SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros



Componentes:
      Denise Dos Anjos
      Jessica Marques
      Marcelo Veloso
   Reúne    uma    grande    diversidade    de
    organismo;
   Possui exoesqueleto de quitina completo;
   A maioria tem uma função indireta na
    doença humana
   Dividido em 3 subfilo:
    ◦ Crustacea ( caranguejos, camarões e etc.)
    ◦ Chelicerata (aranhas, escorpiões e etc.)
    ◦ Uniramia (insetos, quilópodes e diplópodes)
   Pertence ao subfilo Chelicerata;
   Tem o maior número de representantes;
   Reuni aranha, escorpiões, carrapatos      e
    ácaros;
   Presença de um par de quilíceras;
   Corpo dividido em cefalotórax e abdome;
   Quatro pares de pernas;
   Ausência de antena e asas;
   Adaptados a ambientes de terra firme.
   Classificação:
             Filo: Arthropoda


               Subfilo: Chelicerata


                Classe: Arachnídea


                     Ordem: Aranea
Subordem         Família

Mygalomorphae         Theraphosidae



Liphistiomorphae        Ctenidae



 Araneomorpha          Theridiidae



                      Loxoscelidae
   Quelíceras com um dente;
   Glândulas de secreção venosa;
   Vivem aproximadamente 1 ano;
   Alimentam-se de insetos;
   Produzem seda ou teia;
   Classificação:

            Filo: Arthropoda

             Subfilo: Chelicerata

               Classe: Arachnidea

                 Ordem: Scorpiones

                     Família: Buthidae
   Vivem em regiões quentes e secas;
   São ativos durante a noite;
   São carnívoros e alimentam-se, geralmente,
    de insetos;
   Possuem um agulhão caudal;
   Os do gênero Tityus são mais importante.
   Classificação:

             Filo: Arthropoda


               Subfilo: Chelicerata


                  Classe: Arachnidea


                     Ordem: Acarina
   Classificação:

