SlideShare uma empresa Scribd logo
Governo do Estado de Rondônia
        Secretaria de Estado da Educação – SEDUC
         Coordenadoria Regional de Ensino - CRE
         E.E.E.F.M. Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira
                   Rolim de Moura – RO




CINEMÁTICA


PROF.ª.: DANIELA FONTANA ALMENARA
          DISCIPLINA: FÍSICA
CINEMÁTICA

• Quando estudamos a cinemática, procuramos
  descrever os movimentos sem nos preocuparmos
  com suas causas.
• Então, analisando por exemplo o movimento de
  um carro, diremos que ele está se movendo em
  uma estrada reta, que sua velocidade é de 60
  km/h , que em seguida, passa para 80 km/h, que o
  veículo descreve uma curva, etc., mas não
  procuraremos explicar as causas de cada um
  desses fatos
PARTÍCULA

• É comum ao estudarmos o movimento de um
  corpo qualquer, tratá-lo como se ele fosse uma
  partícula. Dizemos que um corpo é uma partícula
  quando suas dimensões são muito pequenas em
  comparação com as demais dimensões que
  participam do fenômeno.
• Ex: se um automóvel de 3 m de comprimento
  desloca-se 15 m, ele não poderá ser considerado
  partícula; mas se esse mesmo automóvel viajar de
  uma cidade a outra, distanciadas 200 km, o
  comprimento do automóvel é desprezível em
  relação a essa distância.
O MOVIMENTO É RELATIVO

• O movimento de um corpo, visto por um
  observador, depende do referencial no qual o
  observador está situado.
DISTÂNCIA, VELOCIDADE E TEMPO

• Quando um corpo
  se desloca com
  velocidade
  constante,         ao
  longo      de    uma
  trajetória retilínea,
  dizemos que seu
  movimento           é
  retilíneo uniforme
MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME

 Para o MRU a velocidade instantânea tem o
  mesmo valor da velocidade média.
 Movimento que se dá sobre uma trajetória
  retilínea e a velocidade constante.
 Como a velocidade não muda em nada
  (direção, sentido ou intensidade) a
  aceleração é nula.



            Vm = Vinst
FÓRMULAS PARA O MRU
ATENÇÃO PARA AS UNIDADES




• Para transformar km/h em m/s divide-se por 3,6

• Para transformar m/s em km/h multiplica-se por 3,6
GRÁFICO VELOCIDADE X TEMPO (v x t)

                  Automóvel           se
                  deslocando         em
                  movimento uniforme
                  com velocidade v =
                  60     km/h     e    a
                  velocidade é mantida
                  no tempo t = 5,0 h
                  No         movimento
                  uniforme o gráfico v x
                  t é uma reta paralela
                  ao eixo dos tempos e
                  a área sob esse
                  gráfico nos fornece o
                  valor da distância
                  percorrida
EXEMPLO DE MOVIMENTO NÃO
             UNIFORME

S = 30 x 1,0 h = 30 km
S = 90 x 2,0 = 180 km
S = 60 x 1,0 = 60 km
Somando todos
S = 30 + 180 + 60
S = 270 km
VELOCIDADE NEGATIVA

• Quando um corpo se desloca em uma trajetória,
  costumamos convencionar que um dos sentidos do
  movimento é positivo; o outro sentido, portanto,
  será considerado negativo.
GRÁFICO DISTÂNCIA X TEMPO (s x t)

                • Em qualquer movimento
                  uniforme (v =
                  constante), o espaço
                  percorrido por um
                  objeto é diretamente
                  proporcional ao tempo t
                  decorrido neste
                  percurso.
                • Em qualquer movimento
                  uniforme o gráfico de
                  percurso é uma reta que
                  passa pela origem dos
                  eixos
O QUE É A POSIÇÃO DE UM MÓVEL E
         SUA TRAJETÓRIA
• Para se determinar a posição de um corpo
  em uma dada trajetória, basta que se
  forneça o valor da sua distância, medida
  sobre a trajetória, a um ponto dela
  adotado como referência (origem).
GRÁFICO POSIÇÃO X TEMPO
EXEMPLO
ATIVIDADES


Utilizando como referência essa aula e
também o texto do livro, realize as
atividades do livro na pág. 42.

