SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 65
36Hs
   A atividade de material existe desde a mais remota
    época, através das trocas de caças e de utensílios até
    chegarmos aos dias de hoje, passando pela Revolução
    Industrial. Produzir, estocar, trocar objetos e mercadorias
    é algo tão antigo quanto à existência do ser humano.
   A Revolução Industrial, meados dos séc. XVIII e XIX
    acirraram a concorrência de mercado e sofisticou as
    operações de comercialização dos produtos, fazendo com
    que “compras” e “estoques” ganhassem maior importância.
   Um dos fatos mais marcantes e que comprovaram a
    necessidade de que materiais devem ser administrados
    cientificamente foi, sem dúvida, as duas grandes guerras
    mundiais, isso sem contar com outros desejos de
    conquistas como, principalmente, o empreendimento de
    Napoleão Bonaparte.
   A Administração de Materiais é definida como
    sendo um conjunto de atividades desenvolvidas
    dentro de uma empresa, de forma centralizada
    ou não, destinadas a suprir as diversas unidades,
    com os materiais necessários ao desempenho
    normal das respectivas      atribuições. Tais
       atividades abrangem desde            o
       circuito de reaprovisionamento, inclusive
    compras, o recebimento, a armazenagem dos
    materiais, o fornecimento dos mesmos aos
    órgãos requisitantes, até as operações gerais de
    controle de estoques etc.
   Controle de Estoque
   Classificação de Material
   Aquisição / Compra de Material
   Armazenagem / Almoxarifado
   Movimentação de Material
   Inspeção de Recebimento
   Cadastro
   Inspeção de Suprimentos
   Padronização e Normalização
   Transporte de Material
   a) suprir, através de Compras, a empresa, de todos os
    materiais necessários ao seu funcionamento;
   b) avaliar outras empresas como possíveis fornecedores;
   c) supervisionar os almoxarifados da empresa;
   d) controlar os estoques;
   e) aplicar um sistema de reaprovisionamento
    adequado, fixando Estoques Mínimos, Lotes Econômicos e
    outros índices necessários ao gerenciamento dos
    estoques, segundo critérios aprovados pela direção da
    empresa;
   f) manter contato com as Gerências de Produção, Controle
    de Qualidade, Engenharia de Produto, Financeira etc.
   g) estabelecer sistema de estocagem adequado;
   h) coordenar os inventários rotativos.
   Preço Baixo
   Alto Giro de Estoques
   Baixo Custo de Aquisição e Posse
   Continuidade de Fornecimento
   Consistência de Qualidade
   Despesas com Pessoal
   Relações Favoráveis com Fornecedores
   Aperfeiçoamento de Pessoal
   Bons Registros
   Artigo ou Item
   Unidade
   Pontos de Estocagem
   Estoque
   Estoque Ativo ou Normal
   Estoque Morto ou Inativo
   Estoque Mínimo
   Estoque Máximo
   Prazo de Entrega
   ATIVIDADES DA LOGÍSTICA E MATERIAIS
    ◦   compras
    ◦   programação de entrega para fábrica
    ◦   Transportes
    ◦   controle de estoque de matérias-primas
    ◦   controle de estoque de componentes
    ◦   armazenagem de matérias-primas
    ◦   armazenagem de componentes
    ◦   previsão de necessidades de materiais
    ◦   controle de estoque nos centros de distribuição
    ◦   processamento de pedido de clientes
    ◦   administração dos centros de distribuição
    ◦   planejamento dos centros de distribuição
    ◦   planejamento de atendimento a clientes
   1. rápido crescimento dos custos, particularmente dos
    relativos aos serviços de transporte e armazenagem;
   2. desenvolvimento de técnicas matemáticas e do
    equipamento de computação capazes de tratar
    eficientemente a massa de dados normalmente necessária
    para a análise de um problema logístico;
   3. complexidade crescente da administração de materiais
    e da distribuição física, tornando necessários sistemas
    mais complexos;
   4. disponibilidade de maior gama de serviços logísticos;
   5. mudanças de mercado e de canais de distribuição,
    especialmente para bens de consumo;
   6. tendência de os varejistas e atacadistas transferirem as
    responsabilidades de administração dos estoques para os
    fabricantes.
   os fornecedores
   o produtor
   o revendedor
   e o consumidor
   o setor de compras
   o setor de fabricação
   a eficiência do transporte
   os vendedores
Estante nº   Seção        Descrição do    Código       Unidade         Obs.
                      Material                     Padrão

1            Tubos         EletrodutosG   1010         peça (6m)
                      alvanizados         1020
2            Chapas        Galvanizada    2010         m2                manter em
                      s Chapa Preta       2020                     local plano
                           Inoxidável     2030

3            Vigas          Em “U”        3010         Kg.
                            Em “H”        3020
                            Em “T”        3030
4            Tarugo         Redondo       4010         (m)
                            Quadrado      4020
                            Chato         4030
                      (retangular)
01 - Tinta           02 - Móvel            03 - Ferro               04 - Máquina
                                                                   Elétrica

    01.01 - Verniz       02.01 - Armário       03.01           -       04.01 - Gerador
                                           Redondo

    01.02 - Esmalte      02.02 - Arquivo       03.02 - Chato           04.02 - Turbina


    01.03            -   02.03 - Mesa          03.03           -       04.03 - Motor
Solvente                                   Sextavado
   Diretamente:
    ◦   .   G Compras
    ◦   .   G. Almoxarifado
    ◦   .   G.P.C.P.
    ◦   .   G.M.T. direto
    ◦   .   G. Expedição
    ◦   .   G. Export./Importação
   Indiretamente:
    ◦   .   G. Controle Q.
    ◦   .   G. Garantia Q.
    ◦   .   G. Engenharia
    ◦   .   G. Produção
    ◦   .   G. O&M.
    ◦   .   etc (escritórios)
   “A arte de comprar está se tornando cada vez
    mais uma profissão e cada vez menos um
    jogo de sorte”. Henry Ford
   A função de comprar implica na aquisição de
    materiais na qualidade certa, na época certa,
    ao preço certo, na quantidade certa e da
    fonte certa.
   CODIFICAÇÃO DE MATERIAL

