SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 126
ByDawison Calheiros
PREÇO PRODUTO PRAÇA PROMOÇÃO
1º P - PRODUTO MERCADOLOGIA Prof. Dawison Calheiros
O QUE É UM PRODUTO ? Produto é algo que possa ser oferecido a um mercado para aquisição, uso ou consumo e que possa satisfazer a um desejo ou necessidade. Os produtos vão além de bens tangíveis. 	Incluem: ,[object Object]
Serviços
Pessoas
Locais
Organizações
Idéias
Combinações dos elementos acima,[object Object]
Produto: é o conjunto de atributos tangíveis e intangíveis que proporciona benefícios reais ou percebidos com finalidade de satisfazer as necessidades e os desejos do consumidor.
Administração de Produtos  Produto é algo que pode ser oferecido a um mercado para sua apreciação, aquisição, uso ou consumo para satisfazer a um desejo ou necessidade. Os 5 Níveis de um Produto  Beneficio Núcleo – O que o cliente está realmente comprando. Ex. Um hospede de Hotel está comprando “Descanso ou Pernoite”.  Produto Genérico – Transforma o Benefício Núcleo em Produto Básico. Ex. Quarto de Hotel com Cama, Banheiro, Toalhas, armários, etc..  Produto Esperado – Série de Atributos e condições que os consumidores normalmente esperam ao comprarem. Ex. Cama arrumada e Confortável, tranqüilidade, Banheiro e toalhas limpas, etc..  Produto Ampliado – Procura exceder as expectativas do Cliente. Ex. Televisão com controle remoto, registro rápido, boas refeições, etc..  Produto Potencial - Aumento e transformações que o produto poderá ser submetido no Futuro.* Busca Fidelização*
Produto ampliado NÍVEIS DO PRODUTO Instalação Embalagem Características Marca Entrega e Crédito Serviços Pós-vendas Benefício ou Serviço básico Qualidade Design Garantia Produto real Produto básico
CLASSIFICAÇÃO DOS PRODUTOS  - DURABILIDADE E TANGIBILIDADE - Bens não-duráveis:são bens tangíveis normalmente consumidos ou usados uma ou poucas vezes. Como são consumidos rapidamente e comprados com freqüência, a estratégia apropriada é torná-los disponíveis em muitos locais, ter pequena margem de lucro no varejo e anunciar maciçamente para induzir à experimentação e ganhar preferência do consumidor. Bens duráveis:são bens tangíveis normalmente usados durante um longo período de tempo. Normalmente exigem venda pessoal e serviços, trabalham com uma margem mais alta e requerem mais garantias por parte do fabricante. Serviços:são produtos intangíveis, inseparáveis, variáveis e perecíveis. Como resultado, normalmente exigem mais controle de qualidade, credibilidade de fornecedor e adaptabilidade.
CLASSIFICAÇÃO DOS BENS DE CONSUMO Bens de compra comparada Bens de Conveniência Bens que o consumidor, no processo de seleção e compra, compara, caracteristicamente, baseado em adequação, qualidade, preço e estilo. Exemplos incluem móveis, vestuário e carros. Bens que o consumidor, geralmente, compra com freqüência, de imediato e com mínimo esforço. Exemplos  incluem cigarros, jornais e aparelhos de barbear. Bens de especialidade Bens não procurados Bens com características e/ou identificação de marcas exclu- sivas, para as quais um grupo significativo de compradores está habitualmente disposto a fazer um esforço especial de compra. Exemplos incluem artigos de luxo, carros e ternos.  Bens sobre os quais o consumidor não tem conhecimento ou sobre os quais sabe pouco, mas que não pensa normalmente em comprar. Exemplos incluem seguro de vida, lotes de cemitério e enciclopédias.
CLASSIFICAÇÃO DOS PRODUTOS 1.Quanto a durabilidade ,[object Object]
 Semi-duráveis: Pasta de dente, sabonete
 Não-duráveis: Cigarro, suco de frutas, iogurte2.Quanto a finalidade de compra ,[object Object]
 Produtos industriais: Adquiridos para fabricação de outros produtos: peças, suprimentos e serviços
Produtos de consumo industrial: Produtos adquiridos para consumo próprio Combustível, alimentos, papel, água.,[object Object]
Desenvolvimento e Lançamento de Novos Produtos Os Estágios no Processo de Desenvolvimento de Novos Produtos  Geração de Idéias  Triagem  Desenvolvimento e Teste de Conceitos  Estratégias de Marketing  Análise Comercial  Desenvolvimento do Produto  Teste de Mercado (protótipo)  Comercialização
Ciclo de Vida do Produto É Fundamental saber que: Os Produtos Têm uma Vida Limitada  As vendas de Produtos atravessam estágios distintos, sendo que cada um apresenta desafios, oportunidades e problemas diferentes.  Os Lucros sobem e descem em diferentes estágios de ciclo de vida  Os produtos requerem estratégias diferentes a cada estágio.
Ciclo de Vida do Produto
Conceito Ciclo de Vida do Produto Estágios  Introdução  Crescimento  Maturidade  Declínio
Introdução Estratégias de Marketing para Introdução
Introdução O produto é apresentado ao mercado através de um esforço de marketing intenso e focado visando estabelecer uma identidade clara e promover ao máximo o conhecimento do produto. Muitas compras de teste ou por impulso acontecerão nesta fase. É o período de crescimento lento das vendas. É preciso visão a longo prazo, pois o lucro é ainda inexistente neste estágio, onde grandes despesas de lançamento são necessárias.
Crescimento Neste estágio há uma rápida aceitação de mercado, e melhoria significativa no lucro. O mercado apresenta uma abertura à expansão que deve ser explorada. Caracterizado por vendas crescentes, este estágio também traz concorrentes. As ações de marketing buscam sustentação e as repetições de compra do consumidor.
Crescimento ,[object Object]
melhoria da qualidade e adição de novas características
acrescentar novos modelos e produtos de flanco
entrar em novos segmentos de mercado