                     Família

                         Sarcoptidae




                         Demodicidae




                          Ixodidae
   Corpo não segmentado
   Pedipalpos com 4 segmentos
   Pode ser de vida livre ou parasita
   São hipóstomo (perfurar e fixar no animal) ou
    estilóforo (perfurar célula vegetal);
   Não são agressivas;
   Encontradas    principalmente    em    Santa
    Catarina;
   Acidentes são raros, mas em geral graves;
   Tratamento com soro antiloxoscélico;
   A picada provoca:
    ◦ Sensação de queimadura, formação de bolhas e
      escurecimento;
    ◦ Cerca de 12 a 24 horas depois aparece a febre,
      necrose, icterícia, escurecimento da urina
   Também conhecida como aranha- ampulheta
    ou flamenguinha;
   Encontrada em todo país;
   Os acidentes são raros e de pequena e média
    gravidade;
   Tratamento:
    ◦ Aplicação de anestésico local;
    ◦ Soro antilatrodéctico nos casos graves;
   A picada produz:
    ◦   Dor local intensa, angústia;
    ◦   Irritabilidade, tremores;
    ◦   Rigidez abdominal e torácica;
    ◦   Reflexos exagerados;
    ◦   Taquicardia;
    ◦   Paralisia visceral;
    ◦   Uremia, etc.
   Encontradas na região Amazônica e nos
    estados de MS, GO, MG, ES, RJ, SP, PR, SC e RS
   Quando     ameaçadas,    assumem       postura
    agressiva;
   Não faz teia;
   A peçonha é um complexo de diversas
    substancias;
   Age no sobre o SN Periférico e segundamente
    no SN Central.
   Tratamento:
    ◦ Aplicação local de anestésico;
    ◦ Aplicação de soro antiaracnídico em casos graves
      (principalmente em crianças);
   A picada causa:
    ◦ Dor local intensa que se irradia para todo o
      membro acometido;
    ◦ Choque neurogênico ( crianças)
    ◦ Hipotensão
    ◦ Tonturas e dispneia;
    ◦ Aumento das secreções glandulares e espasmos;
   Encontrado na BA, GO, MG, ES, RJ, SP e PR.
   Sua peçonha é uma mistura de proteínas;
   Contém vários componentes enzimáticos e
    estimuladores da musculatura lisa e da
    permeabilidade capilar;
   Age sobre o SN e as junções neuromusculares
   Tratamento:
    ◦ Deve ser dado o soro antiescorpiônico;
   A picada provoca:
    ◦ Pouca Gravidade –
      Calor,
      ligeiro rubor,
      dor violenta mas tolerável;
    ◦ Casos Graves –
        Dor insuportável,
        Vista escura, tontura,
        Cefaleia intensa, dispneia profunda,
        Inicio de paralisia.
   Ácaro causador da sarna ou escabiose;
   Preferencia nas pregas interdigitais e
    poplíteas, a virilha e as pregas inframamárias;
   Causam prurido intenso das áreas afetadas;
   Transmissão é feita pelo contato direto com
    pessoas, roupas ou lençóis infectados;
   Termina espontaneamente após alguns
    meses.
   Ácaros que vivem nas glândulas sebáceas e
    folículos pilosos;
   São responsabilizados como causadores do
    cravo cutâneo;
   Podem estar associados a acne, comedões ou
    ceratite localizada;
   As infecções humanas raramente exigem
    tratamento.
   Acomete principalmente os cães (os gatos
    são mais resistentes);
   O carrapato envolvido é o Ixodes holocyclus;
   Atingi o sistema nervoso periférico e as
    junções neuromusculares;
   Pode haver paralisia de músculos intercostais
    e do diafragma.
   Sintomas:
    ◦ O animal fica deitado entre 1 e 3 dias;
    ◦ Ausência de reflexos e dor;
    ◦ Fraqueza facial e redução do tônus da mandíbula.
   Tratamento:
    ◦ É paliativo aos sintomas; e
    ◦ O eficaz é a retirada do carrapato do animal.
   Prevenção :
    ◦ Aplicar todo mês medicação antiparasitária;
    ◦ Coleiras antiparasitárias.
Classe arachnida

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filo artrópodes 04 crustáceos - características e anatomia
Filo artrópodes 04   crustáceos - características e anatomiaFilo artrópodes 04   crustáceos - características e anatomia
Filo artrópodes 04 crustáceos - características e anatomia
prestao
 
Animais invertebrdos e vertebrados
Animais invertebrdos e vertebradosAnimais invertebrdos e vertebrados
Animais invertebrdos e vertebrados
SESI 422 - Americana
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
Bio
 
Hemichordata, anfíbios e répteis
Hemichordata, anfíbios e  répteisHemichordata, anfíbios e  répteis
Hemichordata, anfíbios e répteis
Sabrina Venceslau
 

Mais procurados (20)

classe insecta.Bio
classe insecta.Bioclasse insecta.Bio
classe insecta.Bio
 
Artropodes slide
Artropodes slideArtropodes slide
Artropodes slide
 
Seminário sobre Os Anelídeos
Seminário sobre Os Anelídeos Seminário sobre Os Anelídeos
Seminário sobre Os Anelídeos
 
Aula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetaisAula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetais
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Artrópodes.ppt
 Artrópodes.ppt  Artrópodes.ppt
Artrópodes.ppt
 
Repteis
RepteisRepteis
Repteis
 
Filo artrópodes 04 crustáceos - características e anatomia
Filo artrópodes 04   crustáceos - características e anatomiaFilo artrópodes 04   crustáceos - características e anatomia
Filo artrópodes 04 crustáceos - características e anatomia
 
classe das aves
classe das avesclasse das aves
classe das aves
 
Família cactaceae
Família cactaceaeFamília cactaceae
Família cactaceae
 
CAULE.ppt
CAULE.pptCAULE.ppt
CAULE.ppt
 
Animais invertebrdos e vertebrados
Animais invertebrdos e vertebradosAnimais invertebrdos e vertebrados
Animais invertebrdos e vertebrados
 
