SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
CONTABILIDADE INTERNACIONAL
Jonatan de Sousa Zanluca
A linguagem da informação contábil não é homogênea e varia conforme o país. Fato
disso é a classificação da contabilidade como sendo uma ciência social aplicada. Isso
significa dizer que ela recebe grande influência do meio em que está inserida.
A contabilidade internacional surge para construir um ponto comum entre os relatórios
financeiros elaborados por contextos de outros países e definir métodos de adaptação
aos padrões internacionais a partir da contabilidade local. Tornou-se importante no
Brasil a partir da criação da Bolsa de Valores e da vinda de capital estrangeiro ao
mercado nacional.
Ela está estruturada a partir do estudo das normas contábeis vigentes em cada país e tem
como objetivo a transformação de relatórios a diferentes regras normativas, conforme os
interesses comerciais relacionados a operações de exportação/importação ou entre
empresa matriz e filial situada no exterior, por exemplo.
O seu estudo tem sido essencial, pois possibilita a integração de informações
econômicas entre o mercado internacional e a interação de pesquisas e trabalhos
acadêmicos com compreensão lógica mesmo que através de técnicas contábeis distintas.
Muito se tem falado sobre o fim da contabilidade internacional, já que as normas
brasileiras tem há algum tempo convergido ás normas internacionais, num processo de
harmonização. Porém a tendência é de que elas sempre mantenham uma certa
divergência. A proposta é que os princípios básicos que norteiam a contabilidade sejam
comuns a fim de facilitar cada vez mais a troca de informações entre diferentes
mercados globais.
Estrutura Normativa
No Brasil a regulamentação é realizada através do Comitê de Pronunciamentos
Contábeis - CPC, por meio das Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC. Em 2007
com a publicação da Lei 11.638/2007 começa a convergência brasileira aos padrões
internacionais e em 2009 com a Resolução CFC 1.156/2009, as NBCs devem seguir os
padrões internacionais contidos nos International Financial Reporting Standards (IFRS)
publicados pelo International Accounting standards Board (IASB)
Assim, a partir de 2010 ficam obrigadas todas as empresas, a elaborar seus
demonstrativos financeiros conforme as novas normas. O conjunto completo de IFRS
deve ser observado pelas sociedades de grande porte e as pequenas e medias empresas
estão sujeitas ao previsto na Resolução CFC 1.255/2009. As principais mudanças se
referem a nova estruturação do Balanço Patrimonial, os critérios de avaliação dos ativos
e passivos, a publicação do Fluxo de Caixa e da Demonstração do Valor Adicionado,
dentre outros.
Uma das razões mencionadas pelo CPC para a integração das regras é o custo extra que
investidores de outros países tem para trocar informações com empresas brasileiras,
custo este destinado a contratação de consultores e empresas especializadas na
conversão dos demonstrativos brasileiros aos padrões utilizados pelos investidores.
Formação Acadêmica
Um grande desafio para as instituições de ensino que ofertam o curso de ciências
contábeis, é a adaptação de suas grades curriculares ás novas normas e ao fato de que
cada vez mais a contabilidade antes dita internacional tem se tornado cada vez mais a
local. Isso afeta a forma de ensino não só numa matéria específica, mas ao longo dos 4
anos da graduação.
Paralelo a isso, está a busca de materiais e livros com conteúdos atualizados e a
renovação de títulos nas bibliotecas das universidades que possam suprir os alunos com
conhecimento dinâmico e atual.Este sempre foi um dilema da contabilidade, que força
os seus profissionais a estar em constante atualização e reciclagem sob pena de estar
fora do mercado e ficar obsoleto diante do mesmo. Estudos tentam verificar a relevância
do estudo das contabilidades de países emergentes como China e Índia dentro do
contexto da contabilidade internacional, o que pode representar um desafio extra aos
futuros profissionais da classe.
O fato é que a contabilidade internacional nunca irá deixar de existir. Basta tomar o
conceito de Financial Reporting que está relacionado com usuário da informação.
Observe que as informações requeridas pelos Governos locais dificilmente serão
padronizadas e sempre serão um grande potencial para estudo da contabilidade
internacional, principalmente em áreas como tributação e societárias.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (6)

Atividade 05 criação do cpc e estrutura conceitual básica da Contabilidade
Atividade 05   criação do cpc e estrutura conceitual básica da ContabilidadeAtividade 05   criação do cpc e estrutura conceitual básica da Contabilidade
Atividade 05 criação do cpc e estrutura conceitual básica da Contabilidade
 
Mensuração da Carga Tributária Efetiva: Existem Divergências entre os Enfoque...
Mensuração da Carga Tributária Efetiva: Existem Divergências entre os Enfoque...Mensuração da Carga Tributária Efetiva: Existem Divergências entre os Enfoque...
Mensuração da Carga Tributária Efetiva: Existem Divergências entre os Enfoque...
 