aumentar a cobertura de mercado e entrar em novos canais de distribuição
mudar o apelo de propaganda de conscientização sobre o produto para preferência do produto
reduzir preços para atrair novos consumidores ,[object Object]
Maturidade ,[object Object]
modificação do mercado
expansão dos consumidores
expansão da taxa de consumo
modificação do produto
melhoria da qualidade
melhoria de características
melhoria de estilo (design)
modificação do composto de marketing
preço
distribuição
propaganda
promoção de vendas
venda pessoal
marketing direto
serviços ,[object Object]
Declínio ,[object Object],identificação dos produtos fracos  manter  modificar  abandonar  reduzir o investimento  retrair seletivamente  recuperar ao máximo  desacelerar rapidamente
O QUE É UMA MARCA ?
O QUE É UMA MARCA ? Uma MARCA é um nome, termo, símbolo, desenho – ou uma combinação desses elementos – que deve identificar os bens ou serviços de uma empresa ou grupo de empresas e diferenciá-los da concorrência. ,[object Object]
Pode ser um nome, uma marca comercial, um logotipo ou outro símbolo
Uma marca é essencialmente uma promessa da empresa de fornecer uma série específica de atributos, benefícios e serviços uniformes aos compradores,[object Object]
PATRIMÔNIODE MARCA Devotado à marca Valoriza a marca e a considera parte de sua vida O cliente está satisfeito e incorrerá em custos se trocar a marca O cliente está satisfeito. Não há razão para trocar de marca O cliente trocará de marca, especialmente por razões de preço. Sem fidelidade à marca
UMA VISÃO GERAL DAS DECISÕES DE MARCA Decisão de reposicionameto de marca Decisão de nome de marca Decisão de patrocinio de marca Decisão de estratégia de marca Decisão de Marca Reposiciona- mento Não  reposicio- namento Ter marca Não ter  marca Nomes individuais Nome de família abrangente Nomes de família  separados Nomes individuais da empresa Marca de fabricante Marca de Distribuidor (marca  própria) Marca licenciada Extensões de linha Extensões de marca Multimarcas Novas marcas Marcas combinadas
DECISÃO DE ESTRATÉGIA DE MARCA Extensões de linha Extensões de marca Categoria de produto Existente Nova Multimarcas Novas marcas Existente Marca Nova
QUALIDADES DESEJÁVEIS PARA O NOME DE UMA MARCA Deve evitar Problemas de  Significado com Outros idiomas Distintivo Sugere Benefícios Do Produto Sugere Qualidade do Produto Fácil de: Pronunciar Reconhecer Lembrar
VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DE MARCAS ,[object Object]
O nome da marca da empresa oferece proteção legal aos aspectos exclusivos do produto
O uso de marca oferece à empresa a oportunidade de atrair um grupo de clientes fiel e lucrativo. A fidelidade à marca fornece à empresa alguma proteção em relação à concorrência
O uso de marca ajuda a empresa a segmentar seus mercados. Em vez de vender um simples sabão em pó, a P&G pode oferecer oito marcas, cada um com diferentes fórmulas e devendo oferecer os benefícios procurados por segmentos específicos
As marcas fortes constroem a imagem corporativa, tornando mais fácil lançar novas marcas e ganhar a aceitação dos distribuidores e consumidores,[object Object]
ProfºDawison Calheiros
PREÇO Valor de troca de um produto do ponto de vista tanto do comprador quanto da parte vendedora
PREÇO ,[object Object]
função chave do marketing
único elemento que gera receita
parte crítica  - valor arbitrário
Formulação Clássica
Preço = Custos + Lucro Desejado,[object Object]
Preço = Custos + Concorrente + Mercado
Preço = Valor atribuído pelo consumidor
Lucro Desejado = Retorno esperado pelos acionistas + reinvestimentos na empresa,[object Object]
Benefício
Serviços
Instalações
Embalagem
CréditoDisponibilidade - Onde e Quando PREÇO Preço Anunciado ,[object Object]
abatimentos
sazonalidade
à vista
promoções-    Bonificações ,[object Object]
bens danificados Perreault & McCarthy
Preço Equivale a Algo de Valor(na visão do trade) ALGO DE VALOR Produto ,[object Object]
garantido
qualidade comprovada
serviços
embalagem funcionalLogística ,[object Object],Preço ,[object Object]
créditoPromoção ,[object Object],PREÇO Preço de Tabela ,[object Object]
Quantidade
Sazonalidade
Á Vista
Acordos Temporários
Bonificações
Trocas
Dinheiro p/ empresa
Estocagem Perreault & McCarthy
Principais Fontes de Valor ,[object Object]
Componentes Físicos do Produto
Status Obtido pela Posse
Risco(s) Envolvido(s) na Compra
Manutenção do Produto
Psicológica (experimentação)
Operacionalidade/Segurança,[object Object]
Estabelecendo Objetivos de Preço
ROI Orientado para Lucro Maximizar Lucro Crescimento de  Vendas Orientado para Vendas Objetivo de Preço Crescimento de Share Igualar-se à Concorrência Orientado p/  Status Quo Concorrência não Relacionada a Preço
Fixando Preço ,[object Object]
Objetivos da Empresa
Estratégia do Mix de Marketing
Os Custos
A organização
Fatores Externos
O Mercado e a Demanda
Fixação de Preço em Diferentes Mercados
Percepção Sobre Preço e Valor
Relação Preço-Demanda
Custos x Preços dos Concorrentes,[object Object]
 estratégia de preço nata
 estratégia de preço de penetração,[object Object]
Estratégia de Preço de Penetração Preço A empresa vende o produto a  preço baixo, visando obter grandes volumes. Preço de Penetração Quantidade Perreault & McCarthy
Estratégias de PreçoCiclo de Vida do Produto ,[object Object]
compatibilizar o preço às     expectativas dos consumidores,[object Object]
associar ao preço promoções para estimulá-lo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Criação de novo produto - Prato Quente
Criação de novo produto - Prato QuenteCriação de novo produto - Prato Quente
Criação de novo produto - Prato QuenteEvelyn Oliveira
 
