Tribos urbanas

12.139 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
123
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tribos urbanas

  1. 1. Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes – Olhão Área de Projecto 2006/2007 1
  2. 2. Introdução ...........................................................................................pág. 3Diferentes Tribos Urbanas ...........................................................pág. 5Hippies ...........................................................................................pág. 5Surfers ...........................................................................................pág. 6Skaters ...........................................................................................pág. 7Punks ...........................................................................................pág. 8Graffiters ...........................................................................................pág. 9Satânicos ...........................................................................................pág. 10Góticos ...........................................................................................pág. 11Conclusão ...........................................................................................Pág. 12 2
  3. 3. As tribos Urbanas, são uma realidade cada vez mais actual.Cada vez mais os jovens desejam ser aceites na sociedade, mesmo quepara esse efeito tenham de se tornar algo que não são, e que nuncadesejaram ser.A maioria das vezes, impelidos por fracas relações familiares e deamizade, os jovens adolescentes entram numa busca incessante poratenção e aprovação, acabando por "cair" em Universos muito maisobscuros e na maior parte das vezes muito perigosos.Tribo: grupo social, sociedade rudimentar. Nas grandes cidades osprincipios básicos são: grupos coesos, indumentária semelhante ehábitos parecidos. Estes são grupos de pessoas que seguem um estilopróprio de vida. Possuem características que as definem, têm valoresculturais, um próprio modo de vestir, as suas próprias musicas e os seuspróprios ideais políticos.Mal entendidas por muitos, continuam a crescer e multiplicar-se,mudando os hábitos, costumes e práticas sociais. As "Tribos Urbanas"podem ser caracterizadas como um fenómeno juvenil dos grandescentros urbanos, mas que dia após dia, se vai alargando por toda a parte.Punks, góticos, satânicos, hippies, skaters, Surfers e grafiters, sãoapenas alguns exemplos de "grupos" juvenis, chamados pelossociólogos de "tribos urbanas". Todas estas manifestações, parecem terorigem na contestação. A violência, a apatia, o desleixo, a festa eanarquia são as formas de contestação do mundo pós-moderno.São na sua maioria jovens entre os 14 e os 20 anos de idade, altura emque começam a pensar no futuro. É uma fase de transição, ondeprocuram um lugar próprio, um lugar onde possam estar, onde sepossam integrar, onde se possam sentir plenos! A designação de TribosUrbanas, é cada vez mais frequente no nosso vocabulário, massaberemos ao que se refere? Todos nós já temos ouvido falar deSatânicos, Dreads, Góticos, etc... Nas faixas etárias que compreendem osadolescentes e os jovens-adultos, é cada vez mais frequente esta divisão,o que pode conduzir, (e conduz a maior parte das vezes) a atitudesmarginais por parte destes jovens, gerando a insegurança e 3
  4. 4. discriminação atribuida a estes grupos por grande percentagem dasociedade envolvente. Neste projectoprocurámos saber se adiferenciação em Góticos, Dreads, Surfers, não será um tipo dedesvalorização injusto por parte da sociedade envolvente? Se não estaráa marginalidade dos ditos Dreads, Punks, Skaters, etc, injustamenteassociada ao consumo, e até dependência de drogas?!Por isso mesmo procurámos encontrar uma breve designaçao para cadauma das tribos mais conhecidas na nossa sociedade. 4
