SlideShare uma empresa Scribd logo

9.1 laudo-tecnico Feito em 2013 - Barragem Mariana Vale Samarco

9.1 laudo-tecnico Feito em 2013 - Barragem Mariana Vale Samarco Por solicitação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, representado pela Coordenadoria Geral das Promotorias de Justiça de Defesa no Meio Ambiente, o Instituto Prístino apresenta este Laudo Técnico referente à análise da Revalidação ão da Licença de Operação (LO) Barragem de Rejeitos do Fundão, Complexo Germano, em Mariana, MG, da Samarco de Rejeitos do Fundão, Complexo Germano, em Mariana, MG, da Samarco.

1 de 7
Baixar para ler offline
INSTITUTO PRÍSTINO
IP. 082.2013
Belo Horizonte, 21 de outubro de 2013
Laudo Técnico em resposta ao Parecer Único Nº 257/2013
Descrição do fato: Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença
Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
– SAMARCO MINERAÇÃO S/A –
1. Apresentação
Por solicitação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais,
representado pela Coordenadoria Geral das Promotorias de Justiça de Defesa
no Meio Ambiente, o Instituto Prístino apresenta este Laudo Técnico
referente à análise da Revalidação da Licença de Operação (LO) da Barragem
de Rejeitos do Fundão, Complexo Germano, em Mariana, MG, da Samarco
Mineração S. A., descrito no documento PA Nº00015/1984/095/2013. O
processo foi formalizado junto à Superintendência Regional de
Regularização Ambiental Central Metropolitana (SUPRAM CM). O pedido
de revalidação foi necessário devido ao término da validade da LO 230/2008
e da LO 526/2011, em setembro de 2013.
O sistema proposto para disposição do rejeito está implantado no vale
do Córrego do Fundão. Para a implantação da barragem haverá 291,51 ha de
supressão vegetal. As fisionomias a serem suprimidas são floresta estacional
em estágio médio (FESM) de regeneração (131,57 ha) e reflorestamento de
eucalipto (159,94 ha), além de áreas com vegetação de candeia, eucalipto sem
manejo e solo exposto. O empreendedor apresentou as respectivas AIAs para
intervenção em FESM e área de APP. A construção da barragem está sendo
feita em etapas, sendo esta Revalidação de Licença Operacional referente à
etapa 2 (dois), quando será alcançada a elevação de 930 m. O ano previsto
Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
Samarco Mineração S/A
INSTITUTO PRÍSTINO Página 2 de 7
para alcance da elevação 940 m de desmate é 2022.
2. Definição dos Aspectos Relevantes
A lista de condicionantes apresentada no Parecer Único 257/2013 não
incluiu as medidas mitigadoras dos pareceres técnicos anteriores (Parecer
Único e Parecer de Adendo do Processo administrativo n°
0015/1984/066/2008). Algumas medidas deveriam ter se transformado em
condicionantes da revalidação da licença. Outro ponto a ser destacado é que a
barragem do Fundão e a pilha de estéril União da Mina de Fábrica Nova da
Vale (LP+LI) fazem limite entre si, caracterizando sobreposição de áreas de
influência direta, com sinergia de impactos.
3. Condicionantes da Revalidação de Licença Operacional
Recomenda-se que a condicionante de monitoramento geotécnico e
estrutural dos diques e da barragem, seja realizada periodicamente, com
intervalo inferior a um ano entre as amostragens. Este item foi apresentado no
parecer único SUPRAM-ZM indexado ao PA 00015/1984/066/2008,
contudo não consta nesta REVLO.
Recomenda-se a apresentação de um plano de contingência em caso
de riscos ou acidentes. Além disso, a comprovação de efetividade do plano de
contingência é condicionante, conforme deliberação Normativa COPAM
n°62/2002, dada à presença de população na comunidade de Bento
Rodrigues, distrito do município de Mariana-MG. Esta condicionante não foi
mencionada nesta REVLO.
Recomenda-se uma análise de ruptura (DAM - BREAK), que estava
