A Biologia do Amor para uma  Educação sem Distâncias Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS Daiana Trein [email_...
Contexto <ul><li>O artigo apresenta uma reflexão acerca do “paradigma da distância” na Educação Online, no contexto do uso...
Ontogenia das autoras Backes (2007) “A Formação do Educador em Mundos Virtuais: Uma investigação sobre os processos de aut...
A distância em processos de ensinar e de aprender é uma questão paradigmatica! Como podemos superar o paradigma da distânc...
O fundamento do ensinar e do aprender está no espaço físico? O fundamento do ensinar está no amor... (Maturana, 2000)
<ul><li>O AMOR </li></ul><ul><li>“domínio das condutas relacionais através das quais o outro surge como um legítimo outro ...
BIOLOGIA DO AMOR <ul><li>A biologia do amar é o fundamento biológico do mover-se de um ser vivo, no prazer de estar onde e...
<ul><li>O estar junto, a necessidade de ver e sentir o outro é própria da natureza do ser humano.... </li></ul><ul><li>Com...
Presença, Telepresença e Presença Digital Virtual
Diferentes tecnologias, linguagem predominante, comunicação, nível de interação/interatividade e nível de telepresença pro...
Ensinar é criar um espaço de convivência.
Espaços Educacionais São espaços de convivência?
Espaço de Convivência
 
 
 
<ul><li>Como educar na Biologia do Amor para uma educação sem distâncias? </li></ul>
Biologia do Amor Ser Humano Familiar Comunitária Emocionar Linguajar Conversar Viver e Conviver Aprender O outro como legí...
<ul><li>em um espaço de convivência, em uma relação entre os sujeitos do processo educativo é necessário que exista amor p...
Luciana Backes [email_address] Daiana Trein [email_address] www.twitter.com/daianatrein www.unisinos.br http://gpedu.wordp...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Biologia do Amor para uma Educação Sem Distâncias

1.443 visualizações

Publicada em

Apresentação referente ao trabalho científico apresentado no 15° CIAED - Congresso Internacional ABED de Educação a Distância em Fortaleza/CE.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Biologia do Amor para uma Educação Sem Distâncias

  1. 1. A Biologia do Amor para uma Educação sem Distâncias Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS Daiana Trein [email_address] Luciana Backes [email_address] 15º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância - CIAED
  2. 2. Contexto <ul><li>O artigo apresenta uma reflexão acerca do “paradigma da distância” na Educação Online, no contexto do uso de tecnologias digitais virtuais emergentes – TDVEs, mais especificamente no que se relaciona aos Mundos Digitais Virtuais em 3D – MDV3D, na perspectiva da Biologia do Amor (Maturana, 1997). </li></ul>
  3. 3. Ontogenia das autoras Backes (2007) “A Formação do Educador em Mundos Virtuais: Uma investigação sobre os processos de autonomia e de autoria” Trein (2009) “Educação Online em Metaverso: a mediação pedagógica por meio da telepresença via avatar em MDV3D” Backes (2009) “A Configuração do Espaço de Convivência Digital Virtual: A cultura emergente no processo de formação do educador”.
  4. 4. A distância em processos de ensinar e de aprender é uma questão paradigmatica! Como podemos superar o paradigma da distância?
  5. 5. O fundamento do ensinar e do aprender está no espaço físico? O fundamento do ensinar está no amor... (Maturana, 2000)
  6. 6. <ul><li>O AMOR </li></ul><ul><li>“domínio das condutas relacionais através das quais o outro surge como um legítimo outro em convivência com alguém” (MATURANA, 2008, p. 29). </li></ul>
  7. 7. BIOLOGIA DO AMOR <ul><li>A biologia do amar é o fundamento biológico do mover-se de um ser vivo, no prazer de estar onde está na confiança de que é acolhido, seja pelas circunstâncias, seja por outros seres vivos. (Maturana, 2004, Disponível em http://www.humanitates.ucb.br/2/entrevista.htm ) </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O estar junto, a necessidade de ver e sentir o outro é própria da natureza do ser humano.... </li></ul><ul><li>Como possibilitar o estar junto de forma digital virtual? </li></ul>
  9. 9. Presença, Telepresença e Presença Digital Virtual
  10. 10. Diferentes tecnologias, linguagem predominante, comunicação, nível de interação/interatividade e nível de telepresença proporcionada (adaptada de SCHLEMMER, TREIN e OLIVEIRA, 2008c, p. 6 e SCHLEMMER 2009, p. 58) - Baixo Baixo Unidirecional Textual Navegação na Web Texto Baixo Baixo Unidirecional Textual Imprensa, Correio - Baixo Baixo Unidirecional Oral Rádio - Baixo Baixo Unidirecional Gráfica, oral, gestual Televisão, Vídeo, Cinema Imagem estática Médio Médio Bidirecional Oral, textual Comunicadores Instantâneos Voz Médio Médio Bidirecional Oral Telefone Avatar em 3D ou corpo físico (gestos, voz etc.) [1] Alto/Médio Alto/Médio Multidirecional/Bidirecional Gráfica, textual Simuladores Imagem estática ou avatar em 3D Baixo Alto/Médio Multidirecional Textual AVAs, Blogs, Wikipédia, Orkut Corpo físico (voz, gestos) Alto Alto Multidirecional Gráfica, gestual e oral Vídeoconferêcia imagem estática, prop Alto Alto Multidirecional Gráfica e textual MDV2D Avatar em 3D, Alto Alto Multidirecional Gráfica, gestual, oral e textual Metaverso, MDV3D, RV, MMORPG Tipo de Representação Nível de Telepresença Nível de Interação/ interatividade Comunicação Linguagem predominante Tecnologia
  11. 11. Ensinar é criar um espaço de convivência.
  12. 12. Espaços Educacionais São espaços de convivência?
  13. 13. Espaço de Convivência
  14. 17. <ul><li>Como educar na Biologia do Amor para uma educação sem distâncias? </li></ul>
  15. 18. Biologia do Amor Ser Humano Familiar Comunitária Emocionar Linguajar Conversar Viver e Conviver Aprender O outro como legítimo Respeito por sí e respeito ao outro Co-ensinante Co-aprendente Espaço de convivência
  16. 19. <ul><li>em um espaço de convivência, em uma relação entre os sujeitos do processo educativo é necessário que exista amor para que exista troca, respeito, colaboração e cooperação, seja em ambientes presenciais físicos ou digitais virtuais </li></ul>Espaço de Convivência na Biologia do Amor
  17. 20. Luciana Backes [email_address] Daiana Trein [email_address] www.twitter.com/daianatrein www.unisinos.br http://gpedu.wordpress.com www.twitter.com/gpedu

×