DARITON SOUZAA REGIONALIZAÇÃO DOJORNALISMO BRASILEIROArtigo apresentado como exigenciada composição da nota parcial dobime...
A REGIONALIZAÇÃO DOJORNALISMO BRASILEIROTHE REGIONALISATIONBRAZILIAN JOURNALISMDariton Souza de BarrosResumo: AImportância...
INTRODUÇÃO:O processo de regionalização dos meios de comunicação no Brasil é considerado eficaz, poistem elementos fundame...
voltado ao pensamento que o torcedor tem sobre os acontecimentos nos meios esportivos ogrupo tem como ideia mostrar tudo q...
Jornal Lance: Em Busca da RegionalizaçãoCapítulo I: Apresentação“Jornal Lance”O grupo Lance foi fundado por Walter de Matt...
A questão a ser questionada é porque o jornal lance considerado o maior meio impresso naárea esportiva no Brasil só tem su...
“ Porque o Rio Grande do Sul ”O estado do Rio Grande do sul se localiza na região sul do Brasil, e nos últimos anos vem se...
Capítulo II: Porque a BahiaA BahiaEstá situada ao sul da Região Nordeste do Brasil e é o maior estado da região. Segundo a...
Capítulo III: Fator Copa do MundoFiscalizaçãoO Brasil já se preparar para receber um dos maiores eventos esportivos do mun...
Porto Alegre do que os próprios meios gaúchos. O outro estádio utilizado na região sul será odo Atlético Paranaense em Cur...
ConclusãoO Grupo Lance precisa se Regionalizar por todo o Brasil, mesmo já sendo um dos maioresmeios impressos na área esp...
acima de tudo o melhor jornal esportivo da América do sul e quem sabe o melhor do Mundona Área.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Regionalização no Jornalismo Esportivo Brasileiro

381 visualizações

Publicada em

Meu Projeto experimental fala sobre uma possível expansão do jornalismo para outros estados do Brasil. Destaque para o estado do Rio Grande do Sul na região sul e para estado da Bahia na região nordeste. Produto utilizado foi Grupo Lance e sua possível regionalização da informação esportiva.

Publicada em: Esportes
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regionalização no Jornalismo Esportivo Brasileiro

  1. 1. DARITON SOUZAA REGIONALIZAÇÃO DOJORNALISMO BRASILEIROArtigo apresentado como exigenciada composição da nota parcial dobimestre da disciplina “JornalismoComparado II”FRANCA2012
  2. 2. A REGIONALIZAÇÃO DOJORNALISMO BRASILEIROTHE REGIONALISATIONBRAZILIAN JOURNALISMDariton Souza de BarrosResumo: AImportância da regionalização, com a criação de uma edição do tabloide Lancenas Regiões nordeste e sul do Brasil, nos estados da Bahia e do Rio Grande do Sul por seremestados em Crescimento econômico e populacional grande nos últimos anos, e por seremapaixonados por esportes e principalmente pelo futebol. Além de mostrar como os meios decomunicação podem ajudar na fiscalização dos recursos para realização de eventos esportivos.Abstract: The Importance of regionalization with the creation of a tabloid edition of LanceRegions in northeastern and southern Brazil, in the states of Bahia and Rio Grande do Sulstates for being in great economic and population growth in recent years, and because they arepassionate about sports and especially for football. Besides showing how the media can helpin monitoring of resources for conducting sporting events.Palavras-chave: Regionalização, Informação, Fiscalização, Paixão, FutebolKeywords: Music, Culture, Influence, revolution, communication.
