Casos clínicos         FMJ – 3.º ano - 2011
Vítor, masculino, branco, 27 anos de idade, queixa-se decansaço e fraqueza.Ao exame físico, está ictérico, afebril e com a...
Adriano, 50 anos, etilista desde a juventude. Ao exame físico,“spiders” no tronco, icterícia conjuntival, palidez cutaneom...
Sérgio, 55 anos, alfaiate, natural de Jundiaí, fraqueza há 3meses. No exame clínico, palidez (+/4+), baço palpável a 15 cm...
Antonio, 65 anos, natural de Pernambuco, pedreiroaposentado. Não é tabagista nem etilista. Marcou consulta naUBS junto com...
César, 20 anos, estudante, natural e procedente deJundiaí, foi encaminhado pelo Clínico da UBS aoambulatório para consulta...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Espleno linfadeno-casos clinicos

1.422 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espleno linfadeno-casos clinicos

  1. 1. Casos clínicos FMJ – 3.º ano - 2011
  2. 2. Vítor, masculino, branco, 27 anos de idade, queixa-se decansaço e fraqueza.Ao exame físico, está ictérico, afebril e com acentuada palidezcutaneomucosa. PA = 130x80 mmHg e P=FC= 96 / min.O baço está percutível e é palpável a 8 cm do RCE, indolor.Eritrócitos: 2,1 milhões/microlitroHb: 7,0 g/dLHt: 21 %VCM: 98 fLHCM: 31 pgCHCM: 33 g/dLRDW: 19,5 %Reticulócitos: 20 % ( 420 mil/microlitro)VR: 0,5 a 2% (20 mil a 100 mil/microlitro)Obs.: Policromasia +++, Esferócitos +, Plasma ictéricoBT: 4,5 mg/dL; BD: 0,9 mg/dL; BI: 3,6 mg/dLComo você interpreta esse quadro clínico-laboratorial?Qual sua conduta?
  3. 3. Adriano, 50 anos, etilista desde a juventude. Ao exame físico,“spiders” no tronco, icterícia conjuntival, palidez cutaneomucosa,sinais de líquido livre no exame do abdome, fígado não palpável,baço palpável a 5 cm da borda costal esquerda e edema de MMII++/4+.TP= 16s, com AP= 50% (VR: 70 a 100%); TTPA= 47s ;Rel. = 1, 6 (VR:Rel. 0,85 a 1,25); Hemograma: Hb=9 g/dL, VCM=75 fL,Reticulócitos=0,2% (VR: 0,5 a 2%); Leucócitos=3000/mm3 ePlaquetas=85mil/mm3.Correlacione os dados clínicos e laboratoriais e procure interpretá-los.Que conduta médica deve ser tomada a seguir? Justifique.
  4. 4. Sérgio, 55 anos, alfaiate, natural de Jundiaí, fraqueza há 3meses. No exame clínico, palidez (+/4+), baço palpável a 15 cmdo rebordo costal esquerdo.Hb = 10 g/dL; VCM = 90 fLLeucócitos = 150 mil/microlitro Mieloblastos = 3 % Eosinófilos = 3 % Promielócitos = 4 % Basófilos = 5 % Mielócitos = 6 % Linfócitos = 6 % Metamielócitos = 12 % Monócitos = 3 % Bastonetes = 23 % Segmentados = 35 %Plaquetas = 400 mil/μLQual o diagnóstico?Justifique a esplenomegalia.
  5. 5. Antonio, 65 anos, natural de Pernambuco, pedreiroaposentado. Não é tabagista nem etilista. Marcou consulta naUBS junto com a esposa, que é diabética.Ao exame físico, fígado palpável a 2 cm do RCD (borda costaldireita), com lobo esquerdo palpável a 5 cm do apêndicexifóide e baço palpável a 7 cm do RCE (borda costal esquerda).PA= 120 x 75 mmHg.Hb= 14 g/dL (VR: 13 a 17g/dL), VCM= 90 fL (VR: 80 a 100fL),Leucócitos= 3.500 /microlitro (VR: 3500 a 11500/microlitro)Plaquetas= 90 mil/microlitro (VR: 130 mil a 450 mil/microlitro).TP e TTPA estão normais. Albumina= 4 g/dL (normal). Glicemia =75 mg/dL. Creatinina = 1,1 mg/dL.Interprete os dados clínicos.O que os exames laboratoriais acrescentaram?O que deve ser feito a seguir?
  6. 6. César, 20 anos, estudante, natural e procedente deJundiaí, foi encaminhado pelo Clínico da UBS aoambulatório para consulta na Cirurgia de Cabeça ePescoço por apresentar nódulo cervical D, que vemaumentando de tamanho há 2 meses e aparecimento denódulo axilar E há uma semana.Ao exame físico: BEG, corado, eupnéico, afebril, PA=110x70 mmHg, P= FC= 80 b/min.Linfadenomegalia cervical bilateral: 2 linfonodos àdireita, cerca de 4 e 3 cm de diâmetro, pouco móveis,indolores, consistência firme; 2 à esquerda, com 2 cmde diâmetro, consistência fibroelástica, móveis;linfonodo axilar à esquerda, com 2 cm de diâmetro,consistência fibroelástica, móvel.Não foram notadas outras alterações ao exame físico.Qual a melhor conduta para o caso?

×