Uma história de António Torrado (1976, Plátano Editora) 
Desenhada com o Artpad (http://artpad.art.com/artpad/painter/) 
f...
Era uma vez um menino chamado Daniel Adalberto, que tinha um pato chamado 
Pato Patareco. O Daniel Adalberto morava nesta ...
Perto da sua casa havia um lago com peixinhos que tinha uma ilha no centro e 
um certo dia, logo pela manhã, o Daniel Adal...
O Daniel Adalberto resolveu ir até lá, para ver se encontrava o pato Patareco. 
Pelo caminho foi chamando: - Pato Patareco...
Chamou, chamou e nada! Resolveu então ir procurar no meio do canavial que 
ali existia e passou pelo meio das canas todas,...
Foi nessa altura que o Daniel Adalberto reparou em duas tendas de campismo 
que estavam mais abaixo e pensou em ir pergunt...
Se assim pensou, melhor o fez e foi logo perguntar-lhes: – Os senhores não viram 
por aqui um pato muito bonito? É o meu P...
Já desanimado, o Daniel Adalberto resolveu voltar para casa, tanto mais que já 
estava cansado de andar à procura do Pato ...
Mas, quando lá chegou, lembrou-se que tinha deixado o portão aberto e foi 
fechá-lo antes de se ir deitar…
Um pouco triste meteu-se na cama e foi então que ouviu: Qua, qua, qua…
Pois é! Afinal ali estava o seu Pato Patareco e andava ele à sua procura!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O pato-patareco-do-daniel-adalberto

636 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
636
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
239
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O pato-patareco-do-daniel-adalberto

  1. 1. Uma história de António Torrado (1976, Plátano Editora) Desenhada com o Artpad (http://artpad.art.com/artpad/painter/) formatada e contada por Maria Jesus Sousa (Juca) ´
  2. 2. Era uma vez um menino chamado Daniel Adalberto, que tinha um pato chamado Pato Patareco. O Daniel Adalberto morava nesta casa…
  3. 3. Perto da sua casa havia um lago com peixinhos que tinha uma ilha no centro e um certo dia, logo pela manhã, o Daniel Adalberto não conseguiu encontrar o seu Pato Patareco e resolveu ir à sua procura.
  4. 4. O Daniel Adalberto resolveu ir até lá, para ver se encontrava o pato Patareco. Pelo caminho foi chamando: - Pato Patareco! Pato Patareco, onde é que tu estás?
  5. 5. Chamou, chamou e nada! Resolveu então ir procurar no meio do canavial que ali existia e passou pelo meio das canas todas, chamando sempre o seu Pato Patareco. Mas ele nada de aparecer!
  6. 6. Foi nessa altura que o Daniel Adalberto reparou em duas tendas de campismo que estavam mais abaixo e pensou em ir perguntar aos campistas se por acaso não tinham visto por ali o seu Pato Patareco…
  7. 7. Se assim pensou, melhor o fez e foi logo perguntar-lhes: – Os senhores não viram por aqui um pato muito bonito? É o meu Pato Patareco e eu não consigo encontrá-lo! – Não, não, por aqui não vimos pato nenhum! Responderam-lhe eles.
  8. 8. Já desanimado, o Daniel Adalberto resolveu voltar para casa, tanto mais que já estava cansado de andar à procura do Pato Patareco… por isso foi por um caminho mais perto.
  9. 9. Mas, quando lá chegou, lembrou-se que tinha deixado o portão aberto e foi fechá-lo antes de se ir deitar…
  10. 10. Um pouco triste meteu-se na cama e foi então que ouviu: Qua, qua, qua…
  11. 11. Pois é! Afinal ali estava o seu Pato Patareco e andava ele à sua procura!

×