SlideShare uma empresa Scribd logo

A Tartaruga

1 de 7
Baixar para ler offline
A  Tartaruga  Marinha Sua Reprodução Trabalho Realizado por: Rodrigo Cordeiro  5ºA N: 14
Informações Importantes As tartarugas marinham são répteis que vivem nos oceanos em áreas tropicais e subtropicais.  O tamanho das tartarugas marinhas adultas pode variar de 1m até 2m de comprimento, caso da tartaruga-de-couro ou tartaruga-gigante. Indivíduos adultos desta espécie podem atingir até 600 kg.  O acasalamento das tartarugas ocorre nas águas costeiras ou profundas dos oceanos.  Quase todas as espécies são migratórias e conseguem se orientar pelos pólos magnéticos do planeta.  As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta dos 30 anos de idade. Nesta fase, ela retorna para a praia onde nasceu para depositar os ovos. Estima-se que entre 100 filhotes nascidos, apenas um chegará a vida adulta.
Reprodução ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Esperam o anoitecer, porque o calor da areia, durante o dia, prejudica a postura e a escuridão as protege de vários obstáculos. Quando a noite vem as tartarugas escolhem um trecho da praia livre da ação das marés e com as nadadeiras anteriores escavam um grande buraco redondo, de mais ou menos dois metros de diâmetro - a "cama", onde vão se alojar para iniciar a confecção do ninho. Elas podem fazer várias "camas", até escolherem uma para pôr os ovos. Qualquer barulho ou movimentação estranhos podem assustá-las. É comum os pesquisadores encontrarem na areia rastros em formato de meia-lua que indicam que a tartaruga voltou ao mar sem efectuar a desova.   Feita a "cama", elas constroem, com as nadadeiras posteriores, um outro buraco para o ninho, que tem cerca de meio metro de profundidade e se parece com uma garrafa enterrada na areia, com uma boca que vai se alargando para o fundo. Aí ela coloca os ovos, redondos e brancos, parecidos com uma bola de pingue-pongue. Os ovos ficam bem protegidos, recobertos por uma espécie de muco e pela areia com que a tartaruga cobre o ninho. Em cada postura uma tartaruga coloca em média 130 ovos, mas os pesquisadores do Tamar já registraram ninhos com apenas 16 e até com 240 ovos .
O Nascimento  O nascimento ocorre quase sempre à noite e para chegarem ao   mar elas se   orientam pela luminosidade do horizonte. Mas uma chuva forte, provocando o resfriamento da areia, pode provocar o nascimento de uma ninhada durante o dia.  Os filhotes são pequenos e frágeis, medindo apenas cerca de cinco centímetros. Muitos são devorados por caranguejos, aves marinhas, polvos e principalmente peixes. De cada mil tartarugas nascidas, apenas uma ou duas vão chegar à idade adulta. Mas, depois de adultas, poucos animais conseguem ameaçá-las - à excepção do homem e do tubarão .
As tartarugas ganham muito peso. Um filhote recém-nascido da tartaruga de Couro pesa 30 gramas em média e essa mesma tartaruga na idade adulta chega a pesar 700 quilos. Isso faz com que frequentemente mudem de lugar para atender às suas necessidades alimentares. Quando adultas elas vão voltar quase sempre à mesma praia em que nasceram para desovar e a cada vez que voltam fazem as posturas sempre em locais próximos uns dos outros.

Recomendados

Tartarugas marinhas
Tartarugas marinhasTartarugas marinhas
Tartarugas marinhasLuis Torre
 
Tartarugas 3
Tartarugas 3Tartarugas 3
Tartarugas 3Ana Rakel
 
Artigo científico sobre tartarugas marinhas
Artigo científico sobre tartarugas marinhasArtigo científico sobre tartarugas marinhas
Artigo científico sobre tartarugas marinhasAlunasEseimu
 
Animais marinhos em vias de extinção 6ºe prof fátima alves blog
Animais marinhos em vias de extinção 6ºe prof fátima alves blog Animais marinhos em vias de extinção 6ºe prof fátima alves blog
Animais marinhos em vias de extinção 6ºe prof fátima alves blog Maria Costa
 
Tp 2 florencia troisi Projeto Tamar
Tp 2 florencia troisi Projeto TamarTp 2 florencia troisi Projeto Tamar
Tp 2 florencia troisi Projeto TamarFlorencia Troisi
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (16)