    11                     Disponível
    12                     Realizável a curto prazo
    12.11                     Almoxarifado
    12.11.01                       Matéria-prima
    12.11.02                                 Material de escritório .................
                     (aglutinante)
    12.11.02.01                                      Réguas ...........................
                     (individualizador)
    12.11.02.01.01                        Régua de plástico milimetrada de 30
                     cm.
    12.11.02.01.02                        Régua de madeira milimetrada de 50
                     cm.
    12.11.02.01.03                       Régua de aço milimetrada de 15 cm.
   Descreva um fluxo de materiais de um indústria que
    se inicia no fornecedor e vai até o consumidor final
   Qual a importância do Estudo da Administração de
    Materiais nos custos de uma empresa?
   Por que se diz que a Administração de Materiais e a
    Logística foram vitais nas duas grandes guerras? Em
    que contribuíram?
   Como que o se pode minimizar ou reduzir os
    conflitos de interesse entre as diversas camadas do
    fluxo de materiais (fornecedores / empresa / clientes
    / consumidor)?
   Elabore uma classificação de 3 níveis e 10 materiais
    no tipo decimal e classificação por material
   ALMOXARIFADO X EMPRESA
   ÓRGÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
   Descartes
   PESSOAL
   FUNÇÕES
   LAY-OUT
   DIMENSIONAMENTO DO ESPAÇO
   Planejamento do Espaço e Lay-out de
    Armazenagem
   ESPAÇAMENTO ENTRE AS COLUNAS
   CORREDORES
   a) antes de abrirmos os volumes, devemos
    verificar se as indicações contidas nas notas de
    entrega:
    endereço, números, marca, etc., constante dos
    volumes, conferem devidamente;
   b) conferência quanto a quantidade, quebras e
    faltas;
   c) conferência quanto ao peso, certo ou errado;
   d) conferência do peso cobrado no frete com o
    peso do nosso material inspecionado pelo
    Controle de Qualidade de Recebimento - C.Q.R.
    Caso o material tenha que ser devolvido no
    ato do recebimento, o recebedor escreverá no
    verso da nota fiscal em todas as vias, o
    motivo da devolução, datar e assinar.
    Procedendo assim não será necessário a
    emissão de uma nota fiscal.
   Estágio do Caderno
   Estágio do Assistente ou Encarregado
   Estágio da Seção de Programação
   Estágio do Planejamento e Controle da
    Produção (PCP)
   O Planejamento e o Controle
   TIPOS DE PRODUÇÃO
   CONTROLE DE ESTOQUE DENTRO DO P.C.P.
   CONTROLE DE QUALIDADE X   P.C.P.
   FUNÇÃO SOB O PONTO DE VISTA DE AÇÃO
    DO P.C.P.
   RELACIONAMENTO COM OS OUTROS
    DEPARTAMENTOS DA EMPRESA
   Uma empresa de Produção de Impressoras contratou um profissional de
    Logística para estudar seu fluxo de materiais e propor melhorias de
    performance e custos.
   PARÂMETROS BÁSICOS
   - Produção passa de 48.000 unidades/ano para 160.000 unidades/ano
    em 6 anos
   - Necessária extrema Flexibilidade (ciclos de vida curtos = modelos
    alterados freqüentemente)
   - Desbalanceamento de capacidades e diversos gargalos, com excesso
    de horas extras
   - Problemas sérios com material faltante (problemas com
    PCM, importação, qualidade, atrasos)
   - Elevado índice de retrabalho e de desperdícios; defeitos percebidos só
    no final do processo
   - Administração da Produção de forma "tradicional" (MRP), com grandes
    lotes de produção, excesso de inventário (buffers em todas as etapas do
    processo), movimentação intensa de material, elevados lead times e falta
    de visibilidade do processo.
   FLUXO PRODUTIVO:
   Após uma análise da empresa, o profissional chegou às seguintes conclusões:

   SOLUÇÕES A SEREM ADOTADAS
   - Revisão de políticas e estratégias, visando a integração dos sistemas de
    Produção e Vendas
   - Realização de Plano com fixação de metas e cronograma de implantação de cada
    fase, incluindo mudanças físicas da Unidade, treinamento de
    pessoal, estabelecimento de parcerias com fornecedores, targets de
    produtividade, etc
   - Reprojeto das linhas de produção e do layout da Unidade
   - Introdução de novas práticas de Gestão da Produção, objetivando fluxo unitário
    dos produtos com redução dramática do inventário em processo, dos lead times
    de produção e dos problemas com qualidade
   OBS.: para a 1ª fase, de implantação imediata, estavam previstos pequenos buffers
    de material entre os setores (Almoxarifado, Sub-montagens e Montagens), para
    evitar excesso de paralisações no período de aprendizagem. Os setores de
    Usinagem e Pintura (que contavam com uma parte considerável de atividades
    executadas por terceiros) seriam integrados ao processo de produção na fase
    3, por dependerem do desenvolvimento de parcerias adequadas com os
    fornecedores.
   Você concorda com as mudanças sugeridas
    pelo profissional? Por quê?
   Quais melhorias você sugeriria no novo
    padrão proposto?
   Com essas mudanças os objetivos seriam
    atendidos? Por quê?
   Sugira um novo Layout para essa Produção
   A gestão de estoque é, basicamente, o ato de
    gerir recursos ociosos possuidores de valor
    econômico e destinado ao suprimento das
    necessidades futuras de material , numa
    organização.
   Os investimentos não são dirigidos por uma
    organização somente para aplicações diretas
    que produzam lucros, tais como os
    investimentos em máquinas e em
    equipamentos destinados ao aumento da
    produção e, conseqüentemente, das vendas.
   Estoque é a composição de materiais -
    materiais em processamento, materiais semi-
    acabados, materiais acabados - que não é
    utilizada em determinado momento na
    empresa, mas que precisa existir em função
    de futuras necessidades. Assim, o estoque
    constitui todo o sortimento de materiais que
    a empresa possui e utiliza no processo de
    produção de seus produtos/serviços.
   a) Garantir o abastecimento de materiais à
    empresa, neutralizando os efeitos de:
    ◦ - demora ou atraso no fornecimento de materiais;
    ◦ - sazonalidade no suprimento;
    ◦ - riscos de dificuldade no fornecimento.