Carga Tributária Efetiva: Pesquisa Empírica sobre Empresas Brasileiras de Cap...
Carga Tributária Efetiva: Pesquisa Empírica sobre Empresas Brasileiras de Cap...Carga Tributária Efetiva: Pesquisa Empírica sobre Empresas Brasileiras de Cap...
Carga Tributária Efetiva: Pesquisa Empírica sobre Empresas Brasileiras de Cap...
 
IRFS
IRFSIRFS
IRFS
 
A convergência contábil internacional
A convergência contábil internacionalA convergência contábil internacional
A convergência contábil internacional
 
Grupo 8 cp-cs.analitico
Grupo 8 cp-cs.analiticoGrupo 8 cp-cs.analitico
Grupo 8 cp-cs.analitico
 

Destaque (10)

La contabilidad internacional
La contabilidad internacionalLa contabilidad internacional
La contabilidad internacional
 
7ª aula desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula desenvolvimento mediunico - coem
 
Contabilidade internacional
Contabilidade internacionalContabilidade internacional
Contabilidade internacional
 
Contabilidad internacional
Contabilidad internacionalContabilidad internacional
Contabilidad internacional
 
MaríA De Jesus FernáNdez Contabilidad Internacional
MaríA De Jesus FernáNdez Contabilidad InternacionalMaríA De Jesus FernáNdez Contabilidad Internacional
MaríA De Jesus FernáNdez Contabilidad Internacional
 
Contabilidade internacional 2008.2
Contabilidade internacional 2008.2Contabilidade internacional 2008.2
Contabilidade internacional 2008.2
 
Contabilidad internacional
Contabilidad internacionalContabilidad internacional
Contabilidad internacional
 
Contabilidade Internacional (Harmonização X Padronização Contábil)
Contabilidade Internacional (Harmonização X Padronização Contábil)Contabilidade Internacional (Harmonização X Padronização Contábil)
Contabilidade Internacional (Harmonização X Padronização Contábil)
 
Contabilidade internacional
Contabilidade internacionalContabilidade internacional
Contabilidade internacional
 
Contabilidade Internacional - Respostas exercícios
Contabilidade Internacional - Respostas exercíciosContabilidade Internacional - Respostas exercícios
Contabilidade Internacional - Respostas exercícios
 

Semelhante a Contabilidade internacional

Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrnInternacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
Lieda Dsi
 
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
Roberto Elias Nassif
 
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
Luziane Madeira
 
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
Leandro Faccini
 
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias EmpresasCurso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
Grupo Treinar
 

Semelhante a Contabilidade internacional (14)

Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrnInternacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
Internacionalização das normas contábeis e profissionais crcrn
 
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
A busca pela harmonização das normas internacionais de contabilidade e a conv...
 
TRABALHO MILTON EUZEBIO COMERCIO EXTERIOR
TRABALHO MILTON EUZEBIO  COMERCIO EXTERIORTRABALHO MILTON EUZEBIO  COMERCIO EXTERIOR
TRABALHO MILTON EUZEBIO COMERCIO EXTERIOR
 
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
HAMONIZAÇÃO CONTABILBooklet ibri-2010
 
contabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.pptcontabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.ppt
 
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
Aspectos fiscais pós-adoção_ifrs_mp627_prof_leandro_faccini_28_jan2014
 
O plano de contas e sua utilidade em moçambique
O plano de contas e sua utilidade em moçambiqueO plano de contas e sua utilidade em moçambique
O plano de contas e sua utilidade em moçambique
 
Introducao a-contabilidade
Introducao a-contabilidadeIntroducao a-contabilidade
Introducao a-contabilidade
 
122 495-2-pb
122 495-2-pb122 495-2-pb
122 495-2-pb
 
Fair value
Fair valueFair value
Fair value
 
Apostila contab internacional
Apostila contab internacionalApostila contab internacional
Apostila contab internacional
 
