Apresentação1 valiaçao

387 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
387
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação1 valiaçao

  1. 1. PESQUISA DE ARTIGOS: AVALIAÇAO DA APRENDIZAGEM E AVALIAÇAO ESCOLAR DEBORA VIVEIROS LAIS BARBOSA
  2. 2. A AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES ENQUANTO ALUNOS: O USO DA EXPERIÊNCIA PESSOAL COMO AGENTE DE MUDANÇAS LEONOR SEGURADO FALÉ BALACHO RESUMO NESTE ARTIGO ANALISA-SE A IMPORTÂNCIA E A POSSIBILIDADE DO PROFESSOR, ENQUANTO ALUNO DE AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTÍNUA OU DE COMPLEMENTARIZAÇÃO DE FORMAÇÃO, REINVESTIR NA SUA PRÁTICA PEDAGÓGICA OS GANHOS E ENSINAMENTOS DA EXPERIÊNCIA DE SER AVALIADO. PARTINDO DE PROPOSTA CONCRETAS JÁ REALIZADAS, DEFENDE-SE QUE A EXPERIÊNCIA DA DESCENTRLIZAÇÃO, PORPORCIONADA PELO RETORNO AO LUGAR E AO PAPEL DE ALUNO, SE ADEQUADAMENTE UTILIZADA, POSSA POTENCIALIZAR E MELHORAR , PARA O PROFESSOR E PARA OS SEUS ALUNOS, A EFICIENCIA E A FUNÇÃO DA AVALIAÇÃO. CRE-SE QUE, PARA DESENVOLVER QUALQUER TRASNFORMAÇÃO ESCLARECIDA NAS SUAS PRATICAS, E DADA A HABITUAL RESISTENCIA Â MUDANÇA, O PROFESSOR NECESSITA PASSAR POR UM PROCESSO DE AUTO-AVALIAÇÃO E AUTO-CONHECIMENTO ORIENTADO PELO FORMADOR, NO QUAL A REFLEXAO PELA EXPERIENCIA DIRETA PODE SER O FULCRO DO INICIO DE UMA NOVA CONSTRUÇÃO PESSOAL E DE UMA TRANSIÇÃO MAJORANTE. FONTE: BALANCHO, Leonor Segurado Fale. A avaliação dos professores enquanto alunos: http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312000000300010&lng=pt&nrm=iso>; acesso em 18/Abr/2014
  3. 3. Relações interpessoais e avaliação do processo ensino-aprendizagem M.h.m. Stroili UMA DAS QUESTOES MAIS CONTROVERTIDAS NO MEIO EDUCACIONAL HOJE É AVALIAÇÃO DA CARIDADE DE ENSINO. A AUSENCIA DE PARAMETROS PARA ANALISE DA REFERIDA QUALIDADE ABRIGA TAL DIVERSIDADE DE OPNIOES QUE IMPLICA UMA CONPLEXIDADE TECNICA POLITICA DE GRANDE PROPORÇÃO. DIVERSAS METODOLOGIAS, DIFERENTES NIVEIS DE AVALIAÇÃO, ENVOLVENDO DIFERENTES DIMENSOES DAS INSTITUIÇOES TEM SIDO DESENVOLVIDOS, POREM NENHMA EXPERIENCIA TEM-SE MOSTRADO AUTO-SUFICIENTE E NENHUM DOS AGENTES EDUCACIONAIS ENVOLVIDOS NO RPOCESSO AVALIATIVO TEM PODIDO ENCARREGAR-SE SUFICIENTEMENTE DE TAL TAREFA. FONTE:/STROILI, M. H. M. Relações interpessoais e avaliação do processo ensino- aprendizagem: apontamentos para uma reflexão sobre a formação dos profissionais da Psicopedagogia. Revista Psicopedagoga, v.15, n.38, p.10-14, 1996
  4. 4. Avaliação escolar: uma proposta para reflexão em sala de aula Gilmar J. Fava RESUMO: O texto apresenta algumas abordagens sobre a forma de avaliação escolar, a visão que os professores têm sobre o tema e traz à luz da discussão uma reflexão para essa prática de abordagem nos limites da sala de aula. onte:Fava.Gilmar.J.Disponívelem:<http://www.psicopedagogia.com.br /artigos/artigo.asp?entrID=690>. Acesso em 19/Abr/2014
