Se beber não conduza<br />ÁlcoolTrabalho realizado porCarlos Cortes n.7 6.dPara DT. David Pereira<br />
Introdução <br />Neste trabalho quero falar sobre o álcool e o alcoolismo e no mal que faz se bebermos muito e sobre os se...
Alcoolismo<br />Pessoas alcoolizadas.<br />O alcoolismo é geralmente definido como o consumo consistente e excessivo e/ou ...
Efeitos fisiológicos do alcoolismo<br />O consumo excessivo de álcool leva a uma degradação do etanol em etanol pelo fígad...
Alcool no sangue<br />Álcool no sangue Álcool no sangue (gramas/litro) Estados Sintomas 0,1 a 0,3 Sobriedade Nenhuma influ...
Terapia em grupo e psicoterapia<br />Após a desintoxicação, diversas formas de terapia em grupo ou psicoterapia podem ser ...
Terapia nutricional<br />O tratamento preventivo das complicações do álcool incluem o uso a longo-prazo de multivitaminas ...
Não beba mais<br />Beber álcool só faz mal a sua saúde por favor não beba mais deixe esse vicio .<br /> Se bebeu<br />Dê-m...
Conclusão <br />Com este trabalho fiquei a saber mais coisas sobre o álcool e espero ter alcançado os meus  objectivos .<b...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

áLcool

2.157 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
676
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

áLcool

  1. 1. Se beber não conduza<br />ÁlcoolTrabalho realizado porCarlos Cortes n.7 6.dPara DT. David Pereira<br />
  2. 2. Introdução <br />Neste trabalho quero falar sobre o álcool e o alcoolismo e no mal que faz se bebermos muito e sobre os seus efeitos fisiológicos .<br />
  3. 3. Alcoolismo<br />Pessoas alcoolizadas.<br />O alcoolismo é geralmente definido como o consumo consistente e excessivo e/ou preocupação com bebidas alcoólicas ao ponto que este comportamento interfira com a vida pessoal, familiar, social ou profissional da pessoa. O alcoolismo pode potencialmente resultar em condições (doenças) psicológicas e fisiológicas, assim como, por fim, na morte. O alcoolismo é um dos problemas mundiais de uso de drogas que mais traz custos. Com excepção do tabagismo, o alcoolismo é mais custoso para os países do que todos os problemas de consumo de droga combinados. Normalmente os alcoólicos têm dificuldades em cumprir os seus deveres profissionais. O álcool provoca acidentes de visão, diminuindo o campo de visão da pessoa.<br />Apesar do abuso do álcool ser um pré-requisito para o que é definido como alcoolismo, o seu mecanismo biológico ainda é incerto. Para a maioria das pessoas, o consumo de álcool gera pouco ou nenhum risco de se tornar um vício. Outros factores geralmente contribuem para que o uso de álcool se transforme em alcoolismo. Esses factores podem incluir o ambiente social em que a pessoa vive, a saúde emocional e psíquica, e a predisposição genética.<br />O tratamento do alcoolismo é complexo e depende do estado do paciente e de seu engajamento no processo de cura .<br />
  4. 4. Efeitos fisiológicos do alcoolismo<br />O consumo excessivo de álcool leva a uma degradação do etanol em etanol pelo fígado, fato que consome NAD+ formando NADH. Na segunda reacção para a formação de acetato também há consumo de NAD+ e formação de NADH, dessa forma o ciclo de Krebs (dependente de NAD+) é diminuído pela falta de NAD+, aumentando portanto o metabolismo anaeróbico das células, o que irá produzir mais ácido láctico no organismo. Esse excesso de ácido láctico no organismo compete com a excreção de urato contribuindo para o aumento de ácido úrico no sangue, o qual irá precitar em articulações gerando uma doença conhecida como gota.<br />O conjunto de efeitos fisiológicos sentidos após excessivo consumo de álcool é conhecido como veisalgia<br />
  5. 5. Alcool no sangue<br />Álcool no sangue Álcool no sangue (gramas/litro) Estados Sintomas 0,1 a 0,3 Sobriedade Nenhuma influência aparente 0,3 a 0,9 Euforia Perda de eficiência, diminuição da atenção, julgamento e controle 0,9 a 1,8 Excitação Instabilidade das emoções, descoordenação muscular. Menor inibição. Perda do julgamento crítico 1,8 a 2,7 Confusão Vertigens, desequilíbrio, dificuldade na fala e distúrbios da sensação. 2,7 a 4,0 Estupor Apatia e inércia geral. Vómitos, incontinência urinária e fezes. 4,0 a 5,0 Coma Inconsciência, anestesia. Morte Acima de 5,0 Morte Parada respiratória<br />
  6. 6. Terapia em grupo e psicoterapia<br />Após a desintoxicação, diversas formas de terapia em grupo ou psicoterapia podem ser usadas para lidar com os aspectos psicológicos subconscientes que são relacionados à doença do alcoolismo, assim como proporcionar a aquisição de habilidades de prevenção às recaídas.<br />O aconselhamento em grupo através de ajuda mútua é um dos meios mais comuns de ajudar os alcoólicos a manter a sobriedades. Muitas organizações já foram formadas para proporcionar esse serviço, como os Alcoólicos Anónimos.<br />
  7. 7. Terapia nutricional<br />O tratamento preventivo das complicações do álcool incluem o uso a longo-prazo de multivitaminas além de vitaminas específicas como B12 e folato.<br />Apesar da terapia nutricional não ser um tratamento propriamente para o alcoolismo, ela trata as dificuldades que podem surgir anos após o uso intenso de álcool. Muitos dependentes de álcool tem a síndrome da resistência à insulina, um distúrbio metabólico no qual a dificuldade do corpo em processar açúcares causa um suprimento desequilibrado na corrente sanguínea. Apesar do distúrbio poder ser diminuído com uma dieta hipoglicémica, ele pode afectar o comportamento e as emoções, efeitos colaterais que frequentemente são observados entre os álcool-dependentes em tratamento. Os aspectos metabólicos desta dependência são frequentemente negligenciados, gerando resultados ruins para os tratamentos.[11]<br />
  8. 8. Não beba mais<br />Beber álcool só faz mal a sua saúde por favor não beba mais deixe esse vicio .<br /> Se bebeu<br />Dê-me o <br />Carro .<br />
  9. 9. Conclusão <br />Com este trabalho fiquei a saber mais coisas sobre o álcool e espero ter alcançado os meus objectivos .<br />Espero que gostem .<br />

×