I° ENCONTRO DA FAMÍLIA MAÇÔNICA DE UBERABA E REGIÃO 2014 DA E .`. V .`. V .`.

1.170 visualizações

Publicada em

I° ENCONTRO DA FAMILIA MAÇÔNICA DE UBERABA E REGIÃO (www.ulmur.com.br ),NA LOJA MAÇÔNICA ESTRELA DO TRIANGULO N°27 - GOMG

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.170
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

I° ENCONTRO DA FAMÍLIA MAÇÔNICA DE UBERABA E REGIÃO 2014 DA E .`. V .`. V .`.

  1. 1. Tua Família Anjos de Resgate Percebe e entende que os melhores amigos São aqueles que estão Em casa esperando por ti Acredita nos momentos mais difíceis da vida Eles sempre estarão por perto Pois só sabem te amar E se por acaso a dor chegar Ao teu lado vão estar Pra te acolher e te amparar Pois não há nada como um lar Tua família volta pra ela Tua família te ama e te espera Para ao teu lado sempre estar Tua família! Às vezes muitas pedras Surgem pelo caminho Mas em casa alguém feliz Te espera pra te amar Não não deixe que a fraqueza Tire a tua visão Que um desejo engane O teu coração Só Deus não é ilusão E se por acaso a dor chegar Ao teu lado vão estar Pra te acolher e te amparar Pois não há nada como um lar Tua família volta pra ela Tua família te ama e te espera Para ao teu lado sempre estar Tua família!
  2. 2. As PARTES que fazem o TODO… A “Sociedade Maçônica de Uberaba e da Região”, com sede na cidade de Uberaba, estado de Minas Gerais, foi criada para unir obediências , onde possam conviver de forma fraterna;Cunhadas,Filhas de Jó,Abelhinhas,Lowtons,Demolays,Clube de Mães. Entidade direcionada às atividades beneficentes e culturais ,instituição filantrópica, com finalidades eminentemente educativas, sociais e culturais, que mediante este I° ENCONTRO, visa desenvolver seus propósitos, assim é a nossa querida INSTITUIÇÃO MAÇÔNARIA UNIVERSAL, formada por PARTES que fazem o TODO.Não se faz Maçonaria Universal,sem á presença das ENTIDADES PARAMAÇÔNICAS
  3. 3. União de Fraternidades Femininas das Lojas Maçônicas de Uberaba e Região Luz e União Convite Aos Veneráveis, Irmãos, cunhadas, sobrinhos e convidados, Gostaríamos de convidarmos todos os membros que compõem a Família Maçônica de Uberaba Região, para o evento a ser realizado neste próximo Domingo dia 01/09/2013, inicio às 09h00min Horas. Programação em anexo. O intuito deste encontro é de estreitarmos os nossos laços que nos unem como uma Família, proporcionando às entidades que a compõem, Irmãos, cunhadas e nossos sobrinhos e sobrinhas, Abelhinhas, Demolays, Filhas de Jó e Lowtons, um maior entrosamento e troca de conhecimentos. Contamos com o apoio de todos, é um projeto piloto, idealizado por esta União de Fraternidades e temos a certeza de que outros acontecerão, é a primeira vez que iremos presenciar uma reunião ritualística – Branca, conjunta conduzida pelas quatro entidades. Obrigado, por nos apoiarmos em todas as nossas ações e contamos com a presença de todos para nos confraternizarmos, e temos a convicção que este domingo ficará marcado na memoria de todos. Karina Batista Prata Presidente União de Fraternidades Femininas de Uberaba e Região – Luz e União 1º Encontro da Família Maçônica Triângulo Mineiro Entidades Participantes: Bethel, Clube das Abelhinhas, Demolays e Casas de Lowtons Objetivo: Integração, socialização e troca de conhecimentos de todas as entidades Maçônicas e Paramaçônicas do Triangulo Mineiro. Data: 01/09/2013 – Próximo Domingo Local: Loja Maçônica Estrela do Triangulo Organização: União das Fraternidades de Uberaba e Região – Luz e União. Salão de Eventos Estrela do Triangulo 09h00min – Credenciamento e Café da Manhã de Boas Vindas e fotos Templo – Loja Maçônica Estrela do Triangulo 10h00min às11h30min– Ritualística com todas as entidades Participantes Salão de Eventos Estrela do Triangulo 12h00min – Almoço de Confraternização e Integração. 