SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Baixar para ler offline
Escola Anastácio Gonçalves
       Ano Letivo 2011/2012




MÉTODOS CONTRACETIVOS



                    Trabalho realizado por:
                    Kelton Almeida Gonçalo Calçada e Edneira
                    Almeida,6E
                    Professor: David Pereira
                    Disciplina: Ciências e Natureza
MÉTODOS CONTRACETIVOS

 A contraceção (controle da natalidade) é um
  termo usado para a prevenção da gravidez e
  doenças sexualmente transmissíveis.
 Os métodos contracetivos nem sempre
  funcionam tem de se saber com se utiliza.
OS DIFERENTES MÉTODOS DE CONTRACEÇÃO

   Medicamentos Hormonais
   A pílula contracetiva é um método que, através da ação hormonal, inibe a
    ovulação evitando a gravidez.

   A pílula deve ser prescrita nos casos em que se pretende um método
    contracetivo eficaz e se pretenda obter outros efeitos e benéficos para a saúde
    que se encontram indicados como vantagens.



   Quando uma adolescente começa a tomar pilula tem de ser acompanhada
    pelo o médico.
VANTAGENS DA PILULA
   Para além do elevado grau de segurança na prevenção da
    gravidez, a pílula apresenta as seguintes vantagens:
   Não interfere na relação sexual;
   Pode regularizar os ciclos menstruais;
   Melhora a tensão pré-menstrual e a dismenorreia;
   Não afeta a fertilidade;
   Diminui o risco de Doença Inflamatória Pélvica (DIP);
   Reduz em 50% o risco de cancro do ovário e do
    endométrio;
   Diminui a incidência de quistos funcionais do ovário e a
    doença poliquística.
DESVANTAGENS DA PILULA

 Algumas mulheres têm dificuldade de tomar
  diariamente e regular da pílula
 Não protege contra as Infeções Sexualmente
  Transmissíveis (IST)
EFEITOS SECUNDÁRIOS
   Náuseas e vómitos
   Alteração de peso
   Mastodinia – alteração da tensão e sensibilidade
    mamária
   Alteração do fluxo menstrual
   Spotting – perdas de sangue ao longo dos
    primeiros ciclos de utilização da pílula
   Depressão
CONTRACEÇÃO HORMONAL INJETÁVEL
   É um método contracetivo que consiste numa injeção
    intramuscular profunda de uma solução aquosa que contem
    um acetato de medro progesterona (DMPA).

   A solução vai-se introduzindo lentamente na corrente
    sanguínea.

    Cada injeção tem um efeito até 3 meses (12 semanas).
VANTAGENS
   Este método é bastante discreto e prático na sua utilização, uma
    vez que não interfere na relação sexual e não obriga à toma diária,
    como sucede com os métodos de contraceção orais.


   Elevado nível de eficácia 0,0 a 1,3 gravidezes por ano em
    cada 100 mulheres;
   Pode melhorar a qualidade do aleitamento;
   Os riscos de desenvolver a Doença Inflamatória Pélvica, a
    gravidez ectópica ou o carcinoma do endométrio, são
    menores;
   Reduz as perdas de sangue.
DESVANTAGENS

 O método de contraceção hormonal injetável
  pode provocar irregularidades no ciclo
  menstrual;
 O retorno aos níveis de fertilidade é mais
  lento;
 Não protege contra as infeções e das
  doenças sexualmente transmissíveis.
EFEITOS SECUNDÁRIOS

Irregularidade no ciclo menstrual.
 Em situações raras, pode conduzir a
 hemorragias contínuas. Pode causar em
 certas mulheres: dores de cabeça, perda de
 cabelo e aumento de peso
 Não é aconselhável quando se verifica
  hemorragia vaginal de causa não
  esclarecida
 Para mulheres que desejam engravidar;
  imediatamente após a suspensão do
  método;
 Para mulheres que não aceitam
  irregularidade do ciclo.
ADESIVO

 É um adesivo fino, quadrado, confortável e
  fácil de aplicar.
 O adesivo transfere uma dose diária de
  hormonas, o estrogénio e progestagéneo,
  através da pele para a corrente sanguínea.
 Estas hormonas são similares, produzidas
  pelos ovários e usadas também nas pílulas
  contracetivas.
 O adesivo funciona de duas formas:
 Impede a ovulação (libertação do óvulo)

