3. aula biorremediação

1.961 visualizações

Publicada em

biorremediação

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.961
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3. aula biorremediação

  1. 1. Biotecnologia ambientalBiotecnologia ambiental Técnico em BiotecnologiaTécnico em Biotecnologia Módulo IIIMódulo III Prof. Fábio ZanellaProf. Fábio Zanella
  2. 2. BIOTECNOLOGIA AMBIENTALBIOTECNOLOGIA AMBIENTAL BIORREMEDIAÇÃOBIORREMEDIAÇÃO Conceitos: Uso de sistemas biologicos (geralmente plantas ou microrganismos) na redução da poluição do ar, água ou sistemas terrestres. BIODEGRADAÇÃO
  3. 3. BIORREMEDIAÇÃO EBIORREMEDIAÇÃO E BIODEGRADAÇÃOBIODEGRADAÇÃO Viasmetabólicasnormalmenteutilizadas paracrescimentoeproduçãodeenergia sãousadasparadegradaçãodepoluentes.
  4. 4. BIORREMEDIAÇÃOBIORREMEDIAÇÃO Poluente Detoxificação Detoxificação ou Potencialização Mineralização completa CO2+ água+sais inofensivos (úteis ou não) Biodegradação incompleta Tetra –CloroEtileno ou Tri CE geram compostos mais toxicos que os originais
  5. 5. BIORREMEDIAÇÃOBIORREMEDIAÇÃO Tipos: Biorremediação INTRÍNSECA = natural ou passiva Biorremediação SUPLEMENTADORA = estímulos pelo ação humana (nutrientes, bactérias, oxigênio, CO2, dentre outros) Biomagnificação = + microrganismos Bioestimulação = + nutrientes Bioventilação = + CO2 , + O2 Landfarming = + O2 + microrganismos
  6. 6. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 1) Biomagnificação: Consiste na misturas específicas de microrganismos em ambientes contaminados para iniciar o processo da biorremediação. É a inoculação do local contaminado com microrganismos selecionados para degradação do contaminante.
  7. 7. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 2) Bioventilação: É uma forma de bioestimulação por meio da adição de gases estimulantes (Ex.: O2 ) para aumentar a atividade microbiana decompositora.
  8. 8. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 2) Bioventilação:
  9. 9. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 3) Landfarming: O processo de landfarming, também conhecido como tratamento em terra, consiste na aplicação controlada de resíduos sobre o solo, conseguindo a degradação biológica e química dos mesmos.
  10. 10. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 3) Landfarming: O landfarming também deve ser considerado como um processo de disposição final, já que os produtos da degradação se incorporam ao solo e à matéria vegetal presente no local.
  11. 11. TIPOS DE ROCESSOSTIPOS DE ROCESSOS BIORREMEDIADORESBIORREMEDIADORES 4) Compostagem: É o uso de microrganismos termofílicos aeróbios em pilhas construídas para degradar o contaminante.
  12. 12. Quanto ao local de aplicação, aQuanto ao local de aplicação, a biorremediação do solo pode ser:biorremediação do solo pode ser: a) In situ: Visa tratar o solo no local de contaminação, com introdução de oxigênio, nutrientes e microrganismos em galerias e poços de infiltração. (Ex.: bioventilação e landfarming)
  13. 13. Quanto ao local de aplicação, aQuanto ao local de aplicação, a biorremediação pode ser:biorremediação pode ser: b) Ex situ: O resíduo a ser tratado é transportado a outro local. Não correndo riscos de danos ao meio ambiente. O processo se inicia com a redistribuição do solo em camadas e irrigado com nutrientes e bactérias.
  14. 14. Quanto ao local de aplicação, aQuanto ao local de aplicação, a biorremediação pode ser:biorremediação pode ser: b) Ex situ: Há controle rigoroso da lixiviação e escoamento superficial do material contaminado o que não ocorre no Iandfarming sendo, portanto, mais seguro e próprio para tratamento de solos contaminados.
  15. 15. Vantagens da biorremediação:Vantagens da biorremediação: Mais barato que os tratamentos convencionais; Aplicável a uma grande variedade de contaminantes; De grande aceitação pública; Não interfere nas operações que já estão sendo realizadas, podendo ser utilizado em locais de difícil acesso.
  16. 16. Vantagens da biorremediação:Vantagens da biorremediação: Pode ser usada (in situ) reduzindo possibilidades de contaminação para os trabalhadores; Os microrganismos agem na redução dos contaminantes de petróleo transformando-os em subprodutos menos nocivos ao meio ambiente.
  17. 17. Desvantagens da biorremediação:Desvantagens da biorremediação: Não é ums solução imediata; Os locais a serem tratados devem ser preparados para a ação dos microorganismos. Alguns métodos são excessivamente laboriosos.
  18. 18. Contaminantes e espécies deContaminantes e espécies de microrganismos para biorremediaçãomicrorganismos para biorremediação Contaminantes Espécies utilizadas Anéis aromáticos Pseudomonas,Bacillus, Penicillum, Aspergillus e Fusarium Cádmio Staphilococcus, Bacillus, Pseudomonas, Citrobacter e Rhodococcus Cromo Pseudomonas Petróleo Pseudomonas, Proteus, Bacillus e Penicillum
  19. 19. Toxicantes orgânicos de maiorToxicantes orgânicos de maior Relevância ambientalRelevância ambiental Hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HPA`s) Hidrocarbonetos de petróleo (BTX) Metil ter-butil éter (MTBE) Organoclorados: Dioxinas, Furanos, DDT, PCB (policlorobifenilos) e Pesticidas

×