CAPÍTULO 01: TRABALHO E DOMINAÇÃO: SERVIDÃO À TERRA E SUBMISSÃO AO CAPITAL.→ Da dominação pela terra à força do capital   ...
∙ Os servos sofriam de várias                               homens = desemprego = revoltas    − A igreja era uma instituiç...
∙ Deveria acreditar na santíssima             e da natureza das informações que        trindade e o poder dos seus        ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1. capítulo 01 trabalho e dominação servidão à terra e submissão ao capital 2

1.182 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.182
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
231
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1. capítulo 01 trabalho e dominação servidão à terra e submissão ao capital 2

  1. 1. CAPÍTULO 01: TRABALHO E DOMINAÇÃO: SERVIDÃO À TERRA E SUBMISSÃO AO CAPITAL.→ Da dominação pela terra à força do capital Sociedade feudal No capitalismo uma pequena parcela − Capitalismo e feudalismo ∙ Sociedade hierarquizada, quase da população possui o capital – os que − A Idade Média – séculos V e XV d.C. sem mobilidade social. não possuem vendem a sua força de Milênio de poucas realizações, de └ Clero trabalho (trabalhadores assalariados). muita superstição e pouca criação. └ Nobreza → Relações de trabalho: servidão e A Idade Média pode ser dividida em: └ Servos assalariamento. ∙ Alta Idade Média – Séculos V a X. └ Citadinos (burguesia) − Relações de trabalho no sistema feudal = ∙ Baixa Idade Média – Séculos X a XV. Economia servos e senhores (servidão). − O feudalismo e a dominação pela terra. ∙ Majoritariamente agrária – diminui- − Relações de trabalho no sistema Século III – crise do Império Romano ção das transações monetárias e do capitalista = assalariamento. ∙ Diminuição das guerras de comércio. − As condições da servidão na sociedade conquista – crise o sistema ∙ Desenvolvimento das cidades – feudal. escravista. Burgos – (entre os séculos XI e XIII). Servos = Em grande parte eram ex- ∙ Instituição do regime de colonato. └ Enriquecimento em virtude da escravos submetidos a proteção de Invasões bárbaras – povos germânicos. produção artesanal e comercial = senhores. ∙ Ruína total do Império Romano Burguesia. ∙ Sujeição do indivíduo – O senhor se (Ocidente). − Outros tempos a dominação pelo capital - apropriava do seu trabalho. ∙ Descentralização do poder político Capitalismo ∙ Sujeição da terra – O senhor – Reinos bárbaros. Aumento das relações comerciais – arrendava a terra em troca dos ∙ Miscigenação cultural – Romanos e século XIII – desestruturou as bases do impostos povos bárbaros = surgimento da feudalismo └ Principais: Talha, corveia e sociedade feudal. O capital – é o dinheiro investido na banalidades. ∙ Pacto de Vassalagem – relações de produção, que gera lucro para seu ∙ Os servos não podiam transformar- fidelidade e honra entre suserano e proprietário. se em nobres, devido ao vassalo – proteção mútua. ∙ O capital é a essência de toda a nascimento (sangue), as podiam ∙ Servidão – em troca da terra e da economia capitalista. conseguir outra condição social com proteção o servo dava a força do ∙ Qual é a diferença entre capital e o exercício de outros ofícios – trabalho ou mão de obra. dinheiro? Comércio.
  2. 2. ∙ Os servos sofriam de várias homens = desemprego = revoltas − A igreja era uma instituição muito maneiras: altos impostos, fome, a contra as máquinas (movimento poderosa e rica – grande proprietária de falta de higiene – causa das ludita). terras (senhora feudal). epidemias ( peste negra, disenteria, └ Especialização do trabalho. − Divisão do poder na Idade Média. tifo) – causa de muitas mortes. └ Controle do trabalhador. Sagrado – ligado a religião – o principal− Trabalho no mundo capitalista ∙ Os trabalhadores industriais foram representante era o Papa. Feudalismo - relação servo X senhor – importantes no processo de Temporal – Exercido por reis e submissão pela terra. urbanização – êxodo rural. senhores. Capitalismo – relação empregado X Os trabalhadores em defesa dos seus − A igreja tinha direitos e deveres sobre a empregador – trabalho assalariado – interesses. sociedade que iam além da fé. trocas de serviço por remuneração. ∙ Associação de trabalhadores – Cobrança de impostos, realização de ∙ Relação de desigualdade – o Paralisação do trabalho (greves) – julgamentos, realização de obras de capitalista detém os meios de Invasão das fábricas – Negociação caridade – resolução de problemas produção e o trabalhador deve se com os atroes e com o governo – criados pela fome e pela escassez, submeter às condições que lhe são Pressões para a criação de leis de responsável pela manutenção e pela oferecidas. regulamentação do trabalho. produção do conhecimento, ∙ Existe uma hierarquia – alguns → O poder da imagem: da religiosidade responsável pelos hospitais e casas de trabalhadores são submetidos a medieval a mundo da propaganda. saúde. outros. − Igreja – exerceu um papel formador de − Nas questões de fé tinha o dever de No sistema capitalista de produção, o valores e práticas. controlar os hábitos dos cristãos objetivo maior dos empregadores é o − A função formadora as imagens Responsável por julgá-los pelo não aumento da produtividade – maior medievais. cumprimento das leis divinas, podendo lucro. Sociedade medieval leiga – Reis - expulsá-los da igreja (excomunhão). ∙ Quanto menos custa ou quanto Nobres – servos – citadinos. − A religião cristã estimulava a imaginação mais trabalha o trabalhador, maior Sociedade medieval clerical – Papa, dos religiosos – “A criação do imaginário é o lucro do patrão – exploração. bispos, padres e monges. cristão”. └ As jornadas de trabalho n século ∙ As mulheres (monjas) – ficaram − O objetivo da igreja era formar “bons XVIII era de 14 a 16 horas diárias. reclusas e não exerciam funções na cristãos” – obedientes a “fé”. └ Desenvolvimento tecnológico – sociedade. O bom cristão tinha obrigações de As máquinas passaram a fazer o Clérigos + Leigos = Cristandade crença e de ações. trabalho que era realizado pelos
  3. 3. ∙ Deveria acreditar na santíssima e da natureza das informações que trindade e o poder dos seus circulavam na sociedade. intermediários Diante disso, podemos dizer que as imagens ∙ Deveria almejar o paraíso. que são produzidas e que circulam e ∙ Orações diárias/ Frequência as determinada sociedade cumprem funções celebrações/ prática da comunhão/ específicas na organização social, política e cumprimento dos sacramentos e econômica em que são inseridas. das ações cotidianas, voltadas para o bem e a castidade.− A formação de valores e hábitos cristãos também se dava por meio da divulgação de imagens demoníacas. Medo da condenação eterna e do sofrimento. Ceder a tentação significava ir para o inferno ou para o purgatório.− As imagens da propaganda, uma questão de negócios No mundo feudal as imagens tinham uma função formadora – no mundo capitalista as imagens tinham uma função de fomentar negócios – fazer propaganda. ∙ A imagem e utilizada para mostrar e vender um produto para a obtenção de lucro.− No século XVI, quando a imprensa foi inventada aumentou a circulação das informações e a igreja perdeu desta forma, o poder de controle da qualidade

×