SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
Discentes:
Dayenne Mariane Herrera
Thiago de Souza Rizzi
Curso/Turma:
Engenharia Agronômica (EA111)

Docente:
Abílio da Paixão Ciríaco
Disciplina:
Nutrição Animal

Colorado do Oeste - RO
Novembro de 2013
Toxemia da gestação
Doença metabólica que acomete os animais no último
terço da gestação;
Em função de manejo inadequado
Fêmeas gestantes com fetos múltiplos, ou com feto único
muito grande

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Toxemia da gestação
Desordem
metabólica
energética

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

Queda na concentração
de glicose
Aumento excessivo nas
concentrações de corpos
cetônicos no sangue

EA111
Fatores de ocorrência
Incapacidade em consumir quantidade suficiente de
alimento energético;
Condições que aumentam demanda por energia ou
que reduzem a ingestão energética também podem
predispor.
Gestantes com fetos
múltiplos

Consumem menor volume de
matéria seca
Comparado à gestação de feto único...

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Fatores de ocorrência
Ovelhas gestantes, com gêmeos/trigêmeos, requerem
180 a 240% mais energia, que prenhes de feto único.
Assim, podem não ser capazes de consumir quantidade
suficiente de alimento para tais demandas;
Resulta num balanço energético negativo.
(Pugh, 2005)

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Fatores de ocorrência
Mais fatores que também podem aumentar a incidência
Dieta de baixa qualidade;

Falta de exercícios;

Estresse de transporte;

Confinamento animal.

Troca de alimentação;

Curtos e súbitos períodos
de restrição alimentar;

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Confinamento de Dorper gestantes
Tosquia de ovinos
Aspectos nutricionais
Glicose:
Principal fonte energética em número reduzido
de órgãos (sistema nervoso, fígado, etc.)
Já os tecidos fetais utilizam como principal fonte
energética para seu desenvolvimento;
Nestes, a glicose é obtida após fermentação dos
alimentos (pasto/ração) no rúmen;
Ácidos graxos voláteis (AGV) e posterior transformação
destes em glicose no fígado e rins
Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Sinais clínicos
Quando não tratados, os animais morrem;

(Pugh, 2005)

A toxemia caracteriza-se pela depressão e decúbito
Tremores
Incoordenação

Ranger de dentes
Andado “em círculo”

Separam do resto do rebanho

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Sinais clínicos
Hálito cetótico característico (acetona);

(Nantes, 2008)

Sinais neurológicos:
Cegueira, tremores e convulsões

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Sinais clínicos
As fêmeas enfermas apresentam fígado gorduroso,
pálido, edemaciado e friável;

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Tratamento
Deve ser imediato e agressivo;
Principalmente em animais já deitados

O feto deve ser removido o mais rápido possível;
Nos casos críticos deve-se realizar cesariana
(Pugh, 2005)
Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Tratamento

Foto: Cesariana em ovelha, com gestação gemelar
Tratamento
Pode-se induzir o parto mediante administração de 1520 mg de dexametasona;
Além da remoção dos fetos, a condição cetônica deve
ser tratada;
250-500 ml de glicose 10 a 20% (intravenosa);
Gotejamento intravenoso lento de glicose 5 a 10%.
(Smith, 2006)

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Mas como
prevenir?
Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Prevenção
Adoção de um bom manejo nutricional;

Redução de fatores estressantes;
Alta carga parasitária

Transporte

Mudança de alimentação
Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Danos
Trata-se de uma enfermidade relacionada ao sistema de
produção;
Provoca elevados índices de mortalidade
O efeito econômico da doença é considerável;
Pode alcançar taxa de incidência classificada como surto;
Os rebanhos acometidos também apresentam uma taxa
de mortalidade de cordeiros acima do normal.

Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos

EA111
Agradecemos sua
atenção!
Toxemia da gestação em ovinos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistemas de criação para ovinos e caprinos
Sistemas de criação para ovinos e caprinosSistemas de criação para ovinos e caprinos
Sistemas de criação para ovinos e caprinosKiller Max
 
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.ppt
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.pptAula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.ppt
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.pptMirianFernandes15
 
Introdução a Equinocultura
Introdução a EquinoculturaIntrodução a Equinocultura
Introdução a EquinoculturaKiller Max
 
Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Marília Gomes
 
Sistemas de produção de suínos
Sistemas de produção de suínosSistemas de produção de suínos
Sistemas de produção de suínosMarília Gomes
 
Diferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinosDiferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinosKiller Max
 
Sistema respiratório veterinária
Sistema respiratório veterináriaSistema respiratório veterinária
Sistema respiratório veterináriaMarília Gomes
 
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃO
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃONUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃO
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃOHenriqueKanada
 
Proteínas na alimentação animal
 Proteínas na alimentação animal Proteínas na alimentação animal
Proteínas na alimentação animalwellison nascimento
 
Aula 1 Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e Mensurações
Aula 1   Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e MensuraçõesAula 1   Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e Mensurações
Aula 1 Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e MensuraçõesElaine
 
Noções de anatomia das aves i semestre 2014
Noções de anatomia  das aves i semestre 2014Noções de anatomia  das aves i semestre 2014
Noções de anatomia das aves i semestre 2014Tiago Merlo
 
Sistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterináriaSistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterináriaMarília Gomes
 
Manejo Reprodutivo de Equinos
Manejo Reprodutivo de EquinosManejo Reprodutivo de Equinos
Manejo Reprodutivo de EquinosKiller Max
 

Mais procurados (20)

Caprinos e Ovinos
Caprinos e OvinosCaprinos e Ovinos
Caprinos e Ovinos
 
Sistemas de criação para ovinos e caprinos
Sistemas de criação para ovinos e caprinosSistemas de criação para ovinos e caprinos
Sistemas de criação para ovinos e caprinos
 
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.ppt
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.pptAula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.ppt
Aula 1- Digestivo de ruminantes e Ambiente RumenReticulo.ppt
 
Introdução a Equinocultura
Introdução a EquinoculturaIntrodução a Equinocultura
Introdução a Equinocultura
 
Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal
 
Sistemas de produção de suínos
Sistemas de produção de suínosSistemas de produção de suínos
Sistemas de produção de suínos
 
Diferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinosDiferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinos
 
Sistema respiratório veterinária
Sistema respiratório veterináriaSistema respiratório veterinária
Sistema respiratório veterinária
 
Nutrientes minerais para ruminantes
Nutrientes minerais para ruminantesNutrientes minerais para ruminantes
Nutrientes minerais para ruminantes
 
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃO
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃONUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃO
NUTRIÇÃO ANIMAL INTRODUÇÃO
 
Inspeção de bovinos.curso
Inspeção de bovinos.cursoInspeção de bovinos.curso
Inspeção de bovinos.curso
 
Caso clínico
Caso clínicoCaso clínico
Caso clínico
 
Proteínas na alimentação animal
 Proteínas na alimentação animal Proteínas na alimentação animal
Proteínas na alimentação animal
 
Biosseguridade da avicultura
Biosseguridade da aviculturaBiosseguridade da avicultura
Biosseguridade da avicultura
 
Aula 1 Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e Mensurações
Aula 1   Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e MensuraçõesAula 1   Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e Mensurações
Aula 1 Ezoognósia Equina - Nomenclatura do Exterior e Mensurações
 
Raças de suínos
Raças de suínosRaças de suínos
Raças de suínos
 
Noções de anatomia das aves i semestre 2014
Noções de anatomia  das aves i semestre 2014Noções de anatomia  das aves i semestre 2014
Noções de anatomia das aves i semestre 2014
 
Sistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterináriaSistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterinária
 