13h00min – Sorteio de Brindes 14h00min – Fotos do Evento e entrega de certificados de participação 14h30min - Encerramento. Valor: R$25,00 Irmãos, Cunhadas e sobrinhos acima de 12 anos. Incluso (Café da Manha, Almoço com Refrigerante e Certificado). (Convites: Cunhadas Karina 9105-7065/3338-8889 e Suraia 9195-8223/3315-4427) Isento Sobrinhos e Sobrinhas “Paramentados” Membros do Bethel, Clube das Abelhinhas, Demolays e Lowtons, Irmãos – Traje Maçônico – Paramentado Cunhadas – Traje de Fraternista UNIÃO DAS FRATERNIDADES FEMININAS
  4. 4. UNIÃO DAS FRATERNIDADES FEMININAS
  5. 5. MONTANHEIROS ESTÃO SEMPRE LÍVRE
  6. 6. UNIÃO DAS FRATERNIDADES FEMININAS
  7. 7. CONHECENDO O DESENVOLVIMENTO DE UMA SESSÃO RITUALÍSTICA RITUALÍSTICA ; É UMA FORMA ACOMPANHADA DE LITURGIA, ONDE SE DESENVOLVE,GESTUAIS,PALAVRAS E SIMBOLISMOS. LITURGIA ; É CELEBRAÇÃO ACOMPANHADA DE RITO. RITO ; SUCESSÃO DE PALAVRAS,ACOMPANHADA DE ATOS. ATOS; DESCRIÇÕES DE DOUTRINAS DE FUNDO ;FILOSÓFICO,E HISTÓRICO.
  8. 8. O que se exige dos Maçons? - Em princípio, tudo aquilo que se exige ao ingresso em qualquer outra instituição: respeito aos seus estatutos, regulamentos e acatamento às resoluções da maioria, tomadas de acordo com os princípios que as regem; amor à Pátria; respeito aos governos legalmente constituídos; acatamento às leis do país em que viva, etc. E em particular: a guarda do sigilo dos rituais maçônicos; conduta correta e digna dentro e fora da Maçonaria; a dedicação de parte do seu tempo para assistir às reuniões maçônicas; a prática da moral, da igualdade e da solidariedade humana e da justiça em toda a sua plenitude. Ademais, se proíbe terminantemente dentro da instituição, as discussões políticas e religiosas, porque prefere uma ampla base de entendimento entre os homens afim de evitar que sejam divididos por pequenas questões da vida civil. O que é um Templo Maçônico? - É um lugar onde se reúnem os maçons periodicamente para praticar as cerimônias ritualísticas que lhes são permitidas, em um ambiente fraternal e propício para concentrar sua atenção e esforços para melhorar seu caráter, sua vida espiritual e desenvolver seu sentimento de responsabilidade, fazendo-lhes meditar tranqüilamente sobre a missão do homem na vida, recordando-lhes constantemente os valores eternos cujo cultivo lhes possibilitará acercar-se da verdade. O que se obtêm sendo Maçom? - A possibilidade de aperfeiçoar-se, de instruir-se, de disciplinar-se, de conviver com pessoas que, por suas palavras, por suas obras, podem constituir-se em exemplos; encontrar afetos fraternais em qualquer lugar em que se esteja dentro ou fora do país. Finalmente, a enorme satisfação de haver contribuído, mesmo em pequena parcela, para a obra moral e grandiosa levada a efeito pelos homens. A Maçonaria não considera possível o progresso senão na base de respeito à personalidade, à justiça social e a mais estreita solidariedade entre os homens. Ostenta o seu lema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" com a abstenção das bandeiras políticas e religiosas. O segredo maçônico, que de má fé e caluniosamente tem se servido os seus inimigos para fazê-la suspeita entre os espíritos cândidos ou em decadência, não é um dogma senão um procedimento, uma garantia, uma defesa necessária e legítima, porém como inevitavelmente tem sucedido com todo direito e seu dever correlativo, o preceito das reservas maçônicas já tem experimentado sua evolução nos tempos e segundo os países. A Maçonaria não tem preconceito de poderes, e nem admite em seu seio, pessoas que não tenham um mínimo de cultura que lhes permitam praticar os seus sentimentos e tenham uma profissão ou renda com que possam atender às necessidades dos seus familiares, fazer face às despesas da sociedade e socorros aos necessitados.