  3. 3. INTRODUÇÃO:O processo de regionalização dos meios de comunicação no Brasil é considerado eficaz, poistem elementos fundamentais sejam em relação a abrangência nacional ou local que são aeconomia o social e principalmente a diversidade cultural. Mesmo com a globalização em altaa sociedade ainda busca nos meios de comunicação uma linguagem e temas que se adequemcom os locais onde eles se encontram. Isso não se delimita, tanto na esfera pública quanto naprivada a regionalização é uma ação que colabora, pois ajuda a atingir uma maior parte dapopulação.Mesmo com todos os avanços tecnológicos dos últimos anos que ajudaram as pessoas a serinformar com mais facilidade e rapidez, isso não fez que a procura do cidadão pelasinformações que tratam das questões locais e regionais diminuísse e que o valor daquilo queacontece no seu cotidiano e daqueles que ele convive ainda é considerado mais importanteque as demais notícias.A regionalização fortalece o jornalismo, pois nele o lado social é mais amplo e a resposta queo publico quer é imediata, além da fidelidade que o meio adquiri em relação ao público quesempre vai em busca de uma informação que colabore com a construção e a preservação dosvalores e das coisas que estão ligadas com a sua realidade atual.Esse processo também se destaca por ser ao mesmo tempo uma forma de oportunidade queatrai negócios interessantes tanto para os meios quanto para a população em geral. Ojornalismo que se utiliza da regionalização da informação tem grandes chances de se firmar eobter sucesso no futuro, e que daqui algum tempo só sobreviverão os meios que adquirem osistema de informação regional.A característica exposta nesse artigo tem ligação com a Teoria Hipodérmica, já que aregionalização impõe uma característica de uma região, mesmo o jornal não sendo publicadonessa região.O Artigo fala sobre a importância da regionalização da informação para o jornalismo tendocomo personagem o grupo Lance que completou no mês de novembro de 2012, 15 anos deHistória. O questionamento gira em torno do fato do jornal impresso do grupo só ter suacirculação na região sudeste do Brasil. Já que seria favorável a criação de uma edição própriapara os estados do Rio Grande do sul na região sul do País, e na Bahia na região nordeste.Baseado no momento que os dois lugares vivem, além dos dados em relação a paixão dostorcedores nesses dois estados, com por exemplo o interesse das mulheres pelo futebol naregião sul do Brasil. Isso ajuda a empresa a crescer e ao mesmo tempo aumentao interesse dapopulação, assim gerando mais oportunidades, informação e lucro para ambas as partes. Levominha analise no ponto de vista de crescimento do meio de comunicação que conseguiuchegar tão longe com um projeto que no começo gerou tanto preconceito e trabalho que eraum caderno somente com assuntos esportivos e que hoje é conceituado o jornal maisinformativo nessa área, Além de ser considerado um meio de comunicação imparcial e muito
  4. 4. voltado ao pensamento que o torcedor tem sobre os acontecimentos nos meios esportivos ogrupo tem como ideia mostrar tudo que realmente é independente que isso possa causarmuitos problemas. Também vejo pelo ponto de vista democrático que se na região sudeste dopaís o jornal tem circulação, ele também deveria ter em outras regiões, pois informação não éuma coisa apenas de um determinado lugar, ela e de âmbito geral, da nação vendo por esselado, deixo expresso no artigo que seria prudente a criação de um jornal nas regiões Nordestee sul do Brasil devido a vários fatores.Deixo claro que Rio grande do sul é a Bahia são os mais defendidos por mim na pesquisadevido aos últimos anos onde a economia o empresarial e a população estão em alta, além daPaixão dos torcedores pelo futebol já que os dois estados juntos tem quatro equipesconsideradas grandes do futebol brasileiro. Também pelo fato de serem sedes de alguns jogosda copa do Mundo de 2014 onde os meios de comunicação precisam estar atentos em relaçãofiscalização dos estádios. Mas se esquecer de citar também os outros estados que merecem emum longo prazo um meio de informação, que é o jornal lance, caso de Curitiba, Fortaleza,Pernambuco e Santa Catarina. A partir do momento que abrir fronteiras com outros estadosfica bem mais fácil expandir a marca na região, assim tendo uma possibilidade da criação devarias edições por todo o território brasileiro.