Contabilidade internacional
Contabilidade internacionalContabilidade internacional
Contabilidade internacional
 
Apostila Contab Intl.pdf
Apostila Contab Intl.pdfApostila Contab Intl.pdf
Apostila Contab Intl.pdf
 
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias EmpresasCurso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas
 

Contabilidade internacional

  • 1. CONTABILIDADE INTERNACIONAL Jonatan de Sousa Zanluca A linguagem da informação contábil não é homogênea e varia conforme o país. Fato disso é a classificação da contabilidade como sendo uma ciência social aplicada. Isso significa dizer que ela recebe grande influência do meio em que está inserida. A contabilidade internacional surge para construir um ponto comum entre os relatórios financeiros elaborados por contextos de outros países e definir métodos de adaptação aos padrões internacionais a partir da contabilidade local. Tornou-se importante no Brasil a partir da criação da Bolsa de Valores e da vinda de capital estrangeiro ao mercado nacional. Ela está estruturada a partir do estudo das normas contábeis vigentes em cada país e tem como objetivo a transformação de relatórios a diferentes regras normativas, conforme os interesses comerciais relacionados a operações de exportação/importação ou entre empresa matriz e filial situada no exterior, por exemplo. O seu estudo tem sido essencial, pois possibilita a integração de informações econômicas entre o mercado internacional e a interação de pesquisas e trabalhos acadêmicos com compreensão lógica mesmo que através de técnicas contábeis distintas. Muito se tem falado sobre o fim da contabilidade internacional, já que as normas brasileiras tem há algum tempo convergido ás normas internacionais, num processo de harmonização. Porém a tendência é de que elas sempre mantenham uma certa divergência. A proposta é que os princípios básicos que norteiam a contabilidade sejam comuns a fim de facilitar cada vez mais a troca de informações entre diferentes mercados globais. Estrutura Normativa No Brasil a regulamentação é realizada através do Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC, por meio das Normas Brasileiras de Contabilidade - NBC. Em 2007 com a publicação da Lei 11.638/2007 começa a convergência brasileira aos padrões internacionais e em 2009 com a Resolução CFC 1.156/2009, as NBCs devem seguir os padrões internacionais contidos nos International Financial Reporting Standards (IFRS) publicados pelo International Accounting standards Board (IASB) Assim, a partir de 2010 ficam obrigadas todas as empresas, a elaborar seus demonstrativos financeiros conforme as novas normas. O conjunto completo de IFRS deve ser observado pelas sociedades de grande porte e as pequenas e medias empresas estão sujeitas ao previsto na Resolução CFC 1.255/2009. As principais mudanças se referem a nova estruturação do Balanço Patrimonial, os critérios de avaliação dos ativos e passivos, a publicação do Fluxo de Caixa e da Demonstração do Valor Adicionado, dentre outros. Uma das razões mencionadas pelo CPC para a integração das regras é o custo extra que investidores de outros países tem para trocar informações com empresas brasileiras,
  • 2. custo este destinado a contratação de consultores e empresas especializadas na conversão dos demonstrativos brasileiros aos padrões utilizados pelos investidores. Formação Acadêmica Um grande desafio para as instituições de ensino que ofertam o curso de ciências contábeis, é a adaptação de suas grades curriculares ás novas normas e ao fato de que cada vez mais a contabilidade antes dita internacional tem se tornado cada vez mais a local. Isso afeta a forma de ensino não só numa matéria específica, mas ao longo dos 4 anos da graduação. Paralelo a isso, está a busca de materiais e livros com conteúdos atualizados e a renovação de títulos nas bibliotecas das universidades que possam suprir os alunos com conhecimento dinâmico e atual.Este sempre foi um dilema da contabilidade, que força os seus profissionais a estar em constante atualização e reciclagem sob pena de estar fora do mercado e ficar obsoleto diante do mesmo. Estudos tentam verificar a relevância do estudo das contabilidades de países emergentes como China e Índia dentro do contexto da contabilidade internacional, o que pode representar um desafio extra aos futuros profissionais da classe. O fato é que a contabilidade internacional nunca irá deixar de existir. Basta tomar o conceito de Financial Reporting que está relacionado com usuário da informação. Observe que as informações requeridas pelos Governos locais dificilmente serão padronizadas e sempre serão um grande potencial para estudo da contabilidade internacional, principalmente em áreas como tributação e societárias.