1lista exercicios-respostas

75 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
75
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1lista exercicios-respostas

  1. 1. 1 – Defina o que mineral e minério Mineral – São elementos ou compostos químicos com composição definida dentro de certos limites, cristalizados e formados naturalmente por meio de processos geológicos inorgânicos. Na Terra ou em corpos extraterrestres. Minério é apenas utilizado quando o mineral ou a rocha apresentar uma importância econômica. 2 – O que é cristal? Sua ocorrência é comum? Sim, sua ocorrência é comum. Cristal é um sólido no qual tem a constituição de padrão tridimensional bem definido, formando uma estrutura com uma geometria especifica. (estrutura cristalina) Sendo mineral primário, são aqueles remanescentes de rochas magmáticas ou metamórficas, que permanecem no perfil do solo bem desenvolvido por serem resistentes ao intemperismo. Não sofreram alteração em sua estrutura e composição, ex: quartzo. Cristal é uma forma da matéria na qual as partículas constituintes estão agregadas regularmente, criando uma estrutura cristalina que se manifesta macroscopicamente por assumir a forma externa de um sólido de faces planas regularmente arranjadas, em geral com elevado grau de simetria tridimensional. 3 – O que se entende por rocha. Discuta Associação de minerais, que por diferentes motivos geológicos acabem ficando intimamente unidos. Embora coesa e muitas vezes dura, não é homogênea. Produto consolidado, resultante da união natural de minerais essências e de minerais acessórios. Diferente de sedimentos (areia de praia): conjunto de minerais soltos. 4 – Defina solo e discuta a definição Solo é um corpo natural, tridimensional, trifásico que compõem a parte sólida mais externa do globo terrestre, sendo descontinuo e ter atividade biológica. Com função de sustentar física e quimicamente as plantas. Possuindo condições ideias pra suporte e desenvolvimento das plantas. tridimensional (superfície, perfil do solo, rocha) trifásico (fase sólida (minerais e matéria orgânica), fase liquida (água no solo / microporos), fase gasosa (ar no solo / macroporos))
  2. 2. 4.1 – O que compõem a parcela inorgânica do solo? E a orgânica? Inorgânica provém de rocha erudita, sendo portanto, o resultado da lenta degradação da rocha mãe, produto de processos físicos e químicos, que resultam em diversas formas e tamanhos. Orgânica é constituída de resíduos de animais transformados, de microrganismos e, principalmente, de vegetais nos mais diferentes estágios de decomposição. Evidentemente, os seres vivos, que promovem a decomposição do material orgânico, participam da dinâmica do solo, caracterizando-o como um corpo vivo. 4.2 – Os microporos correspondem a que fase do solo? E os macroporos? Microporos são a fase liquida (água no solo) Macroporos são a fase gasosa (ar no solo) 5 – Na composição química da crosta terrestre, qual classe de mineral predomina? A classe dos Silicatos são predominantes, sendo presente em 93% dos minerais que constituem as rochas da crosta terrestre, tendo em sua estrutura o elemento silício. 6 – Como os minerais podem ser classificados quanto à sua origem? * Minerais magmáticos, * Metamórficos (mudança de forma), * Minerais formados a partir de soluções, Minerais sublimados, Minerais pneumatolíticos * Minerais magmáticos: aqueles que resultam da cristalização do magma e constituem as rochas ígneas e magmáticas * Metamórficos (mudança de forma): origem pela ação da temperatura, pressão litostática e pressão das fases voláteis sobre rochas magmáticas, sedimentares e também sobre outras rochas metamórficas. Minerais sublimados: formados diretamente da cristalização de um vapor, como também da interação entre vapores. Minerais pneumatolíticos: formados pela reação dos constituintes voláteis oriundos da cristalização magmáticas, desgaseificação do interior terrestres ou de reações metamórficas sobre rochas adjacentes. * Minerais formados a partir de soluções: pela deposição devido a evaporação, variações de temperatura, pH, porosidade e etc. 7 – O que são minerais magmáticos? Minerais magmáticos: aqueles que resultam do resfriamento do magma derretido ou parcialmente derretido, podendo ser formadas com ou sem cristalização, constituem plutônicas (intrusivas / profundidade) e as rochas ígneas (vulcânicas, extrusivas / superfície).