Administração Mercadológica II - Parte2
Administração Mercadológica II - Parte2Administração Mercadológica II - Parte2
Administração Mercadológica II - Parte2Patrícia Monteiro Gorni
 
Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)Érica Rigo
 
1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mixMissy Gi
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IRobson Costa
 
Marketing Promocional
Marketing PromocionalMarketing Promocional
Marketing PromocionalGPA
 
Aula 3 conexao_cliente
Aula 3 conexao_clienteAula 3 conexao_cliente
Aula 3 conexao_clienteValeria Guerra
 
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e MerchandisingPlanejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e MerchandisingVanderlea Bigossi
 
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...Rafael Rez
 
Aula marketing e comercialização de produtos e serviços
Aula marketing e comercialização de produtos e serviçosAula marketing e comercialização de produtos e serviços
Aula marketing e comercialização de produtos e serviçossionara14
 

Mais procurados (20)

Criação de novo produto - Prato Quente
Criação de novo produto - Prato QuenteCriação de novo produto - Prato Quente
Criação de novo produto - Prato Quente
 
Administração Mercadológica II - Parte2
Administração Mercadológica II - Parte2Administração Mercadológica II - Parte2
Administração Mercadológica II - Parte2
 
Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)
 
1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
 
Promoção de Vendas
Promoção de Vendas Promoção de Vendas
Promoção de Vendas
 
Marketing Mix
Marketing MixMarketing Mix
Marketing Mix
 
Marketing Promocional
Marketing PromocionalMarketing Promocional
Marketing Promocional
 
Gestão de marketing ii
Gestão de marketing iiGestão de marketing ii
Gestão de marketing ii
 
Aula 3 conexao_cliente
Aula 3 conexao_clienteAula 3 conexao_cliente
Aula 3 conexao_cliente
 
Mix de marketing
Mix de marketingMix de marketing
Mix de marketing
 
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 EsOs 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
 
O mix de marketing
O mix de marketingO mix de marketing
O mix de marketing
 
PROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDASPROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDAS
 
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e MerchandisingPlanejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
 
Manual de marketing mix
Manual de marketing mixManual de marketing mix
Manual de marketing mix
 
Marketing mix – 4 p’s versao modulo 6
Marketing mix – 4 p’s versao modulo 6Marketing mix – 4 p’s versao modulo 6
Marketing mix – 4 p’s versao modulo 6
 
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
 
04 Promoção de Vendas
04   Promoção de Vendas04   Promoção de Vendas
04 Promoção de Vendas
 
Aula marketing e comercialização de produtos e serviços
Aula marketing e comercialização de produtos e serviçosAula marketing e comercialização de produtos e serviços
Aula marketing e comercialização de produtos e serviços
 

Destaque

Ciclo de Vida do Produto I iPod
Ciclo de Vida do Produto I iPodCiclo de Vida do Produto I iPod
Ciclo de Vida do Produto I iPodPaulo Matos Jr
 
Ariel-4p's and stp
Ariel-4p's and stpAriel-4p's and stp
Ariel-4p's and stpanandganpaa
 
Grupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing MixGrupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing Mixwilliantebaldi
 
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O ProdutoFunção Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O ProdutoCatarina Simões
 
Linha e Gama de Produto
Linha e Gama de ProdutoLinha e Gama de Produto
Linha e Gama de ProdutoJoão Santos
 
Produto Linha e Gama
Produto Linha e GamaProduto Linha e Gama
Produto Linha e GamaBruno Pinto
 
Apresentação da Empresa
Apresentação da EmpresaApresentação da Empresa
Apresentação da EmpresaBuccelli
 

Destaque (13)

Ciclo de Vida do Produto I iPod
Ciclo de Vida do Produto I iPodCiclo de Vida do Produto I iPod
Ciclo de Vida do Produto I iPod
 
Ariel-4p's and stp
Ariel-4p's and stpAriel-4p's and stp
Ariel-4p's and stp
 
Mix Marketing - 4Ps
Mix Marketing - 4PsMix Marketing - 4Ps
Mix Marketing - 4Ps
 
4 Ps Coca Cola
4 Ps Coca Cola4 Ps Coca Cola
4 Ps Coca Cola
 
Marketing digital
Marketing digital Marketing digital
Marketing digital
 
Estratégias Competitivas
Estratégias CompetitivasEstratégias Competitivas
Estratégias Competitivas
 
Grupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing MixGrupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing Mix
 
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O ProdutoFunção Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
 
Linha e Gama de Produto
Linha e Gama de ProdutoLinha e Gama de Produto
Linha e Gama de Produto
 
Produto Linha e Gama
Produto Linha e GamaProduto Linha e Gama
Produto Linha e Gama
 
