2300 ou 1150 DIAS?O folheto “As Duas Mil e Trezentas Tardes e Manhãs”, do Pastor Genésio Mendes,da Igreja Adventista da Pr...
onde o Pastor Arnaldo Christianini tritura esta teoria).Bem, que a criação de todas as coisas se deu em seis dias, nenhum ...
Percebe? – Se O criador diz “dias”, quem terá a coragem de dizer “holocaustos”? Quemcontestará o Senhor? Que não sejamos n...
Com sinceridade não duvido que o “Tempo do Fim”, ou o “Determinado Tempo doFim”, começou no século passado, quando se dera...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2300 ou 1150 dias

646 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
646
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2300 ou 1150 dias

  1. 1. 2300 ou 1150 DIAS?O folheto “As Duas Mil e Trezentas Tardes e Manhãs”, do Pastor Genésio Mendes,da Igreja Adventista da Promessa, diz à página 5 para se consultar a “Bíblia Católicados Frades Beneditinos”, no intuito de abonar sua doutrina de Daniel 8: 14, ser 1150dias.Ele faz referência a I Macabeus 1: 45-47. (Pág. 6 do folheto).Bem, não creio que seja correto firmar uma doutrina baseando-se em livros apócrifos.Isto é: Livros que os cristãos não aceitam como inspirados, e que todas as igrejas cristãsrejeitam. Macabeus é um deles.Por isso, imagino que o Pastor Genésio se engana em sua doutrina dos 1150 dias, bemcomo se equivocou ao escrever em seu folheto o seguinte: “...a gentalhaAdventista...alguns com asas de perú, empoleirados nas árvores, certamente parafacilitar o vôo, outros de roupas brancas, feitas por eles mesmos, sei lá... iam voar para oCéu, em 22 de outubro de 1844.”Isto não aconteceu! Foi provado e é reconhecido por pastores idôneos, de variadasdenominações, que os mileritas (“gentalha Adventista”) não se trajaram desta maneiraneste fatídico dia 22/10/1844 em que aguardavam a volta de Jesus. Portanto, não secredite mais esta maldade aos desapontados, mas sinceros mileritas. “A frase traduzida por „dias‟ significa um período de 24 horas.A frase em hebraico é ereb boqer, que significa literalmente: „tarde-manhã‟.Esse mesmo conjunto de palavras é usado 22 vezes no AntigoTestamento hebraico.Quando a intenção é indicar um período de 24 horas, sempre aparece „tarde-manhã‟enunca „manhã-tarde‟... A relação entre Daniel 8 e 9 revela que os 2300 dias são anos eindica o ponto de início do período. A visão de Daniel 9 foi dada em 538 a.C., 13 anosdepois da visão de Daniel 8 (551 a.C.).Gabriel disse a Daniel que „setenta semanas‟ („setenta setes‟, em hebraico), seriamcortadas dos 2.300 dias.Esses „setenta setes‟ devem se referir a 490 anos, porque eles devem chegar até o tempodo Messias. Como 490 anos não podem ser tirados de 2.300 dias literais, esses diasdevem ser símbolos proféticos de 2.300 anos.”“A teoria de Antíoco não teve origem cristã. Foi um pagão e inimigo do cristianismochamado Porfírio, conhecido pela alcunha de „Sofista‟ (que morreu no ano 304 d.C.) oinventor da teoria. Ele a forjou com o intuito de desacreditar o livro de Daniel, e tentarprovar que aquele livro foi escrito depois de terem ocorrido os fatos apontados pelaprofecia.” Grifo meu.A.B. Christianini, Rev. Adventista 4/73, pág. 7.A grande profecia de Daniel 8:14, a maior da Bíblia, tem sido especulada da maneiramais psicodélica. Deste folheto distribuído pela igreja que advoga a morte do Senhor naquarta-feira, o escritor tenta convencer que as sete tardes e sete manhãs da criação, sãoquatorze tardes e manhãs. Vamos conhecer a verdade bíblica.Pois bem, dentro desta premissa (7 dias = 14 tardes manhãs?), transforma-se 2300tardes e manhãs, em 1150 dias, levando o leitor, não atento, à aceitar a teoria epifanista.(Quem desejar dissecar o assunto, com riqueza de detalhes, documentação farta em umanotável dissertação, leia as Revistas Adventistas de março, abril e outubro de 1973,