 Torna mais espesso, o muco do colo do
  útero, dificulta a entrada dos
  espermatozoides no útero.
VANTAGENS
   A mulher não tem que pensar todos os dias em contraceção, apenas
    tem que se lembrar de mudar uma vez por semana o adesivo;
    Fácil de usar;
   É um método reversível.
   O adesivo oferece uma excelente aderência.
   A mulher pode continuar a realizar as suas atividades diárias como o
    banho, duche, idas à piscina, exercício físico, sem nenhuma medida
    especial de precaução.
DESVANTAGENS

   Não protege contras as infeções
    sexualmente transmissíveis.
EFEITOS SECUNDÁRIOS

   Existem situações nas quais não é
    aconselhável a utilização do adesivo
    contracetivo.
DISPOSITIVOS INTRA-UTERINOS (DIU)
 O DIU é um pequeno dispositivo de plástico
 revestido com fio de cobre que é inserido no útero.
  O DIU impede a gravidez através da alteração
   das condições uterinas e funcionando também
   como uma barreira aos espermatozoides.
  A inserção é feita numa consulta médica,
   podendo permanecer no útero durante vários
   anos.
 O DIU está indicado para quem:
 Pretende um método de longa duração,
  reversível e que não interfira na relação sexual;
 Tem um relacionamento estável e não há risco
  de relações com outros parceiros;
 Tem um ou mais filhos ou acabou de ter;
 Para quem tolera alterações na menstruação,
  nomeadamente fluxos menstruais mais
  abundantes e prolongados;
 Pretende uma rápida recuperação dos níveis de
  fertilidade.
VANTAGENS E DESVANTAGENS

 Para além do seu grau de eficácia, é um
  método reversível e de longa duração.
 Desvantagens:

 Não protege contra as IST

 A colocação do DIU tem de ser feita por um
  profissional de saúde
EFEITOS SECUNDÁRIOS

 Aumento do fluxo menstrual;
 Dor pélvica;

 Corrimento vaginal.
PRESERVATIVO MASCULINO
   O preservativo constitui uma
    barreira à passagem do
    esperma para a vagina durante
    o coito.
   A maioria dos preservativos são
    feitos de latex. Quando é bem
    usado ajuda a prevenir a
    gravidez, é um método que
    diminui o risco de contrair IST.
   Trata-se de uma forma de
    contraceção que envolve o
    homem.
VANTAGENS
   Não necessita de
    acompanhamento
    médico
   Previne as IST;
   Pode contribuir para
    minorar situações de
    ejaculação precoce;
   Ausência de efeitos
    secundários graves ou
    contraindicações.
   Desvantagens:
   Podem surgir reações
    alérgicas
PRESERVATIVO FEMININO
   O preservativo feminino tem a forma de um tubo
    feito à base de silicone com um anel na
    extremidade.
   Deve ser introduzido na vagina antes da relação
    sexual, depois da ejaculação, o preservativo retém
    o esperma prevenindo o contacto com colo do
    útero, evitando a gravidez.
    O preservativo feminino protege contra as IST
    e deve ser indicado em situações de ejaculação
    precoce.
VANTAGENS
   Previne contra as infeções
    sexualmente transmissíveis;
   Ausência de efeitos
    secundários ou
    contraindicações graves;
   Não necessita a supervisão
    médica;
   É um método cuja utilização
    depende da mulher.
     Não tem desvantagens
DIAFRAGMA

   O diafragma é um dispositivo de borracha
    com um aro flexível que se introduz na
    vagina. Quando é bem introduzido previne o
    contacto do esperma com o colo do útero.
VANTAGENS E DESVANTAGENS

 Não interfere com o ato sexual
 Sem efeitos secundários significativos

 Diminui a ocorrência da Doença Inflamatória
  Pélvica
 Desvantagens:

 Dificuldade na utilização.
ANEL VAGINAL

 O anel vaginal é um método contracetivo
  hormonal feito de plástico, transparente e
  flexível.
 É posto pela própria mulher na vagina e deve
  ser mantido durante 3 semanas, parando
  durante 1 semana (ciclo de uso), período
  durante o qual vai libertando estrogénio e
  progestagéneo, hormonas que ao entrar na
  corrente sanguínea inibem a ovulação, à
  semelhança da pílula.
NÍVEL DE EFICÁCIA

