Carta a Brasília

979 visualizações

Publicada em

Documento encaminhado pelo Gabinete Nacional a parlamentares brasileiros, como resultado do projeto Juventude+20.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
979
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carta a Brasília

  1. 1. CARTA A BRASÍLIA - PREÂMBULO Taguatinga-DF, 29 de maio de 2012Saudações Fraternais, Pertencemos a uma instituição de caráter humanitário, patriótica, filosófica e fortementepreocupada com o futuro desse país do qual amamos, aonde no nível de nossas ações, buscamospromover o crescimento e estimulamos a construção do novo cidadão, oferecendo novos ideais,socialmente justos e equânimes para nosso país. Essa é a Ordem DeMolay, inclusive com o dia 18de março reconhecido como “Dia do DeMolay”, Lei Federal nº 12.208/2010. A Ordem DeMolay busca lapidar o caráter do jovem para que ele possa contribuir com acomunidade onde estiver inserido. Patrocinada pela Maçonaria, a Ordem DeMolay visa formarmelhores pessoas, detentoras de caráter ilibado e cientes de seu dever como homens e comocidadãos. Nossos ensinamentos se baseiam na prática de atividades voluntárias, filantrópicas,benemerentes, esportivas e sociais; na transmissão de técnicas de liderança, oratória, resoluçãode conflitos, gestão e organização institucional. Também é desenvolvido um conjunto de estudosfilosóficos baseados nas virtudes do Amor Filial, Reverência pelas Coisas Sagradas, Cortesia,Companheirismo, Fidelidade, Pureza e Patriotismo. Em nome da Ordem Demolay para a República Federativa do Brasil, apresentamos nossacontribuição para o desenvolvimento sustentável de nosso país, o que inclui que ele sejaeconomicamente viável, ecologicamente equilibrado e socialmente justo. Solicitamos encarecidamente para que avaliem o conteúdo desta carta e também para queconfirmem recebimento deste material, seja via carta ou correio eletrônico ou via oficio. Pedimosainda que o senhor leia a seguinte “Carta Brasília” em uma sessão do plenário de nossa Câmarados Deputados. João Gabriel da Silva MESTRE CONSELHEIRO NACIONAL joao.gabriel@demolaybrasil.org.br
  2. 2. CARTA A BRASÍLIA Taguatinga-DF, 29 de maio de 2012 Senhores e senhoras do Congresso Nacional. Somos jovens de 12 a 21 anos, de todas as Unidades Federativas, inclusive Distrito Federal,que se reúnem em núcleos conhecidos por “Capítulos”, espalhados por municípios de diferentesportes, em todo o país, independente de renda e IDH, promovendo a diversidade num paíscontinental como o nosso. Em julho de 2011 demos início a um projeto nacional chamado Juventude +20(www.juventudemais20.org) que visa recolher percepções da juventude sobre os principais temase problemas nacionais, não para um denuncismo puro e simples, mas principalmente parafomentar a busca de soluções inovadoras e inclusivas em nossa sociedade. Além de participarmos da 2ª Conferência Nacional de Juventude estamos aqui nessa CasaLegislativa na tentativa de sensibilizar aos senhores e senhoras para que sejam porta-vozes denossos anseios junto aos poderes da República Federativa do Brasil. Convidamos a Vossas Senhorias que venham cerrar fileiras conosco em defesa de valoresuniversais, que não podem ser negligenciados em um País Democrático e de Direito, tais quais: 1° - Acesso universal a educação pública de qualidade; 2° - Qualificação dos profissionais de educação e manutenção dos percentuaisconstitucionais definidos para educação; 3° - Combate e punição eficaz a todo tipo de corrupção em todas as instâncias da sociedade; 4° - Desenvolvimento de nova economia que incorpore valores ecológicos e sociais para asustentabilidade planetária; 5° - Mudanças nos padrões de consumo e da matriz energética do Brasil, assegurando-se apreservação ecológica e a sustentabilidade das comunidades tradicionais; 6° - Proteção da biodiversidade, do patrimônio genético de nossas espécies e da soberanianacional, ampliando ou consolidando as unidades de conservação.
  3. 3. 7° - Aumento do percentual de vagas para jovens nos partidos e coligações a todos os cargos eletivos; Nossa sociedade vive uma crise de valores éticos e morais, e cabe a cada um de nós movimentarmos esforços para afastar essa sombra que recai sobre todos nós. Atingimos um momento crucial e temos que reconhecer os direitos e responsabilidade de todo cidadão brasileiro. A Ordem DeMolay está confiante nos seus valores e nos compromissos aqui apresentados. Seguimos com fé em nossa pátria e nos valores universais que nos norteiam. Somos parte de um todo, somos jovens, uma mola fundamental para alavancar esse ideal que nos une. Não nos detemos somente na esperança de um Brasil melhor, mas trabalhamos no nível das ações propositivas que são a nossa meta. Nossos ideais necessitam da adesão dos representantes políticos para sua concretização. Encerro o texto dessa carta agradecendo a todos pela pela atenção dispensada, pela oportunidade de representar com orgulho a Ordem DeMolay e esperançoso de ter sido claro na compreensão dos fatos e a representatividade destes pensamentos por vossa senhoria. Estimamos sinceramente que esta carta seja lida em sessão do plenário da Câmara dos Deputados. Nossa Ordem DeMolay está à disposição para demais esclarecimentos e futuras parcerias em prol de nossa sociedade. Humildemente termino minha fala com uma frase do grande pensador Galileu Galilei que disse: “Não se pode ensinar nada a um homem; só é possível ajudá-lo a encontrar a coisa dentro de si.” Dado e traçado no Gabinete do Mestre Conselheiro Nacional aos vinte e nove dias do mês de maio de dois mil e onze. João Gabriel da Silva VINÍCIUS NIEHUES FILGUEIRAS Yuri Leandro A. Frazão MESTRE CONSELHEIRO NACIONAL MESTRE CONSELHEIRO NACIONAL ADJUNTO SECRETÁRIO GERALjoao.gabriel@demolaybrasil.org.br

×