SlideShare uma empresa Scribd logo

Pensadores karl marx - economia

1 de 7
Baixar para ler offline
O CAPITAL – KARL MARX
Economia Politica e Social
By Dani Rubim – estudante
De Serviço Social
VALOR
 Para algo ter valor é preciso trabalho
 VALOR DAS COISAS = utilidade e o tempo de trabalho
socialmente utilizado
 Uma MERCADORIA possui 2 tipos de valores:
 VALOR DE USO: utilidade do objeto, caracteristicas fisicas. –
este não define oVALOR mesmo, porque depende da
subjetividade da pessoa
 (um lapis pode valer muito mais pra mim do que pra vc)
 VALOR DETROCA: é definido pelo tempo de trabalho
colocado na mercadoria, é a forma como é trocado
 (um lapis demora 2h para ser feito então eu posso troca-lo por outro
coisa (1 ou mais) que no seu total equivalam a 2h de trabalho)
TRABALHO
 O trabalho pode ser dividido em 2 tipos:
 TRABALHO ABSTRATO: trabalho humano não
visto nas coisas mas que esta la (são as horas de
trabalho)
 TRABALHO UTIL: gera as caracteristicas fisicas e o
valor de uso
 O valor de troca é revelado no ATO DATROCA
 Hoje o valor de troca comum a todos é o dinheiro
 RELAÇÃO QUANTITATIVA= é que é igual a todas as
mercadoria em troca – horas de trabalho (trabalho
abstrato)
 O mercado é que define qual o “tempo” nescessario
para fazer determinada mercadoria
 Esse tempo (trabalho socialmente necessario) é
dinamico e sempre se altera com o tempo –
OTIMIZAÇÃO DOTEMPO
 OValor deTroca é complexo e dificil de se definir, portanto usamos
algumas “FORMAS” para entende-lo:
 FORMA SIMPLES – coisas de mesmo valor(tempo) se trocam
 FORMA RELATIVA – procurar coisas de valores diferente que podem ser trocadas (1
mesa valendo 100h por 2 cadeiras que valem 50h cada)
 FORMA EQUIVALENTE – é a forma de ver a possibilidade de troca (valores iguais)
 Para se achar oVALOR das coisas é preciso PROCURAR o valor (forma relativa)
 mas isso so é possivel ao definirmos o tempo socialmente necessario (forma
simples).
 OVALOR DETROCA so se da quando refletimos o valor de algo em outra coisa
(forma equivalente)
 “ocupamos” o dinheiro como mercadoria equivalente a todas as outras
mercadorias
 O dinheiro só vale pq acreditamos que ele é valioso pois não há nenhum
VALOR nele (não possui tempo de trabalho socialmente necessario
equivalente)
TROCAS E LUCRO PARA O
CAPITALISMO
 Possuimos uma mercadoria(M) e a trocamos por algo equivalente:
dinheiro(D) e depois trocamos por outra mercadoria(M) que vale a
mesma coisa:
M D M
EX: eu tenho um lapis e ele vale R$2,00 eu o vendo por este valor e com o dinheiro compro 2 borrachas que
valem R$1,00 cada
 (isso não é interressante ao capitalismo pois é apenas troca NÃO HÁ
LUCRO)
 O “capital” começa a surgir com a ideia de trocar dinheiro(D) por uma
mercadoria(M) que gerara dinheiro(D)
 D M D
EX: eu tenho R$1.000,00 e compro uma tv no leilão, eu a vendo por R$1.200,00 a um amigo
Nesse caso eu já tive os “Ds” são diferentes

Recomendados

Aula 42 karl marx e a mercadoria
Aula 42    karl marx e a mercadoriaAula 42    karl marx e a mercadoria
Aula 42 karl marx e a mercadoriapetecoslides
 
Sociologia - Fichamento MARX, Karl. “A Mercadoria” (Capitulo I). IN: O Capital
Sociologia - Fichamento MARX, Karl. “A Mercadoria” (Capitulo I). IN: O CapitalSociologia - Fichamento MARX, Karl. “A Mercadoria” (Capitulo I). IN: O Capital
Sociologia - Fichamento MARX, Karl. “A Mercadoria” (Capitulo I). IN: O CapitalJessica Amaral
 
História Do Capitalismo
História Do CapitalismoHistória Do Capitalismo
História Do CapitalismoUNIP
 
O capital
O capitalO capital
O capitallane
 

Mais conteúdo relacionado

Mais de Daniele Rubim

2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofiaDaniele Rubim
 
Atualização da profissao fundamentos do serviço social
Atualização da profissao   fundamentos do serviço socialAtualização da profissao   fundamentos do serviço social
Atualização da profissao fundamentos do serviço socialDaniele Rubim
 
