LINHA DE PENSAMENTO III

1.241 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LINHA DE PENSAMENTO III

  1. 1. WWW.CURSORAIZES.COM.BR Universidade Estadual Vale do Acarau – UVA Curso de Pedagogia em Regime Especial Disciplina: Metódos e técnicas de alfabetização.Professor: Gilson Alves da SilvaGraduanda: Juliana de S. CruzTurma: B8 LINHA DE PENSAMENTO Tobias Barreto – SE WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  2. 2. WWW.CURSORAIZES.COM.BR Dezembro de 2008 CELESTIN FREINET – Não é necessário conhecer a fundo a obra de Freinetpara fazer, bom uso desses recursos, mas entender a teoria que motivou suacriação deverá possibilitar sua aplicação integrada e torná-los mais férteis. Freinet se inscreve, historicamente entre os educadores identificados com acorrente da Escola Nova, que nas primeiras décadas do século 20se insurgiu contrao ensino tradicionalista centrado no professor e na cultura enciclopédia, propondoem seu lugar uma educação ativa em torno do aluno. Freinet sempre acreditou queé preciso transformar a escola por dentro, pois é exatamente ali que se manifestamas contradições sociais.” Não foi por acaso que Freinet criou uma pedagogia do trabalho. Para ele aatividade é o que orienta a prática escolar e o objetivo final da educação é formarcidadãos para o trabalho livre e criativo, capaz de dominar e transformar o meio queexerce. Um dos deveres do professor, segundo Freinet, é criar uma atmosferalaboriosa na escola, de modo a estimular as crianças a fazer experiências, procurarrespostas para suas necessidades e inquietações, ajudado por seus colegas ebuscando no professor alguém que organize o trabalho. Outra função primordial doprofessor segundo Freinet é colaborar ao Maximo da maioria dos pedagogosmodernos. Freinet dedicou a vida a elaborar técnicas de ensino que funcionam comocanais da livre expressão e da atividade cooperativa, com o objetivo de criar umanova educação. LEY VYGOTSKY – Ele foi um pensador complexo e tocou em muitos pontosneurálgicos da pedagogia Contemporânea”. A parte mais conhecida da extensaolera produzida por Vygotsky em seu curto tempo de vida, converge para o tema dacriação da cultura. Aos educadores interessa em particular os estudos sobredesenvolvimento intelectual. Vygotsky atribuía um papel preponderante as relaçõessociais nesse processo, tanto que a corrente pedagógica que se originou de seupensamento é chamada de socioconstrutivismo ou sociointeracionismo. Vygotsky que embora discordasse de Piaget, admirava seu trabalho publicoucriticas ao Suíço muito estudiosos acreditavam que é possível conciliar os alunosdos dois. Os estudos do mesmo sobre aprendizado decorrem da compreensão do WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  3. 3. WWW.CURSORAIZES.COM.BRhomem como um ser que se forma em contato com a sociedade “na ausência dooutro, o homem não se constrói homem” escreveu o psicólogo. Outro conceito chovede Vygotsky é a mediação segundo a teoria Vygolsviana, toda a relação do indivíduocom o mundo é feita por meio de instrumentos técnicos ex. as ferramentas agrícolasque transformam a natureza, da linguagem que traz consigo conceitos consolidadosda cultura ao qual pertence o sujeito. Em outras palavras a zona de desenvolvimentoproximal é o caminho entre o que a criança consegue fazer sozinha segundoVygotsky. Vygotsky atribuiu muita importância ao papel do professor, comoimpulsionador do desenvolvimento psíquico das crianças. A idéia de um maiordesenvolvimento conforme um maior aprendizado não quer dizer, porém que sedeve apresentar uma quantidade enciclopédica de conteúdos aos alunos. Oimportante para o pensador é apresentar as crianças formas de pensamento nãosem antes detectar que condições elas têm de absorvê-las PAULO FREIRE – Paulo Freire foi o mal célebre educador brasileiro, comatuação e reconhecimento internacionais. Conhecido principalmente pelo método dealfabetização de adultos que leva seu nome, ele desenvolveu um pensamentopedagógico assumidamente político. Para Freire se intitula justamente Pedagógicade Oprimido e os conceitos nesse contidos baseiam voa parte do conjunto de suaobra. Segundo Freire, o professor age como UEM deposita