prevista para ser entregue à SUPRAM em julho de 2007, segundo PCA do
projeto da Barragem de Rejeitos do Fundão. A validação do projeto final
atrelada ao plano de monitoramento físico do empreendimento é de extrema
importância para garantir a segurança e integridade do meio ambiente.
Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
Samarco Mineração S/A
INSTITUTO PRÍSTINO Página 3 de 7
4. Sobreposição de áreas diretamente afetadas da Barragem do Fundão
e da Pilha de Estéril União da Mina de Fábrica Nova da Vale
Somente na retificação do Projeto de Utilização Pretendida (PUP) há
menção da sobreposição das duas áreas, o que resultou na alteração da área a
ser suprimida pela Samarco. A empresa apresentou nova área de supressão,
pois algumas áreas inseridas no primeiro documento pertenciam a Pilha de
Estéril União, da Vale S/A, conforme Figura 1. Notam-se áreas de contato
entre a pilha e a barragem. Esta situação é inadequada para o contexto de
ambas estruturas, devido à possibilidade de desestabilização do maciço da
pilha e da potencialização de processos erosivos. Embora todos os programas
atuem na prevenção dos riscos, o contato entre elas não é recomendado pela
sua própria natureza física. A pilha de estéril requer baixa umidade e boa
drenagem; a barragem de rejeitos tem alta umidade, pois é reservatório de
água.
Figura 1 - Sobreposição de áreas diretamente afetadas da Barragem do Fundão (limite em amarelo
escuro) e pilha de estéril União da Vale (amarelo claro). Notam-se áreas de contato físico nos
polígonos azuis. (Figura 1.1 editada do PUP – Retificação do inventário florestal para supressão da
vegetação na área da Barragem do Fundão entre as cotas 900-930 - pág. 2.)
Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
Samarco Mineração S/A
INSTITUTO PRÍSTINO Página 4 de 7
A Figura 2 ilustra, de maneira esquemática, como poderia ser a
evolução de um processo de saturação na pilha adjacente à barragem de
rejeitos do Fundão. No estágio I (Figura 2) na zona de contato entre a pilha de
estéril e a barragem de rejeito, ocorreria a obstrução da drenagem da pilha e
tentativa de equilíbrio do nível de água entre ambas as estruturas.
Figura 2: Desenho esquemático de saturação do maciço da Pilha União – estágio I.
Com a evolução da saturação devido ao fluxo natural das águas
superficiais resultantes da precipitação atmosférica (chuva), conforme
apresentado na Figura 3 (estágio II), a zona acima do nível de equilíbrio
hidrostático ficaria saturada.
Cota 920mNível da Água
Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
Samarco Mineração S/A
INSTITUTO PRÍSTINO Página 5 de 7
Figura 3: Desenho esquemático de saturação do maciço da Pilha União – estágio II
Tal situação ocasionaria a ressurgência de água nas faces dos taludes da
pilha de estéril. A Figura 4, mostra de maneira simplificada a evolução em
cinco subestágios da saturação e ressurgência de água. Além disso, ilustra a
possibilidade de desestabilização da face do talude, resultando num colapso da
estrutura.
Cota 920m
Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão
Samarco Mineração S/A
INSTITUTO PRÍSTINO Página 6 de 7
Figura 4 - Condições de fluxo de água subterrânea. Fonte: Introdução a Mecânica das rochas/Izabel
Christina Duarte Azevedo, Eduardo Antônio Gomes Marques. – Viçosa: UFV 2002. 363p.
Dependendo do raio da ruptura neste processo, podem ocorrer vários
colapsos em diferentes níveis taludes e criar um fluxo de material com grande
massa de estéril se deslocando para jusante em direção ao corpo da barragem
do Fundão e adjacências.
Recomenda-se que estudos sobre os possíveis impactos do contato
entre as estruturas sejam apresentados.
Recomenda-se que a SUPRAM se manifeste tecnicamente sobre a
segurança da interação entre os empreendimentos.