  2. 2. onde o Pastor Arnaldo Christianini tritura esta teoria).Bem, que a criação de todas as coisas se deu em seis dias, nenhum de nós, cristãos,duvidamos. Que Deus descansou no Sábado e que o dia é composto de uma tarde e umamanhã, também é irrecusável, mas... entender que sete tardes e sete manhãs, sãoquatorze tardes e manhãs é no mínimo, um sincero, para não dizer sutil, descuidomatemático.Se uma tarde e uma manhã perfazem um dia de 24 horas, como ensina a Bíblia, setetardes e sete manhãs são claríssimamente 7 dias. Como quatorze tardes e quatorzemanhãs são 14 dias. Da mesma forma vinte e oito tardes e vinte e oito manhãs são 28dias. E assim sucessivamente.ESCLARECENDO: – “Quarenta Dias e Quarenta noites”(Gên. 7:4, 12. Êxo. 24:18. I Reis 19:8. Mat. 4:2).• São 20 dias ?!• São 40 dias ?!• São 40 ou 80 tardes e manhãs ?!Ora, é evidente que são 40 dias completos (ciclos de 24 horas), compostos de quarentatardes e quarenta manhãs. Como estamos fazendo juntos, busquemos na simplicidadedas Escrituras, esta equação divina.Uma tarde e uma manhã não podem ser duas tardes e duas manhãs. Será sempre um dia.Assim sendo, 2300 tardes e manhãs são 2300 dias literais, completos ciclos de 24 horas.E mais: Como se trata de tempo profético, são então 2300 anos, porque no estudo daprofecia um dia equivale a um ano. É a Bíblia quem estabelece o dia-ano como “padrãopara tempo profético”. Eis a prova: “Cada dia representa um ano...Quarenta dias te dei,cada dia por um ano.” Núm. 14: 34. Eze. 4: 6.Diante da contundência do argumento bíblico, buscam-se uma saída dizendo que “tardee manhã” siginifica holocaustos. Será verdade? O Pastor Adventista ArnaldoChristianini, de grata memória, nos dá, a respeito, esta luz:• “Nas ocorrências de „tarde e manhã‟ no 1º capítulo de Gênesis ainda não havia sequera idéia de holocaustos, os quais só aparecem posteriormente no código levítico, enenhuma relação se pode estabelecer entre tarde e manhã e holocausto, e muito menostentar designar „tarde e manhã‟ como unidade separada de um todo. É contra a verdade,a exegese, a lógica, o bom senso e a razão.• “Sempre que a Bíblia se refere a holocaustos de um dia, ela os indica em ordeminversa, isto é, em vez de „tarde e manhã‟, diz „holocausto da manhã e da tarde‟, sempreincluindo nescessariamente a palavra „holocausto‟. Importante: vem sempre emprimeiro lugar o holocausto da manhã, que era o mais importante, contínuo, e emsegundo lugar o holocausto da tarde. Ler. Êxo. 29:39. Lev. 6: 20. Núm. 28: 4. II Crôn.2: 4; 31: 3. Esdras 3: 3. II Crôn. 13: 11. etc.• “O holocausto da manhã, como se disse, era o principal, contínuo e sua regularidadeera absoluta (Núm. 28: 23. Lev. 9: 17. Amós 4: 4, etc). Portanto é precaríssimo oargumento de que „tardes e manhãs‟ signifiquem holocaustos. Não tem a menor base,mesmo porque os holocaustos também se realizavam em horas intermediárias.” –Revista Adventista, 4/73, pág. 7. Grifos meus.Tais argumentos por si só bastariam para os que sinceramente buscam a perfeição emCristo, porém daremos a palavra ao poderoso Jeová:Daniel 8: 26“A visão da tarde e da manhã... se refere a dias ainda muito distantes.”