Exer.: 5 a 10 e 12
REFERÊNCIAS

MÁXIMO, Antônio: ALVARENGA,
Beatriz. Curso de Física. São Paulo:
Scipione, 2010.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Movimento uniformemente variado
Movimento uniformemente variadoMovimento uniformemente variado
Movimento uniformemente variado
sotonji
 
Slide Cinemática
Slide CinemáticaSlide Cinemática
Slide Cinemática
joaberb
 
M.R.U.V.
M.R.U.V.M.R.U.V.
M.R.U.V.
Pibid Física
 
Mru movimento retilineo uniforme
Mru   movimento retilineo uniformeMru   movimento retilineo uniforme
Mru movimento retilineo uniforme
Vlamir Gama Rocha
 
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
O mundo da FÍSICA
 
Movimento Circular Uniforme
Movimento Circular UniformeMovimento Circular Uniforme
Movimento Circular Uniforme
Marco Antonio Sanches
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Aula 3 mruv
Aula 3  mruvAula 3  mruv
Aula 3 mruv
Montenegro Física
 
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variado
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variadoSinais no movimento retilíneo uniformemente variado
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variado
Wagner Moreira da Silva
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
Rildo Borges
 
MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.
Adalgisa Barreto
 
Exercicios resolvidos impulso
Exercicios resolvidos impulsoExercicios resolvidos impulso
Exercicios resolvidos impulso
razonetecontabil
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
Marco Antonio Sanches
 
Aula optica 01
Aula optica 01Aula optica 01
Aula optica 01
Moura Junior A C
 
Física vetores
Física  vetoresFísica  vetores
Física vetores
Adrianne Mendonça
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
cristbarb
 
Cinemática vetorial
Cinemática vetorialCinemática vetorial
Cinemática vetorial
League of Legends Society
 
Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
Vlamir Gama Rocha
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
Miky Mine
 
Campo elétrico
Campo elétricoCampo elétrico

Mais procurados (20)

Movimento uniformemente variado
Movimento uniformemente variadoMovimento uniformemente variado
Movimento uniformemente variado
 
Slide Cinemática
Slide CinemáticaSlide Cinemática
Slide Cinemática
 
M.R.U.V.
M.R.U.V.M.R.U.V.
M.R.U.V.
 
Mru movimento retilineo uniforme
Mru   movimento retilineo uniformeMru   movimento retilineo uniforme
Mru movimento retilineo uniforme
 
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
 
Movimento Circular Uniforme
Movimento Circular UniformeMovimento Circular Uniforme
Movimento Circular Uniforme
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Aula 3 mruv
Aula 3  mruvAula 3  mruv
Aula 3 mruv
 
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variado
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variadoSinais no movimento retilíneo uniformemente variado
Sinais no movimento retilíneo uniformemente variado
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.
 
Exercicios resolvidos impulso
Exercicios resolvidos impulsoExercicios resolvidos impulso
Exercicios resolvidos impulso
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
 
Aula optica 01
Aula optica 01Aula optica 01
Aula optica 01
 
Física vetores
Física  vetoresFísica  vetores
Física vetores
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
 
Cinemática vetorial
Cinemática vetorialCinemática vetorial
Cinemática vetorial
 
Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
Campo elétrico
Campo elétricoCampo elétrico
Campo elétrico
 

Destaque

Tipos de movimento e aceleração
Tipos de movimento e aceleraçãoTipos de movimento e aceleração
Tipos de movimento e aceleração
Piedade Alves
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
fisicaatual
 
Relatório física experimental 1 associação de molas
Relatório física experimental 1 associação de molasRelatório física experimental 1 associação de molas
Relatório física experimental 1 associação de molas
leomartins10
 
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEO USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
Rosineide Silva de Lima
 
Física experimental 1 capa (iii relatório)
Física experimental 1   capa (iii relatório)Física experimental 1   capa (iii relatório)
Física experimental 1 capa (iii relatório)
Andréia Ribeiro
 
Aec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bimAec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bim
Daniela F Almenara
 
01 relatório de laboratório nº 02 movimento uniforme (protected) (1)
01 relatório de laboratório nº 02   movimento uniforme (protected) (1)01 relatório de laboratório nº 02   movimento uniforme (protected) (1)
01 relatório de laboratório nº 02 movimento uniforme (protected) (1)
Fernanda Souza
 
Laboratório de Física
Laboratório de FísicaLaboratório de Física
F1 aula 01-fundamentos da cinemática
F1 aula 01-fundamentos da cinemáticaF1 aula 01-fundamentos da cinemática
F1 aula 01-fundamentos da cinemática
Rildo Borges
 
