Leitura

1.291 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.291
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
470
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura

  1. 1. Leitura<br />
  2. 2. Hora de Leitura<br />
  3. 3. O que você leu hoje?Lemos para que?<br />
  4. 4. Pela leitura podemos:<br />LEMBRAR...<br />
  5. 5. Pela leitura podemos:<br />A<br />P<br />R<br />E<br />N<br />D<br />E<br />R<br />
  6. 6. Pela leitura podemos:<br />E<br />M<br />O<br />C<br />I<br />O<br />N<br />A<br />R<br />
  7. 7. Pela leitura podemos:<br />D<br />I<br />V<br />E<br />R<br />T<br />I<br />R<br />
  8. 8. Pela leitura podemos:<br />I<br />N<br />F<br />O<br />R<br />M<br />A<br />R<br />
  9. 9. Pela leitura podemos:<br />C<br />O<br />M<br />P<br />A<br />R<br />T<br />I<br />L<br />H<br />A<br />R<br />
  10. 10. Toda leitura é um ato intencional!<br />
  11. 11. “LER É ATRIBUIR SENTIDO”<br />
  12. 12. Comportamento Leitor<br />Da mesma maneira que nos vestimos conforme a ocasião – a roupa que escolhemos para ir a um baile não é a mesma que colocamos para fazer ginástica -, também agimos de modos diferentes diante dos textos.<br />
  13. 13. Romances, por exemplo, pedem tempos mais longos, marcadores de página que facilitam nossa localização, posições corporais mais relaxadas. <br />
  14. 14. Dicionários nasceram para consultas rápidas, breves sobrevoos de olhos ávidos por respostas que às vezes nos encontram de pé.<br />
  15. 15. As enciclopédias facilitam nossas vidas com seus índices.<br />As manchetes dos jornais nos ajudam a decidir o que ler e o que pular<br />
  16. 16. Para além dos variados tamanhos, organizações e funções, os muitos tipos de texto também evocam a diversidade de nossos sentimentos – interesse, surpresa, indignação, doçura, preguiça, entusiasmo, tédio... -, e os sentimentos, por sua vez, guiam nossas atitudes.<br />Quem já não releu certos trechos (engraçados, surpreendentes, belos)?<br />Quem já não pulou certas passagens?<br />Quem já não abandonou certas leituras?<br />Quem já não ficou profundamente tocado e simplesmente silenciou?<br />Quem já não saiu comentando, opinando e consultando outras opiniões?<br />Quem já não grifou para poder mapear o que pareceu mais importante?<br />E nosso corpo?<br />
  17. 17. Vocês já pararam para pensar em como se comporta ao se relacionar com as diferentes leituras?<br />Eu, por exemplo, levo para a cama e para a rede as poesias, os contos, as crônicas. Se tenho que estudar, prefiro a mesa da sala de jantar onde espalho régua, borracha, lápis e papel para anotações. Os quadrinhos moram no banheiro junto com o jornal e algumas revistas. Os livros de arte são vizinhos de uma poltrona toda confortável.<br />E por aí vai... <br />
  18. 18. Ler, portanto, não é apenas juntar letras ou, na melhor das hipóteses, construir sentido para os textos. Ler é também saber transitar por eles, adequar-se à situação de uso.<br />Os diferentes procedimentos e propósitos, as variadas posturas, expressões e atitudes tecem, portanto, outro campo do conhecimento que os leitores precisam dominar: o campo da costura de entrelinhas, o campo que nos leva a caminhar pelo mundo que existe por trás das letras.<br />Maria Cristina S. Zelmanovits, pedagoga e pesquisadora do Cenpec<br />

×