Teorias e teorias de familia heloisa
Teorias e teorias de familia   heloisaTeorias e teorias de familia   heloisa
Teorias e teorias de familia heloisaDaniele Rubim
 
Socialização e familia maria amalia
Socialização e familia   maria amaliaSocialização e familia   maria amalia
Socialização e familia maria amaliaDaniele Rubim
 
Luta pela sobrevivencia jerusa
Luta pela sobrevivencia   jerusaLuta pela sobrevivencia   jerusa
Luta pela sobrevivencia jerusaDaniele Rubim
 
A historia da criança e da familia aries
A historia da  criança e da familia   ariesA historia da  criança e da familia   aries
A historia da criança e da familia ariesDaniele Rubim
 
A historia da criança e da familia aries
A historia da  criança e da familia   ariesA historia da  criança e da familia   aries
A historia da criança e da familia ariesDaniele Rubim
 
O menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoO menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoDaniele Rubim
 
O menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoO menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoDaniele Rubim
 
Estatuto da criança e do adolescente 1º parte
Estatuto da criança e do adolescente   1º parteEstatuto da criança e do adolescente   1º parte
Estatuto da criança e do adolescente 1º parteDaniele Rubim
 
A história da criança no brasil
A história da criança no brasilA história da criança no brasil
A história da criança no brasilDaniele Rubim
 
Antes de adam smith economia
Antes de adam smith   economiaAntes de adam smith   economia
Antes de adam smith economiaDaniele Rubim
 
Pensadores tomas e ricardo - economia
Pensadores   tomas e ricardo - economiaPensadores   tomas e ricardo - economia
Pensadores tomas e ricardo - economiaDaniele Rubim
 
História do pensamento econômico cap 1 - introdução e k hunt
História do pensamento econômico   cap 1 - introdução e k huntHistória do pensamento econômico   cap 1 - introdução e k hunt
História do pensamento econômico cap 1 - introdução e k huntDaniele Rubim
 
Psicologia social exclusao social
Psicologia social exclusao socialPsicologia social exclusao social
Psicologia social exclusao socialDaniele Rubim
 
Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2Daniele Rubim
 
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1Daniele Rubim
 
6 etica e cidadania filosofia
6 etica e cidadania   filosofia6 etica e cidadania   filosofia
6 etica e cidadania filosofiaDaniele Rubim
 
6 etica e cidadania filosofia
6 etica e cidadania   filosofia6 etica e cidadania   filosofia
6 etica e cidadania filosofiaDaniele Rubim
 

Mais de Daniele Rubim (20)

2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofia
 
Atualização da profissao fundamentos do serviço social
Atualização da profissao   fundamentos do serviço socialAtualização da profissao   fundamentos do serviço social
Atualização da profissao fundamentos do serviço social
 
Teorias e teorias de familia heloisa
Teorias e teorias de familia   heloisaTeorias e teorias de familia   heloisa
Teorias e teorias de familia heloisa
 
Socialização e familia maria amalia
Socialização e familia   maria amaliaSocialização e familia   maria amalia
Socialização e familia maria amalia
 
Luta pela sobrevivencia jerusa
Luta pela sobrevivencia   jerusaLuta pela sobrevivencia   jerusa
Luta pela sobrevivencia jerusa
 
A historia da criança e da familia aries
A historia da  criança e da familia   ariesA historia da  criança e da familia   aries
A historia da criança e da familia aries
 
A historia da criança e da familia aries
A historia da  criança e da familia   ariesA historia da  criança e da familia   aries
A historia da criança e da familia aries
 
Eca
EcaEca
Eca
 
O menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoO menor no brasil republicano
O menor no brasil republicano
 
O menor no brasil republicano
O menor no brasil republicanoO menor no brasil republicano
O menor no brasil republicano
 
Estatuto da criança e do adolescente 1º parte
Estatuto da criança e do adolescente   1º parteEstatuto da criança e do adolescente   1º parte
Estatuto da criança e do adolescente 1º parte
 
A história da criança no brasil
A história da criança no brasilA história da criança no brasil
A história da criança no brasil
 
Antes de adam smith economia
Antes de adam smith   economiaAntes de adam smith   economia
Antes de adam smith economia
 
Pensadores tomas e ricardo - economia
Pensadores   tomas e ricardo - economiaPensadores   tomas e ricardo - economia
Pensadores tomas e ricardo - economia
 
História do pensamento econômico cap 1 - introdução e k hunt
História do pensamento econômico   cap 1 - introdução e k huntHistória do pensamento econômico   cap 1 - introdução e k hunt
História do pensamento econômico cap 1 - introdução e k hunt
 
