SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Profa Dhilma Luci de Freitas Email: dhilmalf@gmail.com A EDUCAÇÃO SEXUAL NA INFÂNCIA
Para Isaura Guimarães (1995, p.24)  SEXO : “ é relativo ao fato natural, hereditário, biológico, da diferença física entre o homem e a mulher e da atração de um pelo outro para reprodução. No mundo moderno, o significado dominante do termo passa a ser ‘fazer sexo’, referindo-se às relações físicas para o prazer sexual. No senso comum é: ‘relação sexual’, ‘orgasmo’, ‘órgão genital’, ‘pênis’.”
Sexualidade:   Termo que surgiu no século XIX, ampliando o conceito de sexo, incorporando a reflexão e o discurso sobre o seu sentido e a sua intencionalidade.  É entendida atualmente como fundamental dimensão humana, como a própria vida, englobando sentimentos, relacionamentos, sensualidade, prazer, erotismo, direitos, deveres, sexo, enfim o ser humano em sua totalidade.  (Caderno Educação e Sexualidade /UDESC, p.22). A  sexualidade  é uma dimensão  exclusiva  do ser humano .
Vasconcelos (1971) “ Educação sexual é abrir possibilidade, dar informações sobre os aspectos fisiológicos da sexualidade, mas principalmente informar sobre suas interpretações culturais e suas possibilidade significativas, permitindo uma tomada lúcida de consciência”( p.111). Ribeiro, (1990) A educação sexual - constituída pelo e nos processos culturais contínuos que, desde o nascimento, de uma forma ou de outra, direcionam os indivíduos para diferentes atitudes e comportamentos, ligados à manifestação de sua sexualidade. Essa educação é dada indiscriminadamente na família, na escola, no bairro, com os amigos, pelos meios de comunicação etc. É a própria evolução da sociedade que  determina os padrões sexuais de cada época e, conseqüentemente, a educação sexual do indivíduo.
[object Object],FALAR SOBRE A SEXUALIDADE INFANTIL É DIFÍCIL PORQUÊ:  Mamãe botou um ovo  os pais e professores, na maioria das vezes, procuram ignorar a sexualidade infantil porque a confundem com a sexualidade adulta;  até pouco tempo havia ausência de fundamentos científicos para análise destes comportamentos;  há falta de linguagem adequada para abordar de forma positiva estas questões; ,[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Dois erros da nossa cultura sobre sexualidade infantil:  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL Dos 0 aos 2 anos    Nesta fase a sexualidade é vivida e desenvolve-se: - Na relação com as sensações corporais, - E em interação com as figuras de apego;    Seu desenvolvimento começa com o contato físico quando os bebês são segurados e acariciados;    A evolução sexual depende da forma como a criança vivência e resolve:  -As imposições sociais cada vez mais exigentes a que é submetida, - Os inevitáveis problemas de ciúmes;  O   controle esfincteriano faz parte deste processo:  geralmente demasiado cedo, não partindo dos ritmos fisiológicos da criança, castigando os descuidos.
ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL Dos 2 aos 6 anos    A d escoberta das diferenças anatômicas;    A vivência dos papéis de gênero;     A auto exploração é outra experiência fundamental para o desenvolvimento de uma sexualidade saudável;    Os jogos sexuais: brincadeiras “de médico” onde trocam experiências com outras crianças;    Através da imitação do comportamento dos adultos: namoros, roupas etc;    Iniciam-se  as perguntas: de onde vêm os bebês, por que sou diferente dos /as meninos /as etc?
Até aos 2 anos todas as crianças reconhecem os papéis sexuais e auto classificam-se; A partir dos 3 anos já utilizam a sua identidade para recusarem ou aceitarem alguma atividade; Começa e irá continuar a comportar-se como o que é socialmente esperado. Dos  3 aos 5 anos começam a adaptar-se à moral sexual dos adultos  e a tentar  controlar o seu comportamento de acordo com as normas dos adultos; Neste período de transição o justo e o injusto, o bom e o mal são o que os adultos consideram como tal; O juízo moral é exterior às crianças e tem origem na autoridade do adulto. Dos  5 aos 7 anos acabam por interiorizar a moral sexual dos adultos; Estas normas assimiladas  são vistas como imutáveis e universais  e são reflexo da moral sexual das pessoas do seu meio familiar e social. ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL
Dos 6 aos 10 anos AQUISIÇÕES A NÍVEL DA SEXUALIDADE    Identidade e papel sexual;    Aquisição da permanência da identidade sexual e do gênero;    Distinção da identidade sexual e de gênero;    Interiorização da moral sexual;  A sociedade através dos agentes socializantes: pais, professores,colegas, meios de comunicação,literatura infantil, conteúdos e práticas escolares:  - EXERCE UM CONTROLE SEXUADO DO COMPORTAMENTO ( premiando ou castigando certas manifestações sexuais) - OFERECE UMA ESCOLARIZAÇÃO COM CONTEÚDOS SEXUAIS (ex:discriminando as meninas..)
- Aumenta a intimidade e a afetividade entre pais e filhos/as;professores/ as e alunos/ as; -  Abre caminhos para que se possa conversar sobre tudo mais tarde e faz com que se sintam melhor preparados para entrar na adolescência; -  Reduz as fantasias e ansiedades  decorrentes das dúvidas não respondidas; -  Previne futura gravidez não planejada e contaminações por IST/SIDA; POR QUE INICIAR NA INFÂNCIA, UM TRABALHO DE EDUCAÇÃO EM SEXUALIDADE DE FORMA INTENCIONAL??? PORQUE….
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaLeandroFuzaro
 
