SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
POTENCIAL DE MEMBRANA POTENCIAL DE AÇÃO http://fisiologia.webnode.com
Conceitos Básicos Potencial de membrana Membrana polarizada Despolarização Repolarização Hiperpolarização Estímulo Célula excitável Potencial de repouso Canais dependentes de voltagem Limiar de excitação Potencial de ação Período refratário http://fisiologia.webnode.com
TODAS AS CÉLULAS  POSSUEM ÍONS DISTRIBUÍDOS EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES ENTRE OS MEIOS INTRA E EXTRACELULAR http://fisiologia.webnode.com
D+ A+ C- D+ A DIFERENÇA NESTA DISTRIBUIÇÃO DOS ÍONS OCASIONA  UMA DIFERENÇA DE POTENCIAL ELÉTRICO ENTRE OS LADOS INTRA E EXTRACELULAR B- C- A+ C- A+ A+ B- C- B- C- C- D+ A+ http://fisiologia.webnode.com
+ - + + - - + + + - - - - + + - + + - - - + + + + - + - - - - + + + - + - - + - + - + + - - - + + + - Voltímetro E esta diferença pode ser medida http://fisiologia.webnode.com
ESTA DIFERENÇA DE POTENCIAL ELÉTRICO É CHAMADA DE  POTENCIAL DE MEMBRANA  SEU VALOR DEPENDE DO TIPO DE CÉLULA http://fisiologia.webnode.com
Valor do potencial de membrana Neurônios: em torno de – 70 mV Células musculares: em torno de – 90 mV O sinal negativo indica que o interior é mais negativo que o exterior da célula. Qual é a razão? http://fisiologia.webnode.com
Permeabilidade da membrana ao K+ Presença de ânions protéicos na face interna Atividade da Na+/K+ATPase Extracelular Intracelular Fonte: SERVIER Medical Art K+ Na+ http://fisiologia.webnode.com
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
ALTERAÇÕES DO POTENCIAL DE MEMBRANA
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -    +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  +   +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + Na + K+ Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -    +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  +   +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +   +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +   Na + K+ Despolarização http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ Membrana despolarizada http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ Repolarização http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ Cl _ ,[object Object],+ +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ Cl _ ,[object Object],+ +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + Hiperpolarização http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ ,[object Object],+ +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ ,[object Object]
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + Hiperpolarização http://fisiologia.webnode.com
POTENCIAL DE AÇÃO Células excitáveis são aquelas capazes de se excitar, ou seja, gerar e conduzir potenciais de ação. O potencial de ação é um evento de natureza elétrica que se inicia no ponto em que a célula  é estimulada, e se estende por toda a célula, podendo-se propagar também para células vizinhas. O potencial de ação é a maneira pela qual as informações “trafegam” pelo sistema nervoso. http://fisiologia.webnode.com
O potencial de ação do neurônio apresenta duas fases: Despolarização:determinada pela entrada de íons Na+ Repolarização:ocasionada pela saída de íons K+ Fonte: SERVIER Medical Art http://fisiologia.webnode.com
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -    +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  +   +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +   +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +   Na + K+ Despolarização http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ http://fisiologia.webnode.com
+  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + +  +  + +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  +  + + + +  + -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  -  Na + K+ Repolarização http://fisiologia.webnode.com
A figura mostra a variação  da voltagem da membrana do neurônio durante o potencial de ação, que dura cerca de 3ms. 40 20 0 Procure identificar o repouso, o limiar de excitação, despolarização, repolarização e novamente o repouso. - 20 Voltagem (mV) - 40 - 60 - 80 http://fisiologia.webnode.com
Período refratário É o período durante o potencial de ação em que a célula excitável está incapaz de responder a um novo estímulo para dar início a um novo potencial de ação. Divide-se em: absoluto e relativo. http://fisiologia.webnode.com
Procure estabelecer uma relação entre período refratário e o comportamento dos canais iônicos da membrana do neurônio. http://fisiologia.webnode.com Fonte: SERVIER Medical Art
Se você necessita de dicas sobre como estudar e aprender fisiologia, esclarecimento de dúvidas e aprofundamento, acesse: http://fisiologia.webnode.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 Fisiologia cardiovascular
Aula 1 Fisiologia cardiovascularAula 1 Fisiologia cardiovascular
Aula 1 Fisiologia cardiovascular
profsempre
 