  5. 5. Concepções sobre a avaliação escolarRESUMO ESCOLHIDO Mary Stela Ferreira Chueri ESTE TEXTO TEM COMO OBJTIVO ANALISAR A RELAÇÃO ENTRE AS CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS E OS SIGNIFICADOS ASSUMIDOS PELA AVALIAÇÃO NO CONTEXTO ESCOLAR. PARA ISSO, FORAM ESTABELECIDAS QUATRO CATEGORIAS DE ANALISE . NO PRIMEIRO MOMENTO, FORAM ABORDADAS AS PRATICAS DE EXAMES E PROVAS ESCOLARES, UTILIZADAS A PARTIR DO SECULO XVI, NO QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR DE “PEDAGOGIA TRADICIONAL”, DA QUAL DECORRE A CONCEPÇÃO DE QUE AVALIAÇÃO EXAME SE EQUIVALEM. EM UM SEGUNDO MOMENTO, ANALISOU-SE A CONCEPÇÃO DE AVALIAÇÃO COMO MEDIDA, QUE TEVE O SEU AUGE COM A DENOMINADA “PEDAGOGIA TECNICISTA”. UMA TERCEIRA CONCEPÇÃO DIZ RESPEITO Á AVALIAÇÃO COMO INSTRUMENTO PARA A CLASSIFICAÇÃO E REGULARIZAÇÃO DO DESEMPENHO DO ALUNO. FINALMENTE, O QUARTO MOMENTO TRATA DA CONCEPÇÃO QUALITATIVA DA VALIAÇÃO . PORTANTO, AO ANALISAR E QUE MEDIDA TAIS CONCEPÇÕES SE ENCONTRAM, AINDA HOJE , PRESENTES E DOMINANTES, NA ATUAL PRÁTICA DE AVALIAÇÃO ESCOLAR, CONCLUI-SE QUE ELAS CONVIVEM EM UM MESMO CONTEXTO ESCOLAR. ALÉM DISSO, OBSERVA-SE QUE AS MUDANÇAS VERIFICADAS ESTÃO INTIMAMENTE RELACIONADAS ÁS CONCEPÇÕES DE EDUCAÇÃO ORIENTADAS DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS QUE VÊM OCORRENDO DESDE QUE A ESCOLA FOI INSTITUIDA COMO ESPAÇO DE EDUCAÇÃO FORMAL. Fonte: CHUEIRI, Mary Stela Ferreira. Concepções sobre a Avaliação Escolar. Disponível em:< http://www.fecra.edu.br/admin/arquivos/_AVALIACAO.pdf;>. Acesso em 19/Abr/2014
  6. 6. PRINCIPAIS PONTOS Segundo Mary Chuery. A avaliação se faz presente em todos os domínios da atividade humana. E assim podemos pensar em uma nova forma de avaliar, uma forma qualitativa e não quantitativa, uma avaliação, onde os alunos possam testar suas aptidões e qualidades. uma questão é repensar a função da avaliação escolar, frente ao atual contexto educacional brasileiro. Outra questão tão importante quanto, é a função deste tempo social e biológico vivido pelo aluno dentro da escola, e o quanto os processos de avaliação determinam em qualidade de vida escolar para estes sujeitos
  7. 7. O processo avaliativo ainda não alcançou progresso no ensino, mantendo-se classificatório e seletivo A proposta de mudança de postura educacional é uma questão bastante complexa.A avaliação exige rigor tecnico-cientifico, Ampliando o aspecto pedagógico. Nessa perspectiva, o professor deve avaliar constantemente com a preocupação de não fragmentar o processo... "A avaliação escolar, hoje, só faz sentido se tiver o intuito de buscar caminhos para a melhor aprendizagem"
  8. 8. Bibliografia: CHUEIRI, Mary Stela Ferreira. Concepções sobre a avaliaçao escolar. Disponível: <htt://feccra.edu.br/admin/arquivos/avaliaçao.pdf>; Fava.Gilmar.j. dIsponivel em: htt://www.psicopedagogia.com.br/artigos/ Artigos.asp?entrlD=690. Stroili, M.H.M. Relaçoes interpessoai e avaliaçao do processo Ensino-aprendizagem:apontamentos para uma reflexao sobre a formaçao Dos profisionais da psicopedagoga.Revista psicopedagoga, v.15,n.38,p.10-14, 1996.

×