  5. 5. Jornal Lance: Em Busca da RegionalizaçãoCapítulo I: Apresentação“Jornal Lance”O grupo Lance foi fundado por Walter de Mattos Jr, em outubro de 1997 no Rio de Janeiroonde se localiza a sede da empresa, o jornal lance foi a primeira criação de Walter de MattosJr. O jornal impresso e diário traz um jornalismo especializado em esportes e abordaprincipalmente a paixão do brasileiro, o futebol.Logo após sua criação ele foi destinado aos polos mais influentes em relação estado, capitalfinanceiro e empresarial, que eram Rio de Janeiro, São Paulo, e em 2004 o estado de MinasGerais ganhou sua primeira edição. O formato impresso não é único meio de informação dogrupo de comunicação lance, que ainda conta com o site lancenet.com, o rádio lance, além deuma revista mensal vinda com o jornal no segundo sábado do mês. Hoje o meio é consideradoum dos maiores grupos de mídia esportiva do Brasil. Usa o formato tabloide, o mesmo usadopor alguns meios impressos na América do sul, e também na Europa. O grupo lance jáalcançou varias marcas e prêmios o meio já foi considerado o nono jornal mais lido do Brasil.Segundo uma pesquisa a marca lance teve as maiores notas no quesito inovação e criatividadeno ranking de 14 jornais apresentados na edição. No Brasil, cerca de 1,5 milhão de pessoasleem o lance, o site é também e uma fonte muito usada pelos leitores são mais de 3.910.836acessos ao site Lancenet.com por mês. O jornal que buscava o atingir as classes sócias A e Bhoje tem no público da classe C seu leitor mais fiel.Além do prestigio que jornal vem obtendo em relação ao publico e também relação a critica ojornal consegue feitos marcantes em sua historia, em 2011 o grupo atingiu a marca de 5000edições do jornal. E em novembro de 2012 o jornal impresso comemorou 15 anos decirculação. O grupo que quase fechou as portas 1998 por problemas financeiros hoje é umexemplo de jornalismo bem sucedido que além de informar os torcedores, ele não se omite emrelação a escândalos, e que esta sempre de olho em todos os acontecimentos que rodeiam oesporte nacional, sempre em defesa do torcedor.Ser referencia em conteúdo esportivo no país oferecendo um jornalismo de qualidadeindependente, em defesa dos interesses do torcedor e do desenvolvimento do esportenacional.A Missão do Lance!
  6. 6. A questão a ser questionada é porque o jornal lance considerado o maior meio impresso naárea esportiva no Brasil só tem sua circulação nos estados da região sudeste do país, e não nasdemais regiões. Não há duvida que São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerias continuamsendo os polos mais fortes em relação a estado, capitais financeiros e empresariais, mais nãose podem descartar outros estados do país que vem crescendo e quase atingindo o mesmonível.Caso do Rio Grande do Sul na região sul, e também o estado da Bahia na região nordeste doPaís. Para ter uma ideia ambos mostram um crescimento estrondoso tanto demograficamentequanto economicamente além do número de habitantes que também aumentou muito nosúltimos anos. Os dois estados estão entre os cinco mais populacionais atrás apenas de SãoPaulo, Minas Gerais e do Rio de Janeiro.O tema mais abordado no jornal sem dúvida nenhuma é o futebol, outro ponto que ajuda aindamais na minha defesa, pois tanto os torcedores gaúchos quanto os torcedores baianos sãoconsiderados torcedores muito apaixonados tanto por futebol como também pelos outrosesportes. A comprovação disso é vista nos meios de comunicação, tanto em meios televisivosonde vemos estádios lotados, com a presença maciça dos torcedores, como também empesquisas divulgadas onde foi visto o número de pessoas que torce ou tem alguma simpatiapor algum clube de futebol do país, para ter uma ideia mais de 80% da população da Bahia eprincipalmente do Rio Grande do Sul gostam do esporte mais famoso do mundo.A vantagem que a região sudeste tem é pelo fato de abrigar dez equipes consideradas maisimportantes e grandes no cenário esportivo, em São Paulo temos o Corinthians, segundamaior torcida do Brasil. São Paulo em terceiro, Palmeiras e Santos entre os oito colocados. Jáno Rio de Janeiro temos o time com maior torcida do país o Flamengo. O Vasco que seencontra entre os seis primeiros, além do Fluminense e do Botafogo. Já em Minas Gerais aapenas duas equipes consideradas grandes o Atlético Mg e o Cruzeiro. As outras demaisequipes estão nas regiões do sul e nordeste do país, exatamente no Rio Grande do Sul cominternacional e o Grêmio. E na Bahia com o Vitória e o Bahia.Com todos esses pontos positivos fica difícil não acreditar que um grupo como Lance nãoteria sucesso nesses dois estados, já que praticamente todos os quesitos fundamentais que dãoênfase para circulação do jornal na região sudeste, também são vistos claramente nas regiõessul e nordeste tanto no econômico como também no empresarial. Fica claro que todo meio decomunicação precisa se expandir e não apenas ficar preso a um determinado lugar, pois esse épapel do jornalismo estar sempre em todo lugar sempre com informação de qualidade.
