Estudo preliminar

6.111 visualizações

Publicada em

Conceito de Estudo Preliminar.

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.111
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
124
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo preliminar

  1. 1. Estudo Preliminar
  2. 2. O estudo preliminar é a primeira etapa de um projeto após a contratação dos serviços.
  3. 3. É uma ferramenta utilizada para viabilizar ou mesmo visualizar um empreendimento ou edificação antes de avançar com o projeto arquitetônico definitivo em todas suas fases.
  4. 4. Ele objetiva identificar o Escopo (o que se pretende atingir) inicial do Projeto a ser desenvolvido.
  5. 5. O resultado do estudo preliminar possibilita a geração de um cronograma básico de desenvolvimento e garante que somente serão desenvolvidos os requisitos que fazem parte do escopo do projeto.
  6. 6. (Exemplo 1) Cronograma. (Exemplo 2) Cronograma.
  7. 7. Primeiramente, é necessário fazer o Levantamento de Dados, neste momento é feita entrevista com todos os futuros usuários da edificação para determinar o anseio de cada um.
  8. 8. É importante saber a rotina dos usuários para que o projeto seja funcional. Além da rotina, são pesquisados os gostos pessoais e referências de cada usuário.
  9. 9. Após a entrevista, começa-se a "colocar a mão na massa": levantar toda a legislação pertinente, dados do lote, informações de planos governamentais para área, análise do perfil do local (preferencialmente passado, presente e imaginar o futuro para os próximos anos).
  10. 10. Após o levantamento de dados, o arquiteto já tem condições para fazer um esboço inicial do projeto, ou seja, (Exemplo) Croqui. rascunhos, croquis e plantas preliminares.
  11. 11. (Exemplo 1) Esboço.
  12. 12. (Exemplo 2) Esboço.
  13. 13. (Exemplo 3) Esboço.
  14. 14. Todas estas etapas gerarão as plantas dos pavimentos, a implantação do edifício no lote, cortes gerais (que servem para mostrar as alturas dos ambientes, a escada, o telhado, as alturas das janelas e portas) e as fachadas principais (desenho da "cara" da casa) com detalhes gerais de acabamentos, portas, janelas e telhado.
  15. 15. (Exemplo 1) Planta de Pavimento. (Exemplo 2) Planta de Pavimento.
  16. 16. (Exemplo) Cortes Gerais.
  17. 17. (Exemplos) Fachada Principal.
  18. 18. Ao final deste processo, todos os desenhos gerados são apresentados ao cliente, para que este analise se todos os seus interesses foram abrangidos, para tirar dúvidas em relação ao projeto e para fazer as alterações necessárias antes de prosseguir para próxima etapa.
  19. 19. Nem sempre o projeto estará exatamente como o cliente esperava, por isso é importante uma reunião sem pressa para que o cliente possa explicar o que não entendeu/não gostou e para que o arquiteto, enquanto técnico habilitado, possa fundamentar o projeto e explicar o que a legislação permite ou não, e também expor seus pensamentos em relação àquele projeto.
  20. 20. Após o término do estudo preliminar a próxima fase é o Anteprojeto, que é resultado final da solução arquitetônica proposta para a obra, considerando as exigências das etapas anteriores devidamente aprovadas pelo cliente.
  21. 21. Ele constitui de um conjunto de desenhos que representam com mais clareza e personalidade a volumetria, o dimensionamento dos ambientes e os detalhes funcionais. A partir desta etapa é que devem ser iniciadas as atividades dos projetos complementares (estrutura, elétrica, hidráulica) dos outros profissionais.

×