  3. 3. Percebe? – Se O criador diz “dias”, quem terá a coragem de dizer “holocaustos”? Quemcontestará o Senhor? Que não sejamos nós, amados.A última etapa deste estudo é o cumprimento desta profecia. O livro Doutrinal (manualde fé da Igreja Adventista da Promessa), diz à página 146, que as 2300 tardes e manhãs,que foram reduzidas para 1150 dias (o que não confere com suas própriasinterpretações); não é exata nos dias, nos números nem nos anos (*), se cumpriram em168/165 a.C., na pessoa de Antíoco Epifânio, rei selêucida.CONFIRAMOS: Graças a Deus já sabemos que se trata de dias, e não holocaustos.Que são 2300 dias e não 1150. Agora, quando isto se cumprirá? Em 168/165 a.C.?Daniel 8: 17“...porque a visão se realizará no Fim do Tempo.”Daniel 8: 19“...porque ela (a visão) se exercerá no determinado Tempo do Fim.”O livro de Daniel, como é sabido, estava “selado” desde o sexto século a.C. (Daniel12:9). E se está selado, está mesmo. Somente seria aberto no Tempo do Fim (Daniel 12:4,9), e não pode haver dois tempos do fim, o dos selêucidas (Antíoco Epifânio) e onosso (século XX).Na época de Antíoco, o livro de Daniel estava no pergaminho, e “selado”, pois que,nesta ocasião não lhe deram especial atenção nem a ciência havia sido multiplicada,como são as características exigidas em Daniel 12: 4 e que ocorreriam matematicamenteno Tempo do Fim.Querido irmão, se a Bíblia afirma que o período profético dos 2300 anos teriacumprimento noTempo do Fim, como pois se pode ensinar tenha-se cumprido no tempodos selêucidas (168/165 a.C.), não é? (Deste período seriam tirados 490 anos, lembra-se? Como se pode tirar 490 anos de 2.300 dias?). Pior será tirar de 1150 dias!(*) “Dizem alguns que dá 3 anos e 10 dias, o que seriam 1105 dias. Não dá 1150 dias demodo nenhum. O problema é o seguinte. Se se tomar o ano judaico de 360 dias, semadmitir que tivesse havido a inserção do 13º mês (o Ve-Adar) que destinava a acertar otempo das estações e aproximar-se do ano solar, então teremos, de fato, apenas 1105dias. Mas nunca 1150 que „seriam‟ exigidos pela profecia dos epifanistas. Por outrolado, se se admite a inserção do13º mês (como se fazia, de quando em quando,obrigatoriamente, nos calendários lunares, e o judaico o era), então teremos, quem sabe,1120 ou 1130 dias. Se se tomam os meses lunares que somam o ano de 354 dias, entãodará menos ainda... nunca dará 1150 dias. Sempre ficarão faltando dias. Sempre. Nemcolocando isto tudo num leito de Procusto, com amputações ou acréscimos, seconseguirá o total exato de 1150 dias.” – Revista Adventista 3/73, A.B. Christianini.Estarmos vivendo hoje (2002), é uma prova de que este cumprimento está falido. Emais, fosse verdade, Jesus não teria nascido e assim ninguém se salvaria. Jesus nasceuaproximadamente 200 anos mais tarde, e já estamos vivendo 2000 anos depois Dele e ofim ainda não aconteceu.– Logicamente, jamais poderia ter sido o “Tempo do Fim”, a época de Antíoco.Estas, pois, são as razões bíblicas, claras e evidentes.
  4. 4. Com sinceridade não duvido que o “Tempo do Fim”, ou o “Determinado Tempo doFim”, começou no século passado, quando se deram o cumprimento dos grandes sinaisprecursores da volta de Jesus (Joel 2: 30, 31. Isaías 13: 10. Amós 8:9. Mateus 24: 6-8,11, 24, 29. Lucas 21: 9-11, 25, 26), corroborado com o grande avanço tecnológico ecientífico. Daniel 12: 4.Não é por conseguinte, mais razoável, lógico e correto, aceitar que o cumprimento dos2300 anos tenha sido em 1844 (leia o capítulo 32), quando de fato, tal data está dentrodo contexto do final de todas as coisas? A ciência, os meios de comunicação e ospróprios povos, indicam-nos que estamos vivendo os “Tempos do Fim”.

×