   b) Proporcionar economias de escala:
    ◦ - através da compra ou produção em lotes
      econômicos;
    ◦ - pela flexibilidade do processo produtivo;
    ◦ - pela rapidez e eficiência no atendimento às
      necessidades.
   Estoques de Matérias-Primas (MPs)
   Estoques de Materiais em Processamento ou
    em Vias
   Estoques de Materiais Semi-acabados
   Estoques de Materiais Acabados ou
    Componentes
   Estoques de Produtos Acabados (Pas)
   O objetivo básico do controle de estoques é
    evitar a falta de material sem que esta
    diligência resulte em estoque excessivos às
    reais necessidades da empresa.
   determinar "o que" deve permanecer em estoque. Número de
    itens;
   determinar "quando" se devem reabastecer os estoques.
    Periodicidade;
   determinar "quanto" de estoque será necessário para um período
   predeterminado; quantidade de compra;
   acionar o Depto de Compras para executar aquisição de estoque;
   receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo
    com as necessidades;
   controlar os estoques em termos de quantidade e valor, e
    fornecer informações sobre a posição do estoque;
   manter inventários periódicos para avaliação das quantidades e
    estados dos materiais estocados;
   identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.
   Sistema de   Duas Gavetas
   Sistema de   Estoque Mínimo
   Sistema de   Renovação Periódica
   Sistema de   Estocagem para um Fim Específico
   - Relacionar os itens analisados no período que estiver
    sendo analisado;
   - Número ou referencia do produto;
   - Nome do produto;
   - Preços unitário atualizado;
   - Valor total do consumo;
   - Arrume os itens em ordem decrescente de valor;
   - Some o total do faturamento;
   - Defina os itens da classe "A" = 80% do faturamento;
   - Fat. Classe "A" = Fat. Total x 80/100
   - Defina os itens da classe "B" = 15% do faturamento;
   - Defina os itens da classe "C" = 5% do faturamento;
   - Após conhecidos esses valores define-se os itens de
    cada classe.
   B x N = custo total de pedidos (CTA)

   O total das despesas que compõe o CTA é:

   a) Mão-de-obra - para emissão e processamento;
   b) Material- utilizado na confecção do pedido (papel, etc);
   c) Custos indiretos - despesas ligadas indiretamente com o pedido(
    telefone, luz, etc).
   Após apuração anual destas empresas teremos o custo total anual dos pedidos.
    Para calcular o custo unitário é só dividir o CTA pelo número total anual de
    pedidos.

          B    = CTA / N = Custo unitário do pedido

- Método para cálculo do custo do pedido:
 1) Mão de obra : Salários e encargos + honorários do pessoal envolvido, anual;
 2) Material: Papel, caneta, envelope, material de informática, etc, anual;
 3) Custos indiretos: Telefone, luz, correios, reprodução, viagens, custo de área
   ocupada, servidor de Internet, etc, anual.
   Custo de armazenagem = Q/2 x T x P x I

    ◦ Onde:
    ◦ Q = Quantidade de material em estoque no tempo
      considerado
    ◦ P = Preço unitário do material
    ◦ I = Taxa de armazenamento, expressa geralmente
      em termos de porcentagem       do custo unitário.
    ◦ T = Tempo considerado de armazenagem
  1) Um empresa pretender criar a curva ABC para seus itens, para isso contratou
   um especialista em Logística para analisar sua movimentação e determinar a curva
   ABC.
A Empresa determinou que:
Produtos Tipo A: Até 70% do Faturamento
Produtos Tipo B: Até 90% do Faturamento
Produtos Tipo C: 10% do Faturamento.
 Para que se possa gerar corretamente a curva passou também os dados abaixo:



                      Item               Unit           Consumo
                         1          R$      1,00          5000
                         2          R$      1,50          9500
                         3          R$      1,00          8000
                         4          R$      9,50          3000
                         5          R$      9,00          3000
                         6          R$      1,00          8000
                         7          R$      6,00          2500
                         8          R$     12,00          2000
                         9          R$     25,00          2000
   a) Monte a Curva ABC10          R$      2,00          6000
   b) Classifique os Itens de acordo com a Curva ABC
   c) Defina os % de consumo para cada Classe
   2) Uma Empresa precisa determinar seus níveis de Estoque de
    um determinado item com base nos dados abaixo:



         Consumo Médio mensal:            1500       unidade
         Tempo para Reposição:             20        dias
          Estoque de Segurança:            200       unidade
             Lote de Compra:              1500       unidade
                Dias Úteis:                20        dias
   Determine:
   a) Estoque Mínimo
   b) Estoque Máximo
   c) Ponto de Pedido
   d) Gráfico do Estoque
   Procura
   Distribuição Física
   Gestão de material
   Sistemas na movimentação de material
    ◦ Benefícios
   Planejamento e orçamento
    ◦ Aplicação do orçamento
    ◦ Identificação do projeto
    ◦ Avaliação
   Movimentação de material e a segurança
   Unidade
   Granel
   CSP = EI + (C – CA) + MO + GGF – EF

   CSP = Custo Simplificado dos Produtos
    ◦ EI = Total dos Estoques Iniciais
    ◦ C   = Total das Compras
    ◦ CA = Compras Anuladas
    ◦ MO = Total da Mão-de-Obra (direta e indireta)
    ◦ GGF= Gastos Gerais de Fabricação ( demais gastos:
      aluguéis, depreciação, seguros, água, manutenção,
      energia elétrica, etc.)
    ◦ EF = Total dos estoques finais
Estoque Inicial
        Matérias Primas                       50.000
        Materiais Secundários                 20.000
        Materiais de Embalagem                10.000
        Produtos em Elaboração                15.000
        Total                                 95.000
  Compras
        Matérias Primas                        600.000
        Materiais Secundários                  250.000
        Materiais de Embalagem                 100.000
        Total                                  950.000

 Estoque Final
        Matérias Primas                        150.000
        Materiais Secundários                  60.000
        Materiais de Embalagem                 30.000
        Produtos em Elaboração                 45.000
        Total                                  285.000

Aplicando a fórmula própria, veja como é fácil apurar o Custo Simplificado de Produção:

CSP = 95.000 + ( 950.000 – 0 ) + 337.000 + 85.000 – 285.000 = 1.182.000

Obs: Lembre-se de que para calcular o CPV (Custo dos Produtos Vendidos) a fórmula simplificada é a seguinte:
CPV = EI + Compras – EF
Onde EI e EF correspondem aos estoques iniciais e finais de Produtos Acabados.
   Uma indústria de produtos alimentícios, em 31 de dezembro
    de x4, apresenta a seguinte situação em relação à gestão
    industrial do ano:
   Pede-se: Calcule o Custo de Produção do Período
    (simplificado).
               Estoque inicial de MP            10.000
                 Compras de MP                  40.000
       Mão-de-Obra do pessoal da produção       60.000
      Mão-de-obra dos dirigentes (aplicada na   15.000
                 produção)

           Gastos gerais de fabricação          32.000
               Estoque final de MP              18.000
       Estoque final de Produtos acabados       28.000
   O estoque é um item que deve ser bem
    administrado dentro de uma organização e
    quando não administrado adequadamente pode
    trazer sérios danos às finanças da empresa,
    pondo em risco a saúde financeira da mesma.
   O estoque de uma empresa pode ser monitorado
    através do Controle Permanente ou do Controle
    Periódico. O Controle Permanente, como o
    próprio nome diz, monitora o estoque
    permanentemente.
INVENTÁRIO PERMANENTE
       Estoque Final      CMV
PEPS       maior          menor   Lucro Bruto
                                    maior