   Quando usado correctamente, o anel vaginal
    oferece um elevado grau de eficácia
    0,4 a 1,2 gravidezes por ano em cada 100
    mulheres.
VANTAGENS

   Não interfere no ato sexual
   É um método reversível
   As mulheres que usam o anel vaginal, têm
    propensão para períodos mais curtos e regulares
   Retorno rápido aos níveis de fertilidade anteriores à
    utilização do anel
   Pode ter outros efeitos benéficos para a saúde, como
    a proteção contra os cancros dos ovários ou do colo
    do útero
   Previne também o aparecimento de quistos nos
    ovários
DESVANTAGENS

 Não previne contra as IST
 Pode haver perda ou aumento de peso

 Podem provocar irritação vaginal
ESPERMICIDAS

   Os espermicidas são compostos por
    substâncias que eliminam a mobilidade dos
    espermatozóides. Podem apresentar-se sob
    a forma de creme, gel, espuma ou
    comprimidos vaginais. O espermicida deve
    ser introduzido na vagina até 1 hora antes da
    relação sexual.
VANTAGENS

 É de fácil aplicação
 Não necessita receita médica

 É um método controlado pela mulher

 Pode ajudar a prevenir as IST

 Sem efeitos sistémicos ou secundários
  graves
DESVANTAGENS

 Podem desencadear reações alérgicas ou
  irritações, quer no homem quer na mulher
 O grau de eficácia do espermicida é baixo

 Pode interferir no ato sexual.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Métodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaisMétodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaisRaquel Correia
 
Métodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosMétodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosCarlos Priante
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivosTânia Reis
 
Métodos contraceptivos humanos
Métodos contraceptivos humanosMétodos contraceptivos humanos
Métodos contraceptivos humanosClécio Bubela
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivosjluis505
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivoswagneripo
 
Pílula do dia seguinte
Pílula do dia seguintePílula do dia seguinte
Pílula do dia seguinteaplicarcn
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivosGerson Melo
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivoswagneripo
 
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoSeminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoNTE RJ14/SEEDUC RJ
 
Anticoncepcionais aula
Anticoncepcionais aulaAnticoncepcionais aula
Anticoncepcionais aulalesartori
 
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionais
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionaisMétodos anticonceptivos ou anticoncepcionais
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionaisLiany Avila
 
Pilula anticoncepcional
Pilula anticoncepcionalPilula anticoncepcional
Pilula anticoncepcionalsidilusa
 
metodos contraceptivos orais
metodos contraceptivos oraismetodos contraceptivos orais
metodos contraceptivos oraisineslilin
 

Mais procurados (19)

Métodos anticoncepcionais
Métodos anticoncepcionaisMétodos anticoncepcionais
Métodos anticoncepcionais
 
Métodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaisMétodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonais
 
Métodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosMétodos Contraceptivos
Métodos Contraceptivos
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Métodos contraceptivos humanos
Métodos contraceptivos humanosMétodos contraceptivos humanos
Métodos contraceptivos humanos
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivos
 
Pílula do dia seguinte
Pílula do dia seguintePílula do dia seguinte
Pílula do dia seguinte
 
Contraceptivos
ContraceptivosContraceptivos
Contraceptivos
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivos
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivos
 
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 anoSeminário métodos contraceptivos 8 ano
Seminário métodos contraceptivos 8 ano
 
Anticoncepcionais aula
Anticoncepcionais aulaAnticoncepcionais aula
Anticoncepcionais aula
 
Metodos contraceptivos spe
Metodos contraceptivos speMetodos contraceptivos spe
Metodos contraceptivos spe
 
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionais
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionaisMétodos anticonceptivos ou anticoncepcionais
Métodos anticonceptivos ou anticoncepcionais
 
Trab Higiene Contrac 97 2003
Trab Higiene Contrac   97 2003Trab Higiene Contrac   97 2003
Trab Higiene Contrac 97 2003
 