Apresentação da Empresa
Apresentação da EmpresaApresentação da Empresa
Apresentação da Empresa
 
P de produto 2012_01
P de produto 2012_01P de produto 2012_01
P de produto 2012_01
 
Os 4 p do marketing
Os 4 p do marketingOs 4 p do marketing
Os 4 p do marketing
 

Semelhante a O que é um produto e os níveis de um produto

Aula 11 administração mercadologica gestao mkt
Aula 11   administração mercadologica gestao mktAula 11   administração mercadologica gestao mkt
Aula 11 administração mercadologica gestao mktMKTMAIS
 
Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Andrey Martins
 
Aula 8 marketing empresarial
Aula 8  marketing empresarialAula 8  marketing empresarial
Aula 8 marketing empresarialMKTMAIS
 
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e MarcasGestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e MarcasJúnior Medeiros
 
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdfBicicleteirosSelvage
 
Aulas 9_e_10_Lais_Carvalho
Aulas 9_e_10_Lais_CarvalhoAulas 9_e_10_Lais_Carvalho
Aulas 9_e_10_Lais_CarvalhoLais Carvalho
 
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo PiresCiclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Decisões de marketing produto
Decisões de marketing   produtoDecisões de marketing   produto
Decisões de marketing produtoAd Consultoria
 
Caderno - Marketing II
Caderno - Marketing IICaderno - Marketing II
Caderno - Marketing IICadernos PPT
 
Gestao da produçao
Gestao da produçaoGestao da produçao
Gestao da produçaoamattos76
 

Semelhante a O que é um produto e os níveis de um produto (20)

4 ps m arketing
4 ps m arketing4 ps m arketing
4 ps m arketing
 
Aula 11 administração mercadologica gestao mkt
Aula 11   administração mercadologica gestao mktAula 11   administração mercadologica gestao mkt
Aula 11 administração mercadologica gestao mkt
 
OrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para MktOrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para Mkt
 
Produto
ProdutoProduto
Produto
 
Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3
 
Aula 8 marketing empresarial
Aula 8  marketing empresarialAula 8  marketing empresarial
Aula 8 marketing empresarial
 
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e MarcasGestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
 
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf
2-Bens e serviços- definições, diferenciações e especificidades.pdf
 
Aula05
Aula05Aula05
Aula05
 
Aulas 9_e_10_Lais_Carvalho
Aulas 9_e_10_Lais_CarvalhoAulas 9_e_10_Lais_Carvalho
Aulas 9_e_10_Lais_Carvalho
 
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo PiresCiclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
 
Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)
 
Mix
MixMix
Mix
 
Decisões de marketing produto
Decisões de marketing   produtoDecisões de marketing   produto
Decisões de marketing produto
 
Mix de marketing
Mix de marketingMix de marketing
Mix de marketing
 
Aula Fundamentos de Marketing
Aula Fundamentos de MarketingAula Fundamentos de Marketing
Aula Fundamentos de Marketing
 
Merchandising
MerchandisingMerchandising
Merchandising
 
Caderno - Marketing II
Caderno - Marketing IICaderno - Marketing II
Caderno - Marketing II
 
Gestao da produçao
Gestao da produçaoGestao da produçao
Gestao da produçao
 
Marketing mix
Marketing mix Marketing mix
Marketing mix
 

Mais de Dawison Calheiros

LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIA
LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIALICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIA
LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIADawison Calheiros
 
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...Dawison Calheiros
 
Palestra Marketing e Sustentabilidade - Prof dawison calheiros - 2015
Palestra Marketing e Sustentabilidade -  Prof dawison calheiros - 2015Palestra Marketing e Sustentabilidade -  Prof dawison calheiros - 2015
Palestra Marketing e Sustentabilidade - Prof dawison calheiros - 2015Dawison Calheiros
 
Dissertação dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...
Dissertação   dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...Dissertação   dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...
Dissertação dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...Dawison Calheiros
 
Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialIndicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialDawison Calheiros
 
Midia externa & midia indoor modelos e tipos
Midia externa & midia indoor   modelos e tiposMidia externa & midia indoor   modelos e tipos
Midia externa & midia indoor modelos e tiposDawison Calheiros
 
Slaid (romanticismo) espanhol
Slaid (romanticismo) espanholSlaid (romanticismo) espanhol
Slaid (romanticismo) espanholDawison Calheiros
 
Tecnologia educacional parte 1
Tecnologia educacional   parte 1Tecnologia educacional   parte 1
Tecnologia educacional parte 1Dawison Calheiros
 
Cenários futuros de uma sociedade participante
Cenários futuros de uma sociedade participanteCenários futuros de uma sociedade participante
Cenários futuros de uma sociedade participanteDawison Calheiros
 
Direito do consumidor by flex - atualizado
Direito do consumidor   by flex - atualizadoDireito do consumidor   by flex - atualizado
Direito do consumidor by flex - atualizadoDawison Calheiros
 
Midia externa modelos e tipos - 2011
Midia externa   modelos e tipos - 2011Midia externa   modelos e tipos - 2011
Midia externa modelos e tipos - 2011Dawison Calheiros
 
Planejamento de marketing by flex beta
Planejamento de marketing by flex   betaPlanejamento de marketing by flex   beta
Planejamento de marketing by flex betaDawison Calheiros
 
Desejos conteporâneos aula 1 - mercadológica 2
Desejos conteporâneos   aula 1 - mercadológica 2Desejos conteporâneos   aula 1 - mercadológica 2
Desejos conteporâneos aula 1 - mercadológica 2Dawison Calheiros
 
Aulas da pós políticas públicas completo
Aulas da pós   políticas públicas completoAulas da pós   políticas públicas completo
Aulas da pós políticas públicas completoDawison Calheiros
 
Trabalho segmentação culinária oriental
Trabalho segmentação   culinária orientalTrabalho segmentação   culinária oriental
Trabalho segmentação culinária orientalDawison Calheiros
 
Canais de distribuição full
Canais de distribuição   fullCanais de distribuição   full
Canais de distribuição fullDawison Calheiros
 

Mais de Dawison Calheiros (20)

LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIA
LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIALICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIA
LICITAÇÕES PARA EMPRESÁRIOS NA PANDEMIA
 
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...
LICITAÇÕES E OS BENEFÍCIOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS LEI 123/06 E LC ...
 
