SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
2ª fase    exame discursivo                                 13/12/2009



história
caderno de prova
Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de História.
Não abra o caderno antes de receber autorização.


instruções
1. Verifique se você recebeu mais dois cadernos de prova.
2. Verifique se seu nome, seu número de inscrição e seu número do documento de identidade estão corretos nas
   sobrecapas dos três cadernos.
   Se houver algum erro, notifique o fiscal.
3. Destaque, das sobrecapas, os comprovantes que têm seu nome e leve-os com você.
4. Ao receber autorização para abrir os cadernos, verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões
   estão corretas.
   Se houver algum erro, notifique o fiscal.
5. Todas as respostas e o desenvolvimento das soluções, quando necessário, deverão ser apresentados nos espaços
   apropriados, com caneta azul ou preta.
   Não serão consideradas as questões respondidas fora desses locais.


informações gerais
O tempo disponível para fazer as provas é de cinco horas. Nada mais poderá ser registrado após o término desse prazo.
Ao terminar, entregue os três cadernos ao fiscal.
Será eliminado do Vestibular Estadual 2010 o candidato que, durante as provas, utilizar máquinas de calcular, relógios
digitais, aparelhos de reprodução de som ou imagem com ou sem fones de ouvido, telefones celulares ou fontes de consulta
de qualquer espécie.
Será também eliminado o candidato que se ausentar da sala levando consigo qualquer material de prova.



                                                                                                       boa prova!
história




01                          Navegações portuguesas (séculos XV-XVI)




                                                        Adaptado de ALCEU LUIZ PAZZINATO e MARIA HELENA VALENTE SENISE
                                                                     História moderna e contemporânea. São Paulo: Ática, 1998.


Como indicado no mapa acima, a expansão marítima promovida pela Coroa de Portugal, nos séculos XV e
XVI, permitiu a incorporação de novas regiões e sociedades ao comércio europeu.
Apresente dois interesses da sociedade portuguesa na exploração da costa ocidental africana e explique a
importância da região para o estabelecimento dos portugueses na Ásia.




                                                                                                                            3
história




02
As expedições destinadas ao apresamento de índigenas constituíram, como se pode observar no mapa
abaixo, a principal atividade realizada pelos bandeirantes paulistas entre os séculos XVI e XVIII.

                Esquema geral das expedições de apresamento (1550-1720)




                                                                                                                            JOHN MANUEL MONTEIRO
                                          Adaptado de Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Cia. das Letras, 1994.

Estabeleça a relação existente entre as expedições de apresamento e as atividades econômicas desenvolvidas
pelos habitantes da Capitania de São Vicente. Em seguida, identifique um efeito dessas expedições para a
colônia portuguesa na América.




4    vestibular estadual 2010   2ª fase     exame disCursivO
história




03
Gonçalves Dias é um dos principais representantes do Romantismo no Brasil, movimento contemporâneo
ao processo de consolidação do Estado monárquico brasileiro e que forneceu elementos simbólicos para a
construção da identidade nacional. Observe este fragmento de um de seus poemas:




                                        Canção do tamoio
          Não chores, meu filho;         E pois que és meu filho,       Porém se a fortuna,
          Não chores, que a vida         Meus brios reveste;            Traindo teus passos,
          É luta renhida:                Tamoio nasceste,               Te arroja nos laços
          Viver é lutar.                 Valente serás.                 Do inimigo falaz!
          A vida é combate,              Sê duro guerreiro,             Na última hora
          Que os fracos abate,           Robusto, fragueiro,            Teus feitos memora,
          Que os fortes, os bravos       Brasão dos tamoios             Tranquilo nos gestos,
          Só pode exaltar.               Na guerra e na paz.            Impávido, audaz.
                  (...)                          (...)                           (...)

                                                                                         ANTôNIO GONçALvES DIAS
                                                                                                  www.cin.ufpe.br



Identifique, em Canção do Tamoio, um elemento integrante da proposta de construção da identidade nacional
brasileira. Justifique também a utilização desse elemento pelo movimento romântico.




                                                                                                               5
história




04
         Bandeira do Império do Brasil                             Bandeira adotada pelo regime republicano




                                                                                                                 JOSÉ MURILO DE CARvALHO
                                                    A formação das almas. O imaginário da República no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1990.