UEPS   Estoque Final      CMV     Lucro Bruto
          menor           maior     menor

PMP    Estoque Final      CMV     Lucro Bruto
          médio           médio     médio
   Preço Específico
   Primeiro que Entra, Primeiro que Sai – PEPS
   Último que Entra, Primeiro que Sai – UEPS
   Custo Médio
   Apurar PEPS / UEPS e Custo Médio e CMV das
    movimentações abaixo:

         Tipo       Data      Qtde     Vl Unit
        Inicial     1/jan     100        15
       Compra       5/jan     200        10
       Compra       10/jan    150        12
        Venda       20/jan    200        18
        Venda       22/jan    100        18
       Compra       25/jan    100        13
        Venda       30/jan    200        18
   NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO
   CUSTO BASEADO EM ATIVIDADE
   JIT - Just-in-Time
   TQC - Controle de Qualidade Total
   CNC - Comando Numérico Computadorizado
   FMS - Sistema de Fabricação Flexível
   MRP - Planejamento das Necessidades de
    Materiais
   TOC/OPT - Teoria das Restrições/Tecnologia
    da Produção Otimizada
   Um empresa pretende padronizar seus
    procedimentos de compras, para isso necessita de se
    faça uma análise da movimentação de um de seus
    materiais para definir quais padrões irá seguir,
    principalmente se irá trabalhar com PEPS, UEPS ou
    Custo Médio.
   Determine:
   Estoque Mínimo
   Estoque Máximo
   Ponto para Pedido
   Gráfico de Movimentação dos Materiais
   Calculo de Movimentação em PEPS, UEPS e Custo
    Médicom com Lucro Liquido.
Evento     Data     Qtde      Vl Unit
              Inicial   1/jun    1500     R$ 10,00
             Compra     2/jun    2000     R$ 15,00
              Venda     3/jun    2000     R$ 20,00
             Compra     6/jun    3000     R$ 14,00
              Venda     8/jun    1000     R$ 20,00
              Venda     10/jun   1000     R$ 25,00
              Venda     15/jun   1000     R$ 25,00
             Compra     16/jun   4000     R$ 15,00
              Venda     17/jun   1500     R$ 25,00
              Venda     18/jun   500      R$ 25,00
              Venda     20/jun   2000     R$ 25,00
             Compra     22/jun   3000     R$ 18,00
              Venda     23/jun   3000     R$ 25,00
             Compra     25/jun   4000     R$ 15,00
              Venda     25/jun   1500     R$ 25,00
              Venda     26/jun   2000     R$ 25,00
              Venda     30/jun   500      R$ 25,00

Consumo Médio mensal:     ?             ICMS 18%
Tempo para Reposição:     2      dias
Estoque de Segurança:   2000
Lote Médio de Compra:     ?
Dias Úteis:               ?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013delano chaves gurgel do amaral
 
Gestão da Cadeia de Suprimentos
Gestão da Cadeia de SuprimentosGestão da Cadeia de Suprimentos
Gestão da Cadeia de SuprimentosGerisval Pessoa
 
recebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptrecebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptMarcelo370708
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logisticaJAILTONBORGES
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoCharles Rebouças
 
Logística historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo Pires
Logística  historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo PiresLogística  historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo Pires
Logística historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administraçãoalemartins10
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicasCorreios
 
146 slides logística operacional transporte e armazenagem 17 fev 2014
146 slides logística  operacional transporte e armazenagem   17 fev 2014146 slides logística  operacional transporte e armazenagem   17 fev 2014
146 slides logística operacional transporte e armazenagem 17 fev 2014delano chaves gurgel do amaral
 

Mais procurados (20)

03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
 
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
 
Logistica aula 01
Logistica aula 01Logistica aula 01
Logistica aula 01
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
 
Gestão da Cadeia de Suprimentos
Gestão da Cadeia de SuprimentosGestão da Cadeia de Suprimentos
Gestão da Cadeia de Suprimentos
 
07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l
 
Profissional de logistica
Profissional de logisticaProfissional de logistica
Profissional de logistica
 
recebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptrecebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.ppt
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Logística historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo Pires
Logística  historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo PiresLogística  historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo Pires
Logística historico,fundamentos e perspectivas- Professor Danilo Pires
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 
146 slides logística operacional transporte e armazenagem 17 fev 2014
146 slides logística  operacional transporte e armazenagem   17 fev 2014146 slides logística  operacional transporte e armazenagem   17 fev 2014
146 slides logística operacional transporte e armazenagem 17 fev 2014
 
Planejamento de Compras
Planejamento de ComprasPlanejamento de Compras
Planejamento de Compras
 

Destaque

Logística integrada apostila
Logística integrada   apostilaLogística integrada   apostila
Logística integrada apostilaTaís Faria
 
Aula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de MateriaisAula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de Materiaispcm1nd
 
Exercicios contabilidade estoques inventario
Exercicios contabilidade  estoques inventarioExercicios contabilidade  estoques inventario
Exercicios contabilidade estoques inventariocapitulocontabil
 
Exercicios gestao de estoque I
Exercicios gestao de estoque IExercicios gestao de estoque I
Exercicios gestao de estoque IJanaina Fidalgo
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 04 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 04 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 04 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 04 cathedra icms-rjcontacontabil
 
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas 10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas Agendor
 

Destaque (10)

Exercicio proposto de_controle_de_estoque
Exercicio proposto de_controle_de_estoqueExercicio proposto de_controle_de_estoque
Exercicio proposto de_controle_de_estoque
 
Logística integrada apostila
Logística integrada   apostilaLogística integrada   apostila
Logística integrada apostila
 
Aula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de MateriaisAula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de Materiais
 
Exercicios contabilidade estoques inventario
Exercicios contabilidade  estoques inventarioExercicios contabilidade  estoques inventario
Exercicios contabilidade estoques inventario
 
Exercicios gestao de estoque I
Exercicios gestao de estoque IExercicios gestao de estoque I
Exercicios gestao de estoque I
 
Atividade..
Atividade..Atividade..
Atividade..
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
 
Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 04 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 04 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 04 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 04 cathedra icms-rj
 
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas 10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas
10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas
 

Semelhante a Administração de materiais

Aula_1_Logística e Transportes (1).pptx
Aula_1_Logística e Transportes (1).pptxAula_1_Logística e Transportes (1).pptx
Aula_1_Logística e Transportes (1).pptxPedro Luis Moraes
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Lucas Matheus
 
Aula_1_Logística e Transportes.pdf
Aula_1_Logística e Transportes.pdfAula_1_Logística e Transportes.pdf
Aula_1_Logística e Transportes.pdfPedro Luis Moraes
 