Palestra Marketing e Sustentabilidade - Prof dawison calheiros - 2015
Palestra Marketing e Sustentabilidade -  Prof dawison calheiros - 2015Palestra Marketing e Sustentabilidade -  Prof dawison calheiros - 2015
Palestra Marketing e Sustentabilidade - Prof dawison calheiros - 2015
 
Dissertação dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...
Dissertação   dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...Dissertação   dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...
Dissertação dawson calheiros - utilização das tecnologias da informação e c...
 
Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialIndicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
 
Midia externa & midia indoor modelos e tipos
Midia externa & midia indoor   modelos e tiposMidia externa & midia indoor   modelos e tipos
Midia externa & midia indoor modelos e tipos
 
Slaid (romanticismo) espanhol
Slaid (romanticismo) espanholSlaid (romanticismo) espanhol
Slaid (romanticismo) espanhol
 
Tecnologia educacional parte 1
Tecnologia educacional   parte 1Tecnologia educacional   parte 1
Tecnologia educacional parte 1
 
Tv led lg
Tv led lgTv led lg
Tv led lg
 
Cenários futuros de uma sociedade participante
Cenários futuros de uma sociedade participanteCenários futuros de uma sociedade participante
Cenários futuros de uma sociedade participante
 
Direito do consumidor by flex - atualizado
Direito do consumidor   by flex - atualizadoDireito do consumidor   by flex - atualizado
Direito do consumidor by flex - atualizado
 
Apresentação cd blog
Apresentação cd  blogApresentação cd  blog
Apresentação cd blog
 
Marketing direto by flex
Marketing direto   by flexMarketing direto   by flex
Marketing direto by flex
 
Midia externa modelos e tipos - 2011
Midia externa   modelos e tipos - 2011Midia externa   modelos e tipos - 2011
Midia externa modelos e tipos - 2011
 
Fuzil imbel ia2 556 e 762mm
Fuzil imbel ia2 556 e 762mmFuzil imbel ia2 556 e 762mm
Fuzil imbel ia2 556 e 762mm
 
Planejamento de marketing by flex beta
Planejamento de marketing by flex   betaPlanejamento de marketing by flex   beta
Planejamento de marketing by flex beta
 
Desejos conteporâneos aula 1 - mercadológica 2
Desejos conteporâneos   aula 1 - mercadológica 2Desejos conteporâneos   aula 1 - mercadológica 2
Desejos conteporâneos aula 1 - mercadológica 2
 
Aulas da pós políticas públicas completo
Aulas da pós   políticas públicas completoAulas da pós   políticas públicas completo
Aulas da pós políticas públicas completo
 
Trabalho segmentação culinária oriental
Trabalho segmentação   culinária orientalTrabalho segmentação   culinária oriental
Trabalho segmentação culinária oriental
 
Canais de distribuição full
Canais de distribuição   fullCanais de distribuição   full
Canais de distribuição full
 

Último

Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 

Último (20)

Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 

O que é um produto e os níveis de um produto

  • 3. 1º P - PRODUTO MERCADOLOGIA Prof. Dawison Calheiros
  • 4.
  • 10.
  • 11. Produto: é o conjunto de atributos tangíveis e intangíveis que proporciona benefícios reais ou percebidos com finalidade de satisfazer as necessidades e os desejos do consumidor.
  • 12. Administração de Produtos Produto é algo que pode ser oferecido a um mercado para sua apreciação, aquisição, uso ou consumo para satisfazer a um desejo ou necessidade. Os 5 Níveis de um Produto Beneficio Núcleo – O que o cliente está realmente comprando. Ex. Um hospede de Hotel está comprando “Descanso ou Pernoite”. Produto Genérico – Transforma o Benefício Núcleo em Produto Básico. Ex. Quarto de Hotel com Cama, Banheiro, Toalhas, armários, etc.. Produto Esperado – Série de Atributos e condições que os consumidores normalmente esperam ao comprarem. Ex. Cama arrumada e Confortável, tranqüilidade, Banheiro e toalhas limpas, etc.. Produto Ampliado – Procura exceder as expectativas do Cliente. Ex. Televisão com controle remoto, registro rápido, boas refeições, etc.. Produto Potencial - Aumento e transformações que o produto poderá ser submetido no Futuro.* Busca Fidelização*
  • 13. Produto ampliado NÍVEIS DO PRODUTO Instalação Embalagem Características Marca Entrega e Crédito Serviços Pós-vendas Benefício ou Serviço básico Qualidade Design Garantia Produto real Produto básico
  • 14. CLASSIFICAÇÃO DOS PRODUTOS - DURABILIDADE E TANGIBILIDADE - Bens não-duráveis:são bens tangíveis normalmente consumidos ou usados uma ou poucas vezes. Como são consumidos rapidamente e comprados com freqüência, a estratégia apropriada é torná-los disponíveis em muitos locais, ter pequena margem de lucro no varejo e anunciar maciçamente para induzir à experimentação e ganhar preferência do consumidor. Bens duráveis:são bens tangíveis normalmente usados durante um longo período de tempo. Normalmente exigem venda pessoal e serviços, trabalham com uma margem mais alta e requerem mais garantias por parte do fabricante. Serviços:são produtos intangíveis, inseparáveis, variáveis e perecíveis. Como resultado, normalmente exigem mais controle de qualidade, credibilidade de fornecedor e adaptabilidade.
  • 15. CLASSIFICAÇÃO DOS BENS DE CONSUMO Bens de compra comparada Bens de Conveniência Bens que o consumidor, no processo de seleção e compra, compara, caracteristicamente, baseado em adequação, qualidade, preço e estilo. Exemplos incluem móveis, vestuário e carros. Bens que o consumidor, geralmente, compra com freqüência, de imediato e com mínimo esforço. Exemplos incluem cigarros, jornais e aparelhos de barbear. Bens de especialidade Bens não procurados Bens com características e/ou identificação de marcas exclu- sivas, para as quais um grupo significativo de compradores está habitualmente disposto a fazer um esforço especial de compra. Exemplos incluem artigos de luxo, carros e ternos. Bens sobre os quais o consumidor não tem conhecimento ou sobre os quais sabe pouco, mas que não pensa normalmente em comprar. Exemplos incluem seguro de vida, lotes de cemitério e enciclopédias.
  • 16.
  • 17. Semi-duráveis: Pasta de dente, sabonete
  • 18.
  • 19. Produtos industriais: Adquiridos para fabricação de outros produtos: peças, suprimentos e serviços
  • 20.
  • 21. Desenvolvimento e Lançamento de Novos Produtos Os Estágios no Processo de Desenvolvimento de Novos Produtos Geração de Idéias Triagem Desenvolvimento e Teste de Conceitos Estratégias de Marketing Análise Comercial Desenvolvimento do Produto Teste de Mercado (protótipo) Comercialização
  • 22. Ciclo de Vida do Produto É Fundamental saber que: Os Produtos Têm uma Vida Limitada As vendas de Produtos atravessam estágios distintos, sendo que cada um apresenta desafios, oportunidades e problemas diferentes. Os Lucros sobem e descem em diferentes estágios de ciclo de vida Os produtos requerem estratégias diferentes a cada estágio.
  • 23. Ciclo de Vida do Produto
  • 24.
  • 25. Conceito Ciclo de Vida do Produto Estágios Introdução Crescimento Maturidade Declínio
  • 26. Introdução Estratégias de Marketing para Introdução
  • 27. Introdução O produto é apresentado ao mercado através de um esforço de marketing intenso e focado visando estabelecer uma identidade clara e promover ao máximo o conhecimento do produto. Muitas compras de teste ou por impulso acontecerão nesta fase. É o período de crescimento lento das vendas. É preciso visão a longo prazo, pois o lucro é ainda inexistente neste estágio, onde grandes despesas de lançamento são necessárias.
  • 28. Crescimento Neste estágio há uma rápida aceitação de mercado, e melhoria significativa no lucro. O mercado apresenta uma abertura à expansão que deve ser explorada. Caracterizado por vendas crescentes, este estágio também traz concorrentes. As ações de marketing buscam sustentação e as repetições de compra do consumidor.
  • 29.
  • 30. melhoria da qualidade e adição de novas características
  • 31. acrescentar novos modelos e produtos de flanco
  • 32. entrar em novos segmentos de mercado
  • 33. aumentar a cobertura de mercado e entrar em novos canais de distribuição
  • 34. mudar o apelo de propaganda de conscientização sobre o produto para preferência do produto
  • 35.
  • 36.
  • 39. expansão da taxa de consumo
  • 43. melhoria de estilo (design)
  • 51.
  • 52.
  • 53. O QUE É UMA MARCA ?
  • 54.
  • 55. Pode ser um nome, uma marca comercial, um logotipo ou outro símbolo
  • 56.
