Agenda 9º Shared Services Outsourcing Week Brazil

1.891 visualizações

Publicada em

Conheça tendências e avalie iniciativas eficazes de empresas que tem obtido vantagens competitivas, savings e ganhos em produtividade através da maturidade dos Centros de Serviços Compartilhados

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.891
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
859
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agenda 9º Shared Services Outsourcing Week Brazil

  1. 1. Com expe partilh e riên os p cias com rinci profi pais s Shar sionais d ed S ervic e es! Inscr em eva su ediçã presa n a a Exce o do Prê 5ª lênci mio a em de de Ce Com Serviços ntro part ilhad os! 9º ANNUAL BRAZILIAN Shared Services & O u t s o u rc i n g We e k 2014 THE NEXT LEVEL OF VALUE Conheça tendências e avalie iniciativas eficazes de empresas que tem obtido vantagens competitivas, savings e ganhos em produtividade através da maturidade dos Centros de Serviços Compartilhados 20, 21, 22 e 23 de janeiro de 2014 | São Paulo l Amcham TOP CHALLENGES 50+ • Internacionalização – Como preparar seu CSC para atendimento a outras regiões? • Os Centros de Serviços Compartilhados no setor público – entenda o que as empresas tem feito e quais são os principais desafios • O foco no valor agregado versus processos transacionais • O que é verídico e o que é mito na aplicação de Cloud para Shared Services e BPO? • KPI´s críticos para assegurar ganhos de produtividade, monitoramento de geração de caixa e savings Novidades para 2014: Tutorial: GUIA PRÁTICO DE IMPLANTAÇÃO DE UM CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS The Next Generation: Como atingir o próximo nível de eficiência no seu CSC PAINEL DE DEBATES – Qual é o melhor momento para o BPO? SSON BIG IDEA - Interação entre os dois lados: o CSC e o corporativo A visão do gestor de área que é atendido pelo CSC: como é esta relação? CFO Level Think Tank Learned LeSSONs – debata com líderes da indústria sobre como usar o CSC como plataforma de crescimento Sessões Especiais 2SUA ESCOLHA! SITES VISITS A ACCOR PEPSICO NOV DO P A ED AINE IÇÃO L BR Part for n 6 icipa ec ç ão edo eleit res de de s os p or v oluções ocê! TRACKS SIMULTÂNEOS: HR FINANCE TOOLS & TECHNOLOGY CONTINUOUS IMPROVEMENT SHARED SERVICES HYBRID MODEL LEADING SPONSORS EMPRESAS PALESTRANTES AB CONCESSÕES ACCOR ALGAR ALSTOM CORPORATE ANIMA EDUCAÇÃO APRAPSA AVON AMÉRICA LATINA BASF BAYER BOSCH BRASIL FOODS S/A BRASIL KIRIN BUNGE CASA & VIDEO ECOPETROL ELO GROUP GAFISA GRUPO AMAZON LOGISTICS GRUPO CAMARGO CORRÊA GRUPO EMPRESARIAL PALMA GRUPO ENEL GRUPO SIMÕES HONEYWELL IBOPE INTERNATIONAL PAPER ITAÚ UNIBANCO LOWCOST MÁQUINA DE VENDAS MONSANTO NOVUS OI PEPSICO PETROBRAS PUBLICIS GROUP READSOFT BRASIL SOLVÍ - CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS SKF STATOIL BRASIL STEFANINI TETRA PAK TOTVS CONSULTING UBEC VISAGIO VOTORANTIM INDUSTRIAL WALMART APOIADORES Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  2. 2. 9º ANNUAL BRAZILIAN Shared Services & O u t s o u rc i n g We e k 2014 Prezado(a) Executivo(a), Inspire-se e defina o rumo do seu Centro de Serviços Compartilhados! É com grande satisfação que o SSON traz ao Brasil a 9ª edição do Shared Services & Outsourcing Week. Orientada para atender os Centros de Serviços Compartilhados em todos os estágios de maturidade, a Conferência foi desenhada para resolver questões práticas, como mitos e fatos, pain points dos Centros de Serviços e trazer estudos de caso e sessões práticas inspiradoras que abordarão tendências e iniciativas eficazes de empresas que têm obtido vantagens competitivas, savings e ganhos em produtividade. Através de uma pesquisa com público primário e provedores de solução que são referência no mercado nacional, a programação foi desenvolvida para atender as demandas e necessidades de um público que se questiona a respeito das tendências e qual o futuro dos Centros de Serviços Compartilhados no Brasil. Quais os próximos passos para a evolução e como encaixar o Brasil em um modelo global de CSC? Quando o CSC atinge o máximo da eficiência é hora de avaliar o BPO? Com sessões inovadoras e interativas, você terá a oportunidade de participar de sessões de discussão, painéis e rodadas de negócio sobre a inovação no CSC, como ir além em termos de performance, escopo e custo, buscando inovação em processos, tecnologia e governança. Entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo telefone 11 3463-5600 e informe-se sobre as inscrições com desconto e nossas promoções para grupos. Confirme sua participação ainda hoje! Espero encontrá-lo em janeiro! Lariza Carrera Conference Director SSON Brasil s parativo ce os pre S: Come rojeto P up rever se io de para insc do Prêm a ição na 5 ed que foi C ia em CS nhecer Excelênc rar, reco ra hon criado pa C´s que er os CS e promov adeiras rem verd ! demonst práticas melhores Potencialize novos negócios. Razões para você patrocinar a 9º Annual Brazilian Shared Services & Outsourcing Week Ao patrocinar a Conferência, você terá a oportunidade de: • Contatar novos prospects – acesse participantes com grande interesse em conhecer soluções para desenvolver seus negócios; • Lançar novos produtos ou serviços – crie um destaque para seu produto em um evento altamente focado em sua área de atuação e em seu mercado consumidor; • Acessar novos players – tenha contatos com players do mercado global, local e de outros países da América Latina; • Fidelizar seus clientes - marque presença no evento e mostre a seus clientes que acompanha as tendências e oferece tecnologia de ponta; • Posicionar a marca – faça parte do maior evento da indústria e se posicione como um líder para os principais players do mercado; • Desenvolver parcerias – encontre potenciais parceiros para potencializar suas atividades nesta indústria. No entanto, oferecemos um número limitado de oportunidades de patrocínio e branding. Caso tenha interesse em saber mais, por favor, entre em contato com: Sponsorship / Exhibition Sponsorship Manager Fabricio Santos Tel.: 11-3463-5696 fabricio.santos@wbresearch.com O Shared Services & Outsourcing Network é a comunidade criada pelo IQPC que fornece informações e melhores práticas para os profissionais de serviços compartilhados de todo o mundo. O SSON é um excelente canal de informações, contatos e recursos necessários para você ficar à frente dos desenvolvimentos estratégicos e tecnológicos em Shared Services. Hoje o SSON contempla conferências na América Latina, Estados Unidos, Europa, Ásia e Oceania, além de newsletters e e-newsletters, fóruns de discussão e blogs. Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  3. 3. 5º Prêmio de Excelência em Centro de Serviços Compartilhados O Prêmio de Excelência em Centro de Serviços Compartilhados é realizado pelo SSON nos EUA e na Europa há alguns anos. Em 2010 prestigiamos pela 1ª vez este setor que tanto tem crescido no Brasil e, em 2014, iremos realizar a 5ª edição deste prêmio. Aberto para qualquer empresa que possua um CSC, o Prêmio de Excelência em Centro de Serviços Compartilhados foi criado para honrar, reconhecer e promover os CSC’s que demonstrem verdadeiras melhores práticas. Os Vencedores e as Menções Honrosas serão anunciados durante o 9º Annual Brazilian Shared Services Week 2014, em São Paulo, entre os dias 20 e 23 de janeiro de 2014. Se você está procurando uma forma de conquistar a atenção da sua Diretoria / Alta Gerência, ou uma forma de motivar sua equipe, você já encontrou. Não são somente eles que ouvirão sobre isso, mas também toda comunidade de CSC no Brasil! Para identificar e nomear sua organização ou seus profissionais para o Prêmio de Excelência em Centro de Serviços Compartilhados, o SSON está montando um prestigioso grupo de especialistas e líderes em CSC no Brasil. Esse painel julgador independente, renomado pelos anos de experiência na gestão de um CSC, será ideal para escolher os expoentes do sucesso em boas práticas e excelência empresarial. Quem pode participar? Você pode! Se você é uma enorme empresa multinacional ou uma empresa de pequeno porte, um hospital ou uma ampla unidade de negócios, desde que possua um CSC, nós queremos saber de você. O Prêmio de Excelência em Centro de Serviços Compartilhados está aberto para CSC’s que atendam o Brasil. Desenhado por executivos de Shared Services para executivos de Shared Services: Um agradecimento especial ao SSON Brasil Advisory Board: Emerson Weslei Dias, AB Concessões Daniel Brandão de Castro, Publicis Group Alexandre Alves, PwC Luiz Caruso, Votorantim Alfredo Della Savia, EY Marcelo Avila Fernandes, Astrein LEADING SPONSORS APOIADORES Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  4. 4. PRIMEIRO DIA Segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 SESSÕES SIMULTÂNEAS PRÉ-CONFERÊNCIA TUTORIAL A SITE VISIT Início 09h00 | Término 17h00 Horário previsto para retorno 12h00 Obs: Haverá intervalo para networking, coffee break e almoço GUIA PRÁTICO DA IMPLANTAÇÃO DE UM CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS São diversos os caminhos que podem levar as empresas à decisão de implementar um Centro de Serviços Compartilhados. Um planejamento de transição adequado é determinante no sucesso da implantação. O objetivo do tutorial é apresentar uma metodologia aplicável, considerando todos os elementos-chave no processo de implantação de um Shared Services Center: do planejamento a implantação. Além dos conceitos essenciais, serão apresentados diversos exemplos práticos reais. Ao final do tutorial os participantes estarão aptos a conduzir um processo de implantação de CSC nas suas empresas. Módulo I Análise de viabilidade e aplicabilidade • O que é um CSC? • Por que implementar um CSC? • Para quais empresas um CSC faz sentido? • Como calcular a viabilidade de um CSC? • Redução de custos versus prestação de serviços • Como definir a localidade do CSC? • Definição da abordagem a ser utilizada para o projeto • Planejamento inicial da implantação B - PEPSICO Saída 08h00 O Centro de Serviços Compartilhados da Pepsico é um modelo híbrido, com operação de BPO. Participe desta visita técnica e conheça quais foram as premissas básicas adotadas no mapeamento de processos para identificar os processos com potencial para terceirização, as questões relativas à contribuição do Outsourcing no suporte a uma estratégia de valor agregado para o cliente, a redução de custos e flexibilidade de operações. Liderado por: Gustavo Costa Shared Services Center Head PEPSICO Obs: As inscrições deste site visit não estão disponíveis para a indústria de alimentos e bebidas. Nesta visita técnica não será permitida a participação de provedores de solução 30 Vagas Módulo II Análise da situação atual e alinhamento estratégico • Como definir os processos que vão migrar para o CSC (escopo de compartilhamento) • Mapeamento dos processos atuais e censo de atividades • Identificação e priorização de oportunidades de melhoria nos