Procurement e Transparência em Custos
Procurement e Transparência em CustosProcurement e Transparência em Custos
Procurement e Transparência em CustosGlaudson Bastos, M.Sc
 
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergética
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergéticaAtendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergética
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergéticaMurilo Rosa
 
Logística Aula 4
Logística Aula 4Logística Aula 4
Logística Aula 4robsonnasc
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidosDaniel Moura
 
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptxValquiriaJaques1
 
Iniciação à administração de materiais estoques
Iniciação à administração de materiais   estoquesIniciação à administração de materiais   estoques
Iniciação à administração de materiais estoquesGalaxyDefender
 
Manual cross docking implementação
Manual cross docking implementaçãoManual cross docking implementação
Manual cross docking implementaçãoAlberto Cardoso
 
adm. de produções e operações
adm. de produções e operaçõesadm. de produções e operações
adm. de produções e operaçõesRosilda Santos
 
Estudo sobre gestão de compras
Estudo sobre gestão de comprasEstudo sobre gestão de compras
Estudo sobre gestão de comprasGustavo Amorim
 

Semelhante a Administração de materiais (20)

Aula_1_Logística e Transportes (1).pptx
Aula_1_Logística e Transportes (1).pptxAula_1_Logística e Transportes (1).pptx
Aula_1_Logística e Transportes (1).pptx
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
 
Aula_1_Logística e Transportes.pdf
Aula_1_Logística e Transportes.pdfAula_1_Logística e Transportes.pdf
Aula_1_Logística e Transportes.pdf
 
Logística bloco 2
Logística   bloco 2Logística   bloco 2
Logística bloco 2
 
Desenho bordo de linha
Desenho bordo de linhaDesenho bordo de linha
Desenho bordo de linha
 
Procurement e Transparência em Custos
Procurement e Transparência em CustosProcurement e Transparência em Custos
Procurement e Transparência em Custos
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
 
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergética
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergéticaAtendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergética
Atendimento das necessidades de MRO de entressafra na empresa sucroenergética
 
Plano de produção 2012_01
Plano de produção 2012_01Plano de produção 2012_01
Plano de produção 2012_01
 
Logística Aula 4
Logística Aula 4Logística Aula 4
Logística Aula 4
 
Supply chain management
Supply chain managementSupply chain management
Supply chain management
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidos
 
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
 
Iniciação à administração de materiais estoques
Iniciação à administração de materiais   estoquesIniciação à administração de materiais   estoques
Iniciação à administração de materiais estoques
 
Manual cross docking implementação
Manual cross docking implementaçãoManual cross docking implementação
Manual cross docking implementação
 
Economia Circular em ritmo Industrial
Economia Circular em ritmo IndustrialEconomia Circular em ritmo Industrial
Economia Circular em ritmo Industrial
 
adm. de produções e operações
adm. de produções e operaçõesadm. de produções e operações
adm. de produções e operações
 
Estudo sobre gestão de compras
Estudo sobre gestão de comprasEstudo sobre gestão de compras
Estudo sobre gestão de compras
 
LOGÍSTICA
LOGÍSTICALOGÍSTICA
LOGÍSTICA
 
265 pág visão sistêmica do processo logístico
265 pág      visão sistêmica do processo logístico265 pág      visão sistêmica do processo logístico
265 pág visão sistêmica do processo logístico
 

Mais de Denis Carlos Sodré

Mais de Denis Carlos Sodré (20)

Administração de marketing
Administração de marketingAdministração de marketing
Administração de marketing
 
Administração da empresa moderna
Administração da  empresa modernaAdministração da  empresa moderna
Administração da empresa moderna
 
Introdução a logística
Introdução a logísticaIntrodução a logística
Introdução a logística
 
O que vestir em seu trekking
O que vestir em seu trekkingO que vestir em seu trekking
O que vestir em seu trekking
 
Primeiros passos para fazer Trekking
Primeiros passos para fazer TrekkingPrimeiros passos para fazer Trekking
Primeiros passos para fazer Trekking
 
Segurança no Rappel
Segurança no RappelSegurança no Rappel
Segurança no Rappel
 
O que é Rafting?
O que é Rafting?O que é Rafting?
O que é Rafting?
 
O que é Trekking?
O que é Trekking?O que é Trekking?
O que é Trekking?
 
O que é rapel?
O que é rapel?O que é rapel?
O que é rapel?
 
Primeiros socorros em Esportes de Aventura
Primeiros socorros em Esportes de AventuraPrimeiros socorros em Esportes de Aventura
Primeiros socorros em Esportes de Aventura
 
O que é trekking
O que é trekkingO que é trekking
O que é trekking
 
O que é rapel?
O que é rapel?O que é rapel?
O que é rapel?
 
Custos logísticos
Custos logísticosCustos logísticos
Custos logísticos
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Gestão de compras e seguros
Gestão de compras e segurosGestão de compras e seguros
Gestão de compras e seguros
 
Empreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissionalEmpreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissional
 
Adm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidadeAdm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidade
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Gestão fiscal e orçamentária
Gestão fiscal e orçamentáriaGestão fiscal e orçamentária
Gestão fiscal e orçamentária
 
Gestão do planejamento estratégico
Gestão do planejamento estratégicoGestão do planejamento estratégico
Gestão do planejamento estratégico
 

