; Aprender exige reflexão crítica sobre a prática; Aprender exige o reconhecimento e a assunção da identidade cultural. (Paulo Freire,1996)
  • 10. O que a disciplina não é...O que disciplina é...
  • 11. Um produto que vai ser vendido pelo professor; Preparação para concurso da Petrobrás, Banco do Brasil ou afins; Disciplina para aumentar o coeficiente; Achologia (eu acho que ...) Prática para ser um Administrador O que a Disciplina não é
  • 12. Espaço para se pensar e discutir conceitos referentes à Administração (Visão Acadêmica); Uma visão científica e crítica sobre assuntos relacionados à Administração; Espaço para praticar a discussão e redação de idéias sobre Administração. O que a disciplina é
  • 13. Compromisso Honestidade Transparência Principios Básicos da disciplina
  • 14.
  • 15. Wurman, R.S. Ansiedade de Informação: comotransformarinformaçãoemcompreensão. CulturaEditores, São Paulo, 1991.Referências
  • 17. Uma mãe e um bebê camelos, estavam por ali, à toa, quando de repente o bebê camelo perguntou: - Por que os camelos têm côrcovas? - Bem, meu filhinho, nós somos animais do deserto, precisamos das côrcovas para reservar água e por isso mesmo, somos conhecidos por sobreviver sem água. FILOSOFIA DO CAMELO
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. “No ensino médio encontrei um professor que sabia tudo sobre todas as coisas, se expressava muito bem, mas ele pouco me preparou para a vida fora da escola. Então cheguei no ensino superior, onde encontrei um professor que sabia sobre todas as coisas, se expressava muito bem e me preparou para a vida fora da escola. - E por que fostes reprovado? - Ah, meu amigo! Infelizmente ele também procurava um estudante perfeito.

Notas do Editor

  1. Natureza do ConhecimentoExperiência do ProfessorInteresse do Aluno