HIPONATREMIA
HIPERNATREMIA
DAVYSON SAMPAIO BRAGA
 O QUE É OSMOLARIDADE PLASMÁTICA?
OSMpl= 2 x Na + Gli/18 + U/6 = 285-295mOsm/L
OsmplEFETIVA= 2 x Na + Gli/18
mEq = mmol x...
 QUEM CONTROLA A OSMOLARIDADE?
 QUAL A CÉLULA QUE + SOFRE COM ∆Na⁺?
ADH E CENTRO DA SEDE
NEURÔNIO
 Perda de sódio = Hipovolemia (↓ Na + H2O)
 Acúmulo de sódio = Hipervolemia (↑ Na +H2O)
 Hiponatremia= excesso de água
...
GRADUAL
HIPONATREMIA HIPOOSMOLAR
HIPONATREMIA
HIPOVOLÊMICA
HIPONATRMIA
EUVOLÊMICA
HIPONATREMIA
HIPERVOLÊMICA
1) Hiponatremia Hipovolêmica (+ COMUM)
2) Hiponatremia hipervolêmica (ICC/CIRROSE)
3) Hiponatremia euvolêmica (SIAD)
Soro ...
Hiponatremia AGUDA SINTOMÁTICA
(Na < 120 mEq/L)
REPOR SEMPRE C/ SALINA A 3%
ELEVAR A NATREMIA EM 3 mEq/L em 3h
ELEVAR A NA...
 Definição:
 Na > 145 mEq/L
 Osmpl efetiva > 300 mOsm/L
TODA HIPERNATREMIA É HIPERTÔNICA = SEMPRE
CURSA COM AUMENTO DA ...
 DUAS CONDIÇÕES SÃO NECESSÁRIAS:
(1) Perda de água livre ou de fluidos
hipotônicos
(2) incapacidade de ingerir ou ter ace...
 Perda de água livre:
 Aumento das perdas cutâneas (suor,exercícios físico,
febre alta, queimaduras)
 Perda respiratóri...
 Redução patológia da ingesta de água:
 Hipodipsia hipotalâmica
 Ganho de sal ou soluções hipertônicas:
 Ingestão de s...
 Manifestações clínicas:
 Na > 160 mEq/L
 Sintomas igual a HIPONATREMIA (cefaléia,
náuseas/vômitos, sonolência, letargi...
 TRATAMENTO:
 Via oral:
 Reposição de água livre (de preferência VO, pelo
cateter enteral)
 Parenteral:
 Soro glicosa...
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)

414 visualizações

Publicada em

DISTÚRBIO DO SÓDIO

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Distúrbio hidroeletrolítico (Davyson Sampaio Braga)

  1. 1. HIPONATREMIA HIPERNATREMIA DAVYSON SAMPAIO BRAGA
  2. 2.  O QUE É OSMOLARIDADE PLASMÁTICA? OSMpl= 2 x Na + Gli/18 + U/6 = 285-295mOsm/L OsmplEFETIVA= 2 x Na + Gli/18 mEq = mmol x valência
  3. 3.  QUEM CONTROLA A OSMOLARIDADE?  QUAL A CÉLULA QUE + SOFRE COM ∆Na⁺? ADH E CENTRO DA SEDE NEURÔNIO
  4. 4.  Perda de sódio = Hipovolemia (↓ Na + H2O)  Acúmulo de sódio = Hipervolemia (↑ Na +H2O)  Hiponatremia= excesso de água  Hipernatremia = déficit de água  HIPONATREMIA HIPOOSMOLAR  HIPONATREMIA HIPEROSMOLAR
  5. 5. GRADUAL
  6. 6. HIPONATREMIA HIPOOSMOLAR HIPONATREMIA HIPOVOLÊMICA HIPONATRMIA EUVOLÊMICA HIPONATREMIA HIPERVOLÊMICA
  7. 7. 1) Hiponatremia Hipovolêmica (+ COMUM) 2) Hiponatremia hipervolêmica (ICC/CIRROSE) 3) Hiponatremia euvolêmica (SIAD) Soro Fisiológico 0,9% Restrição Hídrica + Furosemida (ação medular) Restrição Hídrica + Furosemida + DEMECLOCICLINA Restrição Hídrica + Furosemida + CONIVAPTAN IV
  8. 8. Hiponatremia AGUDA SINTOMÁTICA (Na < 120 mEq/L) REPOR SEMPRE C/ SALINA A 3% ELEVAR A NATREMIA EM 3 mEq/L em 3h ELEVAR A NATREMIA EM 12 mEq/L em 24 h REGRA PRÁTICA: Homem – 3,5ml/kg (3h) e 14 ml/kg (21h) REGRA PRÁTICA: Mulher – 3,0 ml/kg (3h) e 12 ml/kg (21h) Déficit de Na (mEq) = 0,6 x P x (∆ Na)
  9. 9.  Definição:  Na > 145 mEq/L  Osmpl efetiva > 300 mOsm/L TODA HIPERNATREMIA É HIPERTÔNICA = SEMPRE CURSA COM AUMENTO DA OSMOLARIDADE EFETIVA PLASMÁTICA A HIPERNATREMIA É A DEFINIÇÃO MAIS PRECISA DO ESTADO DE DESIDRATAÇÃO (PERDA DE ÁGUA) Hipernatremia = desidratação hipertônica
  10. 10.  DUAS CONDIÇÕES SÃO NECESSÁRIAS: (1) Perda de água livre ou de fluidos hipotônicos (2) incapacidade de ingerir ou ter acesso à líquidos  Podemos dividir didaticamente em quatro grupos:  Perda isolada de água livre  Perda de fluidos hipotônicos (H2O + eletrólitos)  Redução patológica da ingestão de H2O (hipodipsia)  Ingestão excessiva de sal ou soluções eletrolíticas hipertônicas
  11. 11.  Perda de água livre:  Aumento das perdas cutâneas (suor,exercícios físico, febre alta, queimaduras)  Perda respiratória (taquipnéia)  Diabetes Insipidus (insuficiência ADH)  Perda de fluidos hipotônicos:  Diarréia osmótica (gastroenterites, laxantes)  Diuréticos de alça  Poliúria osmótica (DM, Manitol)
  12. 12.  Redução patológia da ingesta de água:  Hipodipsia hipotalâmica  Ganho de sal ou soluções hipertônicas:  Ingestão de sal ou infusão hipertônica  Hipoaldosteronismo primário (↑ aldosterona, cushing)
  13. 13.  Manifestações clínicas:  Na > 160 mEq/L  Sintomas igual a HIPONATREMIA (cefaléia, náuseas/vômitos, sonolência, letargia, torpor, convulsão, coma, hemorragia subaracnóide)
  14. 14.  TRATAMENTO:  Via oral:  Reposição de água livre (de preferência VO, pelo cateter enteral)  Parenteral:  Soro glicosado a 5%  Salina hipotônica (0,2% ou 0,45%)  Não pode usar água destilada

×