  7. 7. “ Porque o Rio Grande do Sul ”O estado do Rio Grande do sul se localiza na região sul do Brasil, e nos últimos anos vem sedestacando pelo forte mercado econômico e empresarial. Segundo a ultima pesquisa realizadaem 1 de julho de 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o estado doRio Grande do Sul possui atualmente 10.770.603 habitantes, é o quinto estado mais populosodo Brasil. A cidade de Porto Alegre abriga cerca de 1.416.714 Pessoas.Esses dados mostrar o crescimento e a evolução que o estado vem tentando nos últimos anos,e segundo estimativa só aumente. É o lugar do momento para abrigar qualquer tipo deinvestimento, seria oportunidade do grupo Lance, de regionalizar o tabloide esportivo noestado e principalmente na região do sul do Brasil. Alguns pontos devem ser destacados, oestado do Rio grande do sul tem aspectos que dão total condição não apenas economicamentemais também porque atende principalmente o tema mais debatido e exposto pelo jornal ofutebol.O estado gaúcho abriga duas equipes grandes do futebol que são o Internacional de PortoAlegre e Grêmio Porto Alegrense. O fanatismo do torcedor gaúcho é impressionante o estadoaparece e primeiro lugar com 90% da população que torce ou tem alguma admiração poralguma equipe brasileira.Um dos objetivos que destaco e sobre os leitores do jornal lance no país cerca de 87% queleem o jornal são homens, sobrando 13% para o publico feminino, vejo através da criação doDiário lance no Rio Grande do Sul uma chance clara de aumentar o interesse de leitura dopublico do sexo feminino, pelo que vemos em todos os meios de comunicação principalmentena televisão os estádios gaúchos apresentam um numero excepcional de mulheresacompanhado o esporte e principalmente futebol, o numero de mulheres que vão assistir osjogos de Grêmio e Internacional e surpreendente, devido esse público feminino tão acentuadoesses 13% teriam sem dúvida a uma grande chance de aumento com a criação do jornal noestado.O jornal Lance que usa o formato tabloide o mesmo usado pela maioria dos jornais gaúchosteria como principal desafio conquistar o público com uma abordagem e linguagem diferenteda usada na região sudeste do país isso como uma maneira de diversificação, pois isso chamaatenção do público. O meio também precisa usar mesma forma de conteúdo utilizada nosjornais do sudeste, que é o de não ter apenas noticias das equipes gaúchas, ele precisa abrirespaço para outras equipes das regiões vizinhas caso de Santa Catarina e Curitiba.
  8. 8. Capítulo II: Porque a BahiaA BahiaEstá situada ao sul da Região Nordeste do Brasil e é o maior estado da região. Segundo aúltima pesquisa realizada no final de 2011 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE) a Bahia vem em quarto lugar, com 14.175.341 habitantes, e esta apenas atrás de São Paulo,Minas Gerais e do Rio de Janeiro.A capital Salvador aparece em terceiro lugar no ranking das cidades mais populosas com 2,71milhões de habitantes. O grande destaque do estado é o forte Produto Interno Bruto (PIB) o sextomaior do país. Além do número gigantesco de turistas que visitam o estado todos os anos devido abelezanaturais e dos valores histórico e culturais. Não por acaso a Bahia é conhecida como a terrada felicidade, e porque não a do esporte e principalmente do futebol.Os baianos tem orgulho de abriga duas equipes tradicionais do futebol brasileiro o Bahia e oVitoria. O estado aparece na sétima posição com 85 % da simpatia da população pelo futebol, maisa dados que comprovam que o fanatismo do torcedor baiano pelos times do estado é o maior doBrasil. Como um estado com essa dimensão e com essa vibração vista no rosto de todos, não temcondições de abrigar um meio de comunicação como lance. Todos sabem que a Bahia ainda temalguns sérios problemas que atrapalham o estado crescer, mais isso não impede que o grupo invistano estado é a oportunidade de elevar mudanças interessantes em relação àquilo que o lance tem demelhor que a criatividade e a inovação e o principal a responsabilidade social.Quando pensamos em meio de comunicação temos em mente que o fundamental é informação dequalidade sobre aquilo que nos interessa, mais o que mais tem importância é aquilo que dizrespeito a você e a sociedade ao seu redor, sobre investimentos feitos pelos governos, sobre ondeesta sendo encaminhada a verba que é dedicada principalmente a cultura e o esporte, esse é umpapel do jornalismo o de investigar e não se intimidar com a opinião de grupos privados ou degovernantes que tentem enganar a população. A região nordeste já sofreu demais com esse tipo desituação a qual não sabe qual o destino da verba destinada a construção de estádios epoliesportivos.O jornal Lance é conhecido no cenário esportivo também por ser um meio investigativo isso deixao público mais ligado, e principalmente deixa os governantes e grupos privados mais preocupados.Para ter uma ideia a região nordeste juntamente com a norte do país tem os maiores casos deelefantes brancos no Brasil, isso só ocorre porque os meios que lá abrigam não tem condição demudar a situação, ou são inibidos de alguma forma. Por esse motivo a criação de um Jornal naregião nordeste é necessária não apenas pelo futebol, mais também pela questão social.
