Sinais De Pontuação

11.472 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
387
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sinais De Pontuação

  1. 1. Elaborado por: - Ana Margarida Nº2 9ºB - Daniela Faria Nº8 9ºB - Diana Barros Nº10 9ºB
  2. 2. Pontuação é um recurso que se utiliza na escrita, ritmos e melodias que expressamos ao falar, pelo uso de um pequeno conjunto de sinais. 2
  3. 3. *Ponto *Vírgula *Dois Pontos *Ponto de interrogação *Ponto de exclamação *Ponto de interrogação e exclamação *Reticências *Travessão *Parênteses e Parêntesis * Aspas 3
  4. 4.  Indica uma pausa mais longa, coloca-se no final de uma frase complexa ou simples, indicando que aquilo que se pretende dizer está completo. Ex: “Joana trazia os cabelos soltos, cabelos que ela espichava evidadosamente, e os perfumava com um perfume que tonteava António Balduino.” 4
  5. 5.  Delimita um parágrafo.  O ponto também se utiliza em abreviaturas ou siglas. Ex: G. N. R. – Guarda Nacional Republicana T. P. C. – Trabalhos para casa T. I. C. – Tecnologias da Informação e informação 5
  6. 6.  Assinala uma pausa mais pequena da pontuação.  Separar elementos de uma enumeração. Ex: Naquele mercado as mangas, os pêssegos, as ameixas, as maças e as cerejas, atraiam pelos seus tons alegres e luminosos.  Demarcar complementos circunstâncias. Ex: Nesse dia, apareceram todos os amigos do Rui. 6
  7. 7.  Separar o vocativo. Ex: Ó Ana, vem cá depressa!  Demarcar um adjectivo em início da frase e um substantivo. Ex: Antencioso, como ele não havia! O Pedro, esse era o eleito. 7
  8. 8.  Destacar elementos (normalmente mais extensos) numa enumeração. Ex: Ele gostava de doces, a Joana de salgados.  Separar as orações. Ex: Os homens, obcecados pelo progresso, nem sempre pensam no futuro da humanidade. 8
  9. 9.  NÃO se utiliza para separa sujeito de predicado. Ex: O Pedro, fazia os trabalhos de casa. Ex: O Pedro fazia os trabalhos da casa. 9
  10. 10. :  Introduz o discurso directo. Ex: E, sem hesitar, disse-lhe: - Obrigado por tudo.  Introduz uma citação, uma enumeração. Ex: Por exemplo: as rosas, as tulipas. Porque não? 10
  11. 11.  Coloca-se no fim de uma pergunta directa e marca uma frase interrogativa. Ex: Queres que te empreste o caderno?  Aparecendo entre parêntesis (?) indica a dúvida em relação à afirmação feita anteriormente. Ex: Todos (?) aplaudiam o jovem cantar. 11
  12. 12.  Coloca-se no fim das frases exclamativas para exprimir sentimentos, admirações, ironia, surpresa ou entusiasmo. Ex: Não acredito! Francamente!  Emprega-se depois das formas verbais do imperativo e das interjeições. Ex: Ah! Não atendeu? Então, escuta-me. 12
  13. 13.  Utiliza-se sobretudo nos diálogos para expressar ao mesmo tempo interrogação e admiração. Intensificam a mensagem. Ex: O quê? Hoje fizeste os trabalhos de casa?!... 13
  14. 14.  Indicam uma suspensão no discurso, mostrando que alguma coisa ficou por dizer, mas que é facilmente subentendido. Ex: Eu avise-a várias vezes, quem brica com o fogo…  Pode significar sentimentos confusos ou indefinidos, dúvida, ironia e hesitação. Ex: Não sei… Se calhar não posso ir… 14
  15. 15.  Utiliza-se no discurso directo para introduzir as falas de cada uma das personagens e para separar as orações intercaladas do discurso indirecto. Ex: Como fizeste o que eu te pedi. – Disse-lhe a mãe. – Vou-te compensar.  Destaca uma palavra ou expressão. Ex: O António - pediu - aos amigos que o fossem visitar. 15
  16. 16.  Servem para intercalar num texto uma explicação, uma reflexão, um comentário não obrigatório. Ex: Ou um símbolo de «crescei e multiplicai-vos (como o arroz)». 16
  17. 17.  Colocam-se antes e depois de uma citação directa ou de uma parte ou capítulo de uma obra. Ex: “As armas e os barões assinalados.”  Realçam uma expressão segundo a objectividade do emissor e também certas palavras que se afastam da norma, que já não se usam (acaismos) ou que pertencem a um nível de língua diferente. Ex: Os “meninos queques” são os primeiros a faltar às aulas sem motivo. 17

×