Administração de materiais

  • 2.
  • 3.
  • 4. A atividade de material existe desde a mais remota época, através das trocas de caças e de utensílios até chegarmos aos dias de hoje, passando pela Revolução Industrial. Produzir, estocar, trocar objetos e mercadorias é algo tão antigo quanto à existência do ser humano.  A Revolução Industrial, meados dos séc. XVIII e XIX acirraram a concorrência de mercado e sofisticou as operações de comercialização dos produtos, fazendo com que “compras” e “estoques” ganhassem maior importância.  Um dos fatos mais marcantes e que comprovaram a necessidade de que materiais devem ser administrados cientificamente foi, sem dúvida, as duas grandes guerras mundiais, isso sem contar com outros desejos de conquistas como, principalmente, o empreendimento de Napoleão Bonaparte.
  • 5. A Administração de Materiais é definida como sendo um conjunto de atividades desenvolvidas dentro de uma empresa, de forma centralizada ou não, destinadas a suprir as diversas unidades, com os materiais necessários ao desempenho normal das respectivas atribuições. Tais atividades abrangem desde o circuito de reaprovisionamento, inclusive compras, o recebimento, a armazenagem dos materiais, o fornecimento dos mesmos aos órgãos requisitantes, até as operações gerais de controle de estoques etc.
  • 6. Controle de Estoque  Classificação de Material  Aquisição / Compra de Material  Armazenagem / Almoxarifado  Movimentação de Material  Inspeção de Recebimento  Cadastro
  • 7. Inspeção de Suprimentos  Padronização e Normalização  Transporte de Material
  • 8. a) suprir, através de Compras, a empresa, de todos os materiais necessários ao seu funcionamento;  b) avaliar outras empresas como possíveis fornecedores;  c) supervisionar os almoxarifados da empresa;  d) controlar os estoques;  e) aplicar um sistema de reaprovisionamento adequado, fixando Estoques Mínimos, Lotes Econômicos e outros índices necessários ao gerenciamento dos estoques, segundo critérios aprovados pela direção da empresa;  f) manter contato com as Gerências de Produção, Controle de Qualidade, Engenharia de Produto, Financeira etc.  g) estabelecer sistema de estocagem adequado;  h) coordenar os inventários rotativos.
  • 9. Preço Baixo  Alto Giro de Estoques  Baixo Custo de Aquisição e Posse  Continuidade de Fornecimento  Consistência de Qualidade  Despesas com Pessoal  Relações Favoráveis com Fornecedores  Aperfeiçoamento de Pessoal  Bons Registros
  • 10. Artigo ou Item  Unidade  Pontos de Estocagem  Estoque  Estoque Ativo ou Normal  Estoque Morto ou Inativo  Estoque Mínimo  Estoque Máximo  Prazo de Entrega
  • 11. ATIVIDADES DA LOGÍSTICA E MATERIAIS ◦ compras ◦ programação de entrega para fábrica ◦ Transportes ◦ controle de estoque de matérias-primas ◦ controle de estoque de componentes ◦ armazenagem de matérias-primas ◦ armazenagem de componentes ◦ previsão de necessidades de materiais ◦ controle de estoque nos centros de distribuição ◦ processamento de pedido de clientes ◦ administração dos centros de distribuição ◦ planejamento dos centros de distribuição ◦ planejamento de atendimento a clientes
  • 12. 1. rápido crescimento dos custos, particularmente dos relativos aos serviços de transporte e armazenagem;  2. desenvolvimento de técnicas matemáticas e do equipamento de computação capazes de tratar eficientemente a massa de dados normalmente necessária para a análise de um problema logístico;  3. complexidade crescente da administração de materiais e da distribuição física, tornando necessários sistemas mais complexos;  4. disponibilidade de maior gama de serviços logísticos;  5. mudanças de mercado e de canais de distribuição, especialmente para bens de consumo;  6. tendência de os varejistas e atacadistas transferirem as responsabilidades de administração dos estoques para os fabricantes.
  • 13. os fornecedores  o produtor  o revendedor  e o consumidor  o setor de compras  o setor de fabricação  a eficiência do transporte  os vendedores
  • 14.
  • 15. Estante nº Seção Descrição do Código Unidade Obs. Material Padrão 1 Tubos EletrodutosG 1010 peça (6m) alvanizados 1020 2 Chapas Galvanizada 2010 m2 manter em s Chapa Preta 2020 local plano Inoxidável 2030 3 Vigas Em “U” 3010 Kg. Em “H” 3020 Em “T” 3030 4 Tarugo Redondo 4010 (m) Quadrado 4020 Chato 4030 (retangular)
  • 16. 01 - Tinta 02 - Móvel 03 - Ferro 04 - Máquina Elétrica 01.01 - Verniz 02.01 - Armário 03.01 - 04.01 - Gerador Redondo 01.02 - Esmalte 02.02 - Arquivo 03.02 - Chato 04.02 - Turbina 01.03 - 02.03 - Mesa 03.03 - 04.03 - Motor Solvente Sextavado
  • 17. Diretamente: ◦ . G Compras ◦ . G. Almoxarifado ◦ . G.P.C.P. ◦ . G.M.T. direto ◦ . G. Expedição ◦ . G. Export./Importação  Indiretamente: ◦ . G. Controle Q. ◦ . G. Garantia Q. ◦ . G. Engenharia ◦ . G. Produção ◦ . G. O&M. ◦ . etc (escritórios)
  • 18. “A arte de comprar está se tornando cada vez mais uma profissão e cada vez menos um jogo de sorte”. Henry Ford  A função de comprar implica na aquisição de materiais na qualidade certa, na época certa, ao preço certo, na quantidade certa e da fonte certa.
  • 19. CODIFICAÇÃO DE MATERIAL 11 Disponível 12 Realizável a curto prazo 12.11 Almoxarifado 12.11.01 Matéria-prima 12.11.02 Material de escritório ................. (aglutinante) 12.11.02.01 Réguas ........................... (individualizador) 12.11.02.01.01 Régua de plástico milimetrada de 30 cm. 12.11.02.01.02 Régua de madeira milimetrada de 50 cm. 12.11.02.01.03 Régua de aço milimetrada de 15 cm.
  • 20. Descreva um fluxo de materiais de um indústria que se inicia no fornecedor e vai até o consumidor final  Qual a importância do Estudo da Administração de Materiais nos custos de uma empresa?  Por que se diz que a Administração de Materiais e a Logística foram vitais nas duas grandes guerras? Em que contribuíram?  Como que o se pode minimizar ou reduzir os conflitos de interesse entre as diversas camadas do fluxo de materiais (fornecedores / empresa / clientes / consumidor)?  Elabore uma classificação de 3 níveis e 10 materiais no tipo decimal e classificação por material
  • 21. ALMOXARIFADO X EMPRESA  ÓRGÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
  • 22. Descartes  PESSOAL  FUNÇÕES  LAY-OUT
  • 23. DIMENSIONAMENTO DO ESPAÇO  Planejamento do Espaço e Lay-out de Armazenagem  ESPAÇAMENTO ENTRE AS COLUNAS  CORREDORES