processos atuais • Como dimensionar o CSC • Definição da governança do CSC e do modelo societário • Business Case do CSC – confirmação detalhada da viabilidade SITE VISIT Módulo III Desenho do CSC • Desenho dos processos futuros • Desenho da central de atendimento • Desenho do layout do CSC • Desenho dos postos de atendimento local • Desenho dos sistemas de suporte • Desenvolvimento de SLA´s (ANS e ANO) • Estruturação de modelo de governança do CSC • Planejamento da movimentação de pessoas para a implantação (xadrez de gente) Módulo IV Change Management • O que é Gestão da Mudança e porque é tão importante em um CSC? • Plano de comunicação: quem, quando, o que e como? • Plano de treinamento e capacitação • Acompanhamento do envolvimento dos impactados (stakeholders) • Adequação cultural C - ACCOR Saída 14h00 Horário previsto para retorno 18h00 O Centro de Serviços Compartilhados da Accor, após 6 anos de sua criação, passou por um importante processo de relançamento. Nesta visita, avalie quais os desafios e êxitos alcançados em um momento de reestruturação, desde a redefinição do plano estratégico, realinhamento com os stakeholders, motivação dos colaboradores, revisão de processos, precificação, gestão dos projetos, e principalmente na adaptação do time ao “novo modelo de CSC” com a cultura de Indicadores (KPI’s e SLA’s) e focada no cliente. Liderado por: Claudio Campos Gerente do Centro de Serviços Compartilhados ACCOR Módulo V Nesta visita técnica não será permitida a participação de provedores Implantação do CSC de solução • Preparação para implantação: localidade, processos, sistemas e pessoas • Relatório de prontidão para implantação • Melhores práticas para a “virada de chave” • Acompanhamento das atividades críticas para estabilização da operação • Mensuração de resultados 30 Vagas Módulo VI Melhoria Contínua do CSC • Modelo de Maturidade • Melhoria contínua como gerador de valor para o CSC • Como e quando agregar novos serviços? • Próximos passos Charles Hagler Diretor TOTVS CONSULTING Neste tutorial não será permitida a participação de provedores de solução Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  5. 5. SEGUNDO DIA Terça-feira, 21 de janeiro de 2014 07h30 Welcome SS&O Week 08h00 Recepção e credenciamento para o workshop D WORKSHOP D - SHARED SERVICES CENTER THE NEXT GENERATION Início 08h30 | Término 10h00 Participe do workshop de abertura da Conferência e conheça quais as key trends para a evolução dos Centros de Serviços Compartilhados. Conheça cases de empresas que buscam o próximo nível de eficiência, as ferramentas mais sofisticadas para gestão de processos (in-house ou BPO), melhoria do negócio e ferramentas para atuar de forma estratégica, agregando valor e melhorando a operação. • Key trends para a evolução dos Centros de Serviços Compartilhados • Novas tendências de GBS • Qual o futuro dos CSC´s no Brasil? Atendimento a outras regiões? • Atendimento a linhas de negócios através de Shared Services • Abordagem a questão fiscal e jurídica • Processo de integração global ou local? • Por que o mercado segue a tendência do desenvolvimento interno do CSC - savings com Consultoria não são garantidos? • Como encaixar o Brasil em um modelo global de CSC com todas as particularidades fiscais Carlos Aguirre Director of HRSS HONEYWELL 10h00 Networking Coffee Break e credenciamento para a Conferência 10h30 SSOW Opening 15h15 Confira os resultados e inteire-se sobre os principais pontos de evolução dos CSC’s no Brasil • Quais são as melhores práticas globais de CSC? • Quais são as características essenciais de um CSC? Sua empresa atende ao mínimo? • Como está a maturidade dos CSC’s no Brasil? • Quais são os principais pontos de evolução dos CSC’s no Brasil? • Como está o seu CSC em comparação com o mercado? • Como esse modelo ajuda seu CSC a atingir seus objetivos? Charles Hagler Diretor TOTVS CONSULTING 16h00 Networking Coffee Break & Demo Drive 16h30 PAINEL DE DEBATES - O Centro de Serviços Compartilhados como facilitador de fusões e aquisições • Integrando novas unidades de negócio • Desenho de processos de empresas provenientes de fusão e a aplicação do CSC – Como provar que um CSC é viável para as duas empresas? • O BPO deve ser avaliado em processos de fusões e aquisições? Marcio Roberto Oliveira Diretor de CSC GRUPO AMAZON LOGISTICS Flávio Korn Diretor de Shared Services ANIMA EDUCAÇÃO Daniel Brandão Diretor de Tesouraria para América Latina PUBLICIS GROUP 17h00 Innovation Spotlight 10h40 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa Palestra Genpact Participe desta sessão para conhecer ideias, tecnologias ou processos inovadores aplicáveis ao seu CSC, através da demonstração de uma solução de sucesso. 