EvoluçãO I E Ii

4.602 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.055
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
154
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EvoluçãO I E Ii

  1. 1. EVOLUÇÃO I e II Prof. Édio
  2. 2. Criacionismo (Fixismo) x Evolucionismo.
  3. 3. que é evolucionismo ? <ul><li>Estudo da origem das espécies e das modificações sofridas ao longo do tempo </li></ul>
  4. 4. Importância <ul><ul><li>Taxonomia (Classificação dos seres vivos) </li></ul></ul><ul><ul><li>Citologia (Diferenciação Celular) </li></ul></ul><ul><ul><li>Ecologia (Relações entre os seres vivos) </li></ul></ul><ul><ul><li>Genética (Como ocorrem as mudanças) </li></ul></ul>
  5. 5. Evidências <ul><li>EMBRIOLOGIA </li></ul>
  6. 6. Evidências <ul><ul><li>Anatomia comparada </li></ul></ul><ul><li>Órgãos homólogos (mesma origem embrionária, mas podem exercer diferentes funções). </li></ul><ul><li>Órgãos análogos (Semelhantes em aparência e/ou função, mas com diferente origem embrionária). </li></ul>
  7. 7. Evidências <ul><ul><li>Convergência de forma </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Exemplo: Baleias e peixes </li></ul></ul></ul>
  8. 9. Evidências <ul><ul><li>Registros fósseis </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Exemplo: Archaeopiteryx e celacantus (fóssil vivo) </li></ul></ul></ul>
  9. 10. Evidências <ul><ul><li>Bioquímica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Composição química semelhante </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Código genético </li></ul></ul></ul>
  10. 11. Evidências <ul><ul><li>Órgãos vestigiais </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Exemplo: Cóccix e apêndice </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A presença destas estruturas vestigiais revela a ação de uma evolução no sentido regressivo, privilegiando indivíduos com estruturas cada vez menores, como os dentes em algumas espécies de baleias, dedos laterais nos cavalos, apêndice humano, ossos das patas em cobras, etc.;  </li></ul></ul></ul>
  11. 12. Teorias Evolucionárias <ul><ul><li>Teoria de Lamark </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pontos básicos: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Lei do Uso e desuso </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Lei da transmissão dos caracteres adquiridos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Importância: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Combateu o fixismo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Primeira teoria científica sobre a evolução </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Erro básico: as características adquiridas não são transmitidas. </li></ul></ul></ul>
  12. 13. Teorias Evolucionárias <ul><ul><li>Teoria de Darwin </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ponto básico: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Seleção Natural </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Importância: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Base da atual Teoria da Evolução (Neodarwinismo) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Erro básico: Não explicava a origem das variações. </li></ul></ul></ul>
  13. 16. Neo Darwinismo ou Grande Síntese <ul><li>Acrescentam aos princípios de Darwin a genética (como as mudanças ocorrem). </li></ul><ul><li>Princípios </li></ul><ul><ul><li>populações também contém variação genética através de mutação ao acaso </li></ul></ul><ul><ul><li>populações evoluem por mudanças nas freqüências gênicas </li></ul></ul><ul><ul><li>a diversificação vem através da especiação </li></ul></ul>
  14. 17. ESPECIAÇÃO
  15. 19. <ul><li>DERIVA GENÉTICA </li></ul><ul><li>- Variação ao acaso da freqüência gênica em uma em uma população. </li></ul><ul><li>PRINCÍPIO DE HARY-WEINBERBG </li></ul><ul><li>- Freqüências gênicas e genotípicas devem permanecer inalteradas ao longo das gerações. </li></ul><ul><li>Grande número de indivíduos </li></ul><ul><li>Panmítica: Cruzamentos devem ocorrer ao acaso. </li></ul><ul><li>Ausência de fatores evolutivos, como seleção natural, mutações e migrações. </li></ul><ul><li>F(a) + F(A) = 1 e F(A)2 + 2F(A)F(a)+F(a)2 </li></ul>

×