  9. 9. Contribuição Irmão Wagner da Cruz .`. M .`. I .`.
  10. 10. A FAMÍLIA DO MAÇOM A família para a Maçonaria é a base de tudo, depois de Deus. A família é um dom dos maiores que recebemos de Deus. Não é somente uma realidade cultural que pertence a historia dos povos. É uma instituição natural criada por Deus. A Maçonaria ilumina-nos sobre o sentido da família. Somos criados à imagem e semelhança de Deus, cuja vida é comunhão profunda entre as pessoas. O ser humano não existe apenas para alimentar-se, crescer e ocupar espaço e tempo sobre a terra. É feito para “con-viver” (viver com), partilhar a vida com os outros, viver em comunidade. Amadurecer no relacionamento fraterno e entrar em comunhão com o próprio Deus, não só nesta vida, mas por toda a eternidade. No projeto da Maçonaria, a família é destinada a ser a “comunidade de pessoas unidas no amor”, sacramento cujo núcleo é a união amorosa e fiel entre o homem e a mulher, caminho de aperfeiçoamento recíproco e fonte de vida. A família é, também, um compromisso. A comunhão de vida não se realiza por encanto. É necessária a colaboração de cada um, para superar o egoísmo, abrir-se ao outro na doação conjugal e familiar. Requer-se, ainda, a cooperação da sociedade para que se criem condições adequadas à vida em família. A finalidade primeira da família, é o valor que lhe confere sentido, é a prole, sua educação física, psíquica, intelectual, moral, religiosa, econômica e social. O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma. A casa do homem é a legítima exportadora de caracteres para a vida comum. Como esperar uma comunidade segura e tranquila sem que o lar se aperfeiçoe? A paz no mundo começa sob as telhas a que nos acolhemos. Se não aprendemos a viver em paz entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações? Se não nos habituarmos a amar o Irmão mais próximo, associado à nossa luta de cada dia, como respeitar o Grande Arquiteto do Universo, que é DEUS? Tantos pais, irmãos e filhos se separam só pela necessidade de impor vontades, de ver “quem manda aqui”, quem ganha a condição de dono da última palavra. Na maioria dos casos, numa reunião familiar, e com um pouco de humildade todos saberiam até onde ir e quando parar. São naturais as discordâncias. O homem um dia há de aprender a combater as idéias e não as pessoas. Toda a discordância deve priorizar o respeito. Se o “diálogo” antecedesse as nossas diferenças, não haveria espaço em nossos corações para ressentimentos e muito menos cultivaríamos sentimentos tão letais no que diz respeito aos outros. O lar deve ser cultivado como um santuário. É nas lutas diárias do lar que nos preparamos para abraçar tarefas de vulto em prol da humanidade. É preferível abdicar de servir à humanidade, se nos esquecemos dos compromissos prioritários de nosso lar. Nos tempos atuais, em que tantos banalizam a vida e as ruas se tornam abrigos de órfãos de pais vivos, é hora de refletirmos sobre a Família e o papel do Maçom na Comunidade. A Maçonaria quer que cada um de nós busque melhorar em todos os sentidos, porque em assim fazendo estaremos no caminho certo que é a busca de uma melhoria cada vez maior para a humanidade. O comportamento do Maçom se torna muito difícil na sociedade maçônica que na profana, porque na sociedade maçônica, os indivíduos estão mais chegados uns aos outros, exigindo deles tolerância, fraternidade, principiando pela família, que reflete no procedimento social. O cumprimento destas tarefas tão importantes para