11h00 International Keynote Speaker Session - Opening Speech BPO 1.0, 2.0 e 3.0. Alta rentabilidade em Centros de Serviços Compartilhados maduros Sergio Augusto Corredor G. Jefe de Unidad de Atención de Servicios Compartidos - Vicepresidencia de Servicios y Tecnología ECOPETROL 11h45 PAINEL - Quebra de paradigmas: Custo de transação x Geração de valor Vitor Marques Sócio-Diretor VISAGIO serviços compartilhados (2013) e suas necessidades/objetivos atuais; • Conceito e evolução dos Modelos de CSC´s; • Savings operacionais com a adoção de CSC`s • Nível de Maturidade dos CSC´s • Aumento rentabilidade operacional: • Conceitos (inovação): BPO 1.0 (foco em pessoas); BPO 2.0 (foco em processos); BPO 3.0 (foco em tecnologia) 12h45 Almoço 13h45 Case Study Da implantação à excelência • Todas as etapas vividas durante o projeto, desde o Business Case; • Principais dificuldades enfrentadas; • Recomendações e orientações para os gestores e líderes de CSC que pretendem promover transformações em sua organização. VISAGIO 14h30 PAINEL DE DEBATES - Precificação e critérios de cobrança - Os diferentes métodos de custeio e precificação dentro do CSC Como manter um bom relacionamento com os clientes e comprovar a eficácia do CSC? A comprovação da redução de custos e eficácia do CSC devem ser apoiadas em uma estratégia de precificação que permita uma percepção de valor justo no repasse de custos. Confira nesta palestra quais são os benefícios, desafios e fatores críticos na definição do modelo. • Critérios para definição de custos de cada atividade • Como são comunicados os preços • Readequação de processos • Como novos serviços são incorporados • Como o cliente percebe o repasse de custos • Como evoluir para o modelo de precificação • Pricing model para atendimento a diversos países • Repasse baseado em quantitativos Lucas Feltre Diretor Executivo SOLVÍ - CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS • Base de Pesquisas Deloitte e Gartner sobre a evolução dos centros de Rosangela Barbosa Diretora do Shared Services Center BOSCH Rodrigo Planet Gerente executivo de pré-vendas de BPO Eneas Lemos Gerente de qualidade CSI STEFANINI 17h10 Referencial Normativo do BPO no Brasil – Certificação ABRAPSA Luiz Henrique de Oliveira Presidente Affonso Nina Diretor de Marketing ABRAPSA - Associação Brasileira de Provedores de Serviços de Apoio Administrativo 17h30 SSC Implementation & Maturity Benchmarking Session - Alterando a eficiência para a eficácia: Como está o seu Centro de Serviços em relação a sua concorrência? Estruturação da plataforma de serviços compartilhados – A centralização de funções administrativas em uma plataforma Martin Gellert Vice-presidente e CFO BAYER Paulo Brehmer Erik Boettcher Diretor Responsável pelo Diretor de Contabilidade Controlling Corporativo BAYER e Administração Geral BAYER Como o Centro de Serviços tem suportado a expansão das atividades do negócio? Com negócios distintos e sócios internacionais, as áreas compartilhadas são consideradas fundamentais para o apoio aos negócios do Ibope. O case terá como principal objetivo demonstrar as alterações estruturais e o papel dos serviços compartilhados nos últimos tempos, demonstrando que tanto processos de centralização como de descentralização podem trazer ganhos financeiros e qualitativos para a organização. A avaliação constante é fundamental. Amélia Caetano Diretora Executiva Corporativa IBOPE 18:30 Networking Drinks Reception / Shares Services Awards 2014 Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  6. 6. TERCEIRO DIA Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 07h00 Technology Demonstration 07h30 Recepção e credenciamento para os workshops E e F WORKSHOP E WORKSHOP Início 08h00 | Término 09h30 F Início 08h00 | Término 09h30 Fatos e mitos do Centro de Serviços Compartilhados Relacionamento do CSC: é realmente necessário? Objetivo: Fala-se muito sobre as melhorias que um Centro de Serviços Compartilhados proporciona às empresas. Porém os impactos deste modelo de atuação são significantes e altamente conflitantes nas organizações. O intuito do workshop é trazer à tona a discussão pontual sobre a implantação do CSC, e esclarecer o que é fato e o que é mito no processo. • Business Case • Escolha de locais para implementação do CSC • Franquias • Desenvolvimento do CSC com equipes internas, sem contratação de consultorias • Padronização dos processos para implantação do CSC • Comprovação do valor da implantação Objetivo: O objetivo desta dinâmica é proporcionar aos participantes a reflexão sobre a necessidade de uma central de relacionamento no CSC. O workshop trará insights que vão da necessidade de ter uma central de relacionamento e de atendimento, passando pela decisão da aquisição da solução até a finalização do projeto com as lições aprendidas na BRASIL KIRIN. • Dinâmica A • Por que um CSC precisa se relacionar? • Escolhendo o sistema • Mensurando os resultados • Aprendendo com a solução em tempo de produção • Dinâmica B Ricardo Borges Diretor do Centro de Serviços Compartilhados GRUPO SIMÕES Leonardo Nunes Ferreira Diretor Executivo UBEC Guilherme Lacerda Bruns Gerente de Projetos CSC BRASIL KIRIN Boris Shibayama HR SSC Manager MONSANTO 09h30 Networking Coffee Break & Demo Drive 09h55 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa 10h00 A evolução do Centro de Serviços Compartilhados na busca de excelência na prestação de serviços: criando e executando um roadmap para o ganho de maturidade de um CSC Essa palestra busca mostrar a importância do Centro de Serviços Compartilhados em definir como será a sua trajetória de evolução dentro da organização. O planejamento de como o CSC ganhará maturidade deve ocorrer desde o momento de sua criação, e deve ser usado como norteador das ações estratégias a serem tomadas durante o tempo para alcançar a excelência em prestação de serviços. Nesse sentido, nessa palestra, serão abordados temas como: • Lógica de migração de novos serviços para o CSC e descentralização de outros processos para as unidades/áreas da organização • Melhoria de sistemas para suportar a evolução do CSC • Aumento da relevância estratégica e absorção de processos cada vez mais menos transacionais para o CSC • Implantação de lógica de melhoria contínua • Criação de cultura de mensuração e apuração de ganhos Rafael Clemente Sócio-Diretor ELO GROUP 10h15 Maturidade Documental Empresarial e o que ela significa em um Centro de Serviços Compartilhados? • Como as empresas estão hoje no mercado? • Qual a melhor forma de se preparar para a Maturidade Documental? • Quais são os resultados para as empresas? Francis Safi CEO LOWCOST 11h15 Innovation Spotlight Participe desta sessão para conhecer ideias, tecnologias ou processos inovadores aplicáveis ao seu CSC, através da demonstração de uma solução de sucesso. 