A proclamação da República no Brasil, em 1889, instituiu a necessidade de revisão dos símbolos nacionais. A
nova bandeira, por exemplo, expressou rupturas e continuidades, bem como a valorização de determinadas
ideias para o novo regime.
Aponte a corrente político-filosófica que interferiu na remodelação da bandeira brasileira e o argumento dessa
corrente para a condenação do regime monárquico.




6    vestibular estadual 2010   2ª fase   exame disCursivO
história




05                           Cidade de Birmingham (Inglaterra, 1886)




                          A evolução das cidades. Coleção História em Revista. Rio de Janeiro: Abril Coleções, 1996.


Coketown era uma cidade de tijolos vermelhos, ou melhor, de tijolos que seriam vermelhos se a fumaça e as
cinzas permitissem, cidade de máquinas e de altas chaminés. Apresentava muitas ruas largas, todas iguais,
e muitas ruazinhas ainda mais iguais, cheias de pessoas também muito iguais, pois todas saíam e entravam
nas mesmas horas, andando com passo igual na mesma calçada, para fazer o mesmo trabalho, e para elas
cada dia era parecido com o da véspera e com o dia seguinte.
                                                                                                                                 CHARLES DICKENS
                                                                           In: ENDERS, Armelle e outros. História em curso. Rio de Janeiro: FGv, 2008.

A Revolução Industrial provocou grandes mudanças em algumas cidades inglesas a partir de finais do século
XVIII. A imagem de Birmingham, de 1886, e o fragmento do romance Tempos difíceis, publicado em 1854,
apresentam sinais dessas transformações.
Apresente uma mudança causada pelo processo de industrialização nas cidades inglesas e uma de suas
consequências para as condições de vida do operariado.




                                                                                                                                                    7
história




06
O problema agrário está na base dos conflitos sociais e políticos da História do México, desde a independência
até a revolução. Todas as tentativas de mudança estrutural - Independência, Reforma, Porfiriato, Revolução
- decorrem da necessidade essencial de resolver essa questão-chave.
                                                                                                                AMÉRICO NUNES
                                                                Adaptado de As revoluções do México. São Paulo: Perspectiva, 1980.



Identifique o problema agrário ao qual se refere o autor do texto e estabeleça sua relação com a Revolução
Mexicana de 1910.




8    vestibular estadual 2010   2ª fase   exame disCursivO
história




07
    O “grande porrete” no Mar do Caribe




                               http://americanhistory.si.edu




                                                                                          WANDER MELO MIRANDA (org.)
                                                                Narrativas da modernidade. Belo Horizonte: Autêntica,1999.



A caricatura acima, de 1904, e o cartaz publicitário da Coca-Cola, de 1944, apontam para contextos
diferenciados das relações do governo dos EUA com países da América Latina.
Cite uma ação da política externa norte-americana para a América Latina decorrente da política do Big Stick
- “Grande Porrete”. Em seguida, nomeie e explique a nova orientação diplomática dos EUA para essa região
durante a Segunda Guerra Mundial.




                                                                                                                             9
história




08                                   Saudação nazista da seleção inglesa antes
                                        de amistoso com a Alemanha (1938)




                                                                                            www.globoesporte.com



Havia um projeto fascista, uma utopia capaz de seduzir homens e mulheres, de arrastar multidões para além
das interpretações esotéricas e hipnóticas de um líder único.
                                                                                                                     FRANCISCO CARLOS TEIxEIRA DA SILvA
              In: REIS FILHO, Daniel A.; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (orgs.). O século XX – o tempo das crises. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2000.


Durante o período do entre-guerras, a ideologia fascista teve uma significativa capacidade de atração sobre
indivíduos e grupos de diversas regiões do mundo.
Tendo em vista o contexto social e econômico desse período, indique e explique uma prática dos regimes
fascistas que tenha mobilizado o apoio popular.




10   vestibular estadual 2010         2ª fase     exame disCursivO
história




09
A desintegração da União Soviética, que acompanhou a do socialismo na Europa Central, pôs em evidência
uma crise maior: a do socialismo contemporâneo. Na China, desde os anos 70, e sobretudo após a morte
de Mao Tsé-tung, em 1976, a preocupação e os debates a respeito do socialismo tenderam a dar lugar à
preocupação e aos debates a respeito da modernização e do enriquecimento do país. A política dita das
Quatro Modernizações (da indústria, da agricultura, da ciência e da tecnologia e das forças armadas), sob a
direção de Deng Xiao Ping, na prática, eliminou gradual e firmemente todo o legado do maoísmo.

