Diga sim a saúde do nosso planeta
Esclarecer e sensibilizar a população sobre as conseqüências da má gestão do lixo no município e principalmente na comunid...
O que o lixo pode causar? O lixo pode muitas vezes conter materiais perigosos, que oferecem sérios riscos à saúde humana e...
 
 
 
Sugestões para dar fim ao lixo? Lixo ''zero''. São chamadas de “lixo zero” todas as ações que têm como objetivo reduzir a ...
 
P assos 1.Escolha produtos duradouros no momento da compra para evitar substituições constantes e, assim, diminuir a produ...
 
Trabalho  realizado por, Veni Ramos  da E.E.Profª: Zenaide Vilalva de Aráujo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slide, diga não ao lixo

3.021 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide, diga não ao lixo

  1. 1. Diga sim a saúde do nosso planeta
  2. 2. Esclarecer e sensibilizar a população sobre as conseqüências da má gestão do lixo no município e principalmente na comunidade, a importância do serviço de limpeza, doenças relacionadas ao lixo, a importância da reciclagem de alguns matérias e como contribuir para que o problema do lixo seja resolvido ou minimizado em sua comunidade.    Limpar a cidade é obrigação da prefeitura do município. Mas mantê-la limpa só será possível com a colaboração da comunidade.
  3. 3. O que o lixo pode causar? O lixo pode muitas vezes conter materiais perigosos, que oferecem sérios riscos à saúde humana e ao meio ambiente, como baterias de veículos, pilhas e baterias comuns e de celulares, embalagens de produtos químicos, tóxicos e/ou corrosivos etc.. O lixo depositado em lixões a céu aberto ou em terrenos baldios atrai ratos, baratas, moscas, mosquitos, formigas e escorpiões, entre outros, podendo transmitir doenças como diarréias infecciosas, parasitoses, amebíase etc. Pode ainda permitir o desenvolvimento de larvas de mosquitos vetores de doenças como a dengue e a leishmaniose . Além disso, quando os lixões estão localizados próximos a aeroportos, podem atrair pássaros diversos, principalmente urubus, capazes de provocar acidentes aéreos. O lixo exposto ao ar, atrai inúmeros animais, pequenos ou grandes. Os primeiros a aparecer são as bactérias e os fungos, fazendo seu fantástico papel na natureza. O cheiro da decomposição se alastra com o vento e atrai outros organismos, como baratas, ratos, insetos e urubus, que além de se nutrirem a partir da matéria orgânica presente no lixo, se proliferam, pois o local também lhes oferece abrigo. Estes animais são veiculadores (vetores) de muitas doenças, podendo ser citadas a febre tifóide, a cólera, diversas diarréias, disenteria, tracoma, Quando o lixo se acumula e permanece por algum tempo em determinado local, começa a ser decomposto por bactérias anaeróbicas, resultando na produção de chorume, que é 10 vezes mais poluente que o esgoto. Isto por que o chorume dissolve substâncias como tintas, resinas e outras substâncias químicas e metais pesados de alta toxicidade, contaminando o solo e impedindo o crescimento das plantas, podendo chegar aos lençóis freáticos em dias chuvosos (pois aumenta a penetração do solo);
  4. 7. Sugestões para dar fim ao lixo? Lixo ''zero''. São chamadas de “lixo zero” todas as ações que têm como objetivo reduzir a geração de lixo que acabará sendo incinerado. Esse conceito nasceu na capital da Austrália, Canberra, e foi oficializado em 1995 com o ambicioso objetivo de acabar com esse tipo de lixo até 2010. Veja o que você pode fazer para reduzir os desperdícios da sua casa.
  5. 9. P assos 1.Escolha produtos duradouros no momento da compra para evitar substituições constantes e, assim, diminuir a produção de lixo. 2.Escolha produtos que não contenham substâncias tóxicas que possam poluir o meio ambiente. 3.Separe os resíduos caseiros de acordo com as indicações da empresa coletora que opera no seu bairro ou cidade. 4.Junte e passe pelo processador tudo que for matéria orgânica para fazer adubo e use no seu jardim ou venda o adubo obtido. 5.Evite consumir produtos com embalagem de PVC, porque a fabricação desse tipo de plástico é altamente tóxica. 6.Leve embalagens, móveis, roupas e outras coisas que você não for mais utilizar a centros de recuperação de materiais para que eles retomem um ciclo útil. 7.Diminua o consumo de produtos supérfluos e descartáveis, e substitua-os por itens duradouros que você possa utilizar várias vezes. 8.Não queime o lixo, mesmo que sejam resíduos perigosos ou patológicos. Averigue na sua cidade ou região aonde deve levar esse tipo de material para que ele seja devidamente tratado. 9.Participe de movimentos de bairro e proponha iniciativas de “lixo zero”. Limpar a cidade é obrigação da prefeitura do município. Mas mantê-la limpa só será possível com a colaboração da comunidade.
  6. 11. Trabalho realizado por, Veni Ramos da E.E.Profª: Zenaide Vilalva de Aráujo

×