PPT Animais
PPT AnimaisPPT Animais
PPT Animais
 
Tartarugas Marinhas CóPia
Tartarugas Marinhas   CóPiaTartarugas Marinhas   CóPia
Tartarugas Marinhas CóPia
 
A Tartaruga
A TartarugaA Tartaruga
A Tartaruga
 
Animais Marinhos 8ºB Grupo 5
Animais Marinhos 8ºB Grupo 5Animais Marinhos 8ºB Grupo 5
Animais Marinhos 8ºB Grupo 5
 
Animais Marinhos
Animais MarinhosAnimais Marinhos
Animais Marinhos
 
Power point animais_marinhos
Power point animais_marinhosPower point animais_marinhos
Power point animais_marinhos
 
As tartarugas marinhas, um trabalho da Carolina Ferreira do 6ºD
As  tartarugas  marinhas, um trabalho da Carolina Ferreira do 6ºDAs  tartarugas  marinhas, um trabalho da Carolina Ferreira do 6ºD
As tartarugas marinhas, um trabalho da Carolina Ferreira do 6ºD
 
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos TeixeiraTrabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhos
 
Animais do oceano
Animais do oceanoAnimais do oceano
Animais do oceano
 
Jornal pdf 2
Jornal pdf 2Jornal pdf 2
Jornal pdf 2
 
Pinguins 3 A
Pinguins 3 APinguins 3 A
Pinguins 3 A
 
Seres Vivos Ameaçados
Seres Vivos AmeaçadosSeres Vivos Ameaçados
Seres Vivos Ameaçados
 
Pingüins
PingüinsPingüins
Pingüins
 
Gilberto e lucas 4ºc
Gilberto e lucas 4ºcGilberto e lucas 4ºc
Gilberto e lucas 4ºc
 
Projeto Tamar
Projeto TamarProjeto Tamar
Projeto Tamar
 

Destaque

Animais domésticos tartarugas
Animais domésticos tartarugasAnimais domésticos tartarugas
Animais domésticos tartarugasanisantos
 
Animais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power pointAnimais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power pointXtrem199
 
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alves
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alvesRépteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alves
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alvesMaria Costa
 
Animais em vias de Extinção
Animais em vias de ExtinçãoAnimais em vias de Extinção
Animais em vias de ExtinçãoEduardo1
 
Tartaruga de couro
Tartaruga de couroTartaruga de couro
Tartaruga de couroJoão Espiga
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1amlisss
 
Douglas e ketly
Douglas e ketlyDouglas e ketly
Douglas e ketlyce263
 
Animais em Vias de Extinção
Animais em Vias de ExtinçãoAnimais em Vias de Extinção
Animais em Vias de Extinçãogtsantos
 
Projeto Onça Pintada e Jacaré do Papo Amarelo
Projeto Onça Pintada  e Jacaré do Papo AmareloProjeto Onça Pintada  e Jacaré do Papo Amarelo
Projeto Onça Pintada e Jacaré do Papo AmareloHayana Oliveira
 
Planeta terra imagens sensacionais
Planeta terra  imagens sensacionaisPlaneta terra  imagens sensacionais
Planeta terra imagens sensacionaisjrcruzoficial
 
Adotar um animal
Adotar um animalAdotar um animal
Adotar um animalColmeias
 
B4 tartarugas
B4 tartarugasB4 tartarugas
B4 tartarugasturmab4
 
Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animaisJoaquim André
 
Ficha Tecnica _ Animais aquáticos
Ficha Tecnica _ Animais aquáticosFicha Tecnica _ Animais aquáticos
Ficha Tecnica _ Animais aquáticosvanessadantas.tec
 
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"marileneaamaral
 

Destaque (20)

Animais domésticos tartarugas
Animais domésticos tartarugasAnimais domésticos tartarugas
Animais domésticos tartarugas
 
Animais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power pointAnimais em vias de extinção power point
Animais em vias de extinção power point
 
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alves
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alvesRépteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alves
Répteis e anfíbios em vias de extinção 6ºe prof fátima alves
 
Animais em vias de Extinção
Animais em vias de ExtinçãoAnimais em vias de Extinção
Animais em vias de Extinção
 
