Gabriel García Márquez

687 visualizações

Publicada em

Para aula de Português.
Escritor Colombiano.

Publicada em: Carreiras
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
687
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gabriel García Márquez

  1. 1. Gabriel García Márquez Deolinda Almeida, 9ºA Nº14
  2. 2. Sobre: Gabriel José García Márquez é um escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano. Nascido a 6 de março de 1927 (86anos), é considerado um dos autores mais importantes do século XX, ele foi premiado com o Prémio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Leitura de 1982 pelo conjunto da sua obra, que entre outros livros inclui o aclamado “Cem Anos de Solidão”. Foi responsável por criar o realismo mágico na literatura latino-americana. Viajou muito pela Europa e vive atualmente no México. É pai do cineasta Rodrigo García. Em abril de 2009 declarou que se aposentou e que não pretendia escrever mais livros. Essa notícia viu-se confirmada em 2012, quando o seu irmão, Jaime García Márquez, noticiou que foi diagnosticada uma demência a Gabriel García Marquez e que, embora esteja em bom estado físico, perdeu a memória e não voltará a escrever. Primeiros Anos de Vida: Também conhecido por Gabo, nasceu na cidade de Aracataca, Colômbia, e, é filho de Gabriel Eligio García e de Luisa Santiaga Márquez, que tiveram ao todo onze filhos. Logo após o seu nascimento, o seu pai tornou-se farmacêutico. Em janeiro de 1929, os seus pais mudaram-se para Barranquilla enquanto que, Gabriel permaneceu em Aracataca. Foi criado pelos seus avós maternos, Doña Tranquilina Iguarán e o coronel Nicolás Ricardo Márquez Mejía. Quando ele tinha 8 anos, o seu avô morreu e ele mudou-se para casa dos seus pais em Barranquilla, onde o seu pai era proprietário de uma farmácia. O seu avô materno, Nicolás Márquez, que era um veterano da Guerra dos Mil Dias, cujas histórias encantavam o menino, e a sua avó materna Tranquilina Iguarán, exerceram forte influência nas histórias do autor. Um exemplo é: os personagens de “Cem Anos de Solidão”. Gabriel estudou em Barranquilla e no Liceu Nacional de Zipaquirá. Passou a juventude a ouvir contos das Mil e Umas Noites. A sua adolescência foi marcada por livros, em especial “A Metamorfose” de Franz Kafka. Em 1947 muda-se para Bogotá para estudar direito e ciências políticas na universidade nacional da Colômbia, mas abandonou antes da graduação. Em 1948 foi para Cartagena das Índias, Colômbia, e começa o seu trabalho como jornalista. Jornalismo: O seu trabalho como jornalista foi o para jornal El Universal. Em 1949 foi para Barranquilla e trabalhou como repórter para o jornal El Heraldo. Neste mesmo período participou num grupo de escritores para estimular a literatura. Em 1954 passa a trabalhar no El Espectador como repórter e crítico. Em 1958 trabalhou como correspondente internacional na Europa, retornou a Barranquilla e casou-se com Mercedes Barcha com quem tem dois filhos, Rodrigo e Gonzalo. Em 1961 vai para Nova Iorque para trabalhar como correspondente internacional, mas as suas críticas a exilados cubanos e as suas ligações com Fidel Castro fizeram-no ser perseguido pela CIA e com isso mudou-se para o México. Em 1994 funda juntamente com o seu irmão, Jaime Abello, a Fundação Neo Jornalismo Iberoamericano. 2 Gabriel García Márquez
  3. 3. Literatura: Teve como seu primeiro trabalho o romance “La Hojarasca” publicado em 1955. Em 1961 publica “Ninguém Escreve ao Coronel”. A obra “Relato De Um Náufrago”, muitas vezes apontada como o seu primeiro romance, conta a história verídica do naufrágio de Luis Alejandro Velasco e foi publicado primeiramente no El Espectador, somente sendo publicada em formato de livro anos depois, sem que o autor soubesse. O escritor colombiano possui obras de ficção e não ficção, tais como “Crónica De Uma Morte Anunciada” e “El Amor En Los Tiempos Del Cólera”. Em 1967 publica “Sem Anos de Solidão”, livro que narra a história da família Buendía na cidade fictícia de Macondo, desde a sua fundação até à sétima geração. Este livro foi considerado um marco da literatura latino-americana e exemplo único do estilo, a partir de então denominado, Realismo Fantástico. As suas novelas e histórias curtas – fusões entre a realidade e a fantasia – levaram-no ao Prémio Nobel da Literatura em 1982. Em 2002 publicou a sua autobiografia “Viver Para Contar”, logo após lhe ter sido diagnosticado um cancro linfático. Márquez apontou como seu mestre o escritor Norte-Americano William Faulkner. Cinema: Tem interesse por cinema e trabalha principalmente como diretor. Em 1950 estou no Centro Experimental de Cinema em Roma. Participou diretamente em alguns filmes tais como “Juego Peligroso”, “Presságio”, “Erendira”, entre outros. Em 1986 fundou a escola Internacional de Cinema e Televisão em Cuba, para apoiar a carreira de jovens da América Latina, Caribe, Ásia e África. Em 1990 conhece Woody Allen e Akira Kurosawa, diretores pelos quais tem admiração. Prémios e Condecorações: Prémio de Novel ESSO por “má hora: o veneno da madruga” (1961) Doutor Honoris Causa da Universidade de Colômbia de Nova Iorque (1971) Medalha de Legião Francesa em Paris (1981) Condecoração Águila Azteca no México (1982) Nobel de Literatura (1982) Prémio quarenta anos do Círculo de jornalistas de Bogotá (1985) Membro honorário do Instituto Caro y Cuervo em Bogotá (1993) Doutor Honoris Causa da Universidade de Cádiz (1994) 3 Gabriel García Márquez

×