  3. 3. 8 – Como é possível a origem do mineral Halita? Explique. É possível pela evaporação de uma solução, que contenha (NaCl) que é composição química da Halita, com a evaporação se tem a deposição e formação de rocha sedimentar. 9 – A perda de gás agindo como solvente é um processo que ocorre quando uma solução contendo gases entra em contato com rochas provocando reação. Dê um exemplo disto. É que ocorre quando solução aquosa contendo dióxido de carbono (H20 + CO2) entra em contato com rochas calcárias, caso em que o carbonato de cálcio é parcialmente dissolvido formando o bicarbonato de cálcio (CaH2(CO3)2), composto solúvel na solução. O bicarbonato de cálcio é instável e, por causa do aumento de concentração resultante de evaporação e/ou devido a desgaseificação da solução e a outros fatores, ocorre a reversão da reação de dissolução precipitando o carbonato de cálcio [CaCO3 + H2O + CO2 => CaH2(CO3)2] Dando origem às estalactites e estalagmites das cavernas e mármore travertino. 10 – Como é formada a Barita? E a Calcita? O encontro de soluções aquosas com solutos diferentes, ao interagirem, pode formar composto insolúvel ou com coeficiente de solubilidade bem mais baixo, que se precipita. Exemplo: O encontro de uma solução com sulfato de cálcio (CaSO4) com outra contendo carbonato de bário (BaCO3), resultando na formação de um precipitado de barita (BaSO4) A barita pode ser encontrada em rochas ígneas, metamórficas ou sedimentares. Os depósitos de valor comercial são classificados, geologicamente, em três tipos: camada, veios e depósitos residuais. Os depósitos em camadas ocorrem em rochas sedimentares e são considerados os de maior importância em termos comerciais, sendo normalmente constituídos de lentes ou horizontes de barita. Nos depósitos do tipo veio, geralmente, a barita ocorre em rochas calcárias, associada a sulfetos de chumbo e zinco. Os veios têm origem hidrotermal, sendo formados a partir da precipitação de sulfato de bário. Por último, os depósitos residuais encontrados em materiais não consolidados e que são formados pelo intemperismo de materiais preexistentes. Fonte: http://goo.gl/OCWQp - http://goo.gl/Li1Xy Calcita: Ação de organismos sobre soluções: Esse processo resulta da ação dos organismos vivos, animais ou vegetais, sobre as soluções. Dessa forma um grande número de seres marinhos (corais, crinóides, moluscos etc.) extraem o carbonato de cálcio das águas salgadas para formar suas conchas e partes duras de seus corpos, resultando na formação de calcita (CaCO3) e, em menor quantidade, aragonita (CaCO3) e dolomita [MgCa(CO3)2]
  4. 4. A Calcita pode ser formada por processos orgânicos e inorgânicos. No primeiro caso resulta da deposição em fundo marinho, de grandes camadas de material calcário, sob a forma de carapaças e esqueletos de animais marinhos. Uma proporção menor dessas rochas formam-se inorganicamente pela precipitação direta de carbonato de cálcio em soluções aquosas. (água dura, água contendo uma alta concentração de cálcio) 11 – Calcopirita e Granito são rochas ou minerais? Como chegou a esta conclusão? Granito é uma rocha, pois, nomes de rochas costumam ter a terminação -ito (granito, arenito, siltito, argilito, andesito, riolito, quartzito, etc.), mas há muitas exceções (mármore, basalto, xisto, folhelho, conglomerado, etc.). Observe que os nomes citados são todos masculinos, mas há algumas poucas exceções, como ardósia. Calcopirita é um mineral, pois, nomes de minerais costumam ter a terminação -ita ou -lita (pirita, calcita, cassiterita, crisólita, marcassita, fluorita, sodalita, calcopirita, hematita, malaquita, alexandrita, etc.), mas muitos dos nomes mais antigos fogem à regra: galena, opala, granada, esmeralda, ágata, safira, turmalina, etc. Ao contrário dos nomes de rochas, os de minerais costumam ser femininos, mas também aqui há, entre os mais antigos, muitas exceções: topázio, quartzo, diamante, feldspato, rubi, ônix, jaspe, talco, olho-de-tigre, etc.

×