Assessoria de imprensa ecomunicaçãoLegitimação, profissionais, avaliação, controle eestratégia
LegitimaçãoVELHOS CONCEITOS                      IDEAL A SER BUSCADO O trabalho dos gestores da alta      O conceito de ...
Novas ordens sociais, globalizado, tecnologicamente                 avançado, informal, diversificado…           Existe um...
As organizações conduzem o processo deinternacionalização dos conceitos (Ianni, 1996)
Organizações virtuaisRelações baseadas na flexibilidade, na confiança, nasinergia e no trabalho em equipe (Dadidow e Malon...
MENSURAR A COMUNICAÇÃOAÇÕES                              Valida a utilidade daESTRATÉGICAS                        área/se...
POR QUE AVALIAR EMENSURAR?                                       O homem precisa dominarA necessidade surgiu no início do...
O gestor de comunicação deve apresentar resultados quejustifiquem o investimento e o agregamento de valor em trêsáreas:• A...
Administradores tratam acomunicação como despesas,custos extras e não comoatividade essencial.A falta de pesquisa e método...
Atividades de relacionamento com a imprensa eassessoramento são historicamente avessas aavaliações e quantificações.  Con...
Qual o problema?Para Ehling (1992) a mensuração dos benefícioseconômicos exige uma correta definição dos objetivose metas ...
VALOR  O que é?
A QUALIDADE DA PREFERÊNCIA ATRIBUÍDA A UM OBJETITO, EMVIRTUDE DE UMA RELAÇÃO ENTRE MEIOS E FINS, NA AÇÃO SOCIAL.É COMPOSTO...
Pode ser medido?Depende da percepçãode cada um, cadahumano, cadaindivíduo.
Na comunicação organizacionalÉ impossível analisar antropologicamente as ações deum planejamento de comunicação.
Processo permanente   A avaliação de programas decomunicação deve ser realizada     antes, durante e depois do processo. N...
Estruturas organizacionais
Assessoria como atividade-meio e não responsável                           pelas ações estratégicas.Estrutura funcional bu...
Equipes formadas para desenvolver objetivos pré-definidos.A comunicação é vista com bons olhos porque contribui com       ...
A comunicação deixa de ser auxiliar para se tornar o         processo em si, é a essência da organização.Estrutura em rede...
É preciso ir além do cumprimento de tarefas. Os comunicadores precisam  entender o negócio da organização.      Aproximar ...
O retorno do trabalhode assessoria deimprensaClipping: erros, esforços eesclarecimentos
Recorte ou gravação de uma unidade informativa que    consolida o processo de interação da empresa ou entidade com determi...
O clipping representa o que fizeram com o seutrabalho e não o seu trabalho.
É a regra báscia para medir a comunicação moderna.                     Custo x Benefício
O trabalho de clipagem identifica o que foi publicado a           partir de um estímulo enviado aos veículos.  Perfil do e...
Erros da clipagem
Recortar a notícia sem atentar para o contexto domercado, cenário inserido.       Ignorar as chamadas, subtítulos e legend...
Enxergandoalém do clipping
Após a divulgação, verificar quais veículos publicaram, o                 quê e como publicaram a informação.             ...
Observa o comporamento dos veículos a partir de umperíodo determinado. Novas estratégias são definidas    para buscar obje...
O mito da centimetragemMelhor do que divulgar muito é divulgar bem
Um espaço pago não pode ser comparado com uma                    informação bem aproveitada.Jornalismo não é publicidade
Positivo x Negativo x NeutroO assessor deve se preocupar com essa análise porcorrer o risco de sua informação ser mal inte...
Disparar documentos para todas os veículos possíveis       pode ser um problema para a credibilidade daassessoria. É melho...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Assessoria de imprensa e comunicação

913 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Assessoria de imprensa e comunicação

