Crescendo na Graça

266 visualizações

Publicada em

Palavra da célula

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crescendo na Graça

  1. 1. Crescendo na Graça - Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pedro 3:18 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. 1 Coríntios 13:11 INTRODUÇÃO:  É notório o crescimento que Deus tem dado à nossa igreja. Temos visto que, a cada dia, crescemos em número.  Quero dizer a você que crescer em número também faz parte do propósito de Deus para nós. Deus quer que cresçamos e geremos muitos filhos para Ele. Iremos crescer e crescer muito. Seremos milhares!!  Mas confesso que, embora crescer em número seja um de nossos propósitos, e seja um alvo de nossa missão, no entanto esse não é o nosso propósito primário.  Nosso propósito primário é gerar muitos filhos que sejam maduros, que tenham plena revelação da Graça de Deus e do Conhecimento de Cristo Jesus. Que cresçam na Graça.  Portanto, de tempos em tempos precisamos fazer uma avaliação do nosso crescimento, não apenas numérico, mas também avaliarmos em que nível está o nosso crescimento espiritual, se realmente estamos crescendo na Graça e no Conhecimento de Cristo..  Você tem crescido espiritualmente? Você tem amadurecido na vida cristã? Você tem crescido na Graça? Crescendo na Graça:  Um dos aspectos fundamentais da graça é a questão do Crescimento.  Pedro Fala (II Pe.3:18), que antes (de tudo) precisamos crescer na Graça.  E Paulo nos ensina o que precisamos fazer para crescer: “Desistir das coisas de Menino”.  Em outras palavra, para crescer na graça, precisamos primeiramente deixar de ser pequeno, criança, imaturos.  Para crescer na Graça não precisamos nos esforçar, caso contrário viria Lei, mérito.  Antes precisamos tomar um decisão: Não queremos mais continuar pequenos! Eu desisto de ter atitudes de criança. o Ex. atitudes que uma criança tem: Manha, melindre, etc.  E quando se fala em crescimento espiritual, precisamos aplicar o mesmo princípio.  Você só se torna maduro espiritualmente se desistir de ser criança na fé.  Diferente do crescimento físico, o crescimento espiritual não é automático e espontâneo, mas é fruto de uma escolha.  É fruto de respostas no meio de nossas circunstâncias ou experiências difíceis.
  2. 2. Permanecendo crianças espirituais.  O Problema é que muitos não querem desistir, antes desejam continuar sendo crianças, recebendo atenção como crianças.  Querem ser paparicados como criança e querem que as pessoas esperem delas o que se espera de uma criança.  Muitos não admitem assumir responsabilidades de adultos e nem querem ser cobradas como adultos.  Não desistem da vida de crianças e preferem ser infantis na sua fé.  Isso me preocupa!! Muitos entre nós, embora já tivessem idade para serem maduros espiritualmente, ainda agem como crianças, pensam como crianças e sentem como crianças.  Escolheram não crescer!! Escolheram não assumir responsabilidades!  Ao invés de desistirem das coisas de meninos, desistiram das coisas de adultos.  Mas a vontade de Deus é que sejamos equilibrados em nosso crescimento.  A vontade de Deus é que cresçamos em tudo! Sejamos maduros espirituais. Avaliando nosso crescimento:  Diante disso, vamos três dimensões em que nosso crescimento precisa acontecer. 1) Dimensão do Caráter  Esse sem dúvida é o ponto prioritário para Deus. Crescer em Deus é crescer em caráter, ou seja, em santidade.  Crescemos quando, a cada dia, nos parecemos mais com o Pai, quando nos tornamos imitadores Dele.  O lado mais importante do crescimento espiritual é o crescimento do caráter. Avaliar se estamos crescendo em santidade.  Esse é o aspecto mais básico e fundamental.  Assim, para você falar que está crescendo em Deus, tenha em mente se você tem avançado nesta área de caráter.  Exemplos o Observe se, dia a dia, você tem mudado seu comportamento. o Sua atitude com seu cônjuge, atitude no trabalho, maneira de lidar com dinheiro. o Atitude com relação ao sexo, imoralidade. o Se ainda ri das mesmas piadas, continua com as mesmas atitudes o Mentira, engano, desonestidade, etc.  Se você tem andado há muito tempo no caminho do Senhor, e seu caráter ainda não mudou, o seu crescimento é questionável.  Um dos sinais de crescimento espiritual é que o seu caráter é drasticamente afetado.  Crescer é demonstrado por uma mudança visível no seu caráter, na sua natureza. 2) Dimensão da Fé  Tudo o que está relacionado com a Graça de Deus, envolve Fé.  Percebemos a maturidade de um filho de Deus observando a sua fé.  Somente crescemos quando aprendemos a andar e a romper em Fé.  Crescemos em fé quando aprendemos a não olhar as circunstancias, mas a depender de Deus.  O maduro aprendeu o caminho da dependência de Deus.
  3. 3.  O maduro espiritual é aquele que aprendeu a descansar e saber que o trabalho não é seu, mas de Deus.  Sua expectativa está no Senhor e nas promessas de sua palavra.  Você tem crescido em Fé? Você tem tido experiências onde a sua fé tem sido colocada em teste? 3) Dimensão dos Relacionamentos  Existem pessoas que são cheias de fé, tem um caráter irrepreensível, conhecem bem a palavra, mas ainda são imaturos nos seus relacionamentos.  Não sabem como se relacionar apropriadamente com as pessoas na igreja, no trabalho, na família e nas amizades.  São imaturos porque não conseguem expressar adequadamente e nem compreender o outro.  Não possuem empatia, são incapazes de perceber sentimentos e as expectativas dos outros.  Não se entregam, não se abrem, são fechados em si mesmos.  Esse é o problema, porque existem alguns que são gigantes na Fé, mas anões nos relacionamentos. Conclusão:  A vontade de Deus é que tenhamos um crescimento equilibrado, que envolva todos esses níveis.  Ainda que você perceba um crescimento isolado em uma dessas áreas, se você demonstrar infantilidade em alguma outra, você ainda não cresceu.  Quando você disser agora que está crescendo, observe se essas dimensões estão presentes.  A vontade de Deus é que cresçamos no conhecimento da sua Graça..  Tome uma decisão hoje: Eu vou crescer na graça de Deus!Vou crescer em Fé.  Deus tem hoje uma nova medida de Fé para você!  Queremos um igreja grande, e madura!!  Você portanto precisa decidir desistir dessas coisas de criança, e escolher o crescimento.

×