A Transdisciplinariedade da Bioética

756 visualizações

Publicada em

Apresentação de aula durante disciplina do Mestrado, para obtenção de créditos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
756
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Transdisciplinariedade da Bioética

  1. 1. Dario Palhares Geisy Lemos Arruda Sob orientação de Volnei Garrafa.Apresentação como parte dos quesitos necessários para a obtenção de créditos da disciplina Fundamentos de Bioética, no programa de pós-gradução em Bioética da Universidade de Brasília.
  2. 2. Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano.Editora Gaia. São Paulo, 2006 Alya Saada Miguel Kottow Traduzido por Luciana Moreira Pudezzi, Nicolás Nyimi Campanário.
  3. 3. Dialética do concreto.Editora Paz e Terra, 2ª edição. 6ª reimpressão.1995. Karel Kosík (June 26, 1926 – February 21, 2003)
  4. 4. Definições Disciplina, disciplinaridade Disciplina é a classificação, o agrupamento de aspectos do conhecimento humano O conhecimento humano atual é muito extenso, mas é finito. E por ser finito, permite a categorização. Ex: biblioteconomia: não precisa ler todos os livros, mas classifica-os e agrupa-os.
  5. 5. Disciplina eDisciplinariedade  A disciplinaridade implica na fragmentação do conhecimento. Como não se é possível saber tudo de tudo, então, o processo de ampliação do conhecimento humano ocorre sobre áreas e subáreas Dicotomização objetivação  Falácia: considerar as disciplinas como naturais, estanques e separadas.  Cada disciplina apresenta campos particulares e campos de interseção com outras disciplinas  Portanto, cada disciplina apresenta métodos próprios e métodos em comum com outras disciplinas Zamora, R. Aspectos fundamentales de la transdisciplinariedad
  6. 6. Multi/Inter/Trans Buenos Aires, 1994  “Bioética, Poder e Injustiça” Aprofundamento das bases conceituais de sustentação e a necessidade de contextualização entre a realidade de nações mais pobres Novos enfoques, abordagens e categorias - respostas mais adequadas ao problemas constatados.  Multi: diz respeito ao estudo de um objeto de uma mesma e única disciplina por várias disciplinas ao mesmo tempo.  Inter: se refere à transferência de uma disciplina para outra.  Trans: está ao mesmo tempo entre as disciplinas, através das disciplinas e além das disciplinas. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  7. 7. Multi/Inter/TransA disciplinaridade, portanto, não é inerente ao gênio humano, mas sim uma estrutura administrativa da Academia, que é o local mais expressivo de produção de saberes (mas não o único).
  8. 8. Interdisciplinaridade transferência de métodos  Há três graus de interdisciplinaridade:  Primeiro Grau: aplicação direta em área distinta. Ex: Teste de paternidade – métodos a engenharia genética(biologia) levados para a medicina e o direito.  Segundo Grau: epistemológico. Transferência da lógica dialética para disciplinas então fragmentadas e objetivas. Ex: a saúde pública produz análises diferenciadas na epistemologia do direito (justiça social).  Terceiro Grau: Geração de novas disciplinas vários conhecimentos se juntam para criar uma nova disciplina. Ex: bioquímica, física médica, psicologia do trabalho. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  9. 9. Transdisciplinaridade Entre, através e além. (Nicolescu,2000a) Considera a totalidade do conhecimento; seria a visão epistêmica, total, das contradições juntamente com os dados objetivos. A Bioética é transdisciplinar por essência. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  10. 10. Campos de conhecimento da Bioética Ciências Sociais: no contexto da Bioética, são a „base‟ que será hibridizada, fusionada Ciências da Saúde: são um campo muito vasto, e multi/interdisciplinar Ciências Jurídicas: embora o texto das leis não mude, a jurisprudência muda. A parte jurídica, no Estado laico, é o guardião máximo das questões bioéticas. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  11. 11. Os produtos da Bioética Suporte a decisões clínicas Suporte a políticas públicas de saúde Determinações jurídicas Compreensão mais clara de situações de conflitos éticos