  1. 1. Assessoria de imprensa ecomunicaçãoLegitimação, profissionais, avaliação, controle eestratégia
  2. 2. LegitimaçãoVELHOS CONCEITOS IDEAL A SER BUSCADO O trabalho dos gestores da alta  O conceito de comunicação administração é meramente integrada precisa ser econômico. perseguido e viabilizado! Assuntos relativos apenas à comunicação e exclusivamente  Assessores mais estratégicos, técnicos como alvo das discussões precisam assumir-se como educadores da comunicação.
  3. 3. Novas ordens sociais, globalizado, tecnologicamente avançado, informal, diversificado… Existe um novo ambiente organizacional
  4. 4. As organizações conduzem o processo deinternacionalização dos conceitos (Ianni, 1996)
  5. 5. Organizações virtuaisRelações baseadas na flexibilidade, na confiança, nasinergia e no trabalho em equipe (Dadidow e Malone, 1993)
  6. 6. MENSURAR A COMUNICAÇÃOAÇÕES  Valida a utilidade daESTRATÉGICAS área/segmentoÉ preciso justificar a relação economicvamente explorado.CUSTO x BENEFÍCIO  Verifica o grau de cumprimento do trabalho planjeado.  Reorganiza o processo de administração estratégica
  7. 7. POR QUE AVALIAR EMENSURAR?  O homem precisa dominarA necessidade surgiu no início do século XX a realidade em que estáquando era preciso quantificar custos e inserido.despesas das organizações para sobreviver emum mercado incerto e competitivo.  Todas as teorias e postulados de administração consideram a avaliação em dados quantificáveis.
  8. 8. O gestor de comunicação deve apresentar resultados quejustifiquem o investimento e o agregamento de valor em trêsáreas:• Aumento da produtividade dos empregados;• Posicionando a organização de maneira efetiva com os públicos;• Vendendo produtos ou serviços. Corrado (1994, p.215)
  9. 9. Administradores tratam acomunicação como despesas,custos extras e não comoatividade essencial.A falta de pesquisa e métodos de avaliação deprogramas de comunicação é um fator motivador paraEhling (1992)
  10. 10. Atividades de relacionamento com a imprensa eassessoramento são historicamente avessas aavaliações e quantificações.  Conversas  São conceitos subjetivos.  Reuniões  São relacionados a um indivíduo em particular  São confundidas com ações de RH.  Satisfação  São confundidas com ações de marketing  Conflitos
  11. 11. Qual o problema?Para Ehling (1992) a mensuração dos benefícioseconômicos exige uma correta definição dos objetivose metas por parte do gestor de comunicação.
  12. 12. VALOR O que é?
  13. 13. A QUALIDADE DA PREFERÊNCIA ATRIBUÍDA A UM OBJETITO, EMVIRTUDE DE UMA RELAÇÃO ENTRE MEIOS E FINS, NA AÇÃO SOCIAL.É COMPOSTO DE UM ELEMENTO “RACIONAL” E OUTRO “IDEACIONAL”.
  14. 14. Pode ser medido?Depende da percepçãode cada um, cadahumano, cadaindivíduo.
  15. 15. Na comunicação organizacionalÉ impossível analisar antropologicamente as ações deum planejamento de comunicação.
  16. 16. Processo permanente A avaliação de programas decomunicação deve ser realizada antes, durante e depois do processo. Não apenas no final. (Kunsch, 1986)
  17. 17. Estruturas organizacionais
  18. 18. Assessoria como atividade-meio e não responsável pelas ações estratégicas.Estrutura funcional burocrática
  19. 19. Equipes formadas para desenvolver objetivos pré-definidos.A comunicação é vista com bons olhos porque contribui com o processo igualmente como todas as áreas. Estrutura matricial
  20. 20. A comunicação deixa de ser auxiliar para se tornar o processo em si, é a essência da organização.Estrutura em redes hiperconectadas
  21. 21. É preciso ir além do cumprimento de tarefas. Os comunicadores precisam entender o negócio da organização. Aproximar os setores e fazê-losentender o poder que a comunicação tem para eles também. Assessoria estratégica
  22. 22. O retorno do trabalhode assessoria deimprensaClipping: erros, esforços eesclarecimentos
  23. 23. Recorte ou gravação de uma unidade informativa que consolida o processo de interação da empresa ou entidade com determinado veículo de comunicação. Clipping
  24. 24. O clipping representa o que fizeram com o seutrabalho e não o seu trabalho.
  25. 25. É a regra báscia para medir a comunicação moderna. Custo x Benefício
  26. 26. O trabalho de clipagem identifica o que foi publicado a partir de um estímulo enviado aos veículos. Perfil do esforço de comunicação
  27. 27. Erros da clipagem
  28. 28. Recortar a notícia sem atentar para o contexto domercado, cenário inserido. Ignorar as chamadas, subtítulos e legendas da publicação.Identificação imprecisa ou incompleta da notícia.
  29. 29. Enxergandoalém do clipping
  30. 30. Após a divulgação, verificar quais veículos publicaram, o quê e como publicaram a informação. Análise tópica
  31. 31. Observa o comporamento dos veículos a partir de umperíodo determinado. Novas estratégias são definidas para buscar objetivos maiores no relacionamento. Auditoria de imagem
  32. 32. O mito da centimetragemMelhor do que divulgar muito é divulgar bem
  33. 33. Um espaço pago não pode ser comparado com uma informação bem aproveitada.Jornalismo não é publicidade
  34. 34. Positivo x Negativo x NeutroO assessor deve se preocupar com essa análise porcorrer o risco de sua informação ser mal interpretadae gerar um impacto não esperado.
  35. 35. Disparar documentos para todas os veículos possíveis pode ser um problema para a credibilidade daassessoria. É melhor estudar os veículos e os públicos específicos para a divulgação. O cuidado com o clipping

×