Teoria da computação autômatos

472 visualizações

Publicada em

Introdução aos autômatos.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria da computação autômatos

  1. 1. Teoria da computação Aula 06 Autômatos Prof. Marcos Devaner. Os autômatos finitos, também conhecido como máquina de estados são bons modelos para computadores com uma quantidade de memória extremamente limitada. Podemos ver estes tipos de computador em nosso dia a dia em vários dispositivos eletrômecânicos como por exemplo o controlador de uma porta automática.
  2. 2. 1. autômato Aula 06 – autômatos Um autômato finito tem várias partes: 1. Possui um conjunto de estados. 2. Regras para ir de um estado para o outro, dependendo do simbolo de entrada. 3. Possui um alfabeto de entrada que indica o simbolos de entrada permitidos. 4. Tem um estado inicial. 5. Um ou mais estados de aceitação. Em linguagem matemática, uma ista de 5 elementos é chamado de 5-upla, com isto, podemos diser que um autômato finito é um 5-upla composto por estas cinco partes.
  3. 3. 2. Função de transição Aula 06 – autômatos Esta denominação é usada para definir regras de movimentação de um estado para o outro. Esta função é representada pelo simbolo δ. Exemplo: Este exemplo mostra un função de tranasição em que se o autômato está no estado q1 e lê o simbolo 1 ele se move para o estado q2. Isto também pode ser mostrado da seguinte forma: δ(q1,1)= q2.
  4. 4. 3. Definição formal Aula 06 – autômatos Um autômato finito é um 5-upla (Q, ∑, δ, q0, F), onde 1. Q: é um conjunto finito de estados 2. ∑: é um conjunto finito chamado de alfabeto 3. δ : é Q x ∑ (função de transição). 4. Q0 : é o estado inicial e pertence a Q. 5. F esta contido em Q é o conjunto de estados de aceitação.
  5. 5. 4. Descrição formal Aula 06 – autômatos Dado o autômato chamado de M1. Descrição formal 1. Q= {q1,q2}, 2. ∑ ={0,1} 3. δ = 1. Q0 = q1 2. F = q2 0 1 q1 q1 q2 q2 q1 q2 Testando este exemplo, você irá perceber que M1 aceita todas as cadeias que terminam em 1. Podemos descrever da seguinte forma: L (M1) ={w| w termina com um 1}, onde w são as cadeias aceitas por M1 .
  6. 6. Obrigado! Saiba mais em: www.integrar-online.blogspot.com Fim

×