  • 57. PATRIMÔNIODE MARCA Devotado à marca Valoriza a marca e a considera parte de sua vida O cliente está satisfeito e incorrerá em custos se trocar a marca O cliente está satisfeito. Não há razão para trocar de marca O cliente trocará de marca, especialmente por razões de preço. Sem fidelidade à marca
  • 58. UMA VISÃO GERAL DAS DECISÕES DE MARCA Decisão de reposicionameto de marca Decisão de nome de marca Decisão de patrocinio de marca Decisão de estratégia de marca Decisão de Marca Reposiciona- mento Não reposicio- namento Ter marca Não ter marca Nomes individuais Nome de família abrangente Nomes de família separados Nomes individuais da empresa Marca de fabricante Marca de Distribuidor (marca própria) Marca licenciada Extensões de linha Extensões de marca Multimarcas Novas marcas Marcas combinadas
  • 59. DECISÃO DE ESTRATÉGIA DE MARCA Extensões de linha Extensões de marca Categoria de produto Existente Nova Multimarcas Novas marcas Existente Marca Nova
  • 60. QUALIDADES DESEJÁVEIS PARA O NOME DE UMA MARCA Deve evitar Problemas de Significado com Outros idiomas Distintivo Sugere Benefícios Do Produto Sugere Qualidade do Produto Fácil de: Pronunciar Reconhecer Lembrar
  • 61.
  • 62. O nome da marca da empresa oferece proteção legal aos aspectos exclusivos do produto
  • 63. O uso de marca oferece à empresa a oportunidade de atrair um grupo de clientes fiel e lucrativo. A fidelidade à marca fornece à empresa alguma proteção em relação à concorrência
  • 64. O uso de marca ajuda a empresa a segmentar seus mercados. Em vez de vender um simples sabão em pó, a P&G pode oferecer oito marcas, cada um com diferentes fórmulas e devendo oferecer os benefícios procurados por segmentos específicos
  • 65.
  • 67. PREÇO Valor de troca de um produto do ponto de vista tanto do comprador quanto da parte vendedora
  • 68.
  • 69. função chave do marketing
  • 70. único elemento que gera receita
  • 71. parte crítica - valor arbitrário
  • 73.
  • 74. Preço = Custos + Concorrente + Mercado
  • 75. Preço = Valor atribuído pelo consumidor
  • 76.
  • 81.
  • 85.
  • 87.
  • 91.
  • 92.
  • 101.
  • 107.
  • 109. ROI Orientado para Lucro Maximizar Lucro Crescimento de Vendas Orientado para Vendas Objetivo de Preço Crescimento de Share Igualar-se à Concorrência Orientado p/ Status Quo Concorrência não Relacionada a Preço
  • 110.
  • 112. Estratégia do Mix de Marketing
  • 116. O Mercado e a Demanda
  • 117. Fixação de Preço em Diferentes Mercados
  • 120.
  • 121. estratégia de preço nata
  • 122.
  • 123. Estratégia de Preço de Penetração Preço A empresa vende o produto a preço baixo, visando obter grandes volumes. Preço de Penetração Quantidade Perreault & McCarthy
  • 124.
  • 125.
  • 126. associar ao preço promoções para estimulá-lo
  • 127.
  • 128.
  • 129.
  • 130. Estratégias de PreçosPreços Baseados na Concorrência
  • 131. Estratégias de PreçoPreço Psicológico Técnica utilizada, em especial no varejo,que tenta influenciar as percepções dos consumidores.
  • 132. Estratégias de PreçoPreço Psicológico Para Lamb, Hair e McDaniel, preço psicológico é uma estratégia que utiliza preços ímpares para dar a conotação de barganha e preços pares (cheios) para dar a conotação de qualidade. Em síntese, preço psicológico significa fixar preços que têm apelo especial a consumidores-alvo.
  • 133. Estratégias de PreçoTipos de Preço Psicológico
  • 134.
  • 137.
  • 138. Estratégia de Preço-Qualidade As estratégias diagonais podem coexistir no mesmo mercado, isto é, uma empresa oferece um produto de alta qualidade a um preço alto, outra oferece um produto de qualidade mé- dia a um preço médio e ainda outra oferece um produto de baixa qualidade a um preço baixo. Os três concorrentes podem coexistir à medida que o merca- do consiste em três grupos de compra- dores: os que estão procurando quali- dade, os que procuram preço e aqueles que equilibram as duas condições. Premium 1 Valor Médio 5 Valor Barato 9
  • 139. Estratégia de Preço-Qualidade As estratégias de posicionamento 2, 3 e 6, representam maneiras de atacar as posições diagonais. A estratégia 2 indica: “nosso pro- duto tem a mesma qualidade do produto 1, mas cobramos menos.” A estratégia 3 indica a mesma coisa e oferece uma economia ainda maior. Se os consumidores sensíveis à quali- dade acreditarem nesses concorrentes, com- prarão deles. Valor Superior Penetração 3 2 Valor Bom 6
  • 140. Estratégia de Preço-Qualidade As estratégia de posicionamento 4, 7 e 8, implicam a fixação de preço alto para o produto em relação a sua qualidade. Os consumidores se sentirão “extorquidos” e, provavelmente reclamarão ou falarão mal da empresa à outras pessoas. Estas estratégias devem ser evitadas pelos profissionais de marketing. Cobrando Muito 4 Valor Fraco Um Roubo 8 7
  • 145. 67 Fundação Getúlio Vargas Canais de distribição
  • 146. 68 B2C O que são os canais de distribuição? É a “última milha” que o produto percorre antes de chegar às mãos do consumidor
  • 147. 69 Canais de distribuição Suprimentos Distribuição Cadeia de suprimentos
  • 148. 70 Canais de distribuição Os canais servem para possibilitar capilaridade dos produtos ao mercado
  • 149. 71 Canais de distribuição Canais bem modelado permitem fluxo de informação mais veloz Fluxo físico mais assertivo
  • 150. 72 Canais de distribuição CADEIA DE SUPRIMENTOS FORNECEDOR FORNECEDOR MANUFATURA DISTRIBUIDOR VAREJO informação INFORMAÇÃO RÁPIDA E ASSERTIVA INTEGRAÇÃO Canal de relacionamento e venda
  • 151. A Cadeia do Trigo no Brasil Fonte: Prof. Marcos Fava Neves
  • 152. 74 Canais de distribuição Os canais são modelados de acordo com o tipo de demanda Tipos de demanda Demanda Inelástica Demanda Elástica