Crustaceos
CrustaceosCrustaceos
Crustaceos
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
 
Introdução ao filo Artropoda e subfilo Chelicerata
Introdução ao filo Artropoda e subfilo ChelicerataIntrodução ao filo Artropoda e subfilo Chelicerata
Introdução ao filo Artropoda e subfilo Chelicerata
 
Ap chelicerata
Ap chelicerataAp chelicerata
Ap chelicerata
 
Reino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferosReino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferos
 
Aula 8 Trematódios
Aula 8 TrematódiosAula 8 Trematódios
Aula 8 Trematódios
 
Hemichordata, anfíbios e répteis
Hemichordata, anfíbios e  répteisHemichordata, anfíbios e  répteis
Hemichordata, anfíbios e répteis
 
Osteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: ActinopterygiiOsteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: Actinopterygii
 

Destaque (20)

Arachnida
ArachnidaArachnida
Arachnida
 
Classe arachnida
Classe arachnidaClasse arachnida
Classe arachnida
 
Arachnids
ArachnidsArachnids
Arachnids
 
Filo Arthropoda
Filo ArthropodaFilo Arthropoda
Filo Arthropoda
 
àcaros e Carrapatos
àcaros e Carrapatosàcaros e Carrapatos
àcaros e Carrapatos
 
Parasitologia - ACAROS
Parasitologia - ACAROSParasitologia - ACAROS
Parasitologia - ACAROS
 
Filo artrópodes 06 aracnideos - características e aranhas
Filo artrópodes  06   aracnideos - características e aranhasFilo artrópodes  06   aracnideos - características e aranhas
Filo artrópodes 06 aracnideos - características e aranhas
 
Filo arthropoda crustacea
Filo arthropoda crustaceaFilo arthropoda crustacea
Filo arthropoda crustacea
 
Aracnídeos
AracnídeosAracnídeos
Aracnídeos
 
Aula arthropoda
Aula   arthropodaAula   arthropoda
Aula arthropoda
 
Biologia e controle de carrapatos e ácaros
Biologia e controle de carrapatos e ácarosBiologia e controle de carrapatos e ácaros
Biologia e controle de carrapatos e ácaros
 
Artrpodes
ArtrpodesArtrpodes
Artrpodes
 
Arachnids.pptx
Arachnids.pptxArachnids.pptx
Arachnids.pptx
 
Acaros fmp
Acaros fmpAcaros fmp
Acaros fmp
 
Onicoforos y quelicerados
Onicoforos y queliceradosOnicoforos y quelicerados
Onicoforos y quelicerados
 
Ap artropoda geral
Ap artropoda geralAp artropoda geral
Ap artropoda geral
 
14 artropodes 3
14 artropodes 314 artropodes 3
14 artropodes 3
 
Filo Arthropoda Modificado
Filo Arthropoda ModificadoFilo Arthropoda Modificado
Filo Arthropoda Modificado
 
Os aracnídeos
Os aracnídeosOs aracnídeos
Os aracnídeos
 
Acaros final
Acaros finalAcaros final
Acaros final
 

Semelhante a Classe arachnida

Classearachnida 121024232940-phpapp01
Classearachnida 121024232940-phpapp01Classearachnida 121024232940-phpapp01
Classearachnida 121024232940-phpapp01
Marcio Cardoso
 
Resumo de animais peçonhentos
Resumo de animais peçonhentosResumo de animais peçonhentos
Resumo de animais peçonhentos
Nathy Oliveira
 
Capítulo 07 invertebrados II
Capítulo 07   invertebrados IICapítulo 07   invertebrados II
Capítulo 07 invertebrados II
Igor Brant
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
rob1805
 
Ap reptilia tartarugas e jacares
Ap reptilia tartarugas e jacaresAp reptilia tartarugas e jacares
Ap reptilia tartarugas e jacares
henriqueneto
 
Reino animalia artrópodes,insetos ok
Reino animalia artrópodes,insetos okReino animalia artrópodes,insetos ok
Reino animalia artrópodes,insetos ok
IVORASSWEILER
 