                                                                                                                     Adaptado de DANIEL AARãO REIS FILHO
            In: REIS FILHO, Daniel A.; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (orgs.). O século XX – o tempo das dúvidas. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2000.



Cite uma medida econômica implementada pelo governo chinês durante a política das Quatro Modernizações.
Em seguida, explicite uma diferença entre essa medida e as propostas maoístas de construção do socialismo
na China.




                                                                                                                                                            11
história




10




                                                                                            O Globo, 29/09/2009
A cena retratada pelos quadrinhos só se tornou possível na história recente do país com o fim do Ato Institucional
nº 2 (AI-2) em 1979. A reforma partidária, assim como outros eventos do processo de restabelecimento do
estado de direito no Brasil, contudo, permitiram ao regime militar controlar o ritmo da abertura política.
Indique a principal mudança produzida pela reforma partidária de 1979 e justifique sua aplicação no contexto
da abertura “lenta, gradual e segura” promovida pelo regime militar.




12    vestibular estadual 2010   2ª fase   exame disCursivO
rascunho




      13
rascunho




14
rascunho




      15
UERJ 2010 discursiva

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História do Lobo de todas as cores
História do Lobo de todas as coresHistória do Lobo de todas as cores
História do Lobo de todas as coresDyone Andrade
 
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)Edilene Costa
 
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDF
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDFBaixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDF
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDFAugusto Bertotto
 
Até as Princesas Soltam Pum
Até as Princesas Soltam PumAté as Princesas Soltam Pum
Até as Princesas Soltam Pummariaelidias
 
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3Tizo Alcantara
 
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediak
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediakSongbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediak
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediakGilmar Nascimento
 
Livro quem é o saci pererê
Livro   quem é o saci pererêLivro   quem é o saci pererê
Livro quem é o saci pererêSérgio Lima
 
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisado
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisadoMTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisado
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisadocreito cezares
 
Livro usando as mãos - história
Livro usando as mãos - históriaLivro usando as mãos - história
Livro usando as mãos - históriaweleslima
 
Livro - Quem é a Iara?
Livro - Quem é a Iara?Livro - Quem é a Iara?
Livro - Quem é a Iara?Sérgio Lima
 
A Curiosidade Premiada (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)
A Curiosidade Premiada   (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)A Curiosidade Premiada   (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)
A Curiosidade Premiada (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)fernandafabriciafernandes
 
Livro a caixa de Jéssica
Livro a caixa de JéssicaLivro a caixa de Jéssica
Livro a caixa de Jéssicasilvaneforti1
 

Mais procurados (20)

História do Lobo de todas as cores
História do Lobo de todas as coresHistória do Lobo de todas as cores
História do Lobo de todas as cores
 
Uma Viagem ao Céu (Cordel)
Uma Viagem ao Céu (Cordel)Uma Viagem ao Céu (Cordel)
Uma Viagem ao Céu (Cordel)
 
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)
Cantigas populares infantil_-_pré-alfabetização (1)
 
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDF
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDFBaixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDF
Baixe o Livro 'Zumbi o pequeno guerreiro' em PDF
 
Até as Princesas Soltam Pum
Até as Princesas Soltam PumAté as Princesas Soltam Pum
Até as Princesas Soltam Pum
 
Monstromática
MonstromáticaMonstromática
Monstromática
 
O reizinho mandao
O reizinho mandaoO reizinho mandao
O reizinho mandao
 
Boitatá
BoitatáBoitatá
Boitatá
 
A casa c 5 janelas
A casa c 5 janelasA casa c 5 janelas
A casa c 5 janelas
 
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3
Minha doce flauta doce - Mario Mascarenhas - vol. 3
 
A descoberta da joaninha
A descoberta da joaninhaA descoberta da joaninha
A descoberta da joaninha
 
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediak
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediakSongbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediak
Songbook djavan-vol-2-vol-1-almir-chediak
 
Culinária
CulináriaCulinária
Culinária
 
Livro quem é o saci pererê
Livro   quem é o saci pererêLivro   quem é o saci pererê
Livro quem é o saci pererê
 
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisado
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisadoMTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisado
MTS Método CCB exercicios preenchidos, corrigido e revisado
 
Livro usando as mãos - história
Livro usando as mãos - históriaLivro usando as mãos - história
Livro usando as mãos - história
 
Livro - Quem é a Iara?
Livro - Quem é a Iara?Livro - Quem é a Iara?
Livro - Quem é a Iara?
 