  9. 9. Capítulo III: Fator Copa do MundoFiscalizaçãoO Brasil já se preparar para receber um dos maiores eventos esportivos do mundo, a Copa doMundo de 2014, antes disso o primeiro teste do país será já em 2013 com a Copa dasConfederações. Todos nós sabemos que o país tem muitos problemas e o tempo para resolvercada dia que passa é menor, além dos problemas com infraestrutura, transporte, trânsito,aeroportos, e a violência. Os estádios também preocupam para ter uma ideia a maioria dosestádios seriam entregues já em dezembro de 2012, agora previsão e que todos sejamentregues apenas em 2013 praticamente em cima da hora.O que tudo isso tem a ver com jornalismo e principalmente com o grupo Lance, simples aFiscalização. O papel da mídia é fundamental para que a população saiba os prazos e custosdas obras que serão feitas na sua cidade, muitos sabem que alguns estádios que serãoconstruídos serão feitos com dinheiro público, mais também temos certeza que a maioria nãosabe. Isso acontece principalmente aonde a informação não chega da maneira adequada. Ogrupo Lance na região sudeste deixou claro para os leitores, que estádio que pertencera aoSport Club Corinthians Paulista terá além do investimento de empresas privadas, terá umagrande porcentagem do dinheiro saído do bolso do cidadão em outras palavras o dinheiropúblico.E o dinheiro dos demais estádios esta saído da onde o custo total dos 12 estádios brasileirosem arenas de alto padrão para a copa do mundo de 2014 esta perto a 6,7 bilhões de reais.Infelizmente a maioria desses se tornarão elefantes brancos porque por falta de fiscalização, jáque a maioria dos governantes é beneficiada, além dos grupos privados que aproveitam daocasião também para aprontar falcatruas contra a sociedade, e o único que pode tentar abri osolhos da população são os meios de comunicação.O Jornal Lance faz uma cobertura bem interessante sobre a copa do mundo principalmente naregião onde ele tem circulação questões sobre o uso do dinheiro do povo na construção doestádio Paulista, da greve e dos atrasos nas obras do Maracanã e do Mineirão, sempre o lanceesteve presente tentando informar os leitores dos problemas que estavam ocorrendo. E asdemais regiões quais são os meios impressos que fazem uma cobertura tão bem analisadacomo o lance. Na região Sul os jogos serão realizados no estádio da Beira Rio no Rio Grandedo Sul, que era para ser entregue agora em dezembro por motivos desconhecidos só seráentregue em 2013. O lance de São Paulo dava mais informação sobre o que acontecia em
  10. 10. Porto Alegre do que os próprios meios gaúchos. O outro estádio utilizado na região sul será odo Atlético Paranaense em Curitiba outro lugar onde o Lance não tem circulação.O caso mais preocupante envolvendo a verba pública é nas regiões Norte e Nordeste do país,dos 12 estádios que serão ou reformulados ou construídos cinco são das regiões citadas.Quatro do nordeste e um do Norte. Na região nordeste além do estado da Bahia com a FonteNova, teremos em Natal com Arena de Dunas no Rio Grande do Norte, O Castelão emFortaleza no Ceará e fechado na Arena Pernambuco em São Lourenço da Mata na grandeRecife. Na ultima vistoria feita pela FIFA ambos os estádios estavam muito atrasados e opovo sem saber o por que. O estádio da Bahia será usado já no ano que vem na Copa dasconfederações e a um riso serio de ficar de fora se não acelerar o processo de conclusão.Esse é um dos aspectos principais na minha defesa pela criação do jornal Lance Gaúcho e umBaiano já que além do que já foi apresentado, esse é um dos pontos mais sérios a fiscalizaçãoque é muito mal feita pelos meios de comunicação de algumas regiões do Brasil, muitos porserem controlados pelos políticos e por empresas privadas. Considero isso importante já que oGrupo Lance é visto pela critica como um jornalismo independente que mostra a realidadepara o povo e que isso não interfere apenas o esporte mais também toda a sociedade que sãoos investimentos feitos pelos governantes.Muitas pessoas devem imaginar que um estádio em Manaus na Amazonas seja pelo fato deser único na região