Recomendados

Laudo pericial insalubridade periculosidade
Laudo pericial insalubridade periculosidadeLaudo pericial insalubridade periculosidade
Laudo pericial insalubridade periculosidadePaulo H Bueno
 
Laudo pericial insalubridade periculosidade soldador
Laudo pericial insalubridade periculosidade soldadorLaudo pericial insalubridade periculosidade soldador
Laudo pericial insalubridade periculosidade soldadorPaulo H Bueno
 
CERTIFICADO DE INTEGRAÇÃO.doc
CERTIFICADO DE INTEGRAÇÃO.docCERTIFICADO DE INTEGRAÇÃO.doc
CERTIFICADO DE INTEGRAÇÃO.docDevanir Miranda
 
Pop 002-gerenciamento de projetos e vendas
Pop 002-gerenciamento de projetos e vendasPop 002-gerenciamento de projetos e vendas
Pop 002-gerenciamento de projetos e vendasGraciele Soares
 
PPP - POSTO COMBUSTIVEL NOVO BONGIOVANI.doc
PPP - POSTO COMBUSTIVEL NOVO BONGIOVANI.docPPP - POSTO COMBUSTIVEL NOVO BONGIOVANI.doc
PPP - POSTO COMBUSTIVEL NOVO BONGIOVANI.docAylton Cesar
 
Relatório de análise técnica digitando
Relatório de análise técnica   digitandoRelatório de análise técnica   digitando
Relatório de análise técnica digitandoErickson Coelho
 
Modelo de laudo pericial trabalhista
Modelo de laudo pericial trabalhistaModelo de laudo pericial trabalhista
Modelo de laudo pericial trabalhistaCelso Daví Rodrigues
 
Laudo pericial modelo
Laudo pericial modeloLaudo pericial modelo
Laudo pericial modeloPaulo H Bueno
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Laudo insalubridade pref santana livramento
Laudo insalubridade pref santana livramentoLaudo insalubridade pref santana livramento
Laudo insalubridade pref santana livramentoPaulo H Bueno
 
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz Paulo H Bueno
 
Declaração de recebimento das Atas da CIPA
Declaração de recebimento das Atas da CIPADeclaração de recebimento das Atas da CIPA
Declaração de recebimento das Atas da CIPAproftstsergioetm
 
NR 35 Trabalho em Altura - Comentada
NR 35  Trabalho em Altura - ComentadaNR 35  Trabalho em Altura - Comentada
NR 35 Trabalho em Altura - Comentadaproftstsergioetm
 
Aula 04 auditoria e monitoramento
Aula 04 auditoria e monitoramentoAula 04 auditoria e monitoramento
Aula 04 auditoria e monitoramentoTatiana Falcão
 
Modelo laudo pericial de ação renovatória
Modelo laudo pericial de ação renovatóriaModelo laudo pericial de ação renovatória
Modelo laudo pericial de ação renovatóriaCelso Daví Rodrigues
 
Certificado Treinamento NR-23 v1.ppt
Certificado Treinamento NR-23  v1.pptCertificado Treinamento NR-23  v1.ppt
Certificado Treinamento NR-23 v1.pptvitinhoesteves
 
Escadas dicas protegildo
Escadas dicas protegildoEscadas dicas protegildo
Escadas dicas protegildoRobson Peixoto
 
Apresentação Laudo de Insalubridade e Periculosidade
Apresentação Laudo de Insalubridade e PericulosidadeApresentação Laudo de Insalubridade e Periculosidade
Apresentação Laudo de Insalubridade e PericulosidadeJussiê Pereira da Silva
 
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1eugeniorocha
 
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo PericialConsultor JRSantana
 
2021 - Impugnação de honorários periciais
2021 - Impugnação de honorários periciais2021 - Impugnação de honorários periciais
2021 - Impugnação de honorários periciaisConsultor JRSantana
 