Citacao novoa.ppt
Citacao novoa.pptCitacao novoa.ppt
Citacao novoa.ppt
 
A Curiosidade Premiada (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)
A Curiosidade Premiada   (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)A Curiosidade Premiada   (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)
A Curiosidade Premiada (Fernanda Lopes de Almeida e Alcy Linhares)
 
Livro a caixa de Jéssica
Livro a caixa de JéssicaLivro a caixa de Jéssica
Livro a caixa de Jéssica
 

Semelhante a UERJ 2010 discursiva

Prova 2010 uerj história
Prova 2010 uerj históriaProva 2010 uerj história
Prova 2010 uerj históriacavip
 
Prova fatecs 1-2007
Prova fatecs 1-2007Prova fatecs 1-2007
Prova fatecs 1-2007profcoutinho
 
História, Crise e Dependência do Brasil
História, Crise e Dependência do BrasilHistória, Crise e Dependência do Brasil
História, Crise e Dependência do Brasilcarlos ars
 
Questões Brasil imperio
Questões Brasil imperioQuestões Brasil imperio
Questões Brasil imperioRakel Galdino
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabaritoKellyCarvalho2011
 
História
HistóriaHistória
Históriacavip
 
A ditadura militar no cinema a luta armada em cabra-cega
A ditadura militar no cinema   a luta armada em cabra-cegaA ditadura militar no cinema   a luta armada em cabra-cega
A ditadura militar no cinema a luta armada em cabra-cegaUNEB
 
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdfCiências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdfBrunoCosta364836
 

Semelhante a UERJ 2010 discursiva (20)

Prova 2010 uerj história
Prova 2010 uerj históriaProva 2010 uerj história
Prova 2010 uerj história
 
Prova fatecs 1-2007
Prova fatecs 1-2007Prova fatecs 1-2007
Prova fatecs 1-2007
 
Ufba12ing1
Ufba12ing1Ufba12ing1
Ufba12ing1
 
História, Crise e Dependência do Brasil
História, Crise e Dependência do BrasilHistória, Crise e Dependência do Brasil
História, Crise e Dependência do Brasil
 
Questões Brasil imperio
Questões Brasil imperioQuestões Brasil imperio
Questões Brasil imperio
 
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
2 Prova Semestral de História - 2.4 gabarito
 
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperioTrabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
 
História
HistóriaHistória
História
 
Modulo 14 historia
Modulo 14 historiaModulo 14 historia
Modulo 14 historia
 
A ditadura militar no cinema a luta armada em cabra-cega
A ditadura militar no cinema   a luta armada em cabra-cegaA ditadura militar no cinema   a luta armada em cabra-cega
A ditadura militar no cinema a luta armada em cabra-cega
 
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
História – brasil colônia período joanino 01 – 2014
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 12
Preseed 2014-revisão 12Preseed 2014-revisão 12
Preseed 2014-revisão 12
 
aula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptxaula-enem-2014-historia.pptx
aula-enem-2014-historia.pptx
 
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdfCiências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
Ciências Humanas - Tema 5 - Lista de questões.pdf
 
ROMA ANTIGA
ROMA ANTIGAROMA ANTIGA
ROMA ANTIGA
 
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperioTrabalho de historia brasil colonia e imperio
Trabalho de historia brasil colonia e imperio
 
História e geografia encceja - ef - ii
História e geografia   encceja - ef - iiHistória e geografia   encceja - ef - ii
História e geografia encceja - ef - ii
 

Mais de cursohistoria

UNISINOS 2010 discursivas
UNISINOS 2010 discursivasUNISINOS 2010 discursivas
UNISINOS 2010 discursivascursohistoria
 
UNICENTRO 2010 objetiva
UNICENTRO 2010 objetivaUNICENTRO 2010 objetiva
UNICENTRO 2010 objetivacursohistoria
 
UFPR 2010 objetiva gabaritada
UFPR 2010 objetiva gabaritadaUFPR 2010 objetiva gabaritada
UFPR 2010 objetiva gabaritadacursohistoria
 
PUC-RS 2010 objetiva
PUC-RS 2010 objetivaPUC-RS 2010 objetiva
PUC-RS 2010 objetivacursohistoria
 