Pilula anticoncepcional
Pilula anticoncepcionalPilula anticoncepcional
Pilula anticoncepcional
 
metodos contraceptivos orais
metodos contraceptivos oraismetodos contraceptivos orais
metodos contraceptivos orais
 

Destaque

Morcegos ana rita 5 f
Morcegos ana rita 5 fMorcegos ana rita 5 f
Morcegos ana rita 5 fdavidjpereira
 
Morcegos inês e rossana 5 f
Morcegos inês e rossana 5 fMorcegos inês e rossana 5 f
Morcegos inês e rossana 5 fdavidjpereira
 
Os morcegos doina5 f
Os morcegos doina5 fOs morcegos doina5 f
Os morcegos doina5 fdavidjpereira
 
Pmate 2013 inscrição de alunos
Pmate 2013   inscrição de alunosPmate 2013   inscrição de alunos
Pmate 2013 inscrição de alunosdavidjpereira
 
A história dos números primos
A história dos números primosA história dos números primos
A história dos números primosdavidjpereira
 

Destaque (9)

Morcegos ana rita 5 f
Morcegos ana rita 5 fMorcegos ana rita 5 f
Morcegos ana rita 5 f
 
Morcegos inês e rossana 5 f
Morcegos inês e rossana 5 fMorcegos inês e rossana 5 f
Morcegos inês e rossana 5 f
 
Os morcegos doina5 f
Os morcegos doina5 fOs morcegos doina5 f
Os morcegos doina5 f
 
Diana doina 5 f
Diana doina 5 fDiana doina 5 f
Diana doina 5 f
 
Morcegos katia6 g
Morcegos katia6 gMorcegos katia6 g
Morcegos katia6 g
 
Pmate 2013 inscrição de alunos
Pmate 2013   inscrição de alunosPmate 2013   inscrição de alunos
Pmate 2013 inscrição de alunos
 
Cartoes magicos
Cartoes magicosCartoes magicos
Cartoes magicos
 
Isometrias
IsometriasIsometrias
Isometrias
 
A história dos números primos
A história dos números primosA história dos números primos
A história dos números primos
 

Semelhante a Metodos contracetivos

Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivospetehunttoons
 
Métodos Anticoncepcionais
Métodos AnticoncepcionaisMétodos Anticoncepcionais
Métodos Anticoncepcionaisfabiozb
 
MéTodos Contraceptivos
MéTodos  ContraceptivosMéTodos  Contraceptivos
MéTodos Contraceptivostiafer96
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivosRazvan Balaci
 
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02Pelo Siro
 
5 mtodos-contracep-1233068264563111-3
5 mtodos-contracep-1233068264563111-35 mtodos-contracep-1233068264563111-3
5 mtodos-contracep-1233068264563111-3Pelo Siro
 
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_pointB+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_pointAngela Boucinha
 
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01Pelo Siro
 
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)Angela Boucinha
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivosJoseOliveiraPT
 
Métodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaisMétodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaiszeopas
 
Planeamento familiar e métodos contracetivos
Planeamento familiar e métodos contracetivosPlaneamento familiar e métodos contracetivos
Planeamento familiar e métodos contracetivosBESL
 
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Maria Freitas
 
Métodos Físicos
Métodos FísicosMétodos Físicos
Métodos FísicosDarkWolf
 

Semelhante a Metodos contracetivos (20)

Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
 
Métodos Contracetivos
Métodos ContracetivosMétodos Contracetivos
Métodos Contracetivos
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivos
 
Métodos Anticoncepcionais
Métodos AnticoncepcionaisMétodos Anticoncepcionais
Métodos Anticoncepcionais
 
MéTodos Contraceptivos
MéTodos  ContraceptivosMéTodos  Contraceptivos
MéTodos Contraceptivos
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
 
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02
Mtodoscontraceptivos7c 110628063301-phpapp02
 
Diu
DiuDiu
Diu
 
5 mtodos-contracep-1233068264563111-3
5 mtodos-contracep-1233068264563111-35 mtodos-contracep-1233068264563111-3
5 mtodos-contracep-1233068264563111-3
 
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_pointB+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point
B+írbara bernardo 332 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point
 
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01
Metodoscontraceptivos 110118061120-phpapp01
 