Mais procurados (20)

Dds ganhe um minuto
Dds ganhe um minutoDds ganhe um minuto
Dds ganhe um minuto
 
Modelo de LTCAT
Modelo de LTCATModelo de LTCAT
Modelo de LTCAT
 
Laudo insalubridade pref santana livramento
Laudo insalubridade pref santana livramentoLaudo insalubridade pref santana livramento
Laudo insalubridade pref santana livramento
 
Modelo de pcmso
Modelo de pcmsoModelo de pcmso
Modelo de pcmso
 
Modelo de Ata da CIPA
Modelo de Ata da CIPAModelo de Ata da CIPA
Modelo de Ata da CIPA
 
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
 
Declaração de recebimento das Atas da CIPA
Declaração de recebimento das Atas da CIPADeclaração de recebimento das Atas da CIPA
Declaração de recebimento das Atas da CIPA
 
NR 35 Trabalho em Altura - Comentada
NR 35  Trabalho em Altura - ComentadaNR 35  Trabalho em Altura - Comentada
NR 35 Trabalho em Altura - Comentada
 
Aula 04 auditoria e monitoramento
Aula 04 auditoria e monitoramentoAula 04 auditoria e monitoramento
Aula 04 auditoria e monitoramento
 
TREINAMENTO NR 18
TREINAMENTO NR 18TREINAMENTO NR 18
TREINAMENTO NR 18
 
Modelo laudo pericial de ação renovatória
Modelo laudo pericial de ação renovatóriaModelo laudo pericial de ação renovatória
Modelo laudo pericial de ação renovatória
 
Certificado Treinamento NR-23 v1.ppt
Certificado Treinamento NR-23  v1.pptCertificado Treinamento NR-23  v1.ppt
Certificado Treinamento NR-23 v1.ppt
 
Escadas dicas protegildo
Escadas dicas protegildoEscadas dicas protegildo
Escadas dicas protegildo
 
Ltcat modelo
Ltcat   modeloLtcat   modelo
Ltcat modelo
 
Pcmso cícero modelo
Pcmso cícero modeloPcmso cícero modelo
Pcmso cícero modelo
 
Certificado nr 35 MODELO
Certificado  nr 35  MODELOCertificado  nr 35  MODELO
Certificado nr 35 MODELO
 
Apresentação Laudo de Insalubridade e Periculosidade
Apresentação Laudo de Insalubridade e PericulosidadeApresentação Laudo de Insalubridade e Periculosidade
Apresentação Laudo de Insalubridade e Periculosidade
 
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1
Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho - Aula 1
 
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
 
2021 - Impugnação de honorários periciais
2021 - Impugnação de honorários periciais2021 - Impugnação de honorários periciais
2021 - Impugnação de honorários periciais
 

Semelhante a 9.1 laudo-tecnico Feito em 2013 - Barragem Mariana Vale Samarco

Parecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalParecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalEcotv Strallos
 
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapParecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapCBH Rio das Velhas
 
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracao
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracaoFiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracao
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracaoDaniel Reis Duarte Pousa
 
Produção de areia em poços de petroleo
Produção de areia em poços de petroleoProdução de areia em poços de petroleo
Produção de areia em poços de petroleoRomero Marcílio
 
Rima promar 21_11_10
Rima promar 21_11_10Rima promar 21_11_10
Rima promar 21_11_10vfalcao
 
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdf
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdfRelatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdf
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdfJoão Soares
 
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba - 24 de agosto
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba  - 24 de agostoParecer tecnico supram - barragem cuiaba  - 24 de agosto
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba - 24 de agostoCBH Rio das Velhas
 
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobral
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobralRelatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobral
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobralJosé Ripardo
 
9.2 muralha-marmores-granitos-pu
9.2 muralha-marmores-granitos-pu9.2 muralha-marmores-granitos-pu
9.2 muralha-marmores-granitos-puAdriana Fachim
 
