Fatores Humanos

1.334 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.334
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
573
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fatores Humanos

  1. 1. Tecnologia em Sistemas para Internet - IFMSAula 02 – Fatores HumanosInteração Humano-ComputadorProf.º Msc. Sidney Roberto de Sousa
  2. 2. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 2Sumário● A psicologia da Interação Humano-Computador● O processamento de informação pelo homem● Os mecanismos da percepção humana
  3. 3. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 3A PSICOLOGIA DA IHC
  4. 4. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 4A psicologia da IHCQuanto mais se conhece a respeito de tecnologia enatureza humana, mais o conceito de interface muda...TERMINAL DE LINHA DE COMANDOJANELA GRÁFICATELA TOUCHSCREENHOLOGRAMAS…?
  5. 5. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 5Psicologia Cognitiva● Estuda o comportamento humano e osprocessos mentais subjacentes → o que sepassa pela cabeça da pessoa sem que elamesmo perceba?● Adotou o modelo de processamento deinformação para estudar o comportamentohumano
  6. 6. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 6O PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃOPELO HOMEM
  7. 7. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 7O processamento de informação pelo homem● Nossa interação com computadores é afetadapelo funcionamento de nossos mecanismosperceptuais, motores e de memória● Ex.: maior facilidade para ler texto em umadeterminada fonte de caracteres ou com umacor de maior destaque
  8. 8. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 8O modelo MPIH● Card et al (1983) propuseram o Modelo doProcessador de Informação Humano (MPIH) a fim deajudar a entender a interação usuário-computadorquanto a comportamentos● Neste modelo, podemos perceber que o ser humanopossui basicamente três “interfaces”:– O sistema perceptual– O sistema cognitivo– O sistema motor
  9. 9. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 9O modelo MPIHExtraído de Rocha e Baranauskas (2003)LegendaPP: Processador PerceptualPC: Processador CognitivoPM: Processador MotorMIV: Memória de Imagem VisualMIA: Memória de Imagem AuditivaMCD: Memória de Curta DuraçãoMT: Memória de TrabalhoMLD: Memória de Longa Duração
  10. 10. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 10O sistema perceptual● Transporta sensações do mundo físico,detectadas por sistemas sensoriais do corpo eos transforma em representações internas● Ex.: o sistema visual● Logo após um estímulo visual, umarepresentação do estímulo aparece na MIV● Logo após um estímulo auditivo, umarepresentação do estímulo aparece na MIA
  11. 11. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 11O sistema perceptual● Logo após a apresentação física de um estímulonas memórias perceptuais, uma representação depelo menos parte do conteúdo ocorre na MT (onosso “cache” :D)● Todas as memória que param na MT se“desbotam” em um tempo curto– Estudos mostram que as memória advindas da MIV sedesbotam em um intervalo entre 90 e 1000 ms– Já as memórias advindas da MIA se desbotam em umintervalo entre 900 e 3500 ms
  12. 12. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 12O sistema cognitivo● Em tarefas mais simples, serve apenas para conectarentradas do sistema perceptual para saídas corretas dosistema motor● Porém, a maioria das tarefas realizadas pelo serhumano envolve de forma complexa aprendizado,recuperação de fatos e resolução de problemas● Existem duas memória no MPIH que são diretamenteassociadas ao sistema cognitivo:– MT (ou MCD)– MLD
  13. 13. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 13Memória de Curta Duração(ou Memória de Trabalho)● Armazena os produtos intermediários dopensamento e as representações produzidaspelo sistema perceptual● É onde as operações mentais obtém seusoperandos e deixa os seus resultadosintermediários● Analogamente, podemos pensar nela como amemória secundária de um computador
  14. 14. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 14Memória de Curta Duração(ou Memória de Trabalho)● A MCD é constituída de chunks● Chunk → elementos ativados da MLD quepodem ser organizados em unidades maiores● O chunk é função tanto do usuário quanto datarefa que ele tem para realizar
  15. 15. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 15Hmm... chunk...Não entendeu... vamos fazer um pequenoexercício! :D
  16. 16. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 16Tente memorizar a sequência abaixoS-C-Ç-U-E-L-S-U-A-O-A
  17. 17. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 17Difícil?
  18. 18. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 18Agora, tente memorizar a sequência abaixoE-U-U-S-O-C-A-L-Ç-A-S
  19. 19. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 19Foi mais fácil... mas porquê?