11h20 PAINEL DE DEBATES – Qual é o melhor momento para o BPO? Neste painel, o intuito é discutir a transformação para o modelo de BPO, qual o processo de planejamento das atividades para o outsourcing e quais são as objeções específicas ao modelo de BPO no mercado brasileiro. • Quando o SSC atinge o limite de eficácia é de tempo para avaliar a BPO? • Gestão dos contratos de BPO X internalizar • BPO e Centros de Serviços Compartilhados como aliados • Planejamento das atividades para o outsourcing – A análise antes da decisão • Governança de terceiros – especialização dos provedores • Transparência na relação e entendimento do negócio • Evolução do contrato como parceiro • Maturidade do CSC • Experiências de fracasso de BPO • Objeções específicas ao modelo de BPO no mercado brasileiro • Como testar modelo de BPO? • Por que para empresas brasileiras o modelo de BPO não é seguro? • Como “consertar tudo” e, em seguida, passar para BPO? • Objeções de BPO no Brasil - culturais, tributárias, trabalhistas • Como avaliar a possibilidade de considerar os processos de transferência para a Índia? Gaspar Carreira Junior Diretor de Serviços Financeiros / Diretoria Adm-Financeira & RI OI Mauricio Rocha Silva Lemos Executivo Responsável ALGAR S/A EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Arnaldo di Petta LATAM FSSC Sr. Manager AVON AMÉRICA LATINA Alexandre Manela Gerência de Torre de Controle OI 12h15 Como a captura descentralizada de documentos aumentou a eficiência do projeto de gestão e permitiu a redução de custos operacionais • Benefícios potenciais • Divergências nos sistemas de gestão • Gestão do processo Edgard Pinheiro Managing Director READSOFT BRASIL Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  7. 7. 12h55 SSON BIG IDEA - Interação entre os dois lados: o CSC e o corporativo A visão do gestor de área que é atendido pelo CSC: como é esta relação? O Centro de Serviços Compartilhados da Statoil contempla as verticais de HR, Finance & Control, Facilities Management e TI. O Brasil representa um cluster importante, com forte previsão de crescimento e a implantação foi realizada com o driver de proporcionar um suporte eficiente para o crescimento das operações no país. Acompanhe nesta palestra como é a relação entre a área atendida pelo Centro de Serviços Compartilhados na visão do próprio gestor de área. Como atuar na percepção e realidade no Atendimento ao cliente? José Carlos Brandão VP Global Business Services STATOIL BRASIL 13h25 Almoço - VIP Advisory Lunch TRACKS SIMULTÂNEOS TRACK HR TRACK FINANCE TRACK TOOLS & TECHNOLOGY 14h30 CASE Gestão de pessoas no modelo CASE KPI´s críticos para assegurar CASE TI como alavanca no alcance da de gestão de serviços em um grupo ganhos de produtividade, satisfação e eficiência industrial: o foco na gestão de monitoramento de geração de caixa Jaime Marlon Silva desempenho e a meritocracia e savings • A transformação do CSC em um celeiro de talentos • A rotina de turnover • A gestão do clima organizacional • O estímulo à movimentação interna • Como equilibrar o processual x comportamental Ana Paula Turecke Gerente de Desenvolvimento Humano Organizacional VOTORANTIM INDUSTRIAL 15h00 René Dortmund Global Finance Shared Services Brazil | Manager ASLTOM CORPORATE CASE Modelo de atuação da área de CASE Desenvolvimento de métricas e relacionamento com clientes e comunicação SLA’s • A atuação estratégica • O reforço e a disseminação de cultura da prestação de serviços • Governança do processo • Gestão do relacionamento com clientes, comunicação empresarial e responsabilidade social Lucila Menezes Reis Gerente PETROBRAS 15h30 IT Manager Compreenda nesta exposição como tem sido monitoradas Michele Gaspardi as atividades financeiras absorvidas no Centro de Serviços PMO & Project Manager Compartilhados da Alstom, a diversidade dos segmentos AMBEV que atende e gestão de serviços. • Padronização, processos e pessoas • Indicadores de performance • Outsourcing de processos CASE Como impulsionar a adoção de e-Invoincing para aumentar o ROI • Gerenciamento de custos e indicadores • Scorecards / gestão de performance • Métricas em Accounting & Reporting Gaspar Carreira Junior Diretor de Serviços Financeiros / Diretoria Adm-Financeira & RI OI Alexandre Manela Gerência Torre de Controle Diretoria de Serviços Financeiros OI BPO CASE Como provar o valor do HRSS CASE A construção do Finance Shared CASE International Payroll – através de otimização de processos Services, baseado em um modelo Ferramentas de Relatórios e – BPM (Business Process Management) desenvolvido para concentrar as Regulamentação de Compliance operações financeiras, visando a • Precificação otimização de processos e o foco no • Acordo de Nível de Serviço atendimento a clientes e fornecedores Andreia Manera Gerente de RH INTERNATIONAL PAPER Arnaldo di Petta LATAM FSSC Sr. Manager AVON AMÉRICA LATINA 16h00 Networking Coffee