Métodos Contraceptivos de Barreira
Métodos Contraceptivos de BarreiraMétodos Contraceptivos de Barreira
Métodos Contraceptivos de Barreira
 
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)
Helena reis 333 novo apresenta+º+úo do microsoft power_point (2)
 
Métodos 8°b
Métodos 8°bMétodos 8°b
Métodos 8°b
 
Métodos 8°b
Métodos 8°bMétodos 8°b
Métodos 8°b
 
Métodos contraceptivos
Métodos contraceptivosMétodos contraceptivos
Métodos contraceptivos
 
Métodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonaisMétodos contraceptivos hormonais
Métodos contraceptivos hormonais
 
Planeamento familiar e métodos contracetivos
Planeamento familiar e métodos contracetivosPlaneamento familiar e métodos contracetivos
Planeamento familiar e métodos contracetivos
 
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
 
Métodos Físicos
Métodos FísicosMétodos Físicos
Métodos Físicos
 

Mais de davidjpereira

Mais de davidjpereira (20)

Francisco e gonçalo
Francisco e gonçaloFrancisco e gonçalo
Francisco e gonçalo
 
Microscópio (2)
Microscópio (2)Microscópio (2)
Microscópio (2)
 
Plantas carnívoras
Plantas carnívorasPlantas carnívoras
Plantas carnívoras
 
Apresentação1 (2)
Apresentação1 (2)Apresentação1 (2)
Apresentação1 (2)
 
Plantas carnivoras
Plantas carnivorasPlantas carnivoras
Plantas carnivoras
 
Trabalho do bernardo e do mario 5º e
Trabalho do bernardo e do mario 5º eTrabalho do bernardo e do mario 5º e
Trabalho do bernardo e do mario 5º e
 
As plantas carnívoras
As plantas carnívorasAs plantas carnívoras
As plantas carnívoras
 
Bichos da seda
Bichos da sedaBichos da seda
Bichos da seda
 
Micróbios beatriz 6 e
Micróbios beatriz 6 eMicróbios beatriz 6 e
Micróbios beatriz 6 e
 
Trabalho final comunicação interpessoal
Trabalho final comunicação interpessoalTrabalho final comunicação interpessoal
Trabalho final comunicação interpessoal
 
Micróbios beatriz 6 e
Micróbios beatriz 6 eMicróbios beatriz 6 e
Micróbios beatriz 6 e
 
Experiência de plantas
Experiência de plantasExperiência de plantas
Experiência de plantas
 
Cnt
CntCnt
Cnt
 
Infusão
InfusãoInfusão
Infusão
 
Relatório da palha
Relatório da palhaRelatório da palha
Relatório da palha
 
Circulação de água e sais minerais nas plantas
Circulação de água e sais minerais nas plantasCirculação de água e sais minerais nas plantas
Circulação de água e sais minerais nas plantas
 