  5. 5. Hippies• Os “hippies” eram parte do que se convencionou chamarmovimento de contracultura dos anos 60. Adoptavam um modo de vidacomunitário ou estilo de vida nómada, negavam o nacionalismo eabraçavam aspectos de religiões como o budismo, hinduísmo, e/oureligiões de culturas nativas norte americanas. O movimento e culturahippie nasceram e tiveram o seu maior desenvolvimento nos EUA. Foi ummovimento de uma juventude rico e escolarizada que recusava a injustiçae desigualdades da sociedade americana, nomeadamente a segregaçãoracial. Desconfiava do poder económico-militar e defendia os valores danatureza. Na sua expressão mais radical, os jovens hippies abandonavamo conforto dos lares paternos e rumavam para as cidades, principalmenteS. Francisco, para aí viver em comunidade com outros hippies, noutroscasos estabeleceram-se em comunas rurais. Os dois principais valoresdefendidos eram a "paz e o amor". Opunham-se a todas as guerras e apalavra de ordem que melhor resume este movimento é a famosaexpressao “Make Love Not War”.Os hippies usavam o cabelo e barba compridos. Estes usavam tambémvarias cores, sendo o seu estilo não muito comum, o seu vestuáriotambém foi revolucionário para a época, usavam calcas a boca de sino,roupas de inspiração indiana e também roupas tingidas ou manchadas.Os hippies tem como simbolo o “Pé de Galinha”, é uma cruz invertidacom os “braços” caídos e simboliza a "verdadeira" paz sem Cristo. 5
  6. 6. Surfers• Na década de 1950 o desporto popularizou-se na costa oeste dosEstados Unidos da América. Tornando-se uma mania entre os jovens.Principalmente nas praias da Califórnia. Durante as décadas de 70 e 80 odesporto espalhou-se por todo o mundo, dando início aoprofissionalismo. É uma prática desportiva cujas origens se encontram naPolinésia. Tendo sido "descoberto" pelos europeus em 1778 quando onavegador inglês James Cook chegou ao arquipélago do Havaí. Usava-seinicialmente pranchas de madeira confeccionadas para deslizar nasondas do mar.Os surfers nao se fazem representam através de um “simples” simbolo,para esta tribo urbana o mar, as pranchas e as ondas sao os seussimbolos e os seus verdadeiros representantes. 6
  7. 7. Skaters• No início da década de 1960, os surfistas da Califórnia queriamfazer das pranchas um divertimento também para, as ruas. Inicialmente, onovo desporto foi chamado de sidewalk surf. Em 1965, surgiram osprimeiros campeonatos, mas o skate só ficou mais reconhecido umadécada depois. É uma prática recreativa e desportiva que consiste emdeslizar sobre o solo e obstáculos equilibrando-se numa pequena eestreita prancha de cerca de sessenta centímetros de comprimento,dotada de quatro pequenas rodas, á qual se dá o nome de Skateboard.Esta pratica pode ser realizada em qualquer lugar, no entanto existemespaços especializados para a realização deste desporto, denominadosde skate parks, que contem pistas especiais.O simbolo mais visivel nos skaters é o skate, este objecto na maior partedas vezes é personalizado por cada um dos seus proprietários, sendopintados das cores mais variadas e com os motivos mais apreciados porcada um. 7
  8. 8. Punks• Os punks surgem por volta ele 1975 como uma manifestaçãocultural juvenil cujo interesse era a afirmação de uma personalidade ouestilo, não envolvendo intencionalmente questões éticas, políticas ousociais. Era caracterizado quase que totalmente por um estilo baseado amúsica, moda e comportamento.No entanto para os Punks o termo moda não e bem aceite, uma vez quepara estes a aparência não tem haver com o seguimento de uma moda,mas sim de um estilo próprio, representando a afirmação de um estilopróprio.Estes não se preocupavam com a sua aparência, ou o com o que aspessoas podiam pensar de si.O estilo punk pode ser reconhecido através de objectos tais como: pins,alfinetes, calças rasgadas, justas, ténis da marca "Converse", mensagensescritas nas blusas, correntes, corte de cabelo seguindo o estilo decabelo radicais.O simbolo dos punks é um A respresentado dentro de un circulo querepresenta o inferno. Este movimento prega a destruição de toda equalquer organização que não se queira integrar no novo sistema.Declara a anarquia do inferno a essas organizações que resistem àadesão universal. 8
  9. 9. Graffiters• Grafitti significa "marca ou inscrição feita num muro", e e o nomedado as inscrições feitas nas paredes, desde o Império Romano.O grafitti salta aos olhos nos grandes centros urbanos. E considerado pormuitos um acto de vandalismo, uma vez que "suja" as paredes deinúmeros edifícios, sendo estes muitas vezes edificações históricas. Ografitti esta ligado ao movimento Hip-Hop.Os grafitties são realizados por "crews", ou seja, um grupo com variaspessoas, formando uma equipa.Nesta tribo o seu maior símbolo e a sua cultura, ou seja, a musica, ospróprios grafitties e ate o seu modo de vestir. 9
