Império Romano

6.599 visualizações

Publicada em

Direcionado ao Ensino Fundamental com informações resumidas de um dos maiores impérios que a humanidade já viu.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.599
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
208
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Império Romano

  1. 1. IMPÉRIO ROMANO
  2. 2. DA REPÚBLICA AO IMPÉRIO Introdução Inicialmente , Roma foi uma cidade-estado que existia na Itália. Recebeu influência cultural dos gregos, etruscos e italiotas . Aos poucos, a cidade foi construindo um gigantesco Império, que dominou a Grécia, o Egito, um pedaço do Norte da África, o Oriente Médio e grande parte da Europa Ocidental, incluindo a Gália (atual França) e a Bretanha (atual Inglaterra).
  3. 3. A CRISE DA REPÚBLICA ROMANA O que ocorreu em Roma durante o período da República (509 a.C. a 27 a.C.): ★ Os senadores, de origem patrícia, cuidavam das finanças públicas, da administração e da política externa. As atividades executivas eram exercidas pelos cônsules; ★ A crescente marginalização política social e econômica da plebe desencadeou uma luta entre patrícios e plebeus. Com isso, foi criado os Tribunos da Plebe atendendo às lutas dos plebeus por uma maior participação política e melhores condições de vida. ★ Roma inicia as guerras de expansão: conquista a Península Itálica; o mar Mediterrâneo e vencem os cartagineses, liderados pelo general Aníbal, nas Guerras Púnicas (século III a.C). Após dominar Cartago, Roma ampliou suas conquistas, dominando a Grécia, o Egito, a Macedônia, a Gália, a Germânia, a Trácia, a Síria e a Palestina. ★ A luta dos camponeses por terra: os plebeus lutavam nas guerras ,mas não tinham direito a nada, sem saída eles viram-se obrigados a ir para as cidades, foi o chamado êxodo rural; ★ Roma consolida sua economia baseada na escravidão. Como consequência, o desemprego cresceu aumentando a revolta da plebe romana. Todos esses fatores caracterizaram a Crise da República Romana.
  4. 4. O FORTALECIMENTO DO EXÉRCITO ROMANO ★ Devido aos últimos acontecimentos em Roma os Tribunos da Plebe os irmãos Tibério e Caio Graco proporam reformas sociais : a primeira Reforma Agrária; ★ As guerras enriqueceram Roma, embora tivessem arruinado as famílias mais pobres do campo; ★ O exército se fortaleceu com as guerras e seus generais ganharam uma importância maior no cenário político em Roma; ★ O general Mário é eleito cônsul e, propõe reformas para conter a tensão social em Roma, bem como reformas que fortaleceram o exército; ★ Assume o general Sila , na qual implanta a Ditadura, persegue e mata todos os seus opositores; ★ Os generais Pompeu, Crasso e Júlio César, repartem entre si o poder, formando o que se denomina Primeiro Triunvirato 59-53 a.C.; ★ Crasso morre em combate, Pompeu e César disputam o poder. O exército de César vence e ele assume o controle de Roma. No entanto, armaram um complô contra o general e ele foi assassinado.
  5. 5. OTÁVIO “AUGUSTO” INICIA O IMPÉRIO. ★ O assassinato de César provocou uma verdadeira revolta popular. Os conspiradores foram derrotados e formou-se o Segundo Triunvirato composto por Marco Antônio, Otávio e Lépido; ★ Os generais entraram em disputa pelo poder novamente, Lépido foi afastado, ficando Marco Antônio e Otávio na luta. Otávio venceu e concentrou em suas mãos todo o poder; ★ O senado romano atribuiu a Otávio (27 a.C. a 14 d.C.) o título de Augusto, que significa “consagrado”, “divino”. Com isso, torna-se o primeiro Imperador. Termina a República e começa o Império; ★ O imperador tinha o controle sobre as instituições republicanas. O imperador era também o chefe religioso, e indicava as pessoas para os cargos mais importantes; ★ Aos poucos, a população aceitou venerar os imperadores como se fossem deuses.
  6. 6. PONTOS IMPORTANTES DA HISTÓRIA DO IMPÉRIO ROMANO O nascimento do Cristianismo em Roma no tempo do imperador Augusto. A religião cristã surge em contraposição ao politeísmo romano. A insatisfação popular obriga aos imperadores utilizarem a “Política do pão e circo”. Esta consistia em oferecer aos romanos alimentação e diversão.
  7. 7. ROMA E SEUS IMPERADORES ★ Reinado de Tibério(14-37 d.C.); ★ Reinado de Calígula (37 -41 d.C); ★ Reinado de Nero (54-68 d.C.): acusado de perseguir e matar os cristãos, bem como botar fogo em Roma; ★ Reinado de Vespasiano; ★ Tito destrói Jerusalém em 70 d.C.; ★ Adriano sufoca revolta dos judeus 135 d.C.; ★ Marco Aurélio (161- 180 d.C.); ★ Comodus (180- 192 d.C.) ★ O imperador Teodósio divide o Império Romano em Ocidente e Oriente em 395, proclama em 391 d.C o Cristianismo a religião oficial do Estado. A figura do escravo Spartacus surge para lutar contra a dominação romana em 73 a.C.
  8. 8. CRONOLOGIA DO IMPÉRIO ROMANO séc. VIII a.C. Fundação da cidade de Roma 616 a.C. Início dos reinados etruscos 509 a.C. Expulsão dos Etruscos. República 73 a.C. Rebelião dos escravos liderados por Spartacus. 48 a.C. Júlio César derrota Pompeu. 44 a.C. César é morto. 31 a.C. Otávio derrota Marco Antônio. 64 d.C. Incêndio de Roma por Nero imperado r 313 d.C. O imperador Constantino ordena o fim dos ataques aos cristãos 252 d.C. Início dos ataques bárbaros. 476 d. C. Invasões bárbaras destroem o império 395 d.C. Divisão definitiva entre o Império Romano do Ocidente e do Oriente
  9. 9. O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO Após séculos de glórias e conquistas territoriais, o Império Romano começou a apresentar sinais de crise já no século III. Causas da crise do Império Romano: ★ A extensão territorial do império que dificultava a administração e controle militar; ★ Com o fim das guerras de conquistas também diminuíram a entrada de escravos. Com menos mão-de-obra ocorreu uma forte crise na produção de alimentos; ★ Aumento dos conflitos entre as classes de patrícios e plebeus, gerando instabilidade política; ★ Crescimento do Cristianismo que contestava as bases políticas do império( guerra, escravidão, domínio sobre os povos conquistados) e religiosos ( politeísmo e culto divino ao imperador); ★ Aumento da corrupção em Roma e suas províncias.
  10. 10. O FIM DE UM IMPÉRIO, INICIA-SE A IDADE MÉDIA  Todos esses fatores enfraqueceram o Império Romano, facilitando as Invasões Bárbaras Germânicas no século V. O ano de 476 d.C. marca a data do fim do Império Romano do Ocidente.
  11. 11. FIM

×