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023AssessoriaAcademica9
 
Barragens e Reservatórios
Barragens e Reservatórios Barragens e Reservatórios
Barragens e Reservatórios Ozi Carvalho
 

Semelhante a 9.1 laudo-tecnico Feito em 2013 - Barragem Mariana Vale Samarco (20)

Resposta pedido
Resposta pedidoResposta pedido
Resposta pedido
 
dialnet 1.pdf
dialnet 1.pdfdialnet 1.pdf
dialnet 1.pdf
 
Parecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalParecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc Final
 
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapParecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
 
Porto sul-2012
Porto sul-2012Porto sul-2012
Porto sul-2012
 
Parecer do ibama
Parecer do ibamaParecer do ibama
Parecer do ibama
 
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracao
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracaoFiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracao
Fiscalização feita para as Barreiras que romperam 10.5 samarco-mineracao
 
Termo referencia
Termo referenciaTermo referencia
Termo referencia
 
Produção de areia em poços de petroleo
Produção de areia em poços de petroleoProdução de areia em poços de petroleo
Produção de areia em poços de petroleo
 
Parecer fiocruz-csa
Parecer fiocruz-csaParecer fiocruz-csa
Parecer fiocruz-csa
 
Barragens de mineracao_Vale
Barragens de mineracao_ValeBarragens de mineracao_Vale
Barragens de mineracao_Vale
 
Art8 n4
Art8 n4Art8 n4
Art8 n4
 
Acp dragagem
Acp dragagemAcp dragagem
Acp dragagem
 
Rima promar 21_11_10
Rima promar 21_11_10Rima promar 21_11_10
Rima promar 21_11_10
 
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdf
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdfRelatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdf
Relatorio_Mina_Barroso_Emerman_Revisado4.pdf
 
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba - 24 de agosto
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba  - 24 de agostoParecer tecnico supram - barragem cuiaba  - 24 de agosto
Parecer tecnico supram - barragem cuiaba - 24 de agosto
 
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobral
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobralRelatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobral
Relatório do tce sobre o desabamento da marquise do hospital regional de sobral
 
9.2 muralha-marmores-granitos-pu
9.2 muralha-marmores-granitos-pu9.2 muralha-marmores-granitos-pu
9.2 muralha-marmores-granitos-pu
 
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023
AE04 - PONTES E ESTRUTURAS ESPECIAIS UNICESUMAR 54/2023
 
Barragens e Reservatórios
Barragens e Reservatórios Barragens e Reservatórios
Barragens e Reservatórios
 

Mais de Daniel Reis Duarte Pousa

Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto Requião
Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto RequiãoVoto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto Requião
Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto RequiãoDaniel Reis Duarte Pousa
 
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdh
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdhPls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdh
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdhDaniel Reis Duarte Pousa
 
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...Daniel Reis Duarte Pousa
 
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060Daniel Reis Duarte Pousa
 
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revisto
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revistoPBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revisto
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revistoDaniel Reis Duarte Pousa
 
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição congresso...
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição   congresso...A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição   congresso...
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição congresso...Daniel Reis Duarte Pousa
 
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...Daniel Reis Duarte Pousa
 
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...Daniel Reis Duarte Pousa
 
Currículo lattes Abraao Soares Dias dos Santos Gracco
Currículo lattes   Abraao Soares Dias dos Santos GraccoCurrículo lattes   Abraao Soares Dias dos Santos Gracco
Currículo lattes Abraao Soares Dias dos Santos GraccoDaniel Reis Duarte Pousa
 
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse Daniel Reis Duarte Pousa
 

Mais de Daniel Reis Duarte Pousa (20)

Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto Requião
Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto RequiãoVoto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto Requião
Voto em-separado-PEC55 - PEC241 Roberto Requião
 
Memória roda viva ciro gomes 1991
Memória roda viva   ciro gomes 1991Memória roda viva   ciro gomes 1991
Memória roda viva ciro gomes 1991
 
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdh
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdhPls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdh
Pls 2042016 maria lucia fattorelli 12 09-2016-comissao-permanente-cdh
 
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...
Cpsec companhia paulista de securitização doc participante evt_3610_147368357...
 