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)jornadaeducacaoinfantil
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantilEmanuel Oliveira
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaSexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaCamila Oliveira
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeAna Luzia
 
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia SexualGravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia SexualÉrik Silva Oliveira
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente. Aline Kelly
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Alinebrauna Brauna
 
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovoA sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovoVera Gama
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteLuisa Sena
 

Mais procurados (20)

Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
 
Chegou a adolescência
Chegou a adolescênciaChegou a adolescência
Chegou a adolescência
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
 
Slides infanto completo
Slides infanto completoSlides infanto completo
Slides infanto completo
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantil
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaSexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre Sexualidade
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia SexualGravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
Gravidez Na AdoslescêNcia E Violencia Sexual
 
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente. Cartilha informativa sobre abuso  sexual contra a criança e o adolescente.
Cartilha informativa sobre abuso sexual contra a criança e o adolescente.
 
18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
 
Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Violência infantil
Violência infantilViolência infantil
Violência infantil
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovoA sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
A sexualidade dos 2 aos 10 ano snovo
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
 

Destaque

Educação Sexual para Crianças
Educação Sexual para CriançasEducação Sexual para Crianças
Educação Sexual para CriançasMichele Pó
 
Educação sexual para crianças
Educação sexual para criançasEducação sexual para crianças
Educação sexual para criançasmaria25
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade nandavcs
 
Educação sexual e prevenção slides
Educação sexual e prevenção   slidesEducação sexual e prevenção   slides
Educação sexual e prevenção slidesValentinacarvalho
 
Puberdade e Adolescência
Puberdade e AdolescênciaPuberdade e Adolescência
Puberdade e Adolescêncialucikd
 
Power Point De Sexualidad Infantil
Power Point De Sexualidad InfantilPower Point De Sexualidad Infantil
Power Point De Sexualidad Infantilguest4b36c9
 
Educación sexual a niños de primaria
Educación sexual a niños de primariaEducación sexual a niños de primaria
Educación sexual a niños de primariaPaulina Riquelme
 
Diapositivas taller sexualidad
Diapositivas taller sexualidadDiapositivas taller sexualidad
Diapositivas taller sexualidadximenajarpa
 

Destaque (9)

Educação Sexual para Crianças
Educação Sexual para CriançasEducação Sexual para Crianças
Educação Sexual para Crianças
 
Educação sexual para crianças
Educação sexual para criançasEducação sexual para crianças
Educação sexual para crianças
 
Educaçao sexual
Educaçao sexualEducaçao sexual
Educaçao sexual
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade
 