Mrukelly
MrukellyMrukelly
Mrukelly
carolineborba
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
Vanilton Consoline
 
Relatorio fisica 1 movimento em meio viscoso1
Relatorio fisica 1   movimento em meio viscoso1Relatorio fisica 1   movimento em meio viscoso1
Relatorio fisica 1 movimento em meio viscoso1
Letícia Catossi Saravalli
 
Abril 02 movimentos
Abril 02 movimentosAbril 02 movimentos
Abril 02 movimentos
fisicafred
 
Física velocidade média (mru)
Física   velocidade média (mru)Física   velocidade média (mru)
Física velocidade média (mru)
Marcos Lopes
 
Movimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo UniformeMovimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo Uniforme
Cristiane Tavolaro
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
AulasEnsinoMedio
 
Cinematica
CinematicaCinematica
Cinematica
con_seguir
 
Movimentos Curvilíneos - Física.
Movimentos Curvilíneos - Física.Movimentos Curvilíneos - Física.
Movimentos Curvilíneos - Física.
Julia Maldonado Garcia
 
Relatorio fisica experimental trilho de ar
Relatorio  fisica experimental trilho de arRelatorio  fisica experimental trilho de ar
Relatorio fisica experimental trilho de ar
Toninha Silva
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
Marco Antonio Sanches
 

Destaque (20)

Tipos de movimento e aceleração
Tipos de movimento e aceleraçãoTipos de movimento e aceleração
Tipos de movimento e aceleração
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Relatório física experimental 1 associação de molas
Relatório física experimental 1 associação de molasRelatório física experimental 1 associação de molas
Relatório física experimental 1 associação de molas
 
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEO USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
O USO DO SOFTWARE EXCEL NO ENSINO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
 
Física experimental 1 capa (iii relatório)
Física experimental 1   capa (iii relatório)Física experimental 1   capa (iii relatório)
Física experimental 1 capa (iii relatório)
 
Aec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bimAec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bim
 
01 relatório de laboratório nº 02 movimento uniforme (protected) (1)
01 relatório de laboratório nº 02   movimento uniforme (protected) (1)01 relatório de laboratório nº 02   movimento uniforme (protected) (1)
01 relatório de laboratório nº 02 movimento uniforme (protected) (1)
 
Laboratório de Física
Laboratório de FísicaLaboratório de Física
Laboratório de Física
 
F1 aula 01-fundamentos da cinemática
F1 aula 01-fundamentos da cinemáticaF1 aula 01-fundamentos da cinemática
F1 aula 01-fundamentos da cinemática
 
Mrukelly
MrukellyMrukelly
Mrukelly
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
 
Relatorio fisica 1 movimento em meio viscoso1
Relatorio fisica 1   movimento em meio viscoso1Relatorio fisica 1   movimento em meio viscoso1
Relatorio fisica 1 movimento em meio viscoso1
 
Abril 02 movimentos
Abril 02 movimentosAbril 02 movimentos
Abril 02 movimentos
 
Física velocidade média (mru)
Física   velocidade média (mru)Física   velocidade média (mru)
Física velocidade média (mru)
 
Movimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo UniformeMovimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo Uniforme
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
 
Cinematica
CinematicaCinematica
Cinematica
 
Movimentos Curvilíneos - Física.
Movimentos Curvilíneos - Física.Movimentos Curvilíneos - Física.
Movimentos Curvilíneos - Física.
 
Relatorio fisica experimental trilho de ar
Relatorio  fisica experimental trilho de arRelatorio  fisica experimental trilho de ar
Relatorio fisica experimental trilho de ar
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 

Semelhante a Aula 3 movimento retilíneo uniforme

Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniformeAula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Daniela F Almenara
 
"Somos Físicos" Cinemática
"Somos Físicos" Cinemática"Somos Físicos" Cinemática
"Somos Físicos" Cinemática
Vania Lima "Somos Físicos"
 
2 movimentos
2  movimentos2  movimentos
2 movimentos
daniela pinto
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
fisicaatual
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
fisicaatual
 
Física- Aula 4
Física- Aula 4Física- Aula 4
Física- Aula 4
Maria Carolina Campelo
 
Descrição do movimento aula 4
Descrição do movimento aula 4Descrição do movimento aula 4
Descrição do movimento aula 4
Pedro Barata
 
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade médiaCoordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
anajaneca
 