Break & Demo Drive 16h30 CASE Meritocracia e os sistemas de CASE A transformação de finanças no CASE Ferramentas tecnológicas para remuneração, reconhecimento e carreira CSC – Como agregar valor de forma Centros de Serviços: o que deve ser contínua? desenvolvido e customizado? Este caso prático abordará como o CSC da Camargo Corrêa estruturou suas políticas e práticas para que os sistemas de remuneração, reconhecimento e carreira estivessem alinhados e permitissem ao profissional a melhoria da percepção das conexões existentes. • Modelo Capital Humano • Remuneração Variável e as Metas • Reconhecimento por Meio de Valores: Programa Cativando • Competências e o Desenvolvimento de Carreira • Mudança de Cultura: dificuldades e aprendizado Joceline Valentim Gerente de Capital Humano GRUPO CAMARGO CORRÊA Nesta exposição, exploraremos os benefícios da segregação das atividades de finanças em transacionais e corporativas e o valor agregado que pode ser capturado na gestão proativa dos KPI. O tema de Tecnologia é algo recorrente nas empresas e na maioria das vezes pode ocasionar problemas e imprevistos. Nesta abordagem, veja como minimizar os aspectos críticos da área na implantação do CSC e reduzir estas ocorrências. Francisco Gomes de Oliveira Diretor de CSC Alex Amada Executivo responsável pelo projeto de criação e Diretor do Centro de Serviços implantação de um CSC, anteriormente foi o GAFISA Diretor de Tesouraria, Controladoria e Orçamento Bonus Track I Networking específico por segmentos de indústria Você já teve a chance de conhecer os profissionais de seu segmento de indústria e que estão interessados nas mesmas tendências e oportunidades que a sua empresa busca. Participe desta sessão e tenha a oportunidade de compartilhar as ideias e novidades de maneira mais profunda e intensiva! Inscreva-se pelo 15h00 Manufatura telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com 15h00 Serviços 15h00 Tecnologia e telecomunicações 17:00 Encerramento das atividades e Private Dinner
  8. 8. QUARTO DIA Quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 07h00 Technology Demonstration 07h30 Recepção e credenciamento para os WORKSHOPS G e H WORKSHOP G WORKSHOP Início 08h00 | Término 09h30 H Início 08h00 | Término 09h30 Definindo indicadores de desempenho para seu centro de serviços Objetivo: Entender como podem ser definidas as métricas críticas para mensuração de desempenho dos serviços prestados pelo Centro de Serviços Compartilhados, proporcionando um relacionamento vantajoso com os clientes e demonstrando valor aos stakeholders. • O que deve ser medido? • Gerenciamento de custos e indicadores • Scorecards / gestão de performance • Métricas em Accounting & Reporting • Ferramentas para medição de desempenho • Como utilizar os resultados das métricas para melhoria de performance do CSC • Definição dos objetivos de performance do CSC A internacionalização do Centro de Serviços Compartilhados – Como preparar seu centro para atendimento regional ou global Objetivo: Reorganização e centralização de atividades para ganho de escala em diferentes países • Abordagem a questão fiscal e jurídica • Processos de integração global ou local dos CSC´s • Sinergias internacionais • Barreiras e oportunidades na América Latina • Gerenciando a mudança em uma transição global Valdemir Ferreira Diretor do CSC MÁQUINA DE VENDAS 09h30 Networking Coffee Break 09h55 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa TRACKS SIMULTÂNEOS TRACK CONTINUOUS IMPROVEMENT 10:00 TRACK SHARED SERVICES HYBRID MODEL Conheça as iniciativas para melhoria do CSC, propiciando a estruturação de planos de ação efetivos • Criação de um centro de soluções integrada • Aplicação de Lean Seis Sigma para excelência operacional • Evolução dos CSC´s na excelência da prestação de serviços • Aplicação de Kaizen • Business Improvement • Processos de melhoria contínua e BPM Este tema vai abordar os aspectos e principais vantagens de um modelo híbrido de CSC, além de opções viáveis para melhorias e aperfeiçoamento do modelo. • Otimização de recursos • Riscos • Redução de custos • Enfoque aos clientes Daniel Gross Diretor do CSC WALMART 10:30 CASE Desenvolva um modelo de governança corporativa que sirva como base para a terceirização dos processos e relacionamento com stakeholders CASE Explorando o que há de novo nas funções do Centro de Serviços Compartilhados Confira nesta abordagem as novas tecnologias, novos modelos de gestão e novas atividades absorvidas pelo CSC. • Governança corporativa e compliance • De que é a responsabilidade do compliance: o Shared Services é André London Gerente Geral do CSC CASA & VIDEO apenas um executor ou o titular do processo? 