Higiene
HigieneHigiene
Higiene
 
A sida
A sidaA sida
A sida
 
Alcoolismo
AlcoolismoAlcoolismo
Alcoolismo
 
Tabaco e drogas
Tabaco e drogasTabaco e drogas
Tabaco e drogas
 

Metodos contracetivos

  • 1. Escola Anastácio Gonçalves Ano Letivo 2011/2012 MÉTODOS CONTRACETIVOS Trabalho realizado por: Kelton Almeida Gonçalo Calçada e Edneira Almeida,6E Professor: David Pereira Disciplina: Ciências e Natureza
  • 2. MÉTODOS CONTRACETIVOS  A contraceção (controle da natalidade) é um termo usado para a prevenção da gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.  Os métodos contracetivos nem sempre funcionam tem de se saber com se utiliza.
  • 3. OS DIFERENTES MÉTODOS DE CONTRACEÇÃO  Medicamentos Hormonais  A pílula contracetiva é um método que, através da ação hormonal, inibe a ovulação evitando a gravidez.  A pílula deve ser prescrita nos casos em que se pretende um método contracetivo eficaz e se pretenda obter outros efeitos e benéficos para a saúde que se encontram indicados como vantagens.  Quando uma adolescente começa a tomar pilula tem de ser acompanhada pelo o médico.
  • 4. VANTAGENS DA PILULA  Para além do elevado grau de segurança na prevenção da gravidez, a pílula apresenta as seguintes vantagens:  Não interfere na relação sexual;  Pode regularizar os ciclos menstruais;  Melhora a tensão pré-menstrual e a dismenorreia;  Não afeta a fertilidade;  Diminui o risco de Doença Inflamatória Pélvica (DIP);  Reduz em 50% o risco de cancro do ovário e do endométrio;  Diminui a incidência de quistos funcionais do ovário e a doença poliquística.
  • 5. DESVANTAGENS DA PILULA  Algumas mulheres têm dificuldade de tomar diariamente e regular da pílula  Não protege contra as Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST)
  • 6. EFEITOS SECUNDÁRIOS  Náuseas e vómitos  Alteração de peso  Mastodinia – alteração da tensão e sensibilidade mamária  Alteração do fluxo menstrual  Spotting – perdas de sangue ao longo dos primeiros ciclos de utilização da pílula  Depressão
  • 7. CONTRACEÇÃO HORMONAL INJETÁVEL  É um método contracetivo que consiste numa injeção intramuscular profunda de uma solução aquosa que contem um acetato de medro progesterona (DMPA).  A solução vai-se introduzindo lentamente na corrente sanguínea. Cada injeção tem um efeito até 3 meses (12 semanas).
  • 8. VANTAGENS  Este método é bastante discreto e prático na sua utilização, uma vez que não interfere na relação sexual e não obriga à toma diária, como sucede com os métodos de contraceção orais.  Elevado nível de eficácia 0,0 a 1,3 gravidezes por ano em cada 100 mulheres;  Pode melhorar a qualidade do aleitamento;  Os riscos de desenvolver a Doença Inflamatória Pélvica, a gravidez ectópica ou o carcinoma do endométrio, são menores;  Reduz as perdas de sangue.
  • 9. DESVANTAGENS  O método de contraceção hormonal injetável pode provocar irregularidades no ciclo menstrual;  O retorno aos níveis de fertilidade é mais lento;  Não protege contra as infeções e das doenças sexualmente transmissíveis.
  • 10. EFEITOS SECUNDÁRIOS Irregularidade no ciclo menstrual.  Em situações raras, pode conduzir a hemorragias contínuas. Pode causar em certas mulheres: dores de cabeça, perda de cabelo e aumento de peso
  • 11.  Não é aconselhável quando se verifica hemorragia vaginal de causa não esclarecida  Para mulheres que desejam engravidar; imediatamente após a suspensão do método;  Para mulheres que não aceitam irregularidade do ciclo.
  • 12. ADESIVO  É um adesivo fino, quadrado, confortável e fácil de aplicar.  O adesivo transfere uma dose diária de hormonas, o estrogénio e progestagéneo, através da pele para a corrente sanguínea.  Estas hormonas são similares, produzidas pelos ovários e usadas também nas pílulas contracetivas.
  • 13.  O adesivo funciona de duas formas:  Impede a ovulação (libertação do óvulo)  Torna mais espesso, o muco do colo do útero, dificulta a entrada dos espermatozoides no útero.
  • 14. VANTAGENS  A mulher não tem que pensar todos os dias em contraceção, apenas tem que se lembrar de mudar uma vez por semana o adesivo;  Fácil de usar;  É um método reversível.  O adesivo oferece uma excelente aderência.  A mulher pode continuar a realizar as suas atividades diárias como o banho, duche, idas à piscina, exercício físico, sem nenhuma medida especial de precaução.
  • 15. DESVANTAGENS  Não protege contras as infeções sexualmente transmissíveis.