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - CinemáticaTarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
xtganderson
 
Apos eletro fisica
Apos eletro fisicaApos eletro fisica
Apos eletro fisica
resolvidos
 
Mecânica simplificada
Mecânica simplificadaMecânica simplificada
Mecânica simplificada
Fabiana Gonçalves
 
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
P Valter De Almeida Gomes
 
Aula 2 cinemática
Aula 2   cinemáticaAula 2   cinemática
Aula 2 cinemática
Gessyeli Ferreto
 
CINEMÁTICA
CINEMÁTICACINEMÁTICA
CINEMÁTICA
Brenda Araújo
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
PrimeiraoPromove
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
Josenilson S'ilva
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Mecânica 9° ano
Mecânica 9° anoMecânica 9° ano
Mecânica 9° ano
Wellington Sampaio
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
rositafelix
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
rositafelix
 

Semelhante a Aula 3 movimento retilíneo uniforme (20)

Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniformeAula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
 
"Somos Físicos" Cinemática
"Somos Físicos" Cinemática"Somos Físicos" Cinemática
"Somos Físicos" Cinemática
 
2 movimentos
2  movimentos2  movimentos
2 movimentos
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Física- Aula 4
Física- Aula 4Física- Aula 4
Física- Aula 4
 
Descrição do movimento aula 4
Descrição do movimento aula 4Descrição do movimento aula 4
Descrição do movimento aula 4
 
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade médiaCoordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
Coordenadas cartesianas, deslocamento, distância e velocidade média
 
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - CinemáticaTarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
 
Apos eletro fisica
Apos eletro fisicaApos eletro fisica
Apos eletro fisica
 
Mecânica simplificada
Mecânica simplificadaMecânica simplificada
Mecânica simplificada
 
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
 
Aula 2 cinemática
Aula 2   cinemáticaAula 2   cinemática
Aula 2 cinemática
 
CINEMÁTICA
CINEMÁTICACINEMÁTICA
CINEMÁTICA
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Mecânica 9° ano
Mecânica 9° anoMecânica 9° ano
Mecânica 9° ano
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
 

Mais de Daniela F Almenara

Trabalho mandalas
Trabalho mandalasTrabalho mandalas
Trabalho mandalas
Daniela F Almenara
 
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º anoAtividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Daniela F Almenara
 
Atividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º anoAtividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º ano
Daniela F Almenara
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
MandalasMandalas
Pg
PgPg
Função horária das posições
Função horária das posiçõesFunção horária das posições
Função horária das posições
Daniela F Almenara
 
Atividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanosAtividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanos
Daniela F Almenara
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
Daniela F Almenara
 
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-20166º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
Daniela F Almenara
 
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Daniela F Almenara
 
As formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciaisAs formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciais
Daniela F Almenara
 
2º atv em classe 2º bim 2014
2º atv em classe  2º bim 20142º atv em classe  2º bim 2014
2º atv em classe 2º bim 2014
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º C
Álbum 7º CÁlbum 7º C
Álbum 7º C
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º B
Álbum  7º BÁlbum  7º B
Álbum 7º B
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º A
Álbum 7º  AÁlbum 7º  A
Álbum 7º A
Daniela F Almenara
 
Dilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidosDilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidos
Daniela F Almenara
 
Atividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º anoAtividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º ano
Daniela F Almenara
 
Aula 1 temperatura
Aula 1   temperaturaAula 1   temperatura
Aula 1 temperatura
Daniela F Almenara
 
2º magnetismo
2º magnetismo2º magnetismo
2º magnetismo
Daniela F Almenara
 

Mais de Daniela F Almenara (20)

Trabalho mandalas
Trabalho mandalasTrabalho mandalas
Trabalho mandalas
 
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º anoAtividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º ano
 
Atividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º anoAtividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º ano
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
 
Pg
PgPg
Pg
 
Função horária das posições
Função horária das posiçõesFunção horária das posições
Função horária das posições
 
Atividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanosAtividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanos
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
 
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-20166º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
 
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano
 
As formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciaisAs formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciais
 
2º atv em classe 2º bim 2014
2º atv em classe  2º bim 20142º atv em classe  2º bim 2014
2º atv em classe 2º bim 2014
 
Álbum 7º C
Álbum 7º CÁlbum 7º C
Álbum 7º C
 
Álbum 7º B
Álbum  7º BÁlbum  7º B
Álbum 7º B
 
Álbum 7º A
Álbum 7º  AÁlbum 7º  A
Álbum 7º A
 
Dilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidosDilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidos
 
Atividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º anoAtividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º ano
 
Aula 1 temperatura
Aula 1   temperaturaAula 1   temperatura
Aula 1 temperatura
 
2º magnetismo
2º magnetismo2º magnetismo
2º magnetismo
 

Último

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 

Último (20)

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 

Aula 3 movimento retilíneo uniforme

  • 1. Governo do Estado de Rondônia Secretaria de Estado da Educação – SEDUC Coordenadoria Regional de Ensino - CRE E.E.E.F.M. Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira Rolim de Moura – RO CINEMÁTICA PROF.ª.: DANIELA FONTANA ALMENARA DISCIPLINA: FÍSICA
  • 2. CINEMÁTICA • Quando estudamos a cinemática, procuramos descrever os movimentos sem nos preocuparmos com suas causas. • Então, analisando por exemplo o movimento de um carro, diremos que ele está se movendo em uma estrada reta, que sua velocidade é de 60 km/h , que em seguida, passa para 80 km/h, que o veículo descreve uma curva, etc., mas não procuraremos explicar as causas de cada um desses fatos
  • 3. PARTÍCULA • É comum ao estudarmos o movimento de um corpo qualquer, tratá-lo como se ele fosse uma partícula. Dizemos que um corpo é uma partícula quando suas dimensões são muito pequenas em comparação com as demais dimensões que participam do fenômeno. • Ex: se um automóvel de 3 m de comprimento desloca-se 15 m, ele não poderá ser considerado partícula; mas se esse mesmo automóvel viajar de uma cidade a outra, distanciadas 200 km, o comprimento do automóvel é desprezível em relação a essa distância.
  • 4. O MOVIMENTO É RELATIVO • O movimento de um corpo, visto por um observador, depende do referencial no qual o observador está situado.
  • 5. DISTÂNCIA, VELOCIDADE E TEMPO • Quando um corpo se desloca com velocidade constante, ao longo de uma trajetória retilínea, dizemos que seu movimento é retilíneo uniforme
  • 6. MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME  Para o MRU a velocidade instantânea tem o mesmo valor da velocidade média.  Movimento que se dá sobre uma trajetória retilínea e a velocidade constante.  Como a velocidade não muda em nada (direção, sentido ou intensidade) a aceleração é nula. Vm = Vinst
  • 8. ATENÇÃO PARA AS UNIDADES • Para transformar km/h em m/s divide-se por 3,6 • Para transformar m/s em km/h multiplica-se por 3,6
  • 9. GRÁFICO VELOCIDADE X TEMPO (v x t) Automóvel se deslocando em movimento uniforme com velocidade v = 60 km/h e a velocidade é mantida no tempo t = 5,0 h No movimento uniforme o gráfico v x t é uma reta paralela ao eixo dos tempos e a área sob esse gráfico nos fornece o valor da distância percorrida
  • 10. EXEMPLO DE MOVIMENTO NÃO UNIFORME S = 30 x 1,0 h = 30 km S = 90 x 2,0 = 180 km S = 60 x 1,0 = 60 km Somando todos S = 30 + 180 + 60 S = 270 km
  • 11. VELOCIDADE NEGATIVA • Quando um corpo se desloca em uma trajetória, costumamos convencionar que um dos sentidos do movimento é positivo; o outro sentido, portanto, será considerado negativo.
  • 12. GRÁFICO DISTÂNCIA X TEMPO (s x t) • Em qualquer movimento uniforme (v = constante), o espaço percorrido por um objeto é diretamente proporcional ao tempo t decorrido neste percurso. • Em qualquer movimento uniforme o gráfico de percurso é uma reta que passa pela origem dos eixos
  • 13. O QUE É A POSIÇÃO DE UM MÓVEL E SUA TRAJETÓRIA • Para se determinar a posição de um corpo em uma dada trajetória, basta que se forneça o valor da sua distância, medida sobre a trajetória, a um ponto dela adotado como referência (origem).
  • 16. ATIVIDADES Utilizando como referência essa aula e também o texto do livro, realize as atividades do livro na pág. 42. Exer.: 5 a 10 e 12
  • 17. REFERÊNCIAS MÁXIMO, Antônio: ALVARENGA, Beatriz. Curso de Física. São Paulo: Scipione, 2010.