  12. 12.  Defesa da prática da transdisciplinaridade, por NicolescuTrês pilares: realidade complexidade “lógica do outro incluído”Incluem a complexidade e a realidade entendida como multidimensional, estruturada em vários níveis, substituindo a realidade do pensamento clássico unidimensional (Nicolescu). Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  13. 13. Paradigmas da Bioética: Complexidade e Totalidade Concreta Pensamento reducionista (Morin,2001) Facilita a manipulação Cria tecnologiasMas, levado ao extremo, Desmantela o objeto Especialistas incapazes de dialogar entre si Impessoais e desvinculadas do contexto cultural e social Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  14. 14. Complexidade Conceito derivado da Teoria dos Sistemas, que mostra que é impossível prever o comportamento de sistemas complexos Mas consegue prever que esses sistemas apresentarão uma faixa de comportamento Bertalanffy, L. Teoria Geral dos Sistemas. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1975.
  15. 15. Complexidade Lógica do outro incluído – complexidade e realidade multidimensional. Complexidade – realidade única, multifacetada, heterogênea e contraditória. Se apresenta de forma orgânica e estruturada. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  16. 16. Complexidade Vertente teóricaImprevisibilidadeOrdem IntercâmbioDesordem comInteração a realidadeOrganização“ Para Morin, a complexidade não é uma resposta, mas uma provocação, umproblema ser resolvido.” Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  17. 17. Categoria adicional indispensável ao campo deestudo da bioética, para que se alcance e desvendea realidade de cada situação em sua integralidade:TOTALIDADE CONCRETA“ Possibilidade de compreensão da realidade na qualvivemos(e onde as contradições se dão...) de formamais estruturada.” Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  18. 18. Totalidade Concreta Filosofia fenomênica – que é a realidade? Como se pode conhecer a realidade? Refere-se ao conceito de Complexidade aplicado ao método das Ciências Sociais A Totalidade Concreta diz respeito às análises que destrincham as interrelações mais importantes e que não houve ocultação de dados
  19. 19. Totalidade e Realidade diretamente ligada ao entendimento e aceitação da globalidadeTotalidadeCompreende a realidade nas suas íntimas leis e revela,sob a superfície e a casualidade dos fenômenos, as conexões, internas e necessárias Inclui tanto o produto como o processo técnico e social da produção Quadro clínico, forma de ocorrência, causas biológicas, tratamento Doença Razões ligadas à sua deflagração – sociais, econômicas, etc. Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  20. 20. Estruturado Todo Dinâmico Inter-relacionado AmbíguoKosik chama ainda a atenção para os fatores ECONÔMICOS como ligados aos fatos sociais, formando um núcleo. Kosik, K. Dialética do concreto. Editora Paz e Terra, 2ª edição. 6ª reimpressão.1995.
  21. 21. Totalidade Concreta“ A totalidade concreta, para Kosik, não constitui um método quepretende, ingenuamente, alcançar o conhecimento do todos osaspectos da realidade e oferecer um quadro “total” dessarealidade com seus infinitos ângulos e propriedades, mas, sim,constitui uma teoria da realidade e de seu conhecimento comotal.” Garrafa in: Bases Conceituais da Bioética :enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006. Cap 3.
  22. 22. Totalidade Concreta O antônimo é o Discurso Ideológico: conclusões ingênuas ou intencionais que ocultam relações importantes entre as peças do sistema Essas relações são continuamente observadas e revisitadas; o oposto é o dogmatismo. Kosik, K. Dialética do concreto. Editora Paz e Terra, 2ª edição. 6ª reimpressão.1995.
  23. 23. ReferênciasBertalanffy, L. Teoria Geral dos Sistemas. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1975Garrafa, V et al. Bases Conceituais da Bioética : enfoque latino-americano. Editora Gaia. São Paulo, 2006.Jaramillo, J L. De la disciplinariedad a la transdisciplinariedad. http://www.slideshare.net/quasar.0360.7912/de-la-disciplinariedad-a-la- transdisciplinariedadKosik, K. Dialética do concreto. Editora Paz e Terra, 2ª edição. 6ª reimpressão.1995.Morin, E. A Religação dos Saberes. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.Zamora, R. Aspectos fundamentales de la transdisciplinariedad. http://www.slideshare.net/doctorando/presentacin-transdisciplinariedad

×