PUC-PR 2010 objetiva gabaritada
PUC-PR 2010 objetiva gabaritadaPUC-PR 2010 objetiva gabaritada
PUC-PR 2010 objetiva gabaritadacursohistoria
 
UFPA 2010 - objetiva
UFPA 2010 - objetivaUFPA 2010 - objetiva
UFPA 2010 - objetivacursohistoria
 
UFBA 2010 discursiva
 UFBA 2010 discursiva UFBA 2010 discursiva
UFBA 2010 discursivacursohistoria
 
UFAL 2010 objetiva gabaritada
 UFAL 2010  objetiva gabaritada UFAL 2010  objetiva gabaritada
UFAL 2010 objetiva gabaritadacursohistoria
 
UFOP 2010 discursiva
UFOP 2010 discursivaUFOP 2010 discursiva
UFOP 2010 discursivacursohistoria
 

Mais de cursohistoria (20)

UNISINOS 2010 discursivas
UNISINOS 2010 discursivasUNISINOS 2010 discursivas
UNISINOS 2010 discursivas
 
UNICENTRO 2010 objetiva
UNICENTRO 2010 objetivaUNICENTRO 2010 objetiva
UNICENTRO 2010 objetiva
 
UFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetivaUFSC 2010 objetiva
UFSC 2010 objetiva
 
UFPR 2010 objetiva gabaritada
UFPR 2010 objetiva gabaritadaUFPR 2010 objetiva gabaritada
UFPR 2010 objetiva gabaritada
 
UFPA 2010 objetiva
 UFPA 2010 objetiva UFPA 2010 objetiva
UFPA 2010 objetiva
 
UFCG 2010 objetiva
 UFCG 2010 objetiva UFCG 2010 objetiva
UFCG 2010 objetiva
 
PUC-RS 2010 objetiva
PUC-RS 2010 objetivaPUC-RS 2010 objetiva
PUC-RS 2010 objetiva
 
PUC-PR 2010 objetiva gabaritada
PUC-PR 2010 objetiva gabaritadaPUC-PR 2010 objetiva gabaritada
PUC-PR 2010 objetiva gabaritada
 
UNAMA 2010 objetiva
UNAMA  2010 objetivaUNAMA  2010 objetiva
UNAMA 2010 objetiva
 
UFT 2010 objetiva
 UFT 2010 objetiva UFT 2010 objetiva
UFT 2010 objetiva
 
UFRN 2010 objetiva
 UFRN 2010 objetiva UFRN 2010 objetiva
UFRN 2010 objetiva
 
UFPA 2010 - objetiva
UFPA 2010 - objetivaUFPA 2010 - objetiva
UFPA 2010 - objetiva
 
UFC 2010 objetiva
UFC 2010 objetivaUFC 2010 objetiva
UFC 2010 objetiva
 
UFBA 2010 discursiva
 UFBA 2010 discursiva UFBA 2010 discursiva
UFBA 2010 discursiva
 
UFBA 2010 objetiva
 UFBA 2010 objetiva UFBA 2010 objetiva
UFBA 2010 objetiva
 
UFAL 2010 objetiva gabaritada
 UFAL 2010  objetiva gabaritada UFAL 2010  objetiva gabaritada
UFAL 2010 objetiva gabaritada
 
UFV 2010 discursiva
UFV 2010 discursivaUFV 2010 discursiva
UFV 2010 discursiva
 
UFV 2010 objetiva
UFV 2010 objetivaUFV 2010 objetiva
UFV 2010 objetiva
 
UFOP 2010 discursiva
UFOP 2010 discursivaUFOP 2010 discursiva
UFOP 2010 discursiva
 
UFMG 2010 objetiva
UFMG 2010 objetivaUFMG 2010 objetiva
UFMG 2010 objetiva
 

Último

CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 

Último (20)

CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 

UERJ 2010 discursiva

  • 1. 2ª fase exame discursivo 13/12/2009 história caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de História. Não abra o caderno antes de receber autorização. instruções 1. Verifique se você recebeu mais dois cadernos de prova. 2. Verifique se seu nome, seu número de inscrição e seu número do documento de identidade estão corretos nas sobrecapas dos três cadernos. Se houver algum erro, notifique o fiscal. 3. Destaque, das sobrecapas, os comprovantes que têm seu nome e leve-os com você. 4. Ao receber autorização para abrir os cadernos, verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões estão corretas. Se houver algum erro, notifique o fiscal. 5. Todas as respostas e o desenvolvimento das soluções, quando necessário, deverão ser apresentados nos espaços apropriados, com caneta azul ou preta. Não serão consideradas as questões respondidas fora desses locais. informações gerais O tempo disponível para fazer as provas é de cinco horas. Nada mais poderá ser registrado após o término desse prazo. Ao terminar, entregue os três cadernos ao fiscal. Será eliminado do Vestibular Estadual 2010 o candidato que, durante as provas, utilizar máquinas de calcular, relógios digitais, aparelhos de reprodução de som ou imagem com ou sem fones de ouvido, telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie. Será também eliminado o candidato que se ausentar da sala levando consigo qualquer material de prova. boa prova!
  • 2.
  • 3. história 01 Navegações portuguesas (séculos XV-XVI) Adaptado de ALCEU LUIZ PAZZINATO e MARIA HELENA VALENTE SENISE História moderna e contemporânea. São Paulo: Ática, 1998. Como indicado no mapa acima, a expansão marítima promovida pela Coroa de Portugal, nos séculos XV e XVI, permitiu a incorporação de novas regiões e sociedades ao comércio europeu. Apresente dois interesses da sociedade portuguesa na exploração da costa ocidental africana e explique a importância da região para o estabelecimento dos portugueses na Ásia. 3
  • 4. história 02 As expedições destinadas ao apresamento de índigenas constituíram, como se pode observar no mapa abaixo, a principal atividade realizada pelos bandeirantes paulistas entre os séculos XVI e XVIII. Esquema geral das expedições de apresamento (1550-1720) JOHN MANUEL MONTEIRO Adaptado de Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Cia. das Letras, 1994. Estabeleça a relação existente entre as expedições de apresamento e as atividades econômicas desenvolvidas pelos habitantes da Capitania de São Vicente. Em seguida, identifique um efeito dessas expedições para a colônia portuguesa na América. 4 vestibular estadual 2010 2ª fase exame disCursivO
  • 5. história 03 Gonçalves Dias é um dos principais representantes do Romantismo no Brasil, movimento contemporâneo ao processo de consolidação do Estado monárquico brasileiro e que forneceu elementos simbólicos para a construção da identidade nacional. Observe este fragmento de um de seus poemas: Canção do tamoio Não chores, meu filho; E pois que és meu filho, Porém se a fortuna, Não chores, que a vida Meus brios reveste; Traindo teus passos, É luta renhida: Tamoio nasceste, Te arroja nos laços Viver é lutar. Valente serás. Do inimigo falaz! A vida é combate, Sê duro guerreiro, Na última hora Que os fracos abate, Robusto, fragueiro, Teus feitos memora, Que os fortes, os bravos Brasão dos tamoios Tranquilo nos gestos, Só pode exaltar. Na guerra e na paz. Impávido, audaz. (...) (...) (...) ANTôNIO GONçALvES DIAS www.cin.ufpe.br Identifique, em Canção do Tamoio, um elemento integrante da proposta de construção da identidade nacional brasileira. Justifique também a utilização desse elemento pelo movimento romântico. 5
  • 6. história 04 Bandeira do Império do Brasil Bandeira adotada pelo regime republicano JOSÉ MURILO DE CARvALHO A formação das almas. O imaginário da República no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1990. A proclamação da República no Brasil, em 1889, instituiu a necessidade de revisão dos símbolos nacionais. A nova bandeira, por exemplo, expressou rupturas e continuidades, bem como a valorização de determinadas ideias para o novo regime. Aponte a corrente político-filosófica que interferiu na remodelação da bandeira brasileira e o argumento dessa corrente para a condenação do regime monárquico. 6 vestibular estadual 2010 2ª fase exame disCursivO
