Orações subordianada substantivas subjetivas

834 visualizações

Publicada em

Professora Cyntia Borges.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
834
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orações subordianada substantivas subjetivas

  1. 1. ORAÇÕES SUBORDIANADA SUBSTANTIVAS
  2. 2. Um período pode ser composto por coordenação ou por subordinação. Quando é composto por coordenação, as orações possuem uma independência estrutural, podendo vir separadamente sem prejuízo. Já no período composto por subordinação, as orações são dependentes entre si por meio de suas estruturas.
  3. 3.  Há três tipos de orações subordinadas: As substantivas, as adjetivas e as adverbiais. Trataremos aqui especificamente sobre o primeiro tipo:
  4. 4. Orações Subordinadas Substantivas  São orações que exercem a mesma função que um substantivo, na estrutura sintática da frase.
  5. 5. EXEMPLO 1  - A menina quis um sorvete. (período simples) A menina = sujeito; Quis = verbo transitivo direto; Um sorvete = objeto direto;  Temos duas posições na frase anterior em que podemos usar um substantivo: o sujeito (menina) e o objeto direto (sorvete). Nessas mesmas posições ( lugares) podem aparecer, em um período composto, orações subordinadas substantivas.
  6. 6.  Dependendo de onde elas apareçam e da função que elas exerçam, poderemos classificar como Subjetiva (função de sujeito) ou como Objetiva direta (função de objeto direto).
  7. 7. Sendo assim, notamos que:  - A menina quis que eu comprasse sorvete. (período composto) A menina = sujeito; Quis = verbo transitivo direto; Que eu comprasse sorvete = Oração subordinada substantiva Objetiva direta
  8. 8. E ainda:  - Quem me acompanhava quis um sorvete. (período composto) Quem me acompanhava = oração subordinada subjetiva; Quis = verbo transitivo direto; Um sorvete = Objeto direto;
  9. 9.  Além das posições de sujeito e objeto direto, as orações subordinadas substantivas podem exercer a função de um predicativo, de um objeto indireto, de um aposto e de um complemento nominal.
  10. 10. Portanto podemos ter oração subordinada substantiva de 6 tipos:
  11. 11. 1. Subjetiva: ocupa a função de sujeito.  - É preciso que o grupo melhore. *Verbo de Ligação + predicat. + O. S. S. Subjetiva
  12. 12. * Verbos de Ligação  Os verbos de ligação não indicam ação. Estes verbos fazem a ligação entre 2 termos: o sujeito e suas características.  Estas características são chamadas de predicativo do sujeito.  Ex.: Maria é bonita.
  13. 13. Os principais verbos de ligação são:  SER= O carro é novo. ESTAR= João está feliz. PARECER= Joice parece cansada. PERMANECER= A moça permanece aflita. FICAR= Nicole ficou triste. CONTINUAR= Diana continua feliz. ANDAR= Cláudia anda nervosa.
  14. 14. ... Continuando  - É necessário que você compareça à reunião. VL + *predicat. O. S. S. Subjetiva
  15. 15. *Predicativo  Predicativo é o termo que confere ao sujeito ou ao objeto uma qualidade, uma característica. Existem dois tipos de predicativo: o PREDICATIVO DO SUJEITO e o PREDICATIVO DO OBJETO.  PREDICATIVO DO SUJEITO: termo que caracteriza o sujeito da oração.  Ex:  Ela entrou em casa apressada.  PREDICATIVO DO OBJETO: termo que caracteriza o objeto direto da oração.  Ex:  Ela viu um homem apressado.
  16. 16. Outros exemplos em que aparecem predicativo :  Ele está triste. (Predicativo do Sujeito)  Os alunos são inteligentes. (Predicativo do Sujeito)  O trem está quebrado. (Predicativo do Sujeito)  Nomeei José o meu secretário. (Predicativo do Objeto)  Chamei-o de ladrão. (Predicativo do Objeto)  António Guterres é primeiro- ministro. (Predicativo do Sujeito)  Fumar é um vício. (Predicativo do
  17. 17. Continuando de novo...  - Consta que esses homens foram presos anteriormente. *VI + O. S. S. Subjetiva  Convém que não se atrase na entrevista.  VI= Verbo intransitivo.
  18. 18. * VERBOS INTRANSITIVOS  Não possuem complemento. Ou seja, os verbos intransitivos possuem sentido completo.  Ex: "Ele morreu." O verbo morrer tem sentido completo. Algumas vezes o verbo intransitivo pode vir acompanhado de algum termo que indica modo, lugar, tempo, etc. Estes termos são chamados de adjuntos adverbiais. Ex. Ele morreu dormindo.  Dormindo foi a maneira, o modo que ele morreu. Dormindo é o adjunto adverbial de modo.
  19. 19.  - Foi confirmado que o exame deu positivo. *Voz passiva O. S. S. Subjetiva
  20. 20. * Verbo na voz passiva  Passiva: quando o sujeito é paciente, recebendo a ação expressa pelo verbo.  Por exemplo:  O trabalho foi feito por ele.  Sabe-se que Aline não gosta de Pedro.  Conta-se que as meninas andam muito assanhadas.
  21. 21. Observação importantíssima  Quando a oração subordinada substantiva é subjetiva, o verbo da oração principal está sempre na 3ª. pessoa do singular
  22. 22. Objetiva Direta:  ocupa a função do objeto direto. Completa o sentido de um Verbo Transitivo Direto. ( O que?)
  23. 23. Exemplos:  - Nós queremos que você fique. Suj. + VTD + O. S. S. Obj. Direta  Os alunos pediram que a prova fosse adiada. Sujeito + VTD + O. S. S. Objetiva Direta
  24. 24. Objetiva Indireta  Ocupa a função do objeto indireto.
  25. 25. Exemplos  - As crianças gostam (de) que esteja tudo tranqüilo. Sujeito + VTI + O. S. S. Objetiva Indireta  - A mulher precisa de que alguém a ajude. Sujeito + VTI + O. S. S. Obj. Indireta
  26. 26. Completiva Nominal  Ocupa a função de um complemento nominal.
  27. 27. Exemplos:  - Tenho vontade de que aconteça algo inesperado. Suj. + VTD + Obj. Dir. + O. S. S. Completiva Nominal  - Toda criança tem necessidade de que alguém a ame. Sujeito + VTD + Obj. Dir. + O. S. S. Comp. Nom.
  28. 28. Apositiva Ocupa a função de um *aposto.
  29. 29. Aposto.  é um termo que se junta a outro de valor substantivo ou pronominal para explicá-lo ou especificá-lo melhor. Vem separado dos demais termos da oração por vírgula, dois-pontos ou travessão.  Exemplo:  Apreciotodos os tipos de música:. MPB, rock, blues, chorinho, samba, etc.
  30. 30. Exemplo de Oração Subordinada Substantiva Apositiva  Toda a família tem a mesma expectativa: que eu passe no vestibular. Sujeito + VTD + Objeto Direto + O. S. S. Apositiva
  31. 31. FIM
  32. 32. ESTUDEM  FONTES:  www.infoescola.com  www.soportugues.com.br/secoes/sint/ sint31.php

×