conhecimento num alunoapenas receptivo, dócil. Em outras palavras, o saber é visto como uma doação dosque se julgam seus detentores. Trata-se para Freire, de uma escola aluenante, masnão menos ideológica do eu a que ele propunha para despertar a idéia de queensinar é transmitir saber por que para ele a missão do professor era possibilitar acriação ou da produção de reconhecimento. Segundo o pensador pernambucano oprofissional de educação deve lavar os alunos conhecer conteúdos, mas não comoverdade absoluta. Freire dizia que ninguém ensina nada a ninguém, mas as pessoastambém não aprendem sozinhas. O método Paulo Freire não visa apenas tornarmais rápido e acessível o aprendizado, mas pretende habilitar o aluno o aluno a ler omundo”, na expressão famosa do educador.”Trata-se de aprender a ler a realidadepara em seguida poder resolver essa realidade dizia Freire. WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  4. 4. WWW.CURSORAIZES.COM.BR EMÍLIA FERREIRO – Nenhum nome teve mais influência sobre a educaçãobrasileira nos últimos 20 anos do que o da psicolingüística argentina Emília Ferreira.A divulgação de seus livros no Brasil, a partir de meados dos anos 1980, causou umgrande impacto sobre a concepção que tinha o processo d alfabetizaçãoinfluenciando as próprias normas do governo para a área, expressas nosParâmetros Curriculares Nacionais. Emília Ferreiro se tornou uma espécie de referência para o ensino brasileiro eseu nome passou a ser ligado ao Construtivismo. Campo de estudo inauguradopelas descobertas a que chegou o biólogo Suíço Jean Piaget na investigação dosprocessos de aquisição e elaboração de conhecimento pela criança ou seja de quemode conhecimento pela criança ou seja de um modo que ela aprende. Emílialevam a conclusão de que as crianças tem um papel ativo no aprendizado. Elasconstroem o próprio conhecimento – daí a palavra construtivismo. ANA TEBEROSKY – Ana Teberosky é uma das pesquisadoras maisrespeitadas quando o tem é alfabetização. Estudo desenvolvido por ela e por EmíliaFerreiro no final dos anos 1970 trouxe novos elementos para esclarecer o processovivido pelo aluno que está aprendendo a ler e a escrever. Doutora em psicologia e docente do departamento de Psicologia Evolutiva eda Educação da Universidade de Barcelona, ela também atua no instituto municipalde educação dessa cidade desenvolvendo trabalhos em escolas públicas. Ao ladode Emília Ferreiro, deu a compreensão do processo de aquisição da escrita. Se o professor é capaz de oferecer uma ajuda efetiva quanto à diversidadedas situações de uso, a criança poderá aprender por meio desse uso, as regras defuncionamento da linguagem escrita. O principal propósito é ajudar os professorespodem e devem, ensinar parecer-nos importantes saber quais são as idéias e osconhecimentos das crianças. ALEXANDER LURIA - Alexander Luria defrontou-se com a RevoluçãoSoviética e nessa época matriculou-se no departamento de ciências sociais. Noentanto, sei interesse voltava-se para a psicologia. Conseguiu rapidamente, umposto d trabalho no instituto de Psicologia de Moscou, no qual dedicou-se apossibilidade da criação de um método de pesquisa sobre o conteúdo subjetivo damente. Luria assim como seus parceiros de trabalho interessava-se sobremaneira WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  5. 5. WWW.CURSORAIZES.COM.BRem estudar os processos mentais de adultos, sendo que fizeram inúmeraspesquisas sobre esta temática, ou seja, sobre pensamento, o sentimento e as açõesdos adultos. Ele interessou-se também pelo estudo da influencia da cultura, nosprocessos mentais e a esta interferência”, os pesquisadores soviéticos atribuíram onome de mediação cultural. O mesmo foi com suas investigações para compreendera formação do projeto de enunciação e a passagem deste ao ato da fala – chamadapor ele de “linguagem desdobrada”. A leitura de suas obras podem trazer grandes contribuições aos professoresda educação de jovens e adultos, pois representa uma tentativa de mostrar que oprocesso de surgimento da emancipação verbal não é um simples ato dematerialização de uma idéia já formada em um sistema também pronto deformulações volay. WWW.CURSORAIZES.COM.BR

×