  • 24. a) antes de abrirmos os volumes, devemos verificar se as indicações contidas nas notas de entrega: endereço, números, marca, etc., constante dos volumes, conferem devidamente;  b) conferência quanto a quantidade, quebras e faltas;  c) conferência quanto ao peso, certo ou errado;  d) conferência do peso cobrado no frete com o peso do nosso material inspecionado pelo Controle de Qualidade de Recebimento - C.Q.R.
  • 25. Caso o material tenha que ser devolvido no ato do recebimento, o recebedor escreverá no verso da nota fiscal em todas as vias, o motivo da devolução, datar e assinar. Procedendo assim não será necessário a emissão de uma nota fiscal.
  • 26.
  • 27.
  • 28. Estágio do Caderno  Estágio do Assistente ou Encarregado  Estágio da Seção de Programação  Estágio do Planejamento e Controle da Produção (PCP)
  • 29. O Planejamento e o Controle  TIPOS DE PRODUÇÃO  CONTROLE DE ESTOQUE DENTRO DO P.C.P.  CONTROLE DE QUALIDADE X P.C.P.  FUNÇÃO SOB O PONTO DE VISTA DE AÇÃO DO P.C.P.  RELACIONAMENTO COM OS OUTROS DEPARTAMENTOS DA EMPRESA
  • 30. Uma empresa de Produção de Impressoras contratou um profissional de Logística para estudar seu fluxo de materiais e propor melhorias de performance e custos.  PARÂMETROS BÁSICOS  - Produção passa de 48.000 unidades/ano para 160.000 unidades/ano em 6 anos  - Necessária extrema Flexibilidade (ciclos de vida curtos = modelos alterados freqüentemente)  - Desbalanceamento de capacidades e diversos gargalos, com excesso de horas extras  - Problemas sérios com material faltante (problemas com PCM, importação, qualidade, atrasos)  - Elevado índice de retrabalho e de desperdícios; defeitos percebidos só no final do processo  - Administração da Produção de forma "tradicional" (MRP), com grandes lotes de produção, excesso de inventário (buffers em todas as etapas do processo), movimentação intensa de material, elevados lead times e falta de visibilidade do processo.  FLUXO PRODUTIVO:
  • 31.
  • 32. Após uma análise da empresa, o profissional chegou às seguintes conclusões:   SOLUÇÕES A SEREM ADOTADAS  - Revisão de políticas e estratégias, visando a integração dos sistemas de Produção e Vendas  - Realização de Plano com fixação de metas e cronograma de implantação de cada fase, incluindo mudanças físicas da Unidade, treinamento de pessoal, estabelecimento de parcerias com fornecedores, targets de produtividade, etc  - Reprojeto das linhas de produção e do layout da Unidade  - Introdução de novas práticas de Gestão da Produção, objetivando fluxo unitário dos produtos com redução dramática do inventário em processo, dos lead times de produção e dos problemas com qualidade  OBS.: para a 1ª fase, de implantação imediata, estavam previstos pequenos buffers de material entre os setores (Almoxarifado, Sub-montagens e Montagens), para evitar excesso de paralisações no período de aprendizagem. Os setores de Usinagem e Pintura (que contavam com uma parte considerável de atividades executadas por terceiros) seriam integrados ao processo de produção na fase 3, por dependerem do desenvolvimento de parcerias adequadas com os fornecedores.
  • 33. Você concorda com as mudanças sugeridas pelo profissional? Por quê?  Quais melhorias você sugeriria no novo padrão proposto?  Com essas mudanças os objetivos seriam atendidos? Por quê?  Sugira um novo Layout para essa Produção
  • 34.
  • 35. A gestão de estoque é, basicamente, o ato de gerir recursos ociosos possuidores de valor econômico e destinado ao suprimento das necessidades futuras de material , numa organização.  Os investimentos não são dirigidos por uma organização somente para aplicações diretas que produzam lucros, tais como os investimentos em máquinas e em equipamentos destinados ao aumento da produção e, conseqüentemente, das vendas.
  • 36. Estoque é a composição de materiais - materiais em processamento, materiais semi- acabados, materiais acabados - que não é utilizada em determinado momento na empresa, mas que precisa existir em função de futuras necessidades. Assim, o estoque constitui todo o sortimento de materiais que a empresa possui e utiliza no processo de produção de seus produtos/serviços.
  • 37. a) Garantir o abastecimento de materiais à empresa, neutralizando os efeitos de: ◦ - demora ou atraso no fornecimento de materiais; ◦ - sazonalidade no suprimento; ◦ - riscos de dificuldade no fornecimento.  b) Proporcionar economias de escala: ◦ - através da compra ou produção em lotes econômicos; ◦ - pela flexibilidade do processo produtivo; ◦ - pela rapidez e eficiência no atendimento às necessidades.
  • 38. Estoques de Matérias-Primas (MPs)  Estoques de Materiais em Processamento ou em Vias  Estoques de Materiais Semi-acabados  Estoques de Materiais Acabados ou Componentes  Estoques de Produtos Acabados (Pas)
  • 39. O objetivo básico do controle de estoques é evitar a falta de material sem que esta diligência resulte em estoque excessivos às reais necessidades da empresa.
  • 40. determinar "o que" deve permanecer em estoque. Número de itens;  determinar "quando" se devem reabastecer os estoques. Periodicidade;  determinar "quanto" de estoque será necessário para um período  predeterminado; quantidade de compra;  acionar o Depto de Compras para executar aquisição de estoque;  receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo com as necessidades;  controlar os estoques em termos de quantidade e valor, e fornecer informações sobre a posição do estoque;  manter inventários periódicos para avaliação das quantidades e estados dos materiais estocados;  identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.
  • 41. Sistema de Duas Gavetas  Sistema de Estoque Mínimo  Sistema de Renovação Periódica  Sistema de Estocagem para um Fim Específico
  • 42.