Tartaruga de couro
Tartaruga de couroTartaruga de couro
Tartaruga de couro
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 
Douglas e ketly
Douglas e ketlyDouglas e ketly
Douglas e ketly
 
Animais em Vias de Extinção
Animais em Vias de ExtinçãoAnimais em Vias de Extinção
Animais em Vias de Extinção
 
Projeto Onça Pintada e Jacaré do Papo Amarelo
Projeto Onça Pintada  e Jacaré do Papo AmareloProjeto Onça Pintada  e Jacaré do Papo Amarelo
Projeto Onça Pintada e Jacaré do Papo Amarelo
 
Planeta terra imagens sensacionais
Planeta terra  imagens sensacionaisPlaneta terra  imagens sensacionais
Planeta terra imagens sensacionais
 
Os Répteis
Os RépteisOs Répteis
Os Répteis
 
Adotar um animal
Adotar um animalAdotar um animal
Adotar um animal
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
B4 tartarugas
B4 tartarugasB4 tartarugas
B4 tartarugas
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhos
 
Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animais
 
5cn4 locomoçao
5cn4 locomoçao5cn4 locomoçao
5cn4 locomoçao
 
Animais em extinção - 3º Ano
Animais em extinção - 3º AnoAnimais em extinção - 3º Ano
Animais em extinção - 3º Ano
 
Ficha Tecnica _ Animais aquáticos
Ficha Tecnica _ Animais aquáticosFicha Tecnica _ Animais aquáticos
Ficha Tecnica _ Animais aquáticos
 
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"
Aprender a aprender "OS INCRIVEIS ANIMAIS MARINHOS"
 

Semelhante a A Tartaruga

Semelhante a A Tartaruga (20)

Tartarugas Marinhas CóPia
Tartarugas Marinhas   CóPiaTartarugas Marinhas   CóPia
Tartarugas Marinhas CóPia
 
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãOAnimais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
Animais Marinhos Em Vias De ExtinçãO
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhos
 
Leão marinho
Leão marinhoLeão marinho
Leão marinho
 
1ª Web Zoologia
1ª Web Zoologia1ª Web Zoologia
1ª Web Zoologia
 
Web Zoologia
Web ZoologiaWeb Zoologia
Web Zoologia
 
Zoologia
ZoologiaZoologia
Zoologia
 
Animais em extinção
Animais em extinçãoAnimais em extinção
Animais em extinção
 
Jogo5giros
Jogo5girosJogo5giros
Jogo5giros
 
Jogo5Giros
Jogo5GirosJogo5Giros
Jogo5Giros
 
Animais Marinhos
Animais Marinhos Animais Marinhos
Animais Marinhos
 
Ap
ApAp
Ap
 
Ap
ApAp
Ap
 
Adaptações reprodutivas
Adaptações reprodutivasAdaptações reprodutivas
Adaptações reprodutivas
 
Os animais da vida selvagem
Os animais da vida selvagemOs animais da vida selvagem
Os animais da vida selvagem
 
Caranguejos
CaranguejosCaranguejos
Caranguejos
 
Formação das pérolas
Formação das pérolasFormação das pérolas
Formação das pérolas
 
Formação das pérolas
Formação das pérolasFormação das pérolas
Formação das pérolas
 
Taina e Andressa 4ºc
Taina e Andressa 4ºcTaina e Andressa 4ºc
Taina e Andressa 4ºc
 
Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2
 

Mais de David Pereira (20)

Mac
MacMac
Mac
 
Sérgio,ricardo,joãoedgar
Sérgio,ricardo,joãoedgarSérgio,ricardo,joãoedgar
Sérgio,ricardo,joãoedgar
 
Windows
WindowsWindows
Windows
 
Sistemasoperativos
SistemasoperativosSistemasoperativos
Sistemasoperativos
 
Trabalho do sistemas operativos
Trabalho do sistemas operativosTrabalho do sistemas operativos
Trabalho do sistemas operativos
 
Macintosh
MacintoshMacintosh
Macintosh
 
Mac os x vs windows 8
Mac os x vs windows 8Mac os x vs windows 8
Mac os x vs windows 8
 