Norte e tal por ser considerado um estado que representa o Brasil pelafloresta amazônica, mais a pergunta que fica que usara esse estádio depois que a copa acabar.Arena Amazônia mais conhecida como Vivaldão terá capacidade para 43 mil pessoas e ovalor gira em torno de 532 Milhões de reais o grande questionamento e que time vai cuidardesse estádio já que a maioria das equipes da Amazônia não se encontrar né na terceiradivisão do futebol brasileiro, além de ter folhas salarias menores do Brasil. Moral da historiamais um elefante branco, porque todos já sabem ninguém faz nada.Por isso que volto a repetir o único que pode mostra a população sobre tudo nesse mundo é ojornalismo e atualmente o único meio adequado esportivo que ainda investiga os gastos comestádios e eventos aqui no Brasil é o Lance, digo isso já que o grupo foi fundamental emmuitos acontecimentos que acabaram com escândalos no meio do futebol, entre eles a CPI dofutebol, a máfia do apito, e o mais recente o que levo Ricardo Teixeira depois de anos comopresidente da CBF larga o cargo de majoritário do futebol Brasileiro.Além das excelentes matérias feitas nos últimos anos sobre a violência no futebol, condenadoas torcidas organizadas. E o que mais chama atenção e que Editorial na maioria das vezes éestampado na capa do jornal, com uma opinião não de um simples jornalista, mais sim de umapaixonado pelo esporte como todos nós,brasileiros que apenas torcemos por um País melhorsem escândalos envolvendo o Dinheiro público, assim poderemos apenas vibrar pelo futebolque nos dá tanta alegria, e ver um Brasil melhor para todos. Esse é papel do jornal lance tantono esporte como no social.
  11. 11. ConclusãoO Grupo Lance precisa se Regionalizar por todo o Brasil, mesmo já sendo um dos maioresmeios impressos na área esportiva, é aconselhável que o meio de comunicação procure novoscampos de atuação e não fique apenas na região sudeste. Já que considerado indispensáveluma edição do tabloide lance nas regiões sul e nordeste do país por considerar polosfortíssimo onde se encontra um publico interessado pelos temas abordados no jornal, pois oBrasil não se resume apenas por São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, o país tambémtem a Bahia o Rio grande do Sul,Distrito federal, Amazônia e mais 23 estados que amam ofutebol e principalmente gostam de informação de qualidade.E com a força que o grupo lance tem em relação a investigação do uso do dinheiro público,pois tudo que gera informação de qualidade beneficia a população, mais também o grupoassim gerando lucros com vendas, coberturas, prêmios, a marca cresce e principalmente oreconhecimento da sociedade. O sistema usado pelo grupo Lance tem como objetivoconquistar os leitores de uma maneira que além de consumidores eles se tornem fãs do jornale com a circulação desse meio de comunicação nos cinco estados mais populosos do Brasildaria um impulso para um o grupo alcançar não apenas seus objetivos próprios como de todosos Brasileiros.Fica muito clara a importância de um meio dessa dimensão em todo o Brasil, pois além deinformar bem sobre um assunto de âmbito mundial que é o Futebol, além dos demaisesportes, ele ainda consegue ver acima do esporte que pode ser importante, mais que aindacontinua sendo uma das coisas menos importantes em relação ao social. Pois os escândalos eatitudes de algumas pessoas prejudicam não só o esporte, como torcendo e toda umasociedade, e para que isso fique mais claro para a população, o Jornalismo e principalmente osmeios de comunicação precisam se unir na regionalização da informação em todo o Brasil, jáque tecnologia juntamente com a Informação são quase invencíveis, pois elas mobilizam aspessoas a mudarem as coisas.Esse é o melhor caminho a ser fazer é o da regionalização do jornal Lance por todo Brasil nãoapenas no sudeste mais também no sul e no nordeste e futuramente no Norte e Centro Oestedo país, para que além de informar e fiscalizar, possa ser o melhor no quesito esportivo, e
  12. 12. acima de tudo o melhor jornal esportivo da América do sul e quem sabe o melhor do Mundona Área.

×