Potencial de ação das membranas
Potencial de ação das membranasPotencial de ação das membranas
Potencial de ação das membranas
Natha Fisioterapia
 
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da MembranaFisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
Herbert Santana
 

Mais procurados (20)

Potencial de membrana e potencial de ação
Potencial de membrana e potencial de açãoPotencial de membrana e potencial de ação
Potencial de membrana e potencial de ação
 
Resposta inata
Resposta inataResposta inata
Resposta inata
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
 
Imunodiagnóstico
ImunodiagnósticoImunodiagnóstico
Imunodiagnóstico
 
Fisiologia celular
Fisiologia celularFisiologia celular
Fisiologia celular
 
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologiaAula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
 
Aula 1 Fisiologia cardiovascular
Aula 1 Fisiologia cardiovascularAula 1 Fisiologia cardiovascular
Aula 1 Fisiologia cardiovascular
 
Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos Neurotransmissores e receptores sensitivos
Neurotransmissores e receptores sensitivos
 
Aula 05 sistema muscular esquelético
Aula 05   sistema muscular esqueléticoAula 05   sistema muscular esquelético
Aula 05 sistema muscular esquelético
 
ICSA17 - Ativação de linfócitos B e Resposta Imune Humoral
ICSA17 - Ativação de linfócitos B e Resposta Imune HumoralICSA17 - Ativação de linfócitos B e Resposta Imune Humoral
ICSA17 - Ativação de linfócitos B e Resposta Imune Humoral
 
Potencial de ação das membranas
Potencial de ação das membranasPotencial de ação das membranas
Potencial de ação das membranas
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humana
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologiaAula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
 
Aula Sobre Sinapse - Fisiologia
Aula Sobre Sinapse - FisiologiaAula Sobre Sinapse - Fisiologia
Aula Sobre Sinapse - Fisiologia
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
Aula 04 anatomia e fisiologia do sistema ósseo e articular..
Aula 04   anatomia e fisiologia do sistema ósseo e articular..Aula 04   anatomia e fisiologia do sistema ósseo e articular..
Aula 04 anatomia e fisiologia do sistema ósseo e articular..
 
Introdução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia HumanaIntrodução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia Humana
 
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da MembranaFisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
Fisiologia Humana 2 - Fisiologia da Membrana
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
 

Mais de delanievov (10)

Como administrar melhor o seu tempo
Como administrar melhor o seu tempoComo administrar melhor o seu tempo
Como administrar melhor o seu tempo
 
Transporte através da membrana
Transporte através da membranaTransporte através da membrana
Transporte através da membrana
 
Fisiologia endócrina
Fisiologia endócrinaFisiologia endócrina
Fisiologia endócrina
 
Fisiologia da Microcirculação
Fisiologia da MicrocirculaçãoFisiologia da Microcirculação
Fisiologia da Microcirculação
 
Fisiologia Questões Parte 1
Fisiologia Questões Parte 1Fisiologia Questões Parte 1
Fisiologia Questões Parte 1
 
Fisiologia Do Exercício Questões Parte 1
Fisiologia Do Exercício   Questões Parte 1Fisiologia Do Exercício   Questões Parte 1
Fisiologia Do Exercício Questões Parte 1
 
Fisiologia Renal RegulaçãO Osmolaridade
Fisiologia Renal   RegulaçãO OsmolaridadeFisiologia Renal   RegulaçãO Osmolaridade
Fisiologia Renal RegulaçãO Osmolaridade
 
Fisiologia Renal Função Tubular
Fisiologia Renal   Função TubularFisiologia Renal   Função Tubular
Fisiologia Renal Função Tubular
 
Como Ser Um Estudante De Sucesso
Como Ser Um Estudante De SucessoComo Ser Um Estudante De Sucesso
Como Ser Um Estudante De Sucesso
 
Como Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos EstudosComo Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos Estudos
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Potencial de ação