Psicologia social exclusao social
Psicologia social exclusao socialPsicologia social exclusao social
Psicologia social exclusao social
 
Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2
 
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1
A evolução, multideterminação e processo grupal- psicologia social1
 
6 etica e cidadania filosofia
6 etica e cidadania   filosofia6 etica e cidadania   filosofia
6 etica e cidadania filosofia
 
6 etica e cidadania filosofia
6 etica e cidadania   filosofia6 etica e cidadania   filosofia
6 etica e cidadania filosofia
 

Último

ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 

Pensadores karl marx - economia

  • 1. O CAPITAL – KARL MARX Economia Politica e Social By Dani Rubim – estudante De Serviço Social
  • 2. VALOR  Para algo ter valor é preciso trabalho  VALOR DAS COISAS = utilidade e o tempo de trabalho socialmente utilizado  Uma MERCADORIA possui 2 tipos de valores:  VALOR DE USO: utilidade do objeto, caracteristicas fisicas. – este não define oVALOR mesmo, porque depende da subjetividade da pessoa  (um lapis pode valer muito mais pra mim do que pra vc)  VALOR DETROCA: é definido pelo tempo de trabalho colocado na mercadoria, é a forma como é trocado  (um lapis demora 2h para ser feito então eu posso troca-lo por outro coisa (1 ou mais) que no seu total equivalam a 2h de trabalho)
  • 3. TRABALHO  O trabalho pode ser dividido em 2 tipos:  TRABALHO ABSTRATO: trabalho humano não visto nas coisas mas que esta la (são as horas de trabalho)  TRABALHO UTIL: gera as caracteristicas fisicas e o valor de uso
  • 4.  O valor de troca é revelado no ATO DATROCA  Hoje o valor de troca comum a todos é o dinheiro  RELAÇÃO QUANTITATIVA= é que é igual a todas as mercadoria em troca – horas de trabalho (trabalho abstrato)  O mercado é que define qual o “tempo” nescessario para fazer determinada mercadoria  Esse tempo (trabalho socialmente necessario) é dinamico e sempre se altera com o tempo – OTIMIZAÇÃO DOTEMPO
  • 5.  OValor deTroca é complexo e dificil de se definir, portanto usamos algumas “FORMAS” para entende-lo:  FORMA SIMPLES – coisas de mesmo valor(tempo) se trocam  FORMA RELATIVA – procurar coisas de valores diferente que podem ser trocadas (1 mesa valendo 100h por 2 cadeiras que valem 50h cada)  FORMA EQUIVALENTE – é a forma de ver a possibilidade de troca (valores iguais)  Para se achar oVALOR das coisas é preciso PROCURAR o valor (forma relativa)  mas isso so é possivel ao definirmos o tempo socialmente necessario (forma simples).  OVALOR DETROCA so se da quando refletimos o valor de algo em outra coisa (forma equivalente)  “ocupamos” o dinheiro como mercadoria equivalente a todas as outras mercadorias  O dinheiro só vale pq acreditamos que ele é valioso pois não há nenhum VALOR nele (não possui tempo de trabalho socialmente necessario equivalente)
  • 6. TROCAS E LUCRO PARA O CAPITALISMO  Possuimos uma mercadoria(M) e a trocamos por algo equivalente: dinheiro(D) e depois trocamos por outra mercadoria(M) que vale a mesma coisa: M D M EX: eu tenho um lapis e ele vale R$2,00 eu o vendo por este valor e com o dinheiro compro 2 borrachas que valem R$1,00 cada  (isso não é interressante ao capitalismo pois é apenas troca NÃO HÁ LUCRO)  O “capital” começa a surgir com a ideia de trocar dinheiro(D) por uma mercadoria(M) que gerara dinheiro(D)  D M D EX: eu tenho R$1.000,00 e compro uma tv no leilão, eu a vendo por R$1.200,00 a um amigo Nesse caso eu já tive os “Ds” são diferentes
  • 7. EXPLORAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO PELO CAPITALISMO Considerem o trabalho uma mercadoria O trabalho é remunerado pelas horas investidas nele E esse valor equivale a quantia possivel para que a pessoa sobreviva Ex: se eu trabalho 4h e me pagam R$400,00 este sera o meu valor se sobrevivencia é “só” dele que eu preciso Para um capitalista receber lucros ele so tem uma saida: EXPLORAÇÃO DA FORÇA DETRABALHO Ou seja: Ex. se eu trabalho 8h o que eu receberei´serão os mesmo R$400,oo pois é o “suficiente” para minha sobrevivencia O lucro da mercadoria sera do capitalista.