Lentes multifocais

1.084 visualizações

Publicada em

LENTES MULTIFOCAIS

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.084
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Lentes com mais de 2 focos
    - Lentes trifocais são os mais antigos multifocais, que apresenta a lente dde longe e, uma adição intermediária e outra para perto. Embora muito boas em termo de eficiência e conforto não são esteticamente satisfatória
  • A progressão de longe para perto é proporcionada pelo desenho da curvatura anterior. Uma vez que o desenho da área útil dessas lentes tem configuração de ampulheta, os campos visuais de longe e de perto não são tão amplos quanto os dos bifocais. Por isso parte da visão lateral é compensada com movimentos da cabeça, fato que exige treinamento
    No entanto o maior problema está no afunilamento do campo de visão intermediário, correspondendo ao gargalo da ampulheta. Esse túnel limita significativamente a visão lateral intermediária, e, fora dela ela é distorcida e desagradável. Quando o olhar passa de longe para perto os eixos visuais tendem a abaixar e convergir, simultaneamente.
  • As lentes devem ser montadas com muito cuidado, para que, em nenhum momento, o olhar saia do túnel. Isto a torna muito dependentes da condição de fabricação e dos cuidados de montagem, características de difícil conferência pelo médico
    - De modo feral, as lentes progressivas mais confortáveis são as que tem desenhos mais sofisticados, maior abertura do túnel, progressão suave e montagem sob medida
  • O seu poder de refracção é essencial para os raios de luz que entram no olho convergem precisamente sobre a retina.
    -
    -A afacia monocular é um caso especial, principalmente em jovens. É quando a imagem retiniana do olho que sofreu a cirurgia em consequência de uma catarata traumática torna-se algo em torno de 28% maior que a do olho normal, desde que se considere que a correção seja feita apenas com o uso de óculos.
    Tal diferença resulta numa aniseiconia, ou seja, numa anomalia em que há uma diferença de tamanho nas imagens formadas. Quando chegam ao cérebro, tais imagens se fundem causando uma sensação de dupla imagem - a diplopia.
    Isso compromete a visão binocular, já que o olho afácico corre o risco de não participar da visão. Com o passar dos anos, o olho afácico acabrá por apresentar sintomas de ambliopia, causada por anisometropia e exotropia, sendo irreversível tal processo, ainda que se utilize um método adequado de correção.

    Os olhos afácicos são caracterizados por um maior volume aquoso, uma câmara anterior profunda, iridonesia e, por causa da iridectomia, uma maior entrada de luz pela pupila.
  • Lentes multifocais

    1. 1. LENTES MULTIFOCAIS DAVYSON SAMPAIO BRAGA
    2. 2. O que é uma lente multifocal? • Se traduz pelo próprio nome: • Incluema as lentes: trifocais, progressivas e semiprogressiva focalMulti Vários Focos
    3. 3. Presbiopia • Presby = idoso; ops = olho (olho idoso) • Alteração natural da visão; +- 40ª • CRISTALINO = Perde a elasticidade, encurva-se de forma insuficiente e perde a capacidade de acomodação, resultando em uma crescente dificuldade para ver de perto • TRATAMENTO: • Emétrope: visão simples ou semi-progressivas • Amétrope: progressivas ou bifocais ou trifocais
    4. 4. Como funciona uma multifocal? Na prática os multifocais fazem a transição do campo de visão de longe para perto através do corredor progressivo, sem o salto de imagem ocasionado pelos bifocais. Estrutura da lente Como o usuário enxerga
    5. 5. -1,00 +0,50 +2,00 +2,00 PROGRESSIVA TRIFOCAL -1,00 XX XX AD: +3,00
    6. 6. BIFOCAL X PROGRESSIVA
    7. 7. Tipos de multifocais • Os multifocais evoluíram bastante nos últimos anos: MATERIAL E DESENHO • Desenho único ao surgimento • Hoje trabalhamos com 3 desenhos básicos mais a linha digital, que nos dá uma possibilidade quase ilimitada de desenhos, personalizando cada vez mais para os usuários, melhorando a performance dos multifocais.
    8. 8. Hard Design Chamado no Brasil de desenho duro, este desenho tem como característica um amplo campo de longe, um corredor progressivo curto, e um bom campo de perto, como podemos ver no desenho abaixo. Amplo campo de longe Corredor progressivo curto Bom campo de perto
    9. 9. Soft Design Como a tradução do próprio nome diz, este é um desenho suave, que começa a equilibrar mais os campos, tendo um bom campo para longe, uma melhor progressão e também um bom campo para perto. Bom campo de longe Melhor corredor progressivo Bom campo de perto
    10. 10. Multidesign Com o surgimento do multidesign, começa a variação de desenho por grupo de adição e até mesmo por adição, com campos de longe e perto bem definidos e corredor progressivo mais suaves. Campo de longe bem definido Corredor progressivo suave Campo de perto bem definido
    11. 11. Montagem Obviamente como toda lente deve se respeitar a DNP, ou DP. Assim temos o alinhamento horizontal e vertical do centro óptico
    12. 12. Mas onde está o centro óptico no multifocal? Todo multifocal, independente de tradicional ou digital, seguem um mesmo padrão de estrutura Lado temporal marcação do valora da adição Lado nasal marcação identificando o multifocal O centro óptico nos multifocais Ficam 2 ou 4 mm acima do centro entre as duas marcações, este ponto É chamado de cruz de montagem. Montagem
    13. 13. Montagem
    14. 14. Após a montagem as marcações devem ficar alinhadas, por isso deve se tomar muito cuidado na hora da blocagem. Montagem
    15. 15. Afacia • Ausência da lente do olho • Alta hipermetropia (+19) – somado a refração prévia • Incapacidade de focalização • Afacia Monocular: Aniseiconia (diplopia e ambliopia) • Olhos afácicos: maior volume aquoso, CA profunda, iridodonese
    16. 16. OBRIGADO

    ×