11:00 Aumentando a eficiência e qual a efetividade do seu modelo híbrido de CSC CASE CASE Como planejar a implementação e crescimento das CASE A evolução da função transacional para o end-tooperações por meio do outsourcing end process Veja como balancear os recursos e como construir um sistema eficiente que permita visibilidade nas distintas solicitações. • Como fazer uma análise de factibilidade • Como projetar a melhoria contínua nos processos e no plano de desenvolvimento de negócios • Escolha da estratégia de implementação Veja como as operações CSC podem passar de um nível totalmente transacional para operações aprimoradas que permitam a identificação de oportunidades de agregação de valor e savings. Flávia Baraúna Global Business Services - GBS Brasil GRUPO ENEL Mauricio Rocha Silva Lemos Executivo Responsável ALGAR S/A EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Bonus Track II Networking específico por maturidade de CSC Esta é a oportunidade de reunir-se com seus pares para uma discussão acerca de tendências e desenvolvimento de acordo com a maturidade de seu Centro de Serviços Compartilhados. Não perca esta oportunidade para um debate que poderá fornecer-lhe ideias e insights para os próximos passos de seu CSC. 10h10 CSC´s com até 3 anos 10h10 CSC´s com mais de 3 anos 11h30 Networking Coffee Break 12:00 Talent Management - Descubra as competências fundamentais de liderança no CSC para que você permaneça competitivo no mercado global Veja nesta palestra quais as competências exigidas pela posição de liderança do Centro de Serviços Compartilhados e quais são as ferramentas que podem ser utilizadas para o desenvolvimento destas aptidões e competências. • Mapeamento de competências • Visão organizacional • Gestão estratégica 12:30 Quais são os maiores desafios relacionados à atração e seleção de pessoas nos Centros de Serviços Compartilhados • Carreira no CSC • Gestão de clima organizacional • Gestão da mudança e comunicação • Como liderar pessoas e promover a alta performance no ambiente do CSC Fernando Tadeu Carneiro Diretor de RH TETRA PAK 13h00 Innovation Spotlight Participe desta sessão para conhecer ideias, tecnologias ou processos inovadores Jair Bondicz aplicáveis ao seu CSC, através da demonstração de uma solução de sucesso. Inscreva-se pelo telefone: (11) Diretor de Serviços Compartilhados 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com BRASIL FOODS S/A 13h10 Almoço
  9. 9. Investimento 14h10 BR6 VISIONAIRES PANEL Eleitos por você!!! Lançado pela primeira vez em 2010, os membros do SSON elegem a 6 líderes de provedores de solução para responder perguntas ao vivo, em uma sessão muito esperada. Desde seu lançamento, todos os anos, mais de 5000 espectadores já viram esta sessão online e mais de 3500 membros já viram ao vivo em todo mundo. O BR6 foi estabelecido para ajudar os profissionais a entender onde e como seus líderes eleitos estão de acordo ou desacordo sobre o futuro dos Centros de Serviços Compartilhados e a indústria de Outsourcing. Esta é uma sessão que decididamente você não pode perder! 15h10 PAINEL DE DEBATES - Relacionamento com cliente - Como você pode maximizar de forma extraordinária o grau de satisfação de seus clientes? Pacotes Até 19/09/2013 Full Price Conf +Tutorial + 3 WS/SV R$ 7203,00 R$ 7717,50 Conf +Tutorial + 2 WS/SV R$ 6367,20 R$ 6822,00 Conf +Tutorial + 1 WS/SV R$ 5531,40 R$ 5926,50 Conf + 4 WS/SV R$ 6867,00 R$ 7357,50 Conf + 3 WS/SV R$ 6031,20 R$ 6462,00 Conf + 2WS/SV R$ 5195,40 R$ 5566,50 Conferência R$ 4195,00 Tutorial R$ 1395,00 Fornecedores de Soluções Conferência R$ 7995,00 • CRM para o Centro de Serviços Compartilhados e por que ele é tão crítico para o sucesso do relacionamento com os clientes • Call Center / Canais de entrada • Ferramentas de auto-atendimento Diego Lima Executivo com experiência em implantação e operação de modelos de serviços compartilhados, foi Head do CSC da EBX. Trajetória em empresas de renome no mercado nos segmentos de mídia impressa, mineração, investimentos e recursos naturais. 15h40 CFO Level Think Tank Learned Lessons A utilização do Centro de Serviços Compartilhados como estratégia fundamental para o crescimento das organizações. Acompanhe como o CSC pode ser utilizado como plataforma de crescimento e aquisições e qual sua relevância estratégica para viabilizar a expansão. Paulo César de Melo Galvão de Almeida Superintendente de Finanças ITAÚ UNIBANCO Ademir Santos Finance Director Latin America (CFO) NOVUS Wagner Silva de Moraes CFO GRUPO EMPRESARIAL PALMA Paulo Abreu CFO SKF 16h20 Networking Coffee Break 16h50 INTERACTIVE PANEL Pain Points em Centro de Serviços Compartilhados • Pain points – o que não é perfeito no Centro de Serviços Compartilhados e o que não funciona de fato – resolução de problemas – “o back office perfeito” • Processos que não funcionam no CSC • Como lidar com os problemas que surgem e o plano de contingência Emerson Weslei Dias Senior Controller AB CONCESSÕES 17h30 Eduardo Perin Gerente de Gestão de Serviços GAFISA Encerramento das atividades da Conferência As informações que serão debatidas nesta conferência são tão cruciais ao sucesso dos seus negócios que a presença de todas as pessoas de seu time torna-se fundamental. Consulte-nos sobre o desconto para grupos! Local do Evento Amcham - Rua da Paz, 1431 Chácara Santo Antônio - São Paulo 8º Annual Brazilian Shared Services & Outsourcing Week 2013 atraiu mais de 120 participantes de empresas como: 0800net Accenture Accor ADCOS Agco do Brasil Comércio e Indústria Ltda. Agile1 Akzo Nobel Ltda ALL - América Latina Logística do Brasil S/A Ambev Associação Paranaense de cultura Automidia Bradesco Financiamentos Bunge BV Financeira C&A Modas Ltda. Capgemini Cargill Agrícola S.A. Cosin Consulting Dresser-Rand do Brasil Ltda Embraer - Empresa Brasileira de Aeronáutica Estácio Expresso Mirassol Ltda FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina Gafisa S/A Genpact Getesb Grupo Asserth Grupo Simões Heineken Hewlett Packard Brasil Ltda. Hospital Cardiotrauma Ipanema Infosys Internacional Paper do Brasil Itautec Klabin Kraft Foods Brasil S.A. Lojas Renner Lowcost Monsanto do Brasil Natura Logística Neogrid Oi Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda. Pepsico do Brasil Ltda. Personal Soluções em Informática Ltda. Petrobras Prosegur Brasil PWC Qualitor ReadSoft Rodobens Sabesp Sabic Innovative Schincariol Senai – RS Stefanini Solvi Souza Cruz S.A. Statoil TOTVS Toutatis Toyota do Brasil Ltda. V&M do Brasil Visagio Votorantim Cimentos Wilson Sons Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com