Educação sexual e prevenção slides
Educação sexual e prevenção   slidesEducação sexual e prevenção   slides
Educação sexual e prevenção slides
 
Puberdade e Adolescência
Puberdade e AdolescênciaPuberdade e Adolescência
Puberdade e Adolescência
 
Power Point De Sexualidad Infantil
Power Point De Sexualidad InfantilPower Point De Sexualidad Infantil
Power Point De Sexualidad Infantil
 
Educación sexual a niños de primaria
Educación sexual a niños de primariaEducación sexual a niños de primaria
Educación sexual a niños de primaria
 
Diapositivas taller sexualidad
Diapositivas taller sexualidadDiapositivas taller sexualidad
Diapositivas taller sexualidad
 

Semelhante a Sexualidade infantil

Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroJosé António Farias
 
Bicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexualBicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexualtemastransversais
 
Workshop sexualidade e deficiência
Workshop  sexualidade e deficiênciaWorkshop  sexualidade e deficiência
Workshop sexualidade e deficiênciaSER_2011
 
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e AprendizagemSexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e AprendizagemMarcia Nakamura
 
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescenciaBicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescenciatemastransversais
 
Conceito e breve histórico sobre a sexualidade
Conceito e breve histórico sobre a sexualidadeConceito e breve histórico sobre a sexualidade
Conceito e breve histórico sobre a sexualidadeSimoneHelenDrumond
 
Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16flor Oliveira
 
A educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolarA educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolarMaria Amaral
 
Gênero e diversidade na escola publicar
Gênero e diversidade na escola   publicarGênero e diversidade na escola   publicar
Gênero e diversidade na escola publicarunidadebetinho
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Gisele Da Fonseca
 
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1temastransversais
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaLilia Braga
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013Fernanda Rezende Pedroza
 

Semelhante a Sexualidade infantil (20)

sexualidade
sexualidadesexualidade
sexualidade
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
 
Bicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexualBicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexual
 
educação sexual.pptx
educação sexual.pptxeducação sexual.pptx
educação sexual.pptx
 
Workshop sexualidade e deficiência
Workshop  sexualidade e deficiênciaWorkshop  sexualidade e deficiência
Workshop sexualidade e deficiência
 
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e AprendizagemSexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
 
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescenciaBicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
 
Conceito e breve histórico sobre a sexualidade
Conceito e breve histórico sobre a sexualidadeConceito e breve histórico sobre a sexualidade
Conceito e breve histórico sobre a sexualidade
 
Gravidez
GravidezGravidez
Gravidez
 
30 abril
30 abril30 abril
30 abril
 
Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16
 
A educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolarA educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolar
 
2ºc
2ºc2ºc
2ºc
 
Gênero e diversidade na escola publicar
Gênero e diversidade na escola   publicarGênero e diversidade na escola   publicar
Gênero e diversidade na escola publicar
 
3 março
3 março3 março
3 março
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
 