  • 16. EFEITOS SECUNDÁRIOS  Existem situações nas quais não é aconselhável a utilização do adesivo contracetivo.
  • 17. DISPOSITIVOS INTRA-UTERINOS (DIU) O DIU é um pequeno dispositivo de plástico revestido com fio de cobre que é inserido no útero.  O DIU impede a gravidez através da alteração das condições uterinas e funcionando também como uma barreira aos espermatozoides.  A inserção é feita numa consulta médica, podendo permanecer no útero durante vários anos.
  • 18.  O DIU está indicado para quem:  Pretende um método de longa duração, reversível e que não interfira na relação sexual;  Tem um relacionamento estável e não há risco de relações com outros parceiros;  Tem um ou mais filhos ou acabou de ter;  Para quem tolera alterações na menstruação, nomeadamente fluxos menstruais mais abundantes e prolongados;  Pretende uma rápida recuperação dos níveis de fertilidade.
  • 19. VANTAGENS E DESVANTAGENS  Para além do seu grau de eficácia, é um método reversível e de longa duração.  Desvantagens:  Não protege contra as IST  A colocação do DIU tem de ser feita por um profissional de saúde
  • 20. EFEITOS SECUNDÁRIOS  Aumento do fluxo menstrual;  Dor pélvica;  Corrimento vaginal.
  • 21. PRESERVATIVO MASCULINO  O preservativo constitui uma barreira à passagem do esperma para a vagina durante o coito.  A maioria dos preservativos são feitos de latex. Quando é bem usado ajuda a prevenir a gravidez, é um método que diminui o risco de contrair IST.  Trata-se de uma forma de contraceção que envolve o homem.
  • 22. VANTAGENS  Não necessita de acompanhamento médico  Previne as IST;  Pode contribuir para minorar situações de ejaculação precoce;  Ausência de efeitos secundários graves ou contraindicações.  Desvantagens:  Podem surgir reações alérgicas
  • 23. PRESERVATIVO FEMININO  O preservativo feminino tem a forma de um tubo feito à base de silicone com um anel na extremidade.  Deve ser introduzido na vagina antes da relação sexual, depois da ejaculação, o preservativo retém o esperma prevenindo o contacto com colo do útero, evitando a gravidez.  O preservativo feminino protege contra as IST e deve ser indicado em situações de ejaculação precoce.
  • 24. VANTAGENS  Previne contra as infeções sexualmente transmissíveis;  Ausência de efeitos secundários ou contraindicações graves;  Não necessita a supervisão médica;  É um método cuja utilização depende da mulher. Não tem desvantagens
  • 25. DIAFRAGMA  O diafragma é um dispositivo de borracha com um aro flexível que se introduz na vagina. Quando é bem introduzido previne o contacto do esperma com o colo do útero.
  • 26. VANTAGENS E DESVANTAGENS  Não interfere com o ato sexual  Sem efeitos secundários significativos  Diminui a ocorrência da Doença Inflamatória Pélvica  Desvantagens:  Dificuldade na utilização.
  • 27. ANEL VAGINAL  O anel vaginal é um método contracetivo hormonal feito de plástico, transparente e flexível.  É posto pela própria mulher na vagina e deve ser mantido durante 3 semanas, parando durante 1 semana (ciclo de uso), período durante o qual vai libertando estrogénio e progestagéneo, hormonas que ao entrar na corrente sanguínea inibem a ovulação, à semelhança da pílula.
  • 28. NÍVEL DE EFICÁCIA  Quando usado correctamente, o anel vaginal oferece um elevado grau de eficácia 0,4 a 1,2 gravidezes por ano em cada 100 mulheres.
  • 29. VANTAGENS  Não interfere no ato sexual  É um método reversível  As mulheres que usam o anel vaginal, têm propensão para períodos mais curtos e regulares  Retorno rápido aos níveis de fertilidade anteriores à utilização do anel  Pode ter outros efeitos benéficos para a saúde, como a proteção contra os cancros dos ovários ou do colo do útero  Previne também o aparecimento de quistos nos ovários
  • 30. DESVANTAGENS  Não previne contra as IST  Pode haver perda ou aumento de peso  Podem provocar irritação vaginal
  • 31. ESPERMICIDAS  Os espermicidas são compostos por substâncias que eliminam a mobilidade dos espermatozóides. Podem apresentar-se sob a forma de creme, gel, espuma ou comprimidos vaginais. O espermicida deve ser introduzido na vagina até 1 hora antes da relação sexual.
  • 32. VANTAGENS  É de fácil aplicação  Não necessita receita médica  É um método controlado pela mulher  Pode ajudar a prevenir as IST  Sem efeitos sistémicos ou secundários graves
  • 33. DESVANTAGENS  Podem desencadear reações alérgicas ou irritações, quer no homem quer na mulher  O grau de eficácia do espermicida é baixo  Pode interferir no ato sexual.