Questionário -o_que_é_empreendedorismo

531 visualizações

Publicada em

Questionário - Empreendedorismo

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
531
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Questionário -o_que_é_empreendedorismo

  1. 1. 1 IFB – Instituto Federal de Brasília – Unidade Taguatinga Professor: José Vicente da Silva Lima Percílio Disciplina: Técnico em Suporte e Manutenção de Informática Matéria: – Empreendedorismo Duração da aula: duas horas-aula Princípios e práticas do empreendedorismo Tendo o texto abaixo como referência, sem prejuízo de pesquisas em outras fontes, responda às questões e entregue ao professor por e-mail e em papel: 1. O que é empreendedorismo? 2. O que significa empreender? 3. Quais são as características de um empreendedor? 4. Os empreendedores causam mudanças na sociedade? como? 5. O que caracteriza um empreendedor como uma pessoa como imaginativa? 6. O que deve ser observado ao se realizar um projeto? Cite três exigências. 7. Cite quatro itens para reflexão do empreendedor 8. O que se pode dizer sobre a ação empreendedora? 9. O que a atitude empreendedora exige? 10. O que são estabelecidos nas estratégias de plano de negócios? "O empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões". Apesar de vários conceitos teóricos, alguns princípios do empreendedorismo nascem no cotidiano das práticas laborais e que contribuem para um novo paradigma em se tratando de mercado de trabalho. Assim, empreendedorismo é uma prática, é a criação, é a inovação e a consequente transformação da realidade. São atitudes e ideias para desenvolver novas maneiras de fazer as coisas. É a busca da realização de um sonho, de um projeto de vida. É perceber uma oportunidade quando os outros enxergam o caos. Tão simples e, ao mesmo tempo, tão complexo. O diferencial está no simples fato de que, a partir das habilidades e competências geradas pela atitude empreendedora, podemos oportunizar formas alternativas para atender às necessidades emergentes, ou ainda, poder antecipar situações a partir da análise crítica do cotidiano, operando na transformação do espaço social. Os empreendedores não somente causam mudanças, mas também exploram as oportunidades que as mudanças criadas na tecnologia, na preferência dos consumidores, nas normas sociais. O empreendedor é um indivíduo que muito contribui para o desenvolvimento social, que faz com que as pessoas sejam incluídas e o país tenha mais condições de viver. Deve ser visto como alguém que age para o crescimento econômico e social e não deve ser encarado apenas como forma de enriquecimento pessoal. Desse modo, o empreendedorismo visa ao caminho para que pessoas, a partir dos seus sonhos, possam agir e, com suas ações, realizar a transformação da realidade, ampliando as oportunidades e o bem-estar social. De acordo com o SEBRAE e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Socioeconômico-ABASE, "empreendedor é o indivíduo que possui ou busca desenvolver uma atitude de inquietação, ousadia e proatividade na relação com o mundo, condicionada por características pessoais, pela cultura e pelo ambiente, que favorece a interferência criativa e realizadora no meio, em busca de ganhos econômicos e sociais”. Sendo assim, pode-se dizer que a ação empreendedora é, por um lado, fruto do desenvolvimento da sociedade e, por outro, é agente de desenvolvimento pessoal e social, visto que contribui ao introduzir inovações e criações.