Sexualidade infantil

  • 1. Profa Dhilma Luci de Freitas Email: dhilmalf@gmail.com A EDUCAÇÃO SEXUAL NA INFÂNCIA
  • 2. Para Isaura Guimarães (1995, p.24) SEXO : “ é relativo ao fato natural, hereditário, biológico, da diferença física entre o homem e a mulher e da atração de um pelo outro para reprodução. No mundo moderno, o significado dominante do termo passa a ser ‘fazer sexo’, referindo-se às relações físicas para o prazer sexual. No senso comum é: ‘relação sexual’, ‘orgasmo’, ‘órgão genital’, ‘pênis’.”
  • 3. Sexualidade: Termo que surgiu no século XIX, ampliando o conceito de sexo, incorporando a reflexão e o discurso sobre o seu sentido e a sua intencionalidade. É entendida atualmente como fundamental dimensão humana, como a própria vida, englobando sentimentos, relacionamentos, sensualidade, prazer, erotismo, direitos, deveres, sexo, enfim o ser humano em sua totalidade. (Caderno Educação e Sexualidade /UDESC, p.22). A sexualidade é uma dimensão exclusiva do ser humano .
  • 4. Vasconcelos (1971) “ Educação sexual é abrir possibilidade, dar informações sobre os aspectos fisiológicos da sexualidade, mas principalmente informar sobre suas interpretações culturais e suas possibilidade significativas, permitindo uma tomada lúcida de consciência”( p.111). Ribeiro, (1990) A educação sexual - constituída pelo e nos processos culturais contínuos que, desde o nascimento, de uma forma ou de outra, direcionam os indivíduos para diferentes atitudes e comportamentos, ligados à manifestação de sua sexualidade. Essa educação é dada indiscriminadamente na família, na escola, no bairro, com os amigos, pelos meios de comunicação etc. É a própria evolução da sociedade que determina os padrões sexuais de cada época e, conseqüentemente, a educação sexual do indivíduo.
  • 5.
  • 6.
  • 7. ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL Dos 0 aos 2 anos  Nesta fase a sexualidade é vivida e desenvolve-se: - Na relação com as sensações corporais, - E em interação com as figuras de apego;  Seu desenvolvimento começa com o contato físico quando os bebês são segurados e acariciados;  A evolução sexual depende da forma como a criança vivência e resolve: -As imposições sociais cada vez mais exigentes a que é submetida, - Os inevitáveis problemas de ciúmes;  O controle esfincteriano faz parte deste processo: geralmente demasiado cedo, não partindo dos ritmos fisiológicos da criança, castigando os descuidos.
  • 8. ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL Dos 2 aos 6 anos  A d escoberta das diferenças anatômicas;  A vivência dos papéis de gênero;  A auto exploração é outra experiência fundamental para o desenvolvimento de uma sexualidade saudável;  Os jogos sexuais: brincadeiras “de médico” onde trocam experiências com outras crianças;  Através da imitação do comportamento dos adultos: namoros, roupas etc;  Iniciam-se as perguntas: de onde vêm os bebês, por que sou diferente dos /as meninos /as etc?
  • 9. Até aos 2 anos todas as crianças reconhecem os papéis sexuais e auto classificam-se; A partir dos 3 anos já utilizam a sua identidade para recusarem ou aceitarem alguma atividade; Começa e irá continuar a comportar-se como o que é socialmente esperado. Dos 3 aos 5 anos começam a adaptar-se à moral sexual dos adultos e a tentar controlar o seu comportamento de acordo com as normas dos adultos; Neste período de transição o justo e o injusto, o bom e o mal são o que os adultos consideram como tal; O juízo moral é exterior às crianças e tem origem na autoridade do adulto. Dos 5 aos 7 anos acabam por interiorizar a moral sexual dos adultos; Estas normas assimiladas são vistas como imutáveis e universais e são reflexo da moral sexual das pessoas do seu meio familiar e social. ALGUMS DAS CARACTERÍSTICAS DA SEXUALIDADE INFANTIL
  • 10. Dos 6 aos 10 anos AQUISIÇÕES A NÍVEL DA SEXUALIDADE  Identidade e papel sexual;  Aquisição da permanência da identidade sexual e do gênero;  Distinção da identidade sexual e de gênero;  Interiorização da moral sexual;  A sociedade através dos agentes socializantes: pais, professores,colegas, meios de comunicação,literatura infantil, conteúdos e práticas escolares: - EXERCE UM CONTROLE SEXUADO DO COMPORTAMENTO ( premiando ou castigando certas manifestações sexuais) - OFERECE UMA ESCOLARIZAÇÃO COM CONTEÚDOS SEXUAIS (ex:discriminando as meninas..)
  • 11. - Aumenta a intimidade e a afetividade entre pais e filhos/as;professores/ as e alunos/ as; - Abre caminhos para que se possa conversar sobre tudo mais tarde e faz com que se sintam melhor preparados para entrar na adolescência; - Reduz as fantasias e ansiedades decorrentes das dúvidas não respondidas; - Previne futura gravidez não planejada e contaminações por IST/SIDA; POR QUE INICIAR NA INFÂNCIA, UM TRABALHO DE EDUCAÇÃO EM SEXUALIDADE DE FORMA INTENCIONAL??? PORQUE….
  • 12.

Notas do Editor

  1. O PERFIL DO EDUCADOR SEXUAL