  • 43. - Relacionar os itens analisados no período que estiver sendo analisado;  - Número ou referencia do produto;  - Nome do produto;  - Preços unitário atualizado;  - Valor total do consumo;  - Arrume os itens em ordem decrescente de valor;  - Some o total do faturamento;  - Defina os itens da classe "A" = 80% do faturamento;  - Fat. Classe "A" = Fat. Total x 80/100  - Defina os itens da classe "B" = 15% do faturamento;  - Defina os itens da classe "C" = 5% do faturamento;  - Após conhecidos esses valores define-se os itens de cada classe.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50. B x N = custo total de pedidos (CTA)  O total das despesas que compõe o CTA é:  a) Mão-de-obra - para emissão e processamento;  b) Material- utilizado na confecção do pedido (papel, etc);  c) Custos indiretos - despesas ligadas indiretamente com o pedido( telefone, luz, etc).  Após apuração anual destas empresas teremos o custo total anual dos pedidos. Para calcular o custo unitário é só dividir o CTA pelo número total anual de pedidos.  B = CTA / N = Custo unitário do pedido - Método para cálculo do custo do pedido:  1) Mão de obra : Salários e encargos + honorários do pessoal envolvido, anual;  2) Material: Papel, caneta, envelope, material de informática, etc, anual;  3) Custos indiretos: Telefone, luz, correios, reprodução, viagens, custo de área ocupada, servidor de Internet, etc, anual.
  • 51. Custo de armazenagem = Q/2 x T x P x I ◦ Onde: ◦ Q = Quantidade de material em estoque no tempo considerado ◦ P = Preço unitário do material ◦ I = Taxa de armazenamento, expressa geralmente em termos de porcentagem do custo unitário. ◦ T = Tempo considerado de armazenagem
  • 52.  1) Um empresa pretender criar a curva ABC para seus itens, para isso contratou um especialista em Logística para analisar sua movimentação e determinar a curva ABC. A Empresa determinou que: Produtos Tipo A: Até 70% do Faturamento Produtos Tipo B: Até 90% do Faturamento Produtos Tipo C: 10% do Faturamento.  Para que se possa gerar corretamente a curva passou também os dados abaixo: Item Unit Consumo 1 R$ 1,00 5000 2 R$ 1,50 9500 3 R$ 1,00 8000 4 R$ 9,50 3000 5 R$ 9,00 3000 6 R$ 1,00 8000 7 R$ 6,00 2500 8 R$ 12,00 2000 9 R$ 25,00 2000  a) Monte a Curva ABC10 R$ 2,00 6000  b) Classifique os Itens de acordo com a Curva ABC  c) Defina os % de consumo para cada Classe
  • 53. 2) Uma Empresa precisa determinar seus níveis de Estoque de um determinado item com base nos dados abaixo: Consumo Médio mensal: 1500 unidade Tempo para Reposição: 20 dias Estoque de Segurança: 200 unidade Lote de Compra: 1500 unidade Dias Úteis: 20 dias  Determine:  a) Estoque Mínimo  b) Estoque Máximo  c) Ponto de Pedido  d) Gráfico do Estoque
  • 54. Procura  Distribuição Física  Gestão de material  Sistemas na movimentação de material ◦ Benefícios  Planejamento e orçamento ◦ Aplicação do orçamento ◦ Identificação do projeto ◦ Avaliação  Movimentação de material e a segurança
  • 55. Unidade  Granel
  • 56. CSP = EI + (C – CA) + MO + GGF – EF  CSP = Custo Simplificado dos Produtos ◦ EI = Total dos Estoques Iniciais ◦ C = Total das Compras ◦ CA = Compras Anuladas ◦ MO = Total da Mão-de-Obra (direta e indireta) ◦ GGF= Gastos Gerais de Fabricação ( demais gastos: aluguéis, depreciação, seguros, água, manutenção, energia elétrica, etc.) ◦ EF = Total dos estoques finais
  • 57. Estoque Inicial Matérias Primas 50.000 Materiais Secundários 20.000 Materiais de Embalagem 10.000 Produtos em Elaboração 15.000 Total 95.000 Compras Matérias Primas 600.000 Materiais Secundários 250.000 Materiais de Embalagem 100.000 Total 950.000 Estoque Final Matérias Primas 150.000 Materiais Secundários 60.000 Materiais de Embalagem 30.000 Produtos em Elaboração 45.000 Total 285.000 Aplicando a fórmula própria, veja como é fácil apurar o Custo Simplificado de Produção: CSP = 95.000 + ( 950.000 – 0 ) + 337.000 + 85.000 – 285.000 = 1.182.000 Obs: Lembre-se de que para calcular o CPV (Custo dos Produtos Vendidos) a fórmula simplificada é a seguinte: CPV = EI + Compras – EF Onde EI e EF correspondem aos estoques iniciais e finais de Produtos Acabados.
  • 58. Uma indústria de produtos alimentícios, em 31 de dezembro de x4, apresenta a seguinte situação em relação à gestão industrial do ano:  Pede-se: Calcule o Custo de Produção do Período (simplificado). Estoque inicial de MP 10.000 Compras de MP 40.000 Mão-de-Obra do pessoal da produção 60.000 Mão-de-obra dos dirigentes (aplicada na 15.000 produção) Gastos gerais de fabricação 32.000 Estoque final de MP 18.000 Estoque final de Produtos acabados 28.000
  • 59. O estoque é um item que deve ser bem administrado dentro de uma organização e quando não administrado adequadamente pode trazer sérios danos às finanças da empresa, pondo em risco a saúde financeira da mesma.  O estoque de uma empresa pode ser monitorado através do Controle Permanente ou do Controle Periódico. O Controle Permanente, como o próprio nome diz, monitora o estoque permanentemente.
  • 60. INVENTÁRIO PERMANENTE Estoque Final CMV PEPS maior menor Lucro Bruto maior UEPS Estoque Final CMV Lucro Bruto menor maior menor PMP Estoque Final CMV Lucro Bruto médio médio médio
  • 61. Preço Específico  Primeiro que Entra, Primeiro que Sai – PEPS  Último que Entra, Primeiro que Sai – UEPS  Custo Médio
  • 62. Apurar PEPS / UEPS e Custo Médio e CMV das movimentações abaixo: Tipo Data Qtde Vl Unit Inicial 1/jan 100 15 Compra 5/jan 200 10 Compra 10/jan 150 12 Venda 20/jan 200 18 Venda 22/jan 100 18 Compra 25/jan 100 13 Venda 30/jan 200 18
  • 63. NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO  CUSTO BASEADO EM ATIVIDADE  JIT - Just-in-Time  TQC - Controle de Qualidade Total  CNC - Comando Numérico Computadorizado  FMS - Sistema de Fabricação Flexível  MRP - Planejamento das Necessidades de Materiais  TOC/OPT - Teoria das Restrições/Tecnologia da Produção Otimizada
  • 64. Um empresa pretende padronizar seus procedimentos de compras, para isso necessita de se faça uma análise da movimentação de um de seus materiais para definir quais padrões irá seguir, principalmente se irá trabalhar com PEPS, UEPS ou Custo Médio.  Determine:  Estoque Mínimo  Estoque Máximo  Ponto para Pedido  Gráfico de Movimentação dos Materiais  Calculo de Movimentação em PEPS, UEPS e Custo Médicom com Lucro Liquido.
  • 65. Evento Data Qtde Vl Unit Inicial 1/jun 1500 R$ 10,00 Compra 2/jun 2000 R$ 15,00 Venda 3/jun 2000 R$ 20,00 Compra 6/jun 3000 R$ 14,00 Venda 8/jun 1000 R$ 20,00 Venda 10/jun 1000 R$ 25,00 Venda 15/jun 1000 R$ 25,00 Compra 16/jun 4000 R$ 15,00 Venda 17/jun 1500 R$ 25,00 Venda 18/jun 500 R$ 25,00 Venda 20/jun 2000 R$ 25,00 Compra 22/jun 3000 R$ 18,00 Venda 23/jun 3000 R$ 25,00 Compra 25/jun 4000 R$ 15,00 Venda 25/jun 1500 R$ 25,00 Venda 26/jun 2000 R$ 25,00 Venda 30/jun 500 R$ 25,00 Consumo Médio mensal: ? ICMS 18% Tempo para Reposição: 2 dias Estoque de Segurança: 2000 Lote Médio de Compra: ? Dias Úteis: ?