o indivíduo e para a comunidade significa, ao mesmo tempo, para os maçons o desdobramento benéfico de suas próprias disposições. O respeito e a realização de tão nobre tarefa não podem ficar a mercê do acaso ou da arbitrariedade, mas deve ser assegurada por uma verdadeira obrigação. A Maçonaria brasileira com o seu papel na formação do homem sempre foi uma constante na consciência de liderança nacional da importância da função da família. À família é atribuído o papel de primeira célula da organização social, responsável pela transmissão dos valores morais, espirituais, para que o mundo alcance a Paz. Portanto, a família, para a Maçonaria, tem o merecimento que lhe atribuiu o Irmão Rui Barbosa que aconselhava: “multiplicai a célula e tendes o organismo. Multiplicai a família, e tereis a Pátria”. A família natural do Maçom passa a ser também maçônica, a partir do momento em que o Iniciando recebe a luz (da Iniciação), a primeira coisa que vê é seus novos Irmãos armados com espadas, jurando protegê-lo sempre que for preciso. Passa a ser tratado como Irmão, demonstrando-se, assim, o caráter fraternal da Maçonaria. A partir daí, todos que a ele se referem o tratam por Irmão, os filhos do Irmão passam a tratá-lo como “tio” e as esposas de seus Irmãos passam a ser “cunhadas”. Forma-se nesse momento um elo firme entre o novo membro da Ordem e a família maçônica. Na realidade, uma Loja constitui uma família, pois todos os seus membros são Irmãos entre si, sem o destaque hierárquico; O Venerável Mestre continua sendo o irmão do novel Aprendiz. Se existe essa família, a união de seus membros deve ser cultivada e todos se amarem com laços afetivos. É difícil precisar, no entanto, como esse vínculo se cria e se mantém. Por quê? Ao sermos reconhecidos como Maçons o outro lado prontamente abre um sorriso amigo e o abraça, como se já o conhecesse de toda a vida. Que força é essa que nos une e faz com que homens de diferentes raças, credos, profissões e classes sociais, tenham um sentimento de irmandade mais forte entre eles, que entre irmãos de sangue ? A Maçonaria reserva um lugar de destaque à Mulher. Com a evolução e a modernidade atuais, a mulher está conquistando, ao lado do homem, um lugar igual. E nós, Maçons, não temos motivos para combater os ideais de emancipação da mulher. Ao invés, é nosso dever amparar a mulher em seus esforços para obter liberdade e igualdade. Há casos em que o Candidato já está vivendo sua segunda união matrimonial. É importante que descubramos se sua esposa anterior e os filhos dessa união ficaram amparados e se o Candidato está cumprindo com os deveres como um dos construtores daquela família. Quem age corretamente não se opõe a essa providência. Portanto, sob o critério filosófico, a Maçonaria destina-se tanto ao homem como a mulher, complementos que são um do outro e destinados como estão a constituir a família base celular de uma sociedade bem organizada. "Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gêneses 2:24). Se em nossos dias são frequentes as agressões à família e à vida, é também confortador, podermos nos unir para abrir o coração para aprendermos através do estudo de nossos Rituais, que sempre nos ensina a força do Amor, capaz de sacrifício, diálogo e coragem. O encontro semanal em nossas Lojas, sob a proteção do Criador, seja para nós um encontro com a própria família e a ocasião de sentirmos a alegria de sermos todos Irmãos à luz de Deus. A Maçonaria convoca seus adeptos a oferecer seus serviços à família para que possa alcançar, dia a dia, o ideal de união revelado pelo Grande Arquiteto do Universo. Valdemar Sansão – M.’. M.’.
  11. 11. O IMPORTANTE É QUE HAJA ´FÉ,AMOR E CARIDADE ENTRE TODOS.

×