Répteis - A evolução dos Répteis

2.926 visualizações

Publicada em

Com efeitos especiais e videos.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.926
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Répteis - A evolução dos Répteis

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS ESCOLA NORMAL SUPERIOR LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PALEONTOLOGIA Docente: Dra. Neliane Sousa Alves Discentes: Denize cardoso Karla kaliana 1
  2. 2. 2
  3. 3. Indivíduos independentes de água para reprodução âmnio Indivíduos independentes de água para reprodução âmnio Fig. 1: Aves. Fonte: alunosonline.com.br Fig. 2: Mamíferos. Fonte: osanimais.com. 3
  4. 4. Anfíbios Répteis Configuração do esqueleto Modo de reprodução Fig . 3: Fóssil de labirintodonte. Fonte: www.reocities.com 4
  5. 5. Desenvolvimento embrionário completo Rompimento do ovo Animal completo Deposição de ovos (com casca) na terra – proteção contra predadores Ovo e envoltórios do embrião – libertação do ambiente aquático Fig. 5: Ovo de réptil. Fonte:Fig. 4: Ovo de réptil. Fonte: D. Mazierski, 2013 5
  6. 6. 6
  7. 7. Presença de casca calcária envolvendo o ovo A PELE DOS RÉPTEIS  Pele impermeável, seca, sem glândulas, revestida por: escamas epidérmicas (nas cobras e lagartos); placas córneas (nos crocodilos e jacarés); placas ósseas (nas tartarugas). Fig . 6: Tipos de peles de répteis. Fonte: www.sóbiologia.com.br 7
  8. 8. TEMPERATURA CORPORAL Assim como peixes e anfíbios, os répteis são PECILOTÉRMICOS RESPIRAÇÃO E CIRCULAÇÃO DE SANGUE  Respiração pulmonar  Coração a maioria apresenta dois átrios e dois ventrículos Crocodilianos os dois ventrículos estão completamente separados 8
  9. 9. ESQUELETO Do latim reptare = rastejar Fig . 7: Osteologia dos répteis. Fonte: www.ciênciashoje.uol.com.br Fig . 8: Osteologia dos répteis. Fonte: www.ciênciashoje.uol.com.br 9
  10. 10. Fig. 12: Esquema da região temporal nos quatro tipos mais importantes de répteis. Fonte: F. Harvey et al ,A vida dos vertebrados 4º Ed. 2008 Anápsido Sinápsido DiápsidoEuriápsido 10
  11. 11. Fig. 7: Eras geológicas. Fontegoogleusercontent 11
  12. 12. Fig. 7: Eras geológicas. Fontegoogleusercontent Cotilossaurus deram origem aos demais répteis Fig. 9: Fóssil de Cotilossaurus. Fonte: www.ngensis.com Fig. 10: Representação de Cotilossaurus. Fonte: www.ngensis.com 12
  13. 13. Fig. 11: Synapsida e Sauropsidas. Fonte: F. Harvey et al ,A vida dos vertebrados 4º Ed. 2008 Jurássico / Triássico (cerca de 200m.a) Répteis semelhantes aos mamíferos. Ordem: Pelycosauria Ordem: Therapsida Fig. 12: Pelycosauria. Fonte: www.uua.cn Fig. 13: Therapsida. Fonte: www.palaeos.com Lycaenops Dimetrodon Carbonífero (cerca de 359m.a) Répteis semelhantes a Aves e Demais Répteis Fig. 14: Caudipteryx. Fonte: www.dinossaursinart.com Caudipteryx zoui 13
  14. 14. ÁVORE FILOGENÉTICA Fig. 10: Árvore Filogenética Synpsida. Fonte: www.wikipedia.com 14
  15. 15. ÁVORE FILOGENÉTICA Fig. 10: Árvore Filogenética Sauropsida. Fonte: www.wikipedia.com 15
  16. 16. 16 Fonte: www.iplay,com
  17. 17. 17 Fonte: www.larousse.fr Fig. 20: Dimetrodon. Fonte:www.uua.cn Fig. 18: Varanosaurus. Fonte:. dc189.4shared.com Fig.22 Edaphosaurus. Fonte: es.jurassicpark.wikia.comEras geológicas. Fontegoogleusercontent Fig.17: Pelicossauro ophiacodonte. Fonte: www.larousse.fr Fig. 21 Pelicossauro edaphosaure. Fonte: www.larousse.fr Fig. 19: Pelicossauro sphenacodonte.. Fonte:. www.larousse.fr
  18. 18. 18 Principais grupos de répteis atualmente *9.909 spp. Quelônios – poucas mudanças sofridas 18 Fonte:The Reptile Database (Uetz e Hosek, 2014 ) I. Carapaça III. Onívoros II. Hábitos aquáticos Fig. 22: A: Carapaça;B: Plastrão. Fonte: unatestunides.blogspot.com Eras geológicas. Fontegoogleusercontent
  19. 19. 19 Répteis que se adaptaram à natação Ictiófagos predadores Fig. 24: Reconstrução de ictiossauros. Fonte: www.avph.com.br/ictiossauro Fig. 23: Reconstrução de plesiosauro. Fonte: 66south.comEras geológicas. Fontegoogleusercontent
  20. 20. 20 Fig. 27: Mesosaurus sp. Fonte: dinossauros-wwwdinossau Fig. 26: Vétebras de Titanoboa e Anaconda. Fonte: www.npr.org Fig. 28: Representação de Titanoboa. Fonte: snakesfb.blogspot.comEras geológicas. Fontegoogleusercontent Fig. 25: Peçonha. Fonte: www.cpt.com.br
  21. 21. 21 Fig. 29: Fóssil de Crocodilo Fonte: www.fóssil.wikia.com Ordem: Crocodilia
  22. 22. 22 Figura 30: Pterosauro. Fonte: http://www.prehistoricstore.com/newitems/m1716.jpg Ordem: Pterosauria
  23. 23. 23 Ordem: Saurischia Ordem: Ornithischia Figura 31: Saurischia e Ornithischia. Fonte: http://www.ucmp.berkeley.edu/diapsids/dinomm.html
  24. 24. Raridade de fósseis Requisitos de fossilização: 1- Indivíduo deve ter partes, passíveis de fossilização; 2- Ocorrência em meio facilitador de sepultamento rápido Ossos sujeitos aos predadores 24 Fig. 33: Fóssil de Pterosauro encontrado na China. Fonte: gajitz.com Fig. 32: Representação do ambiente do Pterosauro Fonte: sofadasala-noticias.blogspot.com
  25. 25. 25

×