Semelhante a Classe arachnida (20)

Classearachnida 121024232940-phpapp01
Classearachnida 121024232940-phpapp01Classearachnida 121024232940-phpapp01
Classearachnida 121024232940-phpapp01
 
Animais peçonhentos ofidismo
Animais peçonhentos ofidismoAnimais peçonhentos ofidismo
Animais peçonhentos ofidismo
 
Parasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e Escorpião
Parasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e EscorpiãoParasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e Escorpião
Parasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e Escorpião
 
Resumo de animais peçonhentos
Resumo de animais peçonhentosResumo de animais peçonhentos
Resumo de animais peçonhentos
 
Capítulo 07 invertebrados II
Capítulo 07   invertebrados IICapítulo 07   invertebrados II
Capítulo 07 invertebrados II
 
Picadas de aracnideos
Picadas de aracnideosPicadas de aracnideos
Picadas de aracnideos
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
 
animais_peconhentos.ppt
animais_peconhentos.pptanimais_peconhentos.ppt
animais_peconhentos.ppt
 
Animais peconhentos
Animais peconhentosAnimais peconhentos
Animais peconhentos
 
Animais peconhentos
Animais peconhentosAnimais peconhentos
Animais peconhentos
 
Animais Peçonhentos -.pptx
Animais Peçonhentos -.pptxAnimais Peçonhentos -.pptx
Animais Peçonhentos -.pptx
 
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.pptApresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Ap reptilia tartarugas e jacares
Ap reptilia tartarugas e jacaresAp reptilia tartarugas e jacares
Ap reptilia tartarugas e jacares
 
Chondrichthyes
Chondrichthyes  Chondrichthyes
Chondrichthyes
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Aula Reptilia
Aula ReptiliaAula Reptilia
Aula Reptilia
 
Cnidaria.pptx
Cnidaria.pptxCnidaria.pptx
Cnidaria.pptx
 
Biologia e controle de aranhas
Biologia e controle de aranhasBiologia e controle de aranhas
Biologia e controle de aranhas
 
Reino animalia artrópodes,insetos ok
Reino animalia artrópodes,insetos okReino animalia artrópodes,insetos ok
Reino animalia artrópodes,insetos ok
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

