biodiverdade

125 visualizações

Publicada em

biodiversidade perda conceito custo causas no mundo estatísticas serviços ecossistemáticos medidas para reduzir a perda de biodiversidade, projetos nacionais de proteção e conservação

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
125
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

biodiverdade

  1. 1. Perda da biodiversidade no Brasil e no mundo: Causas e consequências UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ______________________________________________________________________________ LGN0479 – Genética e Questões Socioambientais Discentes: Ariane da Silveira Carolina Atauri Jackeline Sousa Jéssica de Andrade Docente: Silvia Maria Guerra Molina
  2. 2. Termo ‘diversidade biológica’  criado por Thomas Lovejoy em 1980 A palavra biodiversidade passou a ser mais utilizada após a publicação do livro BioDiversity do biólogo E. O. Wilson em 1986. • Dicionário Informal: “biodiversidade refere-se à variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna, de fungos macroscópicos e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, habitats e ecossistemas formados pelos organismos”. O que é Biodiversidade?
  3. 3. Água, alimentos, medicamentos, proteção do solo, estabilidade climática e muitos outros fatores que garantem condições favoráveis à sobrevivência humana na Terra. Serviços oferecidos pelos ecossistemas Serviços ofertados pelos ecossistemas = UU$ 33 trilhões/ano (R$ 55 trilhões/ano) Fonte: IUCN (Internacional Union for Conservation of Nature) Para muitas nações, a conservação de seus recursos é vista como um custo, uma vez que para conservar os ecossistemas, devem abster-se por parte do uso destes para o crescimento econômico. Mas os benefícios que os ecossistemas lhes prestam, se mensurados monetariamente, superam com vantagem tais empreendimentos econômicos.
  4. 4. Explosão do crescimento populacional Exploração excessiva dos recursos naturais Impactos ambientais O uso irresponsável da biodiversidade pelo homem, tem causado diversos problemas ao meio ambiente e uma enorme perda da biodiversidade existente. Custos do uso da Biodiversidade • Segundo dados do Portal do Meio Ambiente, 12,5% das espécies de plantas estão sob ameaça de extinção. Perda de 17 a 100 mil espécies vegetais por ano. • A Mata Atlântica (HostPot mundial) compõe o segundo conjunto de ecossistemas mais ameaçados de extinção no mundo, perdendo apenas para as florestas quase extintas de Madagascar na África, segundo dados do ICMBio (2011).
  5. 5. Declínio da variabilidade de organismos vivos. Compreende a perda da diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas. Principal impacto: extinção de espécies Segundo dados da WWF-Brasil, atualmente são utilizados 25% mais recursos naturais do que o planeta é capaz de fornecer. Perda da Biodiversidade
  6. 6. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, os principais processos responsáveis pela perda de biodiversidade são: • perda e fragmentação dos habitats, • introdução de espécies e doenças exóticas; • exploração excessiva de espécies de plantas e animais; • uso de híbridos e monoculturas na agroindústria e nos programas de reflorestamento; • contaminação do solo, água, e atmosfera por poluentes; e • mudanças climáticas.
  7. 7. 1/5 da Biodiversidade mundial De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o Brasil possui seis biomas terrestres (Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, Pampas e Pantanal) e três grandes ecossistemas marinhos. Grande parte de toda a biodiversidade brasileira está na Amazônia (50% de todas as espécies vivas brasileiras). Biodiversidade no Brasil
  8. 8.  Início: chegada dos portugueses em busca do Éden Cerca de 472 espécies brasileiras estão ameaçadas de extinção. Segundo dados do Instituto Chico Mendes (ICMBio), o bioma mais devastado do País, é a Mata Atlântica. Apenas cerca de 8% de sua cobertura vegetal original  resultado do desmatamento, a exploração madeireira, a agricultura, as obras de infraestrutura e a ocupação inadequada de áreas de preservação permanente, além de outros fatores. Na Amazônia o problema ambiental é recente. Início: em 1970, devido a incentivos fiscais para a “colonização” e, principalmente, a expansão da fronteira agrícola em direção do bioma. Perda de Biodiversidade no Brasil
  9. 9. Se considerarmos que existem 2 milhões de espécies diferentes em nosso planeta  entre 200 e 2.000 extinções/ano. Se considerarmos 100 milhões de espécies  entre 10.000 e 100.000 extinções/ano. • Segundo dados da WWF-Brasil, a estimativa feita pelos especialistas é que a perda acelerada de espécies que presenciamos hoje está entre 1.000 e 10.000 vezes acima da taxa de extinção natural. • Entre 0,01 e 0,1% de todas as espécies são extintas por ano. Perda de Biodiversidade no mundo
  10. 10. 2ª edição do estudo Panorama da Biodiversidade Global, desenvolvido pela Convenção sobre Diversidade Biológica e pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, analisa as possibilidades de contenção da perda da biodiversidade. Algumas medidas apontadas: • Aumento da superfície de áreas protegidas: atualmente existem 105 mil unidades de áreas de proteção que correspondem a 12% do planeta. • Desenvolvimento de metas de recomposição do número de espécies perdidas. • Desenvolvimento de programas de prevenção da poluição. • Aprimoramento no uso de recursos (aumentar a eficiência). • Planejamento mais eficiente na expansão agrícola. • Moderação no consumo de alimentos. • Valorização do conhecimento das comunidades tradicionais. Medidas para reduzir a perda de biodiversidade
  11. 11. Projetos Nacionais • Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira – Probio I: - Tem o objetivo de identificar ações prioritárias, estimular subprojetos que promovam parcerias entre o setor público e privado, e o de gerar e divulgar informações e conhecimentos no tema. - Mecanismo de auxílio técnico e financeiro na implementação do Programa Nacional da Diversidade Biológica (CONABIO) • Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade – Probio II: - Tem o objetivo de integrar e potencializar as iniciativas em curso no país - A intenção é realizá-lo ao longo de seis anos.
  12. 12. • 1º Seminário de APAs no Brasil: - Realizado pelo Ministério do Meio Ambiente e parceiros a fim de “fortalecer a gestão das Áreas de Proteção Ambiental (APA) e registrar casos bem sucedidos e suas lições aprendidas desta categoria de unidade de conservação” - Ocorreu de 19 a 21/02/2013 em Brasília/DF • Método MARISCO – Manejo Adaptativo de vulnerabilidade e RISCO em sítios de Conservação: - Abrange “projetos de ordenamento territorial, conversação da biodiversidade e adaptação às mudanças climáticas no Brasil”. - Desenvolvido pelo professor Pierre Ibisch.
  13. 13. A manutenção da biodiversidade é essencial para o funcionamento dos ecossistemas. Ameaça: intensa exploração humana dos recursos naturais e ambientais para fins comerciais. Equilíbrio ecossistêmico é prejudicado  ciclo de prejuízos ambientais, sociais, políticos e econômicos. Considerações Finais

×