  10. 10. Satânicos• São adolescentes tipicamente rebeldes que criaram a sua própriaforma de magia negra. A religião satânica moderna é caracterizada pelabusca do hedonismo, ou seja, a busca da essência da felicidade,perfeiçao e rejeição por toda a forma de cristianismo, é uma revoltacontra o sistema de governo e sociedade actual. Tende a oferecer ao serhumano, uma liberdade irrestrita no que toca ás normas decomportamento e moral estabelecidos, chocando claramente com afilosofia de vida cristã. Devido à mudança de protótipos na nossa geraçãoo satanismo ganhou terreno e, adquire cada vez mais adeptos, vindos dasmais variadas classes sociais, sendo os jovens talvez o grupo maisvulnerável a enveredar pelo sub mundo desta religião.Os satânicos tem como simbolo a Cruz Satânica ou Cruz da confusão,esta é representada como uma cruz invertida com um “gancho” a finalizara sua forma, como o próprio nome indica esta cruz representa o demónioe a toltal regeiçao pelo cristianismo, daí a cruz ser representada destemodo. 10
  11. 11. Góticos• Ser gótico é mais do que um "rótulo ou conceito" é um estilo devida, uma filosofia que tem as suas raízes no passado e no presente. Porvolta dos anos 70 na Europa e nos Estados Unidos surgem os primeiros"Góticos". Esta cultura é composta de indivíduos de posturas fora docomum. Com uma insaciável curiosidade pela cultura, intelectuais esocialmente pouco aceites pela sua expressão de arte e pela sua própriaexpressão. Os góticos, sempre foram direccionados para movimentosmusicais, literários e arquitectónicos, possuidores de um humor um tantoou quanto incompreendido, são assim difamados como depressivos. Osgóticos são na maior parte das vezes incompreendido. devido à suasensibilidade, estes conseguem achar beleza e graça até nas coisas maiscomuns, que para a restante sociedade seriam consideradas tétricas.Os talismãs e símbolos utilizados pelos góticos surgiram de religiões efilosofias antigas. o ANK é um dos principais simbolos Góticos, com seuformato cruciforme, tem origem egípcia. Muitos vêem este simbolo comouma representação de um útero, com seu topo arredondado, símbolo dafertilidade. Outros ligam este objecto ao conceito de vida eterna. Erausado por Ísis, viúva e irmã de Osíris, guardiã e deusa da magia e damorte que, também, possuía o poder da ressurreição. Nao sendo este ounico simbolo utilizado pelos Góticos, é o mais visivel entre muitosoutros com origem no Oriente, todos eles com significados filosóficos,místicos e espirituais. 11
  12. 12. • Durante o decorrer deste ano lectivo e de um trabalho incessante,este foi o resultado final da nossa pesquisa.Avaliamos exaustivamente inquéritos, dados em meios informáticos,revistas e programas de televisão.Tudo isto contribuiu para o resultado que aqui vos apresentámos.Para concluir a nossa apresentação destacamos a tribo mais abundanteem termos numéricos na nossa cidade, e a qual é mais visível, ou nãoseriam os grafitties uma imagem constantemente presente nas ruas deOlhão.Esta é a tribo mais conhecida por parte da população que insiste na suamaioria em apelidá-los de vândalos e criminosos.Esta tribo é encarada com maus olhos, mas existem ainda pessoas (umaminoria da população) que encara os grafitties como uma forma de arteurbana e os grafitters os seus artistas maiores.A “fama” dos grafitters apesar de justificável é erradamente generalizada,por uns andarem a rabiscar tudo o que lhes aparece à frente, sejam,montras de lojas, comboios e até casa de habitação, não significa quetodos sigam essa opção.A opção para a resolução deste “problema”, sim porque é um problemaque afecta toda a população olhanense, sejam os habitantes ou oscomerciantes que fecham os seus estabelecimentos, e no dia a seguirencontram as suas montras cobertas de grafitties, é controlar e tentarmudar os maus hábitos, com o apoio da autarquia os grafitters poderiamdispor de uma zona própria para os seu “trabalho” e assim os actos devandalismo seriam reduzidos.Se os comerciantes têm direito à preservação da “fachada” dos seusestabelecimentos também os grafitters têm direito a continuar com a suaarte, livre e legalmente. 12
  13. 13. • Andréia Amador • Bruno Simão • Carla Sola • Sara Leal • 12º F 13

×