Classe arachnida

  • 1. Aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros Componentes: Denise Dos Anjos Jessica Marques Marcelo Veloso
  • 2. Reúne uma grande diversidade de organismo;  Possui exoesqueleto de quitina completo;  A maioria tem uma função indireta na doença humana  Dividido em 3 subfilo: ◦ Crustacea ( caranguejos, camarões e etc.) ◦ Chelicerata (aranhas, escorpiões e etc.) ◦ Uniramia (insetos, quilópodes e diplópodes)
  • 3.
  • 4. Pertence ao subfilo Chelicerata;  Tem o maior número de representantes;  Reuni aranha, escorpiões, carrapatos e ácaros;  Presença de um par de quilíceras;  Corpo dividido em cefalotórax e abdome;  Quatro pares de pernas;  Ausência de antena e asas;  Adaptados a ambientes de terra firme.
  • 5.
  • 6. Classificação: Filo: Arthropoda Subfilo: Chelicerata Classe: Arachnídea Ordem: Aranea
  • 7. Subordem Família Mygalomorphae Theraphosidae Liphistiomorphae Ctenidae Araneomorpha Theridiidae Loxoscelidae
  • 8. Quelíceras com um dente;  Glândulas de secreção venosa;  Vivem aproximadamente 1 ano;  Alimentam-se de insetos;  Produzem seda ou teia;
  • 9.
  • 10. Classificação: Filo: Arthropoda Subfilo: Chelicerata Classe: Arachnidea Ordem: Scorpiones Família: Buthidae
  • 11. Vivem em regiões quentes e secas;  São ativos durante a noite;  São carnívoros e alimentam-se, geralmente, de insetos;  Possuem um agulhão caudal;  Os do gênero Tityus são mais importante.
  • 12.
  • 13. Classificação: Filo: Arthropoda Subfilo: Chelicerata Classe: Arachnidea Ordem: Acarina
  • 14. Classificação: Família Sarcoptidae Demodicidae Ixodidae
  • 15. Corpo não segmentado  Pedipalpos com 4 segmentos  Pode ser de vida livre ou parasita  São hipóstomo (perfurar e fixar no animal) ou estilóforo (perfurar célula vegetal);
  • 16.
  • 17. Não são agressivas;  Encontradas principalmente em Santa Catarina;  Acidentes são raros, mas em geral graves;  Tratamento com soro antiloxoscélico;  A picada provoca: ◦ Sensação de queimadura, formação de bolhas e escurecimento; ◦ Cerca de 12 a 24 horas depois aparece a febre, necrose, icterícia, escurecimento da urina
  • 18.
  • 19. Também conhecida como aranha- ampulheta ou flamenguinha;  Encontrada em todo país;  Os acidentes são raros e de pequena e média gravidade;
  • 20. Tratamento: ◦ Aplicação de anestésico local; ◦ Soro antilatrodéctico nos casos graves;  A picada produz: ◦ Dor local intensa, angústia; ◦ Irritabilidade, tremores; ◦ Rigidez abdominal e torácica; ◦ Reflexos exagerados; ◦ Taquicardia; ◦ Paralisia visceral; ◦ Uremia, etc.
  • 21. Encontradas na região Amazônica e nos estados de MS, GO, MG, ES, RJ, SP, PR, SC e RS  Quando ameaçadas, assumem postura agressiva;  Não faz teia;  A peçonha é um complexo de diversas substancias;  Age no sobre o SN Periférico e segundamente no SN Central.
  • 22. Tratamento: ◦ Aplicação local de anestésico; ◦ Aplicação de soro antiaracnídico em casos graves (principalmente em crianças);  A picada causa: ◦ Dor local intensa que se irradia para todo o membro acometido; ◦ Choque neurogênico ( crianças) ◦ Hipotensão ◦ Tonturas e dispneia; ◦ Aumento das secreções glandulares e espasmos;
  • 23. Encontrado na BA, GO, MG, ES, RJ, SP e PR.  Sua peçonha é uma mistura de proteínas;  Contém vários componentes enzimáticos e estimuladores da musculatura lisa e da permeabilidade capilar;  Age sobre o SN e as junções neuromusculares
  • 24. Tratamento: ◦ Deve ser dado o soro antiescorpiônico;  A picada provoca: ◦ Pouca Gravidade –  Calor,  ligeiro rubor,  dor violenta mas tolerável; ◦ Casos Graves –  Dor insuportável,  Vista escura, tontura,  Cefaleia intensa, dispneia profunda,  Inicio de paralisia.
  • 25. Ácaro causador da sarna ou escabiose;  Preferencia nas pregas interdigitais e poplíteas, a virilha e as pregas inframamárias;  Causam prurido intenso das áreas afetadas;  Transmissão é feita pelo contato direto com pessoas, roupas ou lençóis infectados;  Termina espontaneamente após alguns meses.
  • 26.
  • 27. Ácaros que vivem nas glândulas sebáceas e folículos pilosos;  São responsabilizados como causadores do cravo cutâneo;  Podem estar associados a acne, comedões ou ceratite localizada;  As infecções humanas raramente exigem tratamento.
  • 28.
  • 29. Acomete principalmente os cães (os gatos são mais resistentes);  O carrapato envolvido é o Ixodes holocyclus;  Atingi o sistema nervoso periférico e as junções neuromusculares;  Pode haver paralisia de músculos intercostais e do diafragma.
  • 30. Sintomas: ◦ O animal fica deitado entre 1 e 3 dias; ◦ Ausência de reflexos e dor; ◦ Fraqueza facial e redução do tônus da mandíbula.  Tratamento: ◦ É paliativo aos sintomas; e ◦ O eficaz é a retirada do carrapato do animal.  Prevenção : ◦ Aplicar todo mês medicação antiparasitária; ◦ Coleiras antiparasitárias.