  • 1. POTENCIAL DE MEMBRANA POTENCIAL DE AÇÃO http://fisiologia.webnode.com
  • 2. Conceitos Básicos Potencial de membrana Membrana polarizada Despolarização Repolarização Hiperpolarização Estímulo Célula excitável Potencial de repouso Canais dependentes de voltagem Limiar de excitação Potencial de ação Período refratário http://fisiologia.webnode.com
  • 3. TODAS AS CÉLULAS POSSUEM ÍONS DISTRIBUÍDOS EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES ENTRE OS MEIOS INTRA E EXTRACELULAR http://fisiologia.webnode.com
  • 4. D+ A+ C- D+ A DIFERENÇA NESTA DISTRIBUIÇÃO DOS ÍONS OCASIONA UMA DIFERENÇA DE POTENCIAL ELÉTRICO ENTRE OS LADOS INTRA E EXTRACELULAR B- C- A+ C- A+ A+ B- C- B- C- C- D+ A+ http://fisiologia.webnode.com
  • 5. + - + + - - + + + - - - - + + - + + - - - + + + + - + - - - - + + + - + - - + - + - + + - - - + + + - Voltímetro E esta diferença pode ser medida http://fisiologia.webnode.com
  • 6. ESTA DIFERENÇA DE POTENCIAL ELÉTRICO É CHAMADA DE POTENCIAL DE MEMBRANA SEU VALOR DEPENDE DO TIPO DE CÉLULA http://fisiologia.webnode.com
  • 7. Valor do potencial de membrana Neurônios: em torno de – 70 mV Células musculares: em torno de – 90 mV O sinal negativo indica que o interior é mais negativo que o exterior da célula. Qual é a razão? http://fisiologia.webnode.com
  • 8. Permeabilidade da membrana ao K+ Presença de ânions protéicos na face interna Atividade da Na+/K+ATPase Extracelular Intracelular Fonte: SERVIER Medical Art K+ Na+ http://fisiologia.webnode.com
  • 9. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
  • 11. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + Na + K+ Membrana polarizada http://fisiologia.webnode.com
  • 12. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + Na + K+ Despolarização http://fisiologia.webnode.com
  • 13. + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Na + K+ Membrana despolarizada http://fisiologia.webnode.com
  • 14. + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Na + K+ Repolarização http://fisiologia.webnode.com
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + Hiperpolarização http://fisiologia.webnode.com
  • 20. POTENCIAL DE AÇÃO Células excitáveis são aquelas capazes de se excitar, ou seja, gerar e conduzir potenciais de ação. O potencial de ação é um evento de natureza elétrica que se inicia no ponto em que a célula é estimulada, e se estende por toda a célula, podendo-se propagar também para células vizinhas. O potencial de ação é a maneira pela qual as informações “trafegam” pelo sistema nervoso. http://fisiologia.webnode.com
  • 21. O potencial de ação do neurônio apresenta duas fases: Despolarização:determinada pela entrada de íons Na+ Repolarização:ocasionada pela saída de íons K+ Fonte: SERVIER Medical Art http://fisiologia.webnode.com
  • 22. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + Na + K+ Despolarização http://fisiologia.webnode.com
  • 23. + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Na + K+ http://fisiologia.webnode.com
  • 24. + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Na + K+ Repolarização http://fisiologia.webnode.com
  • 25. A figura mostra a variação da voltagem da membrana do neurônio durante o potencial de ação, que dura cerca de 3ms. 40 20 0 Procure identificar o repouso, o limiar de excitação, despolarização, repolarização e novamente o repouso. - 20 Voltagem (mV) - 40 - 60 - 80 http://fisiologia.webnode.com
  • 26. Período refratário É o período durante o potencial de ação em que a célula excitável está incapaz de responder a um novo estímulo para dar início a um novo potencial de ação. Divide-se em: absoluto e relativo. http://fisiologia.webnode.com
  • 27. Procure estabelecer uma relação entre período refratário e o comportamento dos canais iônicos da membrana do neurônio. http://fisiologia.webnode.com Fonte: SERVIER Medical Art
  • 28. Se você necessita de dicas sobre como estudar e aprender fisiologia, esclarecimento de dúvidas e aprofundamento, acesse: http://fisiologia.webnode.com
  • 29. Você também poderá obter apoio e orientação para a realização de trabalhos acadêmicos como relatórios, seminários, artigos e pesquisas. http://fisiologia.webnode.com