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060
Inconsistências do pls 2042016 Carmen Bressane resultado_1473683588060
 
Pec 241 2016 Henrique de Campos Meirelles
Pec 241 2016 Henrique de Campos MeirellesPec 241 2016 Henrique de Campos Meirelles
Pec 241 2016 Henrique de Campos Meirelles
 
PBH Ativos - Balancete 2015
PBH Ativos - Balancete 2015PBH Ativos - Balancete 2015
PBH Ativos - Balancete 2015
 
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revisto
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revistoPBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revisto
PBH Ativos - Relatorio preliminar final eulalia revisto
 
Brazil pt country note_final
Brazil pt country note_finalBrazil pt country note_final
Brazil pt country note_final
 
110519 comunicadoipea92
110519 comunicadoipea92110519 comunicadoipea92
110519 comunicadoipea92
 
05 evolucaodacargatributariabrasileira
05 evolucaodacargatributariabrasileira05 evolucaodacargatributariabrasileira
05 evolucaodacargatributariabrasileira
 
Laudo pericial senado documento-senado
Laudo pericial senado   documento-senadoLaudo pericial senado   documento-senado
Laudo pericial senado documento-senado
 
Defesa dilma-senado
Defesa dilma-senadoDefesa dilma-senado
Defesa dilma-senado
 
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição congresso...
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição   congresso...A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição   congresso...
A íntegra do pedido de impeachment de dilma apoiado pela oposição congresso...
 
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...
Relatorio apresentado-2016-relatorio-admissibilidade-83ff07f02ad54e9b96716a92...
 
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...
Relatorio apresentado-2016-voto-em-separado-pronuncia-eac9079fc1d34cd29eecfe3...
 
Relatorio anual-gerdau-2014
Relatorio anual-gerdau-2014Relatorio anual-gerdau-2014
Relatorio anual-gerdau-2014
 
Currículo lattes Abraao Soares Dias dos Santos Gracco
Currículo lattes   Abraao Soares Dias dos Santos GraccoCurrículo lattes   Abraao Soares Dias dos Santos Gracco
Currículo lattes Abraao Soares Dias dos Santos Gracco
 
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse
MCC Movimento Cidadão Comum Formulário apoiadores tse
 
Currículo thomas da rosa de bustamante
Currículo thomas da rosa de bustamanteCurrículo thomas da rosa de bustamante
Currículo thomas da rosa de bustamante
 

Último

75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt
75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt
75172524-rolamentos-especificacao-falhas.pptJefersonCavalcante10
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...AaAssessoriadll
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...daimonkonicz6
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...AcademicaDlaUnicesum
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...leitev350
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ptadanip
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024Unicesumar
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...
(43)98816 5388 ASSESSORIA  ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...(43)98816 5388 ASSESSORIA  ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...
(43)98816 5388 ASSESSORIA ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...daimonkonicz6
 
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdf
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdfArtigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdf
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdfCassioZakabi
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...daimonkonicz6
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...AaAssessoriadll
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...Unicesumar
 
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvRenandantas16
 
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...Unicesumar
 

Último (20)

75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt
75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt
75172524-rolamentos-especificacao-falhas.ppt
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51 20...
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - VIBRAÇÕES MECÂNICAS E ACÚSTICAS - 51 2024.docx
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS - 51 2024.docx
 
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024
MAPA - CCONT - ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA - 51/2024
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS I - 51 2024.docx
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...
(43)98816 5388 ASSESSORIA  ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...(43)98816 5388 ASSESSORIA  ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...
(43)98816 5388 ASSESSORIA ECIV - MAPA - CONCEITOS DA ADMINISTRAÇÃO E ÉTICA E...
 