  • 153. 75 Canais de distribuição Demanda Inelástica Ano 2 Ano 1 Ano 3 Demanda Sazonalidade Demanda Sazonalidade Demanda Sazonalidade Tempo Tempo Tempo
  • 154. 76 Canais de distribuição Demanda Inelástica Demandas Contínuas Produtos Substitutos Pouca sensibilidade para mudanças de preços
  • 155. 77 Canais de distribuição Demanda Inelástica Tipos de produtos Commodities Vício Produtos de marca
  • 156. 78 Canais de distribuição Demanda Inelástica Produtos POUCO ATRATIVOS para uma loja virtual Commodities – preços muito baixos “Pouca rentabilidade”
  • 157. 79 Canais de distribuição Demanda Inelástica O Commodities é vendido na web por supermercados Delivery Pão de Açúcar – www.paodeacucar.com.br Baixo faturamento
  • 158. 80
  • 159. 81 Canais de distribuição Demanda Inelástica Produtos de MARCA sugere STATUS Rejeição por compra virtual Necessidade de se sentir único
  • 160. 82 Canais de distribuição Demanda Elástica Ano 2 Ano 1 Ano 3 Demanda Demanda Demanda Tempo Tempo Tempo
  • 161. 83 Canais de distribuição Demanda Elástica Demandas Descontínuas Produtos personalizados Conhecimento do mercado para analisar possíveis padrões de consumo
  • 162. 84 Canais de distribuição Demanda Elástica Tipos de produtos Produtos tecnológicos Inovadores Demanda temporal e volátil
  • 163. 85 Canais de distribuição Demanda Elástica Produtos ATRATIVOS para uma loja virtual Cliente buscando diferenciação com preço baixo
  • 164. 86 Canais de distribuição Demanda Elástica Os produtos de demanda elásticas permitem compras com entregas postergadas Lojas Virtuais possuem entregas postergadas
  • 165. 87 Canais de distribuição Os produtos com canais de Demanda Elásticas são os mais complexos de serem Modelados
  • 166. 88 Canais de distribuição Mudança de perfil do consumidor.... .....novos paradigmas estão surgindo no mercado consumidor....
  • 167. 89 Canais de distribuição FACILIDADE DE COMUNICAÇÃO SEM PRECEDENTES Surgimento de novas necessidades Maior variedade de produtos Cliente mais exigente
  • 168. 90 Canais de distribuição Adequação das lojas virtuais a esta nova realidade O que o cliente virtual quer? Mais personalização dos produtos e serviços
  • 169. 91 Canais de distribuição Produtos Customizados Entregas postergadas: possibilita venda de produtos customizados Produtos customizados: adequado às necessidades dos clientes atuais
  • 170. 92 Canais de distribuição Exemplo de produtos custmizados Geladeiras – Brastemp You Tênis, roupas acessórios – Nike Carros – GM Computadores – Dell
  • 171. 93
  • 172. 94
  • 173. 95
  • 174. 96
  • 175. 97 Canais de distribuição Customização realizadas por manufaturas Manufaturas criando novo canal de distribuição Internet permitindo a manufatura se aproximar do cliente final
  • 176. 98 Canais de distribuição Desintermediação do canal de suprimentos Canal Tradicional Distribuidor Varejo Novo Canal Fornecedor Manufatura Cliente
  • 177. 99 Canais de distribuição Manufatura como varejo - Vantagens Manufaturas obtendo informações direta dos clientes Análise dos padrões de consumos de clientes – percepção de tendências
  • 178. 100 Canais de distribuição Manufatura como varejo - Desvantagens Complexidade na distribuição - Logística Concorrência com canais tradicionais – tradicionais clientes
  • 179. 101 Canais de distribuição Manufatura como varejo A manufatura concorre com os diversos canais de vendas e relacionamento existentes Os modelos de negócios se baseiam no canal escolhido
  • 180. 102 Canais de distribuição Tipos de canais existentes PDV (Ponto de Venda) Call Center Mala Direta Web
  • 181. 103 Canais de distribuição Pode-se usar um ou mais canais Modelos de negócios com: Dois canais Três canais
  • 182. 104 Canais de distribuição Call Center Dell e Submarino Cliente Internet
  • 183. 105 Canais de distribuição Call Center Ponto Frio PDV Cliente Internet
  • 184. 106 Canais de distribuição O objetivo é determinar o melhor modelo de relacionamento e venda para o consumidor Meta: envolver todos os membros do canal no processo de venda
  • 185. 107 Canais de distribuição Os canais deixaram de ser uma operação e passaram a ser uma "ESTRATÉGIA"
  • 186. Capítulo 8 O merchandising, a promoção de vendas e a exibitécnica
  • 187.
  • 188. Tem como palco o campo, o ponto-de-venda, o local onde a ação está sendo implantada.
  • 189. Está acima da promoção de vendas.Merchandising é qualquer técnica, ação ou material promocional usado no ponto- de-venda que proporcione informação e melhor visibilidade a produtos, marcas ou serviços, com o propósito de motivar e influenciar as decisões de compra dos consumidores.
  • 190.
  • 191.
  • 192. É a principal mídia de qualquer produto.
  • 193. Concentra o produto, o consumidor e o dinheiro.
  • 194.
  • 195. Mostra os produtos ao vivo.
  • 196. Uma das primeiras coisas que o consumidor vê.
  • 198.
  • 199.
  • 200. Estabelece ponte entre o racional e o emocional do ser humano.
  • 201.
  • 202.
  • 203.
  • 204.
  • 205.
  • 206. Cada loja tem locais de maior ou menor concentração de clientes.
  • 207. É nesses locais que deve-se expor.
  • 208.
  • 209.
  • 210.
  • 211. Não comprometa o facing.
  • 212.
  • 213.
  • 214.
  • 215. Atinge não-usuários, estimulando a experimentação sem necessidade de desembolso por parte do consumidor.
  • 216. Transforma o consumidor potencial prospect num parceiro e cúmplice da marca, predispondo-o favoravelmente.
  • 217.
  • 218. Veículos de comunicação (revistas, jornais, mala direta).
  • 219. Locais de consumo (in store sampling).
  • 220. Devolução do produto, caso haja insatisfação.