  • 7. história 05 Cidade de Birmingham (Inglaterra, 1886) A evolução das cidades. Coleção História em Revista. Rio de Janeiro: Abril Coleções, 1996. Coketown era uma cidade de tijolos vermelhos, ou melhor, de tijolos que seriam vermelhos se a fumaça e as cinzas permitissem, cidade de máquinas e de altas chaminés. Apresentava muitas ruas largas, todas iguais, e muitas ruazinhas ainda mais iguais, cheias de pessoas também muito iguais, pois todas saíam e entravam nas mesmas horas, andando com passo igual na mesma calçada, para fazer o mesmo trabalho, e para elas cada dia era parecido com o da véspera e com o dia seguinte. CHARLES DICKENS In: ENDERS, Armelle e outros. História em curso. Rio de Janeiro: FGv, 2008. A Revolução Industrial provocou grandes mudanças em algumas cidades inglesas a partir de finais do século XVIII. A imagem de Birmingham, de 1886, e o fragmento do romance Tempos difíceis, publicado em 1854, apresentam sinais dessas transformações. Apresente uma mudança causada pelo processo de industrialização nas cidades inglesas e uma de suas consequências para as condições de vida do operariado. 7
  • 8. história 06 O problema agrário está na base dos conflitos sociais e políticos da História do México, desde a independência até a revolução. Todas as tentativas de mudança estrutural - Independência, Reforma, Porfiriato, Revolução - decorrem da necessidade essencial de resolver essa questão-chave. AMÉRICO NUNES Adaptado de As revoluções do México. São Paulo: Perspectiva, 1980. Identifique o problema agrário ao qual se refere o autor do texto e estabeleça sua relação com a Revolução Mexicana de 1910. 8 vestibular estadual 2010 2ª fase exame disCursivO
  • 9. história 07 O “grande porrete” no Mar do Caribe http://americanhistory.si.edu WANDER MELO MIRANDA (org.) Narrativas da modernidade. Belo Horizonte: Autêntica,1999. A caricatura acima, de 1904, e o cartaz publicitário da Coca-Cola, de 1944, apontam para contextos diferenciados das relações do governo dos EUA com países da América Latina. Cite uma ação da política externa norte-americana para a América Latina decorrente da política do Big Stick - “Grande Porrete”. Em seguida, nomeie e explique a nova orientação diplomática dos EUA para essa região durante a Segunda Guerra Mundial. 9
  • 10. história 08 Saudação nazista da seleção inglesa antes de amistoso com a Alemanha (1938) www.globoesporte.com Havia um projeto fascista, uma utopia capaz de seduzir homens e mulheres, de arrastar multidões para além das interpretações esotéricas e hipnóticas de um líder único. FRANCISCO CARLOS TEIxEIRA DA SILvA In: REIS FILHO, Daniel A.; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (orgs.). O século XX – o tempo das crises. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2000. Durante o período do entre-guerras, a ideologia fascista teve uma significativa capacidade de atração sobre indivíduos e grupos de diversas regiões do mundo. Tendo em vista o contexto social e econômico desse período, indique e explique uma prática dos regimes fascistas que tenha mobilizado o apoio popular. 10 vestibular estadual 2010 2ª fase exame disCursivO
  • 11. história 09 A desintegração da União Soviética, que acompanhou a do socialismo na Europa Central, pôs em evidência uma crise maior: a do socialismo contemporâneo. Na China, desde os anos 70, e sobretudo após a morte de Mao Tsé-tung, em 1976, a preocupação e os debates a respeito do socialismo tenderam a dar lugar à preocupação e aos debates a respeito da modernização e do enriquecimento do país. A política dita das Quatro Modernizações (da indústria, da agricultura, da ciência e da tecnologia e das forças armadas), sob a direção de Deng Xiao Ping, na prática, eliminou gradual e firmemente todo o legado do maoísmo. Adaptado de DANIEL AARãO REIS FILHO In: REIS FILHO, Daniel A.; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (orgs.). O século XX – o tempo das dúvidas. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2000. Cite uma medida econômica implementada pelo governo chinês durante a política das Quatro Modernizações. Em seguida, explicite uma diferença entre essa medida e as propostas maoístas de construção do socialismo na China. 11
  • 12. história 10 O Globo, 29/09/2009 A cena retratada pelos quadrinhos só se tornou possível na história recente do país com o fim do Ato Institucional nº 2 (AI-2) em 1979. A reforma partidária, assim como outros eventos do processo de restabelecimento do estado de direito no Brasil, contudo, permitiram ao regime militar controlar o ritmo da abertura política. Indique a principal mudança produzida pela reforma partidária de 1979 e justifique sua aplicação no contexto da abertura “lenta, gradual e segura” promovida pelo regime militar. 12 vestibular estadual 2010 2ª fase exame disCursivO
  • 13. rascunho 13
  • 15. rascunho 15