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdf
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdfArtigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdf
Artigo científico Cassio Kazedani Zakabi.pdf
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA ECIV - MAPA - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA - 2024 5...
 
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx
(43)99668 6495 ASSESSORIA MAPA - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I - 51 2024.docx
 
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...
Considerando a importância da gestão de riscos no cenário empresarial brasile...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - TEORIA DAS ESTRUTURAS II - 51 2024.docx
 
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...
Após uma detalhada e desafiadora verificação da situação e da empresa, você d...
 
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
 
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...
Comente sobre a importância da análise da margem de contribuição para maximiz...
 

9.1 laudo-tecnico Feito em 2013 - Barragem Mariana Vale Samarco

  • 1. INSTITUTO PRÍSTINO IP. 082.2013 Belo Horizonte, 21 de outubro de 2013 Laudo Técnico em resposta ao Parecer Único Nº 257/2013 Descrição do fato: Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão – SAMARCO MINERAÇÃO S/A – 1. Apresentação Por solicitação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, representado pela Coordenadoria Geral das Promotorias de Justiça de Defesa no Meio Ambiente, o Instituto Prístino apresenta este Laudo Técnico referente à análise da Revalidação da Licença de Operação (LO) da Barragem de Rejeitos do Fundão, Complexo Germano, em Mariana, MG, da Samarco Mineração S. A., descrito no documento PA Nº00015/1984/095/2013. O processo foi formalizado junto à Superintendência Regional de Regularização Ambiental Central Metropolitana (SUPRAM CM). O pedido de revalidação foi necessário devido ao término da validade da LO 230/2008 e da LO 526/2011, em setembro de 2013. O sistema proposto para disposição do rejeito está implantado no vale do Córrego do Fundão. Para a implantação da barragem haverá 291,51 ha de supressão vegetal. As fisionomias a serem suprimidas são floresta estacional em estágio médio (FESM) de regeneração (131,57 ha) e reflorestamento de eucalipto (159,94 ha), além de áreas com vegetação de candeia, eucalipto sem manejo e solo exposto. O empreendedor apresentou as respectivas AIAs para intervenção em FESM e área de APP. A construção da barragem está sendo feita em etapas, sendo esta Revalidação de Licença Operacional referente à etapa 2 (dois), quando será alcançada a elevação de 930 m. O ano previsto
  • 2. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 2 de 7 para alcance da elevação 940 m de desmate é 2022. 2. Definição dos Aspectos Relevantes A lista de condicionantes apresentada no Parecer Único 257/2013 não incluiu as medidas mitigadoras dos pareceres técnicos anteriores (Parecer Único e Parecer de Adendo do Processo administrativo n° 0015/1984/066/2008). Algumas medidas deveriam ter se transformado em condicionantes da revalidação da licença. Outro ponto a ser destacado é que a barragem do Fundão e a pilha de estéril União da Mina de Fábrica Nova da Vale (LP+LI) fazem limite entre si, caracterizando sobreposição de áreas de influência direta, com sinergia de impactos. 3. Condicionantes da Revalidação de Licença Operacional Recomenda-se que a condicionante de monitoramento geotécnico e estrutural dos diques e da barragem, seja realizada periodicamente, com intervalo inferior a um ano entre as amostragens. Este item foi apresentado no parecer único SUPRAM-ZM indexado ao PA 00015/1984/066/2008, contudo não consta nesta REVLO. Recomenda-se a apresentação de um plano de contingência em caso de riscos ou acidentes. Além disso, a comprovação de efetividade do plano de contingência é condicionante, conforme deliberação Normativa COPAM n°62/2002, dada à presença de população na comunidade de Bento Rodrigues, distrito do município de Mariana-MG. Esta condicionante não foi mencionada nesta REVLO. Recomenda-se uma análise de ruptura (DAM - BREAK), que estava prevista para ser entregue à SUPRAM em julho de 2007, segundo PCA do projeto da Barragem de Rejeitos do Fundão. A validação do projeto final atrelada ao plano de monitoramento físico do empreendimento é de extrema importância para garantir a segurança e integridade do meio ambiente.