Manejo Reprodutivo de Equinos
Manejo Reprodutivo de EquinosManejo Reprodutivo de Equinos
Manejo Reprodutivo de Equinos
 
Slide suínos
Slide suínosSlide suínos
Slide suínos
 

Destaque

A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...
A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...
A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...Tecalvet Avicultura
 
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FI
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIInibidores da síntese de carotenóides subgrupo FI
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIDayenne Herrera
 
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIII
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIIIInibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIII
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIIIDayenne Herrera
 
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FII
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIIInibidores da síntese de carotenóides subgrupo FII
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIIDayenne Herrera
 
Adubos adubação - Micronutriente Boro
Adubos adubação - Micronutriente BoroAdubos adubação - Micronutriente Boro
Adubos adubação - Micronutriente BoroEdiney Dias
 
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)Dayenne Herrera
 
Aula de Dermatopatologia
Aula de DermatopatologiaAula de Dermatopatologia
Aula de DermatopatologiaRaimundo Tostes
 
Seminario doenças pós colheita
Seminario doenças pós colheitaSeminario doenças pós colheita
Seminario doenças pós colheitaDalber Silva
 
Deficiencias nutricionales tomate de mesa
Deficiencias nutricionales tomate de mesaDeficiencias nutricionales tomate de mesa
Deficiencias nutricionales tomate de mesaMiguel Martinez
 
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de Plantas
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de PlantasDiagnóstico Visual do Estado Nutricional de Plantas
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de PlantasHerbert de Carvalho
 

Destaque (20)

Rhyan 2
Rhyan 2Rhyan 2
Rhyan 2
 
A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...
A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...
A melhora do desempenho do frango de corte, com as novas tecnologias de ambiê...
 
Cetose - Bovinos - Vacas lactação
Cetose - Bovinos - Vacas lactaçãoCetose - Bovinos - Vacas lactação
Cetose - Bovinos - Vacas lactação
 
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FI
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIInibidores da síntese de carotenóides subgrupo FI
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FI
 
Potafos cana
Potafos canaPotafos cana
Potafos cana
 
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIII
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIIIInibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIII
Inibidores da síntese de carotenóides_subgrupo FIII
 
Diagnose foliar
Diagnose foliarDiagnose foliar
Diagnose foliar
 
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FII
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FIIInibidores da síntese de carotenóides subgrupo FII
Inibidores da síntese de carotenóides subgrupo FII
 
Apresentação aves (2)
Apresentação aves (2)Apresentação aves (2)
Apresentação aves (2)
 
Nutrição mineral de plantas mg
Nutrição mineral de plantas   mgNutrição mineral de plantas   mg
Nutrição mineral de plantas mg
 
Abubação do abacaxi
Abubação do abacaxiAbubação do abacaxi
Abubação do abacaxi
 
Adubos adubação - Micronutriente Boro
Adubos adubação - Micronutriente BoroAdubos adubação - Micronutriente Boro
Adubos adubação - Micronutriente Boro
 
Quiabo
QuiaboQuiabo
Quiabo
 
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
 
Aula de Dermatopatologia
Aula de DermatopatologiaAula de Dermatopatologia
Aula de Dermatopatologia
 
Seminario doenças pós colheita
Seminario doenças pós colheitaSeminario doenças pós colheita
Seminario doenças pós colheita
 
Ovinos
OvinosOvinos
Ovinos
 
Deficiencias nutricionales tomate de mesa
Deficiencias nutricionales tomate de mesaDeficiencias nutricionales tomate de mesa
Deficiencias nutricionales tomate de mesa
 
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de Plantas
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de PlantasDiagnóstico Visual do Estado Nutricional de Plantas
Diagnóstico Visual do Estado Nutricional de Plantas
 
Nutrient deficiency
Nutrient deficiencyNutrient deficiency
Nutrient deficiency
 

Semelhante a Toxemia da gestação em ovinos

Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptx
Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptxDoenças metabólicas ovinocaprinos.pptx
Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptxDouglasMartins629640
 