  10. 10. A Totvs Consulting oferece um portfólio completo de soluções em consultoria de gestão empresarial, apoiando empresas a atingirem altos níveis de performance em toda a sua cadeia de valor. Desde 2008, a Totvs Consulting auxiliou mais de 20 empresas líderes de mercado na implantação de Centros de Serviços Compartilhados, o que possibilitou as mesmas ganhos de eficiência e escala através do desenho de processos eficientes e padronizados. A experiência dos profissionais da Totvs Consulting faz dela a líder na implantação de Centros de Serviços Compartilhados no Brasil. Todo esse conhecimento acumulado nos últimos anos fundamentou a realização da “Pesquisa de Maturidade CSC” em 2012, que avaliou a prática de 50 Centros de Serviços Compartilhados no Brasil e gerou conclusões relevantes sobre esta prática em nosso país. Além de implantar, a Totvs possui seu próprio CSC, que faz parte do GESC (importante grupo de estudo sobre o tema no Brasil) e tem papel fundamental no processo de expansão do grupo. Além da atuação em CSC (tanto implantação quanto a evolução do modelo de operação daqueles CSC’s já implantados), a Totvs Consulting oferece outros serviços de consultoria em Supply Chain, Finanças e Desempenho Empresarial, Integração Pós-Aquisição, Gestão de Pessoas e Tecnologia da Informação. Nós somos a extensão do cliente para os processos administrativos e financeiros com excelência operacional, gestão do resultado e demonstração do valor. A Visagio é uma empresa de consultoria e desenvolvimento em Engenharia de Gestão com atuação em mais de 15 países e escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Londres e Perth. Reconhecida por sua capacidade de aliar profundo conhecimento técnico às necessidades reais de seus clientes, a Visagio já realizou mais de 450 projetos de consultoria nos mais diferentes segmentos de mercado como manufatura, mineração, agribusiness, varejo, óleo e gás etc. Na área de CSC a Visagio aplica uma metodologia própria que permite aliar os benefícios dos modelos centralizado e descentralizado para a organização de atividades compartilhadas. Além da centralização, otimização e padronização de processos, esta metodologia é baseada na estruturação de três pilares - Apuração e Repasse de Custos, SLAs (Acordos de Nível de Serviço) e SLAs Reversos e Relacionamento com Clientes Internos -, suportados por um Modelo de Gestão por Processos e seguindo a Governança Corporativa. O 0800net é um produto nacional, em multi-idiomas, desenvolvido pela empresa Ellevo Soluções de Blumenau/SC. Com aderência às melhores práticas ITIL para uso em Service Desk, o sistema também atende à gestão de processos administrativos, destacando-se no mercado corporativo nacional no uso da ferramenta em CSC-Central de Serviços Compartilhados. Empresas usuárias do sistema 0800net já foram premiadas em eventos anteriores do IQPC, ganhando o prêmio de excelência em sua atividade de CSC. Reduza seu custo operacional, racionalize e obtenha o custo rateado dos departamentos e dos seus serviços internos. Mantenha registrado as demandas e gerencie com SLA os tempos de atendimentos. Para gerir é necessário medir. A ELO Group é uma empresa de Consultoria e Treinamento com foco em Gestão de Processos de Negócio (BPM), Estratégia, Gestão da Inovação, Centro de Serviços Compartilhados e Sistemas Especialistas. Atuamos em vários segmentos como seguros, telecomunicações, finanças, mineração, petróleo e gás, construção, manufatura, varejo, petroquímica, biofármacos, energia, propaganda e mídia. Fundada no Parque Tecnológico da COPPE/ UFRJ, - a ELO é um spin off do Grupo de Produção Integrada da UFRJ. Esta sinergia entre academia e mercado permite à ELO compor um quadro de consultores altamente capacitados e trazer para seus clientes soluções completas com alto grau de conhecimento embarcado e aderência às necessidades das organizações com quem trabalhamos. Com 16 anos de mercado, a LOWCOST é referência na integração de Gestão Documental Corporativa, Guarda Documental Inteligente e Gestão de Outsourcing de Cópias e Impressão. Com sua matriz em São Paulo e filiais no Rio Grande do Sul, na Argentina e no México, possui mais de 300 colaboradores na América Latina. Atualmente, são 120 clientes em países como Brasil, México, Estados Unidos e Colômbia. Em franca expansão, aposta na inovação como diferencial competitivo para desenvolver soluções eficientes na redução de custos, otimização de processos, aumento da produtividade e lucro operacional das empresas. Mantendo atividades em 16 países com escritórios próprios, e presente em mais de 70 outros, através de sua rede de parceiros, a ReadSoft atua no mercado brasileiro desde 2001, contribuindo para o sucesso de grandes empresas de variados setores da economia, fornecendo soluções de softwares para a automação do fluxo de documentos. Como benefício, nossos clientes têm alcançado um melhor controle de seus processos, significativa redução de custos operacionais, e uma capacidade de resposta mais ágil e eficiente. Inscreva-se pelo telefone: (11) 3463-5600 – e-mail: SharedServicesBrazil@wbresearch.com – Site: www.sharedservicesbrazil.com

×