Trabalho mac
Trabalho macTrabalho mac
Trabalho mac
 
Mac
MacMac
Mac
 
Sistemas operativos
Sistemas operativosSistemas operativos
Sistemas operativos
 
Linux
LinuxLinux
Linux
 
Pesquisas mac osx 1
Pesquisas mac osx 1Pesquisas mac osx 1
Pesquisas mac osx 1
 
Macintosh joão gomes
Macintosh joão gomesMacintosh joão gomes
Macintosh joão gomes
 
Sistema operativo
Sistema operativoSistema operativo
Sistema operativo
 
Apresentação linux
Apresentação linuxApresentação linux
Apresentação linux
 
Trabalho linux
Trabalho linuxTrabalho linux
Trabalho linux
 
Linux
LinuxLinux
Linux
 
Img
ImgImg
Img
 
E government planonegócios
E government planonegóciosE government planonegócios
E government planonegócios
 
3 mapa financeiro
3 mapa financeiro3 mapa financeiro
3 mapa financeiro
 

Último

Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 

Último (20)

Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 

A Tartaruga

  • 1. A Tartaruga Marinha Sua Reprodução Trabalho Realizado por: Rodrigo Cordeiro 5ºA N: 14
  • 2. Informações Importantes As tartarugas marinham são répteis que vivem nos oceanos em áreas tropicais e subtropicais. O tamanho das tartarugas marinhas adultas pode variar de 1m até 2m de comprimento, caso da tartaruga-de-couro ou tartaruga-gigante. Indivíduos adultos desta espécie podem atingir até 600 kg. O acasalamento das tartarugas ocorre nas águas costeiras ou profundas dos oceanos. Quase todas as espécies são migratórias e conseguem se orientar pelos pólos magnéticos do planeta. As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta dos 30 anos de idade. Nesta fase, ela retorna para a praia onde nasceu para depositar os ovos. Estima-se que entre 100 filhotes nascidos, apenas um chegará a vida adulta.
  • 3.
  • 4. Esperam o anoitecer, porque o calor da areia, durante o dia, prejudica a postura e a escuridão as protege de vários obstáculos. Quando a noite vem as tartarugas escolhem um trecho da praia livre da ação das marés e com as nadadeiras anteriores escavam um grande buraco redondo, de mais ou menos dois metros de diâmetro - a "cama", onde vão se alojar para iniciar a confecção do ninho. Elas podem fazer várias "camas", até escolherem uma para pôr os ovos. Qualquer barulho ou movimentação estranhos podem assustá-las. É comum os pesquisadores encontrarem na areia rastros em formato de meia-lua que indicam que a tartaruga voltou ao mar sem efectuar a desova. Feita a "cama", elas constroem, com as nadadeiras posteriores, um outro buraco para o ninho, que tem cerca de meio metro de profundidade e se parece com uma garrafa enterrada na areia, com uma boca que vai se alargando para o fundo. Aí ela coloca os ovos, redondos e brancos, parecidos com uma bola de pingue-pongue. Os ovos ficam bem protegidos, recobertos por uma espécie de muco e pela areia com que a tartaruga cobre o ninho. Em cada postura uma tartaruga coloca em média 130 ovos, mas os pesquisadores do Tamar já registraram ninhos com apenas 16 e até com 240 ovos .
  • 5. O Nascimento O nascimento ocorre quase sempre à noite e para chegarem ao mar elas se orientam pela luminosidade do horizonte. Mas uma chuva forte, provocando o resfriamento da areia, pode provocar o nascimento de uma ninhada durante o dia. Os filhotes são pequenos e frágeis, medindo apenas cerca de cinco centímetros. Muitos são devorados por caranguejos, aves marinhas, polvos e principalmente peixes. De cada mil tartarugas nascidas, apenas uma ou duas vão chegar à idade adulta. Mas, depois de adultas, poucos animais conseguem ameaçá-las - à excepção do homem e do tubarão .
  • 6. As tartarugas ganham muito peso. Um filhote recém-nascido da tartaruga de Couro pesa 30 gramas em média e essa mesma tartaruga na idade adulta chega a pesar 700 quilos. Isso faz com que frequentemente mudem de lugar para atender às suas necessidades alimentares. Quando adultas elas vão voltar quase sempre à mesma praia em que nasceram para desovar e a cada vez que voltam fazem as posturas sempre em locais próximos uns dos outros.
  • 7. Fim

Notas do Editor

  1. Trabalho realizado por