  20. 20. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 20Foi mais fácil... mas porquê?Para uma população de ouvintes, a segundasequência representa 3 chunks a seremlembrados:(EU, USO, CALÇAS)… ao invés de 10!
  21. 21. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 21Ainda sobre chunksQuando um chunk na MLD é ativado, aativação se espalha aos chunks relacionadosem vários níveis, conceitualmente como numarede semântica.(… já se pegou pensando em algo e, de repente, se lembrou deoutra coisa nada a ver? Pois é, talvez estas coisas não sejam tãonada a ver assim...)
  22. 22. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 22Memória de Longa Duração● Armazena a massa de conhecimento do usuário →fatos, procedimentos, histórias, etc.● Pode ser entendida no MPIH como uma rede dechunks acessados de forma associativa a partir da MT● Na MLD, não existe desbotamento → por mais queachemos que nos esquecemos de algo, ele semprevai estar lá!● Porém, podem ocorrer “problemas técnicos” →associações não encontradas ou interferências entreassociações de chunks, por exemplo
  23. 23. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 23O sistema motor● Após os processamentos perceptuais ecognitivos, o pensamento é finalmentetraduzido em ação pela ação de padrões depares de músculos voluntários disparados umapós o outro● Por exemplo, para usuários de computador,os sistemas braço-mão-dedo e cabeça-olhosão exemplos de tais músculos capazes deresponder a impulsos nervosos
  24. 24. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 24O movimento● Não é contínuo como parece!● Na verdade, é uma série de pequenosmovimentos discretos, onde cada pequenomovimento destes precisa de um ciclo do PM● Estudos mostram que cada ciclo demora umintervalo entre 30 a 100 ms● Vamos utilizar estes dados para avaliar omovimento de digitação do usuário?
  25. 25. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 25Pressionando uma tecla● Segundo dados experimentais:– Usuário avançado: 60 ms– Usuário novato: 1 s● No MPIH, é preciso dois ciclos do processador motor→ uma para pressionar e outro para soltar a tecla● Tempo total no MPIH: 2 * 70 = 140 ms (em média)
  26. 26. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 26MECANISMOS DA PERCEPÇÃO HUMANA
  27. 27. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 27Teoria construtivista● Nossa visão do mundo é construída de formaativa pela informação que percebemos nosambientes mais o conhecimento previamentearmazenado● A informação que captamos é construída pormeio de processos cognitivos
  28. 28. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 28Teoria ecologista● A percepção é um processo direto queenvolve a detecção de informação doambiente● Não requer quaisquer processos deconstrução ou elaboração● Affordance → os objetos possuemcaracterísticas que guiam a nossa percepçãosobre eles
  29. 29. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 29Exemplo: Quais são os botões da tela abaixo?
  30. 30. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 30Mas...… como os sinais externos que chegam aosórgãos sensoriais são convertidos emexperiências perceptuais significativas?
  31. 31. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 31Mas...… como os sinais externos que chegam aosórgãos sensoriais são convertidos emexperiências perceptuais significativas?Talvez, utilizando reconhecimento porcasamento de padrões!
  32. 32. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 32Exemplo: Onde está a letra L?
  33. 33. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 33Exemplo: Onde está a letra L?
  34. 34. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 34Exemplo: Onde está a letra L??
  35. 35. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 35O que percebemos?
  36. 36. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 36O que percebemos?
  37. 37. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 37O que percebemos?
  38. 38. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 38O que percebemos?
  39. 39. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 39O que percebemos?
  40. 40. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 40A percepção humana possui limites● Quando se olha para o que se quer ver é maisfácil ver → eu procuro o Batman ou oWolverine?● De forma análoga, não conseguimos “ouvir”duas conversas simultaneamente● Já tentou ouvir uma conversa entre tantas defundo em meio a uma multidão?
  41. 41. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 41Percebendo a profundidade
  42. 42. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 42Percebendo o movimento
  43. 43. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 43Percepções conflitantes
  44. 44. Tec. em Sistemas para Internet - IFMS 44BibliografiaCARD, S. K.; MORAN, T.P.; NEWELL, A. A Psicologia da InteraçãoHumano-Computador. Laurence Erlbaum Ass.. Hillsdale, NJ, USA, 1983.ROCHA, H. V.; BARANAUSKAS, M. C. C. Design e Avaliação de InterfacesHumano-Computador. Instituto de Computação, UNICAMP, pgs. 47-98.Campinas, 2003.

×