  • 3. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 3 de 7 4. Sobreposição de áreas diretamente afetadas da Barragem do Fundão e da Pilha de Estéril União da Mina de Fábrica Nova da Vale Somente na retificação do Projeto de Utilização Pretendida (PUP) há menção da sobreposição das duas áreas, o que resultou na alteração da área a ser suprimida pela Samarco. A empresa apresentou nova área de supressão, pois algumas áreas inseridas no primeiro documento pertenciam a Pilha de Estéril União, da Vale S/A, conforme Figura 1. Notam-se áreas de contato entre a pilha e a barragem. Esta situação é inadequada para o contexto de ambas estruturas, devido à possibilidade de desestabilização do maciço da pilha e da potencialização de processos erosivos. Embora todos os programas atuem na prevenção dos riscos, o contato entre elas não é recomendado pela sua própria natureza física. A pilha de estéril requer baixa umidade e boa drenagem; a barragem de rejeitos tem alta umidade, pois é reservatório de água. Figura 1 - Sobreposição de áreas diretamente afetadas da Barragem do Fundão (limite em amarelo escuro) e pilha de estéril União da Vale (amarelo claro). Notam-se áreas de contato físico nos polígonos azuis. (Figura 1.1 editada do PUP – Retificação do inventário florestal para supressão da vegetação na área da Barragem do Fundão entre as cotas 900-930 - pág. 2.)
  • 4. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 4 de 7 A Figura 2 ilustra, de maneira esquemática, como poderia ser a evolução de um processo de saturação na pilha adjacente à barragem de rejeitos do Fundão. No estágio I (Figura 2) na zona de contato entre a pilha de estéril e a barragem de rejeito, ocorreria a obstrução da drenagem da pilha e tentativa de equilíbrio do nível de água entre ambas as estruturas. Figura 2: Desenho esquemático de saturação do maciço da Pilha União – estágio I. Com a evolução da saturação devido ao fluxo natural das águas superficiais resultantes da precipitação atmosférica (chuva), conforme apresentado na Figura 3 (estágio II), a zona acima do nível de equilíbrio hidrostático ficaria saturada. Cota 920mNível da Água
  • 5. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 5 de 7 Figura 3: Desenho esquemático de saturação do maciço da Pilha União – estágio II Tal situação ocasionaria a ressurgência de água nas faces dos taludes da pilha de estéril. A Figura 4, mostra de maneira simplificada a evolução em cinco subestágios da saturação e ressurgência de água. Além disso, ilustra a possibilidade de desestabilização da face do talude, resultando num colapso da estrutura. Cota 920m
  • 6. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 6 de 7 Figura 4 - Condições de fluxo de água subterrânea. Fonte: Introdução a Mecânica das rochas/Izabel Christina Duarte Azevedo, Eduardo Antônio Gomes Marques. – Viçosa: UFV 2002. 363p. Dependendo do raio da ruptura neste processo, podem ocorrer vários colapsos em diferentes níveis taludes e criar um fluxo de material com grande massa de estéril se deslocando para jusante em direção ao corpo da barragem do Fundão e adjacências. Recomenda-se que estudos sobre os possíveis impactos do contato entre as estruturas sejam apresentados. Recomenda-se que a SUPRAM se manifeste tecnicamente sobre a segurança da interação entre os empreendimentos.
  • 7. Análise Técnica Referente à Revalidação da Licença Operacional da Barragem de Rejeitos do Fundão Samarco Mineração S/A INSTITUTO PRÍSTINO Página 7 de 7 O presente relatório contém sete páginas. Pelo presente, por ser verdade, assinam os seguintes técnicos. __________________________________________ Tereza Cristina Souza Sposito __________________________________________ Hebert Lopes Oliveira __________________________________________ Felipe Fonseca do Carmo __________________________________________ Luciana H. Yoshino Kamino