  2. 2. 2 IFB – Instituto Federal de Brasília – Unidade Taguatinga Professor: José Vicente da Silva Lima Percílio Disciplina: Técnico em Suporte e Manutenção de Informática Matéria: – Empreendedorismo Duração da aula: duas horas-aula Empreendedores querem mais do que a maioria das pessoas. Com propósito de suas realizações pessoais, buscam projetos alternativos, inovadores, diferentes e ousados. Têm atitude propositiva, procuram deixar a sua marca, fazer a diferença, mantendo sempre os princípios de ética e comprometimento. O empreendedor é uma pessoa imaginativa, caracterizada pela capacidade de fixar objetivo e metas para si e alcançá-las. Ele manifesta perspicácia para detectar oportunidades e aprende com este tema, tomando decisões de risco moderado, mas sempre com o objetivo de inovar. A atitude empreendedora exige a delimitação de metas e o planejamento das ações e estratégias para atingi-las, a visualização do futuro. Realizar um projeto exige que se considerem os riscos e desafios, sem se esquecer dos aspectos sociais e coletivos, sabendo articular, criar, comunicar, enfim, liderar. Essa é uma forma de ver o ser humano como um ser potencialmente criativo, com habilidades e competências; enfim, com condições de buscar o novo pelo seu próprio interesse e necessidade. O empreendedorismo é uma atividade complexa, influenciada não só pelas capacidades, atitudes e considerações pessoais, como também pelo ambiente institucional e pelo padrão de oportunidades predominante na sociedade. É importante criar, a partir de uma metodologia específica, um ambiente propício para desenvolver o empreendedorismo nas diferentes etapas da vida e do mercado de trabalho. Nessa caminhada, devem ser desenvolvidas as características do empreendedor e do processo de empreender, buscando desenvolverna pessoa um espírito crítico e postura empreendedora, que invista no autoconhecimento e disposto a aprender a aprender, e a transformar o entorno social na perspectiva do bem comum. Pensar em empreendedorismo no século XXI exige uma análise crítica da contemporaneidade e uma fundamentação teórica que dê conta das exigências do mundo atual: novas tecnologias, políticas de inclusão social, descobertas científicas, diversidade de linguagens, pluralidade de ações, rapidez da informação. Tornar-se um empreendedor exige mudanças. Apesar do ser humano possuir uma incrível capacidade de adaptação e criação, somente uma extraordinária autoavaliação sobre seu comportamento, disposição a praticar mudançasdas suas ações consideradas incorretas ou equivocadas poderá atender a essas novas exigências. Algumas características do empreendedor, para auto-reflexão: a) Tenho visão a longo prazo? b) percebo e aproveito as oportunidades? c) sou persiste? d) tenho comprometimento com o trabalho contratado? e) sou capaz de buscar informações? f) planejo sistematicamente? g) uso de estratégias para atingir meus objetivos? h) apresento autoconfiança? i) estou predisposto a avaliar necessidadesde mudança?
  3. 3. 3 IFB – Instituto Federal de Brasília – Unidade Taguatinga Professor: José Vicente da Silva Lima Percílio Disciplina: Técnico em Suporte e Manutenção de Informática Matéria: – Empreendedorismo Duração da aula: duas horas-aula Uma tarefa desafiadora é identificar as próprias características empreendedoras ou inquietudes que anseiam por novas possibilidades da atividade laboral, reconhecer e estimular essa capacidade realizadora. É importante formar estratégias que possam colocar em prática o potencial empreendedor, propondo perspectivas e rumos. Na estratégia são estabelecidos quais os melhores caminhos a serem seguidos para que sejam alcançados os objetivos e os resultados desejados.Essas estratégias são elaboradas no Plano de Negócios, que serão vistos nas aulas futuras. Além disso, a sociedade deve se desenvolver no sentido de criar uma cultura empreendedora, comprometida com o fazer, tanto no processo de execução quanto na obtenção de resultados e práticas para desenvolver competências empreendedoras, com propostas que comporão a base do futuro empreendedor. Referências Bibliográficas 2. Delors J. Educação um tesouro a descobrir. UNESCO. São Paulo:Cortez;2003. 3. Forner C. Projeto empreender. Desenvolvimento de metodologia e bases de aplicação do Colégio Israelita Brasileiro. Não publicado;2005. 4. Cruz MW. Saberes epistêmicos -solidários. A formação humanizadora de educadores e de educadoras emancipatórios para a escola e para além da escola: por uma sociedade de utopia. Porto Alegre;2002. 1. Site: Disponível em: <http://educacao. sebrae.com.br>. Acessado em março 2014.

×