As tecnologias da_inteligencia

290 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As tecnologias da_inteligencia

  1. 1. ì   As  Tecnologias  da  Inteligência   Pierre  Lévy   Tecnologia  x  Técnica   Exemplo:     Ação  do  MEC  com  tablets  em  escolas  públicas  
  2. 2. ì   Hipertexto   Princípios   1.  Metamorfose   2.  Heterogeneidade   3.  MulHplicidade  e  de  encaixe  das  escalas   4.  Exterioridade   5.  Topologia   6.  Mobilidade  dos  centros  
  3. 3. Sentido  no  Contexto   Associações  
  4. 4. Suporte  informático  no  hipertexto   •  Representação  figurada,  diagramáHca  ou  icônica;   •  uso  do  "mouse"que  permite  o  usuário  agir  sobre  o  que  ocorre  na  tela;   •  os  "menus"que  mostram  constantemente  ao  usuário  o  que  ele  pode  realizar;   •  tela  gráfica  de  alta  resolução.  
  5. 5. “O  hipertexto  ou  a  mulHmídia   interaHva  adequa-­‐se   parHcularmente  aos  usos   educaHvos”  (p.  40)  
  6. 6. Interface   O  que  é  a  publicidade  se  não  a  organização  de   uma  relação,  de  uma  interface  com  o  público?   (p.46)   Na  medida  em  que  a  informaHzação  avança,   certas  funções  são  eliminadas,  novas  habilidades     aparecem,  a  ecologia  cogniHva  se  transforma.   (p.54)  
  7. 7. ì   Processos  de  subjetivação   individuais  e  coleHvos   Há  toda  uma  dimensão  estéHca  ou  ar`sHca  na   concepção  das  máquinas  ou  dos  programas,   aquela  que  suscita  o  envolvimento  emocional,   esHmula  o  desejo  de  explorar  novos  territórios   existenciais  e  cogniHvos,  conecta  o  computador  a   movimentos  culturais,  revoltas,  sonhos.   (p.57)  
  8. 8. Criação   Toda  criação  equivale  a  uHlizar  de  maneira   original  elementos  preexistentes.  Todo  uso   criaHvo,  ao  descobrir  novas  possibilidades,   aHnge  o  plano  da  criação.   Novos  Significados  
  9. 9. Groupware   Ajuda  ao  raciocínio,  à  argumentação,  à  discussão,  à  criação,  à  organização,  ao   planejamento  etc.   O  papel  dos  groupware  é  exatemente  o  de  reunir,  não  apenas  textos,  mas   também  as  redes  de  associações,  anotações  e  comentários  às  quais  eles  são   vinculados  pelas  pessoas.  p.72   Wiki   Google   Docs   Fórum  
  10. 10. Groupware  
  11. 11. Significação   A  operação  elementar  da  aHvidade  interpretaHva  é  a  associação;   dar  senHdo  a  um  texto  é  o  mesmo  que  ligá-­‐lo,  conectá-­‐lo  a  outros   textos,  e  portanto  é  o  mesmo  que  construir  um  hipertexto.   O  que  conta  é  a  rede  de  relações  pela  qual  a  mensagem  será   capturada,  a  rede  semióHca  que  o  interpretante  usará  para   captá-­‐la.  
  12. 12. Mensagem   O  efeito    de  uma  mensagem  é  o  de   modificar,  complexificar,  reHficar   um  hipertexto,  criar  novas   associações  em  uma  rede   contextual  que  se  encontra  sempre   anteriormente  dada.  (p.73)  
  13. 13. A  Metáfora  do  hipertexto   A  metáfora  do  hipertexto  dá  conta  da  estrutura   indefinidamente  recursiva  do  senHdo,  pois  já   que  ele  conecta  palavras  e  frases  cujos   significados  remetem-­‐se  uns  aos  outros,   dialogam  e  ecoam  mutuamente  para  além  da   linearidade  do  discurso,  um  texto  já  é  sempre   um  hipertexto,  uma  rede  de  associações.  (p.73)  

×