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentosAvaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentosKetlenBatista
 
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdf
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdfPrincipais doenças Metabólicas 2021-2022.pdf
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdfFranciscaBastos3
 
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.ppt
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.pptGenética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.ppt
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.pptjuliakassiap
 
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01FlorDaPrimavera
 
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à Lactose
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à LactoseAula Alergia Alimentar X Intolerância à Lactose
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à LactoseFernanda Pércope
 
Aula Prevenção Alergia Alimentar
Aula Prevenção Alergia Alimentar Aula Prevenção Alergia Alimentar
Aula Prevenção Alergia Alimentar Fernanda Pércope
 
Como lidar com as situações especiais
Como lidar com as situações especiaisComo lidar com as situações especiais
Como lidar com as situações especiaisRebeca - Doula
 
Dietas Caseiras para cães e gatos - Sacavet
Dietas Caseiras para cães e gatos - SacavetDietas Caseiras para cães e gatos - Sacavet
Dietas Caseiras para cães e gatos - SacavetJulianaJeremias
 
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdf
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdfsuporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdf
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdfBrunoPelosoSignorett
 
Doença celíaca
 Doença celíaca Doença celíaca
Doença celíacaRaquelrenno
 
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantesProdução in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantesGláucia Luna
 
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de RuminantesMacrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de RuminantesMariana Benitez Fini
 

Semelhante a Toxemia da gestação em ovinos (20)

Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptx
Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptxDoenças metabólicas ovinocaprinos.pptx
Doenças metabólicas ovinocaprinos.pptx
 
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentosAvaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
 
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdf
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdfPrincipais doenças Metabólicas 2021-2022.pdf
Principais doenças Metabólicas 2021-2022.pdf
 
Fenilcetonúria
FenilcetonúriaFenilcetonúria
Fenilcetonúria
 
Gestante I.pdf
Gestante I.pdfGestante I.pdf
Gestante I.pdf
 
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.ppt
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.pptGenética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.ppt
Genética 12- A Base bioquímica e molecular das doenças genéticas.ppt
 
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01
Aulaalergiaintslideshare2015 150323092930-conversion-gate01
 
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à Lactose
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à LactoseAula Alergia Alimentar X Intolerância à Lactose
Aula Alergia Alimentar X Intolerância à Lactose
 
Aula Prevenção Alergia Alimentar
Aula Prevenção Alergia Alimentar Aula Prevenção Alergia Alimentar
Aula Prevenção Alergia Alimentar
 
Como lidar com as situações especiais
Como lidar com as situações especiaisComo lidar com as situações especiais
Como lidar com as situações especiais
 
Dietas Caseiras para cães e gatos - Sacavet
Dietas Caseiras para cães e gatos - SacavetDietas Caseiras para cães e gatos - Sacavet
Dietas Caseiras para cães e gatos - Sacavet
 
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdf
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdfsuporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdf
suporte-alimentar-doenca-gastroenterica.pdf
 
Dr. Aderbal Sabrá: Alergia alimentar
Dr. Aderbal Sabrá: Alergia alimentarDr. Aderbal Sabrá: Alergia alimentar
Dr. Aderbal Sabrá: Alergia alimentar
 
Fenilcetonúria
FenilcetonúriaFenilcetonúria
Fenilcetonúria
 
Iatf vaca de leite
Iatf vaca de leiteIatf vaca de leite
Iatf vaca de leite
 
Alergia alimentar final
Alergia alimentar finalAlergia alimentar final
Alergia alimentar final
 
Doença celíaca
 Doença celíaca Doença celíaca
Doença celíaca
 
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantesProdução in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
 
6 alergias alimentares
6  alergias alimentares6  alergias alimentares
6 alergias alimentares
 
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de RuminantesMacrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
 

Último

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 

Último (20)

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 

Toxemia da gestação em ovinos

  • 1.
  • 2. Discentes: Dayenne Mariane Herrera Thiago de Souza Rizzi Curso/Turma: Engenharia Agronômica (EA111) Docente: Abílio da Paixão Ciríaco Disciplina: Nutrição Animal Colorado do Oeste - RO Novembro de 2013
  • 3. Toxemia da gestação Doença metabólica que acomete os animais no último terço da gestação; Em função de manejo inadequado Fêmeas gestantes com fetos múltiplos, ou com feto único muito grande Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 4. Toxemia da gestação Desordem metabólica energética Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos Queda na concentração de glicose Aumento excessivo nas concentrações de corpos cetônicos no sangue EA111
  • 5.
  • 6. Fatores de ocorrência Incapacidade em consumir quantidade suficiente de alimento energético; Condições que aumentam demanda por energia ou que reduzem a ingestão energética também podem predispor. Gestantes com fetos múltiplos Consumem menor volume de matéria seca Comparado à gestação de feto único... Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 7. Fatores de ocorrência Ovelhas gestantes, com gêmeos/trigêmeos, requerem 180 a 240% mais energia, que prenhes de feto único. Assim, podem não ser capazes de consumir quantidade suficiente de alimento para tais demandas; Resulta num balanço energético negativo. (Pugh, 2005) Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 8. Fatores de ocorrência Mais fatores que também podem aumentar a incidência Dieta de baixa qualidade; Falta de exercícios; Estresse de transporte; Confinamento animal. Troca de alimentação; Curtos e súbitos períodos de restrição alimentar; Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 9. Confinamento de Dorper gestantes Tosquia de ovinos
  • 10.
  • 11. Aspectos nutricionais Glicose: Principal fonte energética em número reduzido de órgãos (sistema nervoso, fígado, etc.) Já os tecidos fetais utilizam como principal fonte energética para seu desenvolvimento; Nestes, a glicose é obtida após fermentação dos alimentos (pasto/ração) no rúmen; Ácidos graxos voláteis (AGV) e posterior transformação destes em glicose no fígado e rins Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 12.
  • 13. Sinais clínicos Quando não tratados, os animais morrem; (Pugh, 2005) A toxemia caracteriza-se pela depressão e decúbito Tremores Incoordenação Ranger de dentes Andado “em círculo” Separam do resto do rebanho Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 14. Sinais clínicos Hálito cetótico característico (acetona); (Nantes, 2008) Sinais neurológicos: Cegueira, tremores e convulsões Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 15. Sinais clínicos As fêmeas enfermas apresentam fígado gorduroso, pálido, edemaciado e friável; Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 16.
  • 17. Tratamento Deve ser imediato e agressivo; Principalmente em animais já deitados O feto deve ser removido o mais rápido possível; Nos casos críticos deve-se realizar cesariana (Pugh, 2005) Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 18. Tratamento Foto: Cesariana em ovelha, com gestação gemelar
  • 19. Tratamento Pode-se induzir o parto mediante administração de 1520 mg de dexametasona; Além da remoção dos fetos, a condição cetônica deve ser tratada; 250-500 ml de glicose 10 a 20% (intravenosa); Gotejamento intravenoso lento de glicose 5 a 10%. (Smith, 2006) Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 20. Mas como prevenir? Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 21. Prevenção Adoção de um bom manejo nutricional; Redução de fatores estressantes; Alta carga parasitária Transporte Mudança de alimentação Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111
  • 22.
  • 23. Danos Trata-se de uma enfermidade relacionada ao sistema de produção; Provoca elevados índices de mortalidade O efeito econômico da doença é considerável; Pode alcançar taxa de incidência classificada como surto; Os rebanhos acometidos também apresentam uma taxa de mortalidade